Caio Cornélio Raro Sêxtio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Caio Cornélio Raro Sêxtio
Cônsul do Império Romano
Consulado 93 d.C.

Caio Cornélio Raro Sêxtio (em latim: Gaius Cornelius Rarus Sextius Na(..?)) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto para o nundínio de setembro a dezembro de 93 com um colega de nome desconhecido (Túcio Cerial?). Sua existência é conhecida apenas através de uma inscrição[1] em mármore do século II que aparentemente adornava o Arco de Trajano, em Léptis Magna, instalada no começo da obra. Infelizmente ela está bastante danificada[2].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Depois de seu consulado, foi procônsul da África entre 108 e 109. Foi provavelmente durante o seu mandato que começou a construção do Arco de Trajano, que terminou já no mandato de Quinto Pompônio Rufo, seu sucessor[3].

Sabe-se que ele foi também membro do prestigioso colégio dos quindecênviros dos fatos sagrados[1].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul do Império Romano
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Precedido por:
Domiciano XVI

com Quinto Volúsio Saturnino
com Lúcio Venuleio Montano Aproniano (suf.)
com Lúcio Estertínio Ávito (suf.)
com Tibério Júlio Celso Polemeano (suf.)
com Caio Júlio Silano (suf.)
com Quinto Júnio Aruleno Rústico (suf.)

Sexto Pompeu Colega
93

com Quinto Peduceu Priscino
com Tito Avídio Quieto (suf.)
com Sexto Lusiano Próculo (suf.)
com Caio Cornélio Raro Sêxtio (suf.)

Sucedido por:
Lúcio Nônio Calpúrnio Torquato Asprenas

com Tito Sêxtio Mágio Laterano
com Marco Lólio Paulino Décimo Valério Asiático Saturnino (suf.)
com Caio Âncio Aulo Júlio Quadrado (suf.)
com Lúcio Sílio Deciano (suf.)
com Tito Pompônio Basso (suf.)


Referências

  1. a b IRT 523
  2. Romanelli, Africa Italiana (Rivista di Storia e d’Arte a cura del Ministero delle Colonie) 8 vols., Bergamo, 1927—1940 VII:104 ff., fig. 12
  3. Kenneth D. Matthews, Jr. Cities in the Sand Leptis Magna and Sabratha in Roman Africa. University of Pennsylvania Press, Philadelphia, 1957