Calcio Catania

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Catania
Calcio Catania.png
Nome Calcio Catania
Alcunhas Gli Elefanti
Fundação 1946 (71 anos)
Estádio Angelo Massimino
Capacidade 26.000 pessoas
Presidente Itália Antonino Pulvirenti
Treinador Itália Giovanni Pulvirenti
Patrocinador Itália Domus Bet.it
Material (d)esportivo Itália Macron
Competição Itália Lega Pro
2014–15 Itália Serie B, 22º (rebaixado por manipulação de resultados)
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Calcio Catania é um clube de futebol italiano da cidade de Catania. Atualmente disputa a Lega Pro Prima Divisione, que equivale a Terceira Divisão italiana.

As cores da equipe são o vermelho e o azul. O clube tornou-se popular durante o final dos anos 70 e início dos anos 80, quando foi presidido por Angelo Massimino, um dos maiores ícones do futebol italiano naquele período.

Massimino conduziu o Catania a seis acessos, dois deles para a Série A, tendo reconstruído o clube após sua exclusão pela Federação Italiana de Futebol (FIGC), por causa de irregularidades financeiras.

História[editar | editar código-fonte]

O clube foi fundado em 1908, acabou desaparecendo durante a Segunda Guerra Mundial e refundado após o fim do conflito em 1946.

A primeira aparição do Catania na Série A foi em 1954. O clube alcançou o 12° posto, mas foi punido com o rebaixamenteo, após um escândalo esportivo. Entre 1960 e 1966, a equipe siciliana disputou seis temporadas consecutivas na máxima série, obtendo por três vezes o oitavo lugar.

Seu maior rival é o Palermo, subiu para a Série A duas vezes: em 1970-71 e 1983-84, onde se mantém até hoje.

Em 1993, o Catania foi expulso do futebol italiano por causa de irregularidades financeiras. Após uma longa batalha judicial, a Justiça anulou a decisão e forçou a FIGC a incluir a equipe novamente no futebol nacional. O Catania retornou para Eccellenza, espécie de sexta divisão.

Em 2002, o clube conseguiu uma promoção para a Série B. No ano seguinte, o Catania foi o centro de uma polêmica decisão que ampliou o número de equipes na Série B de 20 para 24. A equipe reclamara os pontos de um empate de 1 a 1 contra o Siena, por esta agremiação ter usado um jogador irregular naquela partida. Os dois pontos-extras manteriam o Catania na Série B. Caso fosse mantido o resultado, o clube amargaria a Série C.

Após várias decisões a favor e contra o clube, a FIGC decidiu deixar o Catania na Série B, juntamente com os rebaixados Genoa e Salernitana e ainda incluiu a recém-fundada Fiorentina. A temporada 2003-04 foi disputada por 24 clubes.

Alguns clubes protestaram contra a decisão e ameaçaram boicotar os jogos do Catania. Na temporada seguinte, o número de clubes diminuiu para 22, ao mesmo tempo que a Série A expandiu de 18 para 20 times.

Desde a temporada (2005-2006), o Catania disputa a Série A, a primeira aparição do clube em 22 anos.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Itália Prima Divisione 1 1933-1934[1]
Coppa Ali della Vittoria.png Campeonato Italiano de Futebol - Série B 1 1953-54
Itália Serie C 5 1938-1939, 1942-1943, 1947-1948, 1948-1949, 1974-1975
Itália Serie C1 1 1979-1980
Itália Serie C2 1 1998-1999
Itália Campionato Nazionale Dilettanti 1 1994-1995 (Grupo I)[2]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 22 de janeiro de 2017.

Legenda
  • Capitão: Capitão
  • PenalizadoExpulso: Jogador suspenso
  • Lesionado: Jogador lesionado


Goleiros
Jogador
1 Itália Luigi Spataro
12 Itália Matteo Pisseri
Defensores
Jogador Pos.
3 Itália Dario Bergamelli Z
6 Itália Giovanni Marchese Z
15 Senegal David Mbodj Z
29 Itália Lorenzo Longo Z
26 Itália Andrea De Rossi LD
28 Itália Tino Parisi LD
20 Sérvia Stefan Đorđević LE
33 Gâmbia Kalifa Manneh LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
5 Argentina Federico Scoppa V
24 Itália Domenico Di Cecco V
25 Itália Alfonso Sessa V
27 Itália Marco Biagianti Capitão V
4 Itália Rosario Bucolo M
10 Itália Andrea Russotto M
30 Argentina Gonzalo Piermarteri M
32 Itália Andrea Mazzarani M
Atacantes
Jogador
9 Itália Demiro Pozzebon
11 Eslovénia Maks Barišič
23 Itália Andrea Di Grazia
' Itália Alessio Sallustio
Comissão técnica
Nome Pos.
Itália Giovanni Pulvirenti T

Jogadores históricos[editar | editar código-fonte]

Recordes individuais[editar | editar código-fonte]

O futebolista Nicolò Nicolosi é o jogador que mais marcou gols em campeonatos (78 gols). O Argentino Gonzalo Bergessio é o melhor marcador na Serie A (35 gols). Gionatha Spinesi marcou mais gols em uma única temporada (23 gols). Dois jogadores do Catania foram os maiores artilheiros de uma competição que o clube disputava, são eles Michele Manenti no Campeonato Italiano de Futebol - Série B 1953-1954 (15 gols) e Aquilino Bonfanti no Campeonato Italiano de Futebol - Série B 1969-1970 (13 gols). Damiano Morra é o jogador com o maior número de jogos em todas as ligas (281 jogos). Mariano Izco detém o recorde de jogos disputados na Serie A (218 jogos).[3]

Record de partidas
Maiores Artilheiros

Rivais[editar | editar código-fonte]

Dentre todos adversários o jogo de maior rivalidade para o Calcio Catania é contra a equipe do US Palermo, com quem faz o Derby da Sicília, o maior clássico do futebol siciliano. Além do US Palermo o Calcio Catania também rivaliza com Messina Calcio, Siracusa Calcio e Acireale.[4]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]