Camilla Läckberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Camilla Läckberg
Camilla Läckberg em Gotemburgo, 2008
Nome completo Jean Edith Camilla Läckberg Sköld
Nascimento 30 de agosto de 1974
Fjällbacka, Suécia
Nacionalidade Suécia Sueca
Ocupação Escritora
Magnum opus Os diários secretos
Página oficial
http://www.camillalackberg.com/

Jean Edith Camilla Läckberg Sköld, mais conhecida como Camilla Läckberg (Fjällbacka, Suécia, 30 de agosto de 1974), é uma escritora sueca de romances policiais.[1] A sua obra está traduzida em 35 línguas, e vendida em 50 países, com uma tiragem superior a 18 milhões de cópias. [2][1] É conhecida como a Rainha Europeia do Crime e como a nova Agatha Christie.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciou-se na Universidade de Economia de Gotemburgo antes de se mudar para Estocolmo, onde foi economista durante alguns anos. Um curso de escrita criativa levou-a a uma mudança drástica de carreira.[4] Foi considerada a escritora sueca do ano em 2004 e 2005, e os seus quatro primeiros livros atingiram o primeiro lugar no top de vendas da Suécia. Foi a sexta autora mais lida na Europa em 2009, e a partir daí manteve-se nos tops internacionais.[4]

Os enredos dos seus livros são passados na pequena localidade de Fjällbacka, na Costa Ocidental da Suécia.[5] A harmonia familiar da personagem da escritora Erica Falk contrasta com a violência dos crimes que o personagem do inspetor Patrik Hedström e da escritora Erica Falck têm de resolver.[6]

Camilla Läckberg tem quatro filhos: Wille e Meja do seu primeiro casamento, Charlie do segundo, e Polly do seu relacionamento com Simon Sköld, lutador de MMA e escritor. Charlie é a inspiração para sua coleção de livros infantis, o Super-Charlie.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

A série policial de Erica Falck e Patrik Hedström, de Fjällbacka:[7]

  • 2003 - Isprinsessan - Tradução brasileira: A Princesa de Gelo (Planeta, 2010)[8].
  • 2004 - Predikanten - Tradução brasileira: Gritos do Passado (Planeta, 2011).
  • 2005 - Stenhuggaren - Tradução brasileira: O Cortador de Pedras (Planeta, 2011)[9] , Tradução portuguesa: Teia de Cinzas (Dom Quixote, 2011).
  • 2006 - Olycksfågeln - Tradução brasileira: O Estranho (Planeta, 2012) , Tradução portuguesa: Ave de Mau Agoiro (Dom Quixote, 2011).
  • 2007 - Snöstorm och mandeldoft - Tradução literal: O Aroma das Amêndoas. É um livro extra, com Fjälbacka como cenário.
  • 2007 - Tyskungen - Tradução portuguesa: Os Diários Secretos (Dom Quixote, 2012)[6].
  • 2008 - Sjöjungfrun - Tradução portuguesa: A Sombra da Sereia (Dom Quixote,2013).
  • 2009 - Fyrvaktaren - Tradução portuguesa: A Ilha dos Espíritos (Dom Quixote, 2014).
  • 2011 - Änglamakerskan - Tradução portuguesa: O Olhar dos Inocentes (Dom Quixote,2015).
  • 2013 - Mord och mandeldoft - Tradução literal: O Aroma das Amêndoas e Outras Histórias. É um livro extra relançado com novas histórias para comemorar o jubileu do primeiro livro da autora.
  • 2014 - Lejontämjaren - Tradução portuguesa: O Domador de Leões (Dom Quixote, 2016).
  • 2017 - Häxan - Tradução literal: A bruxa.

Outros livros[editar | editar código-fonte]

  • 2006 - Snöstorm och mandeldoft. Tradução literal: O Aroma das Amêndoas. É um livro extra, com Fjälbacka como cenário.
  • 2008 – Smaker från Fjällbacka. Tradução literal: Sabores de Fjällbacka. É um livro de culinária.
  • 2011 – Super-Charlie
  • 2011 – Fest, mat & kärlek. Tradução literal: Festa, comida e amor. É um livro de culinária.
  • 2012 – Super-Charlie och gosedjurstjuven. Tradução literal: Super-Charlie e o ladrão de pelúcias.
  • 2013 – Super-Charlie och mormorsmysteriet. Tradução literal: Super-Charlie e o mistério da vovó.
  • 2014 - Super-Charlie & Monsterbacillerna. Tradução literal: Super-Charlie e os insetos monstros.
  • 2015 - Super-Charlie och Lejonjakten. Tradução literal: Super-Charlie e a caçada ao leão.
  • 2016 - Super-Charlie & den försvunna tomten - Tradução literal:Super-Charlie e o Papai Noel desaparecido.
  • 2017 - Super-Charlie och Skurksystern - Tradução literal: Super-Charlie e a Irmã Malvada.

Adaptações Televisivas[editar | editar código-fonte]

A primeira produção para a TV foi feita em 2007, baseada nos quatro primeiros livros, tendo sido estes transformados em uma sequência de filmes para a Televisão Sueca. A Princesa de Gelo e Gritos do Passado foram dirigidos por Jonas Grimås e O Cortador de Pedras e O Estranho foram dirigidos por Emiliano Goessens[10]. Erica Falck foi interpretada por Elisabeth Carlsson e Patrik Hedström foi interpretado por Niklas Hjulström.

Camilla Läckberg em 2011 na Feira do Livro de Gotemburgo

Outra séride foi produzida. A filmagem da série de TV Fjällbacka começou em Agosto de 2011 baseada nos personagens dos livros, com os atores Claudia Galli e Richard Ulfsäter. Os filmes produzidos foram os seguintes:

  • Camilla Läckberg: Mord in Fjällbacka – Das Familiengeheimnis, 2012 (ZDF 2013). Tradução literal: O segredo da família.
  • Camilla Läckberg: Mord in Fjällbacka – Die Tränen der Santa Lucia, 2012 (ZDF 2013). Tradução literal: As lágrimas de Santa Lucia.
  • Camilla Läckberg: Mord in Fjällbacka – Der Tod taucht auf, 2012 (ZDF 2013). Tradução literal: A Morte aparece.
  • Camilla Läckberg: Mord in Fjällbacka – Die Hummerfehde, 2012 (ZDF 2013). Tradução literal: A briga da lagosta.

O primeiro filme para o cinema foi produzido em 2013 com a adaptação do livro Os Diários Secretos, com os mesmos atores e dirigido pelo ganhador do Oscar Per Hanefjord. Esse filme faz parte da série posteriormente laçada Fjällbackamorden, um investimento feito pela produtora Tre Vänner ("Três Amigos"), que construiu o Studio Läckberg em Tanunshede para as gravações. A série tem, atualmente, 6 episódios de aproximadamente uma hora e meia de duração.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Camilla Läckberg