Caio Valério Flaco (poeta)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o cônsul romano em 93 a.C., veja Caio Valério Flaco.
Caio Valério Flaco
Nascimento 45
Morte 95 (50 anos)
Cidadania Roma Antiga
Ocupação poeta, escritor

Caio Valério Flaco (em latim, Gaius Valerius Flaccus) (Setia?, ? - Roma?, c. 90) foi um poeta da Roma Antiga.

Pouco se sabe sobre sua vida. O único registro sobre ele vem de Quintiliano, que disse sua morte ter sido uma grande perda. Pode ter sido um dos guardiãos dos Livros Sibilinos. Sua única obra sobrevivente é Argonautica, dedicada ao imperador Vespasiano. Trata-se de um poema épico escrito em hexâmetros dáctilos, contando a história da busca de Jasão pelo Velo de Ouro. A obra chegou fragmentada aos tempos modernos, e pode não ter sido terminada. É em parte uma adaptação da Argonautica de Apolônio de Rodes. Alguns críticos consideram sua versão superior à original, com um estilo puro e versificação fluente, mas com alguns artifícios retóricos exagerados.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]