Caio Atílio Bulbo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caio Atílio Bulbo
Cônsul da República Romana
Consulado 245 a.C.
235 a.C.

Caio Atílio Bulbo (em latim: Gaius Atilius Bulbus) foi um político da gente Atília da República Romana eleito cônsul por duas vezes, em 245 e 235 a.C., com Marco Fábio Buteão e Tito Mânlio Torquato respectivamente.

Primeiro consulado (245 a.C.)[editar | editar código-fonte]

Foi eleito cônsul em 245 a.C., o vigésimo-primeiro ano da Primeira Guerra Púnica, com Marco Fábio Buteão, ano no qual não foram registrados batalhas importantes.

Segundo consulado (235 a.C.)[editar | editar código-fonte]

Dez anos depois, foi eleito novamente, desta vez com Tito Mânlio Torquato. O fato mais memorável de seu mandato foi que o Templo de Jano foi fechado, uma indicação de que Roma estava em paz, pela primeira vez desde a época do rei Numa Pompílio, cinco século antes.[1]

Censor (234 a.C.)[editar | editar código-fonte]

Em 234 a.C. foi eleito censor com Aulo Postúmio Albino.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul da República Romana
SPQR.svg
Precedido por:
'Marco Fábio Licino

com Mânio Otacílio Crasso II

Marco Fábio Buteão
245 a.C.

com Caio Atílio Bulbo

Sucedido por:
'Aulo Mânlio Torquato Ático

com Caio Semprônio Bleso II

Precedido por:
'Públio Cornélio Lêntulo Caudino

com Caio Licínio Varo

Tito Mânlio Torquato
235 a.C.

com Caio Atílio Bulbo II

Sucedido por:
'Lúcio Postúmio Albino

com Espúrio Carvílio Máximo Ruga


Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]