Calunga (divindade)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Calunga (desambiguação).

Calunga (Kalunga),[1] na mitologia bantu dos luenas, ambós e dongas de Angola, é o deus criador e está associado aos fenômenos naturais. O termo também é utilizado pelos lundas, chócues e luchazis, para os quais o deus supremo é Zambi. No contexto chócue, às vezes os termos aparecem associados, quiçá indicando que são conceitos distintos para o Ser Supremo dos bantos.[2][3]

Referências

  1. Sousa 1971, p. 121.
  2. Mcculloch 2017, p. 6.
  3. Pereira 2006, p. 307.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Mcculloch, Merran (2017). The Southern Lunda and Related Peoples (Northern Rhodesia, Belgian Congo, Angola): West Central Africa, Parte 1. Londres e Nova Iorque: Routledge 
  • Pereira, Edimilson de Almeida (2006). «No mar com os devotos - o Congado e o Candombe como pontes culturais entre Brasil e África». Brasil/Africa: como se o mar fosse mentira. Luanda: Chá de Caxinde 
  • Sousa, Luís Augusto de. Sobre a mulher Lunda-Quioca (Angola). Lisboa: Junta de Investigações do Ultramar