Calenjins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Calenjins (kalenjins) são um grupo nilota de aproximadamente 2 milhões de indivíduos que habita sobretudo na área da extinta província do Vale do Rifte, no Quênia. Acredita-se que teriam surgido aproximadamente 1000 anos atrás, quando surgem como um grupo étnico identificável entre o lago Turcana e os planaltos setentrionais da Abissínia. Sua língua é parte do ramo do planalto, ou setentrional, das línguas nilóticas. Se subdividem em vários grupos: quipsiguis, nandis, teriques, queios, tugens, maracuetes, pocotes, sabaotes, sebeis e oquieques. Muitos deles são pequenos fazendeiros e criadores de gado.[1]

Referências

  1. Olson 1996, p. 267.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Olson, James Stuart (1996). «Kalenjin». The peoples of Africa: an ethnohistorical dictionary. Santa Bárbara, Califórnia: Greenwood Press. ISBN 978-0-313-27918-8