Campanha de repressão aos contra-revolucionários

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

História da República Popular da China

National Emblem of the People's Republic of China (2).svg

Era Mao Tse-tung (1949–1976)
Guerra Civil Chinesa
Revolução Comunista Chinesa
Anexação do Tibete
Guerra da Coreia
Zhen Fan
Campanhas Três-Anti/Cinco-Anti
Campanha das Cem Flores
Campanha Antidireitista
Grande Salto para Frente
Ruptura sino-soviética
Fome de 1958-1961 na China
Guerra sino-indiana
Revolução Cultural
Lin Biao
Bando dos Quatro
Criticar Lin, Criticar Confúcio
Protestos de Tian'anmen
Era Deng Xiaoping (1976–1989)
Abertura econômica da China
Quatro Modernizações
Guerra Sino-vietnamita
Massacre na Praça da Paz Celestial
Um país, dois sistemas
Reunificação Chinesa
China Atual
Distúrbios no Tibete em 2008
Sismo de Sichuan de 2008
Jogos Olímpicos de Verão
Distúrbios em Xinjiang

Ver Também:
História da China
História da ciência e tecnologia na China

Líderes Proeminentes
Mao - Deng - Jiang - Hu
Outros temas sobre a China
Cultura - Economia
Geografia - Política - Educação
Portal:China


A campanha de repressão aos contra-revolucionários (zhen fan 镇 反, ou Zhenya fan'geming 镇压 反革命, "reprimir os contra-revolucionários" ) começou em março de 1950, quando o Comité Central do Partido Comunista da China emitiu uma ordem: Instrução sobre a repressão severa de atividades contra-revolucionárias (关于 严厉镇压 反革命分子 活动 的 指示). Foi a primeira campanha lançada pela República Popular da China destinada a erradicar os elementos da oposição, especialmente ex-funcionários do Kuomintang com alegada tentativa de minar o novo regime.

Os objetivos de tais grandes campanhas políticas receberam rótulos políticos negativos iguais ao atribuídos a um estatuto de classe. Os alvos durante a campanha para eliminar os contra-revolucionários em 1951, foram posteriormente rotulados como "contra-revolucionários", como "malditos e seus descendentes a partir desse ponto." Um número significativo de "contra-revolucionários" foram presos e executados, e a maioria condenados a "reforma através do trabalho" (laodong gaizao 劳动 改造) [1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências