Camila (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Camila, veja Camila (desambiguação).
Camila
Camila (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 45 min
Criador(es) Inés Rodena
País de origem México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Marta Luna
Luis Eduardo Reyes
Produtor(es) Angelli Nesma Medina
Elenco Bibi Gaytán
Eduardo Capetillo
Enrique Lizalde
Adamari López
Kuno Becker
ver mais
Tema de abertura «Camila» por Eduardo Capetillo
Exibição
Emissora de televisão original Canal de Las Estrellas
Transmissão original 14 de setembro de 199815 de janeiro de 1999
N.º de episódios 90
Cronologia
Vivo por Elena
Nunca te olvidaré

Camila (no Brasil: Camila) foi uma telenovela mexicana produzida por Angelli Nesma Medina para a Televisa e exibida pelo Canal de Las Estrellas entre 14 de setembro de 1998 a 15 de janeiro de 1999.

Com história original de Inés Rodena e adaptação de Gabriela Ortigoza, a trama é um remake do grande sucesso Viviana, produzida em 1978.

Foi protagonizada por Bibi Gaytán e Eduardo Capetillo e antagonizada por Adamari López e Kuno Becker.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Camila Flores é uma doce camponesa que perdeu os pais muito cedo. Sua criação ficou a cargo de seu avô Genaro. Ele é um grande criador de galos, mas é muito pobre. O maior medo de Genaro é que Camila um dia o abandone e que ela não seja feliz.

Um dia, Camila conhece o advogado Miguel Gutiérrez, ele veio da capital, e logo que vê Camila se impressiona com sua beleza. Ele pede permissão para o avô da garota para que possa visita-la. Genaro pensa que Miguel em breve vai esquecer sua neta então deixa que Miguel a veja.

Em pouco tempo, Camila e Miguel se apaixonam, motivo pelo qual ele pede a mão da garota em casamento. Genaro, mesmo contra sua vontade deixa que Camila se case. Sucesso.

Na capital, Miguel trabalha na empresa de Armando Iturralde, um homem muito rico de quem Miguel pretende se tornar sócio em breve.

Armando tem uma filha, a bela e caprichosa Mônica. Ela volta da Europa, onde fingia estudar Artes Plásticas, e logo que conhece Miguel, fica obcecada por ele, e, sob o pretexto de não conhecer bem a cidade, pede que ele a acompanhe em todos os lugares. Miguel em sua ambição, aceita.

Mônica, com o fim de agradar Miguel, pede que Armando dê uma promoção a Miguel. Ivan, percebendo as segundas intenções de Mônica, aconselha Miguel a explorar essa amizade para tirar proveito e assim poder oferecer um futuro melhor a Camila.

Miguel e Camila finalmente se casam, mas apenas no civil, ele promete que vai a capital e em breve se casarão com a benção de Deus. Genaro considera muito suspeita a atitude de Miguel, mas como não quer se separar da neta, aceita.

Conforme o tempo passa, a relação de Miguel e Mônica vai de amizade a noivado,já que ela persistiu e usou a influencia do pai, que acreditava que Miguel realmente gostava de Mônica.

Como Miguel percebe que seu casamento com Mônica lhe trará muitos benefícios, envia uma carta a Camila terminando o casamento, alegando que foi um erro da parte dele. O primeiro a ler a carta é Genaro, que ao ler, fica cheio de raiva e decide tirar satisfações. Ao ir para a capital, ele sofre um ataque do coração e morre.

Camila, após enterrar e chorar pela morte de seu avô, decide ir a capital para encontrar com seu marido.

Miguel fica surpreso ao ver Camila, e após ela contar o que aconteceu, ele percebe que quem ele ama é a camponesa. Por isso, ele decide terminar com Mônica, mas esta segue com a idéia obsessiva de ter Miguel e não se dá por vencida. Ela acredita que motivo do rompimento seja a diferença de classes entre eles. Então, ela pede a Armando que ofereça uma sociedade com Miguel. Armando atende aos caprichos de Mônica, desde que eles marquem a data do casamento para formalizar a união. Ivan aconselha a Miguel a não perder essa oportunidade de aumentar seu nível econômico. Miguel então, decide se casar com a filha do patrão.

Porém Miguel e Camila seguem se amando, e nada conseguirá impedir esse sentimento pacientemente em sua cidade natal de Miguel notícias.

seu coração não resisti e ele morre nos braços de Camila, levando o segredo para o túmulo.

Na unidade habitacional onde vive, Camila faz amizade com a Sra. Chayo, uma mulher que toma muito cuidado e trata ela como uma filha. Após saber da infidelidade que Miguel fez a Camila, Dona Chayo fica indignarda e leva Camila à igreja, no dia em que Miguel se casa com Monica.

Camila com um coração dilacerado pela hipocrisia de Miguel foge sem dizer que esperava um filho. A dor causada pela traição do homem que ama profundamente, e destruida Camila sente uma vontade indomável de prosseguir a vida. Sozinha, se depara com um mundo onde beleza e simplicidade isso vai inflamar paixões e ressentimentos. Sua vontade de vencer será dificultada, a cada passo, mas o seu amor de mãe para avançar a fará vencer.

Determinada a lutar pelo seu filho, tenta esquecer o homem que, apesar de tudo, nunca deixou de amar.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Premio TVyNovelas 1999

Categoria Indicação Resultado
Melhor ator protagonista Eduardo Capetillo Indicado
Melhor atriz antagônica Adamari López Indicada

Exibição no Brasil[editar | editar código-fonte]

Foi exibida no Brasil pelo SBT, entre 19 de fevereiro a 22 de junho de 2001, em 90 capitulos substituindo Maria Isabel e sendo substituída por Por Teu Amor.[1]

Audiência[editar | editar código-fonte]

No México[editar | editar código-fonte]

Em sua exibição original no México alcançou 29 pontos de média.[2]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil teve 11 pontos, sendo um dos maiores sucessos da extinta sessão "Tarde de Amor", do SBT.

Referências

  1. Daniel Castro (19 de fevereiro de 2001). «SBT estréia hoje novela mexicana "Camila"». Folha de S.Paulo. Consultado em 23 de julho de 2015. 
  2. «Histórico Novelas 20:00» (PDF). Menoc. Consultado em 22 de novembro de 2015. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]