Calluna vulgaris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaUrze
CallunaVulgaris.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Ericales
Família: Ericaceae
Género: Calluna
Espécie: C. vulgaris
Nome binomial
Calluna vulgaris
(L.) Hull

Urze[1] ou Queiró[2][3] (Calluna vulgaris) é a única espécie vegetal do género Calluna, pertencente à família Ericaceae. Trata-se de um arbusto anão que surge em todas as ilhas dos Açores, na ilha da Madeira e na maior parte da Europa continental.[4]

Quanto ao biótipo, trata-se de um fanerófito[5]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

Sinonímia[editar | editar código-fonte]

Calluna vulgaris Salisb.; Calluna vulgaris (L.) ; Erica vulgaris (L.) Hull var. hirsuta (Waitz) Gray[6][4]

Nomes comuns[editar | editar código-fonte]

Dá ainda pelos nomes comuns de quebra-panelas[7], queiró-das-ilhas[4], torga-ordinária[8], urze-roxa[9], mongariça[10], leiva[11] e rapa[12].

Descrição[editar | editar código-fonte]

É uma espécie arbustiva verde, amplamente ramificada.[13] É dotada de folhas pequenas, com margens com revolução e com duas aurículas, que se protraem à rectaguarda, conferindo à folha um feitio triangular.[14] A folha abraça o caule (folha amplexicaule). Os ramos principais são muito espaçados, ao passo que os demais ramos, por sinal de mais reduzidas dimensões, não ostentam flores e são intrincadamente imbricados.[6]

Dispõe de pedúnculos com várias brácteolas, formando um invólucro imediatamente sob a flor.[6] A coroa e o cálice da flor são rosa-claro.[14]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

Esta espécie distribui-se por toda a Europa e pelo Noroeste do continente africano, designadamente Marrocos e a Mauritânia, sendo que também se encontra, enquanto espécie introduzida, no continente americano.[4]

Portugal[editar | editar código-fonte]

Trata-se de uma espécie presente no território português, nomeadamente em Portugal Continental, no Arquipélago da Madeira e no Arquipélago dos Açores.[4]

Designadamente, no que toca a Portugal Continental, encontra-se presente em todo o território.[4]

Em termos de naturalidade é nativa das regiões já mencionadas supra.[5]

Protecção[editar | editar código-fonte]

Não se encontra protegida por legislação portuguesa ou da Comunidade Europeia.

Ecologia e habitat[editar | editar código-fonte]

Medra em terrenos bravios e sáfaros, sejam charnecas ou sobosque, com solos de substracto ácido e tendencialmente higrófilos, tanto em montanha como à beira-mar.[4][5]

Perfil farmacológico[editar | editar código-fonte]

As partes aéreas floridas têm propriedades adstringentes, colagogas (acção sobre a vesicula biliar), antissépticas, depurativas, sudoríficas, expectorantes, podendo inclusiva ser usadas para confeccionar sedativos ligeiros e vasoconstritores.[4] Historicamente, conheceu uso na preparação de mezinhas no tratamento da artrite, reumatismo e frieiras.[4]

Na mesma linha de conta, as infusões dos rebentos das flores desta planta também foram usadas, como mezinhas, no tratamento de infecções das vias urinárias, da hiperuricémia, da gota, do reumatismo, da hipertensão arterial.[6]

Também chegou a ser usada para fazer unguentos tópicos para combater eczemas e infecções orofaríngeas e vulvares.[6]

Referências

  1. Infopédia. «urze | Definição ou significado de urze no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 28 de maio de 2021 
  2. Pinto, B. (2010). Guia de campo – Dia B, 22 Maio de 2010, bioeventos.
  3. Infopédia. «queiró | Definição ou significado de queiró no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 28 de maio de 2021 
  4. a b c d e f g h i «Jardim Botânico UTAD | Calluna vulgaris». https://jb.utad.pt/. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  5. a b c «Flora-On | Flora de Portugal». flora-on.pt. Consultado em 28 de maio de 2021 
  6. a b c d e «Plantas». www3.uma.pt. Consultado em 28 de maio de 2021 
  7. Infopédia. «quebra-panelas | Definição ou significado de quebra-panelas no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 28 de maio de 2021 
  8. Infopédia. «torga-ordinária | Definição ou significado de torga-ordinária no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 28 de maio de 2021 
  9. Infopédia. «urze-roxa | Definição ou significado de urze-roxa no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 28 de maio de 2021 
  10. Infopédia. «mongariça | Definição ou significado de mongariça no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 28 de maio de 2021 
  11. Infopédia. «leiva | Definição ou significado de leiva no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 28 de maio de 2021 
  12. Infopédia. «rapa | Definição ou significado de rapa no Dicionário Infopédia da Língua Portuguesa». Infopédia - Dicionários Porto Editora. Consultado em 28 de maio de 2021 
  13. Castroviejo, S. (coord. gen.). 1986-2012. Flora iberica 506. Real Jardín Botánico, CSIC, Madrid.
  14. a b Castroviejo, S. (coord. gen.). 1986-2012. Flora iberica 506. Real Jardín Botánico, CSIC, Madrid.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Sjogren, Erik. Plantas e Flores dos Açores. Edição do autor, 2001.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações exteriores[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre asterídeas, integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.



O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Calluna vulgaris