Campeonato Amazonense de Futebol de 2022

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Campeonato Amazonense de Futebol de 2022
Barezão de 2022
Dados
Participantes 12
Organização FAF
Anfitrião Amazonas
Período 26 de janeiro2 de abril
Gol(o)s 227
Partidas 80
Média 2,84 gol(o)s por partida
Campeão Manaus (5º título)
Vice-campeão Princesa do Solimões
Rebaixado(s) São Raimundo-AM
Clipper
Penarol
JC
Melhor marcador Max (9 gols)
Maiores goleadas
(diferença)
Nacional-AM 9-1 Clipper
Estádio Ismael BenignoManaus, Amazonas Amazonas
6 de março de 2022
 
JC 1-9 Princesa do Solimões
Estádio Ismael BenignoManaus, Amazonas Amazonas
9 de março de 2022
Público 18 005
Média 580,8 pessoas por partida
◄◄ Amazonas 2021 Soccerball.svg Amazonas 2023 ►►

O Campeonato Amazonense de Futebol de 2022 correspondeu à 106.ª edição da divisão principal do campeonato estadual do Amazonas, cujo nome oficial foi Barezão 2022. O campeonato teve doze clubes, três clubes a mais comparado à edição anterior e quatro clubes a mais comparado à edição de 2020, por conta da ausência de rebaixamento nessas duas edições (que voltou a estar previsto nesta temporada, obrigando os clubes que ficaram entre 9º a 12º colocados na primeira fase a disputar a Série B de 2023), em decorrência das implicações financeiras acarretadas pela Pandemia de Covid-19 aos clubes amazonenses. A competição se iniciou em 26 de janeiro, com final realizada na data de 2 de abril, e além de apontar o campeão maior do futebol amazonense na temporada de 2022, serviu para indicar os representantes do estado na edição de 2023 da Copa do Brasil de Futebol, da Copa Verde de Futebol e também do Campeonato Brasileiro de Futebol - Série D.[1]

O certame também marcou o retorno do público aos estádios amazonenses nas partidas da principal competição estadual de futebol, a partir da 9ª rodada da Primeira Fase, graças ao Decreto Estadual nº 45.225, de 21 de Fevereiro de 2022, assinado pelo Governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima, publicado no Diário Oficial do Estado do Amazonas de mesma data, após duas edições do Campeonato Amazonense de jogos realizados sob portões fechados, devido ao enfrentamento da Pandemia de COVID-19. A medida governamental considerou a queda nos indicadores da pandemia no Estado do Amazonas (casos, óbitos, internações e ocupação de leitos hospitalares clínicos e de UTI), bem como o avanço da vacinação contra a doença na capital e no interior do Estado.[2]

Regulamento [3][editar | editar código-fonte]

Formato de Disputa[editar | editar código-fonte]

O torneio adotou um sistema misto, contando com fase regular e fase final, assim como ocorrido na edição anterior, com a diferença de que nesta edição, após duas temporadas, o regulamento voltou a prever o rebaixamento para a Segunda Divisão da temporada seguinte:

Fase Regular

Os doze clubes participantes jogaram em turno único, todos contra todos. Ao final, os oito melhores classificados se classificaram para as fases finais, enquanto o restante dos clubes (9º ao 12º colocados) foram rebaixados para a Série B de 2023. Em caso de empate no número de pontos nesta fase, os critérios de desempate eram os seguintes:

  • 1º) maior número de vitórias;
  • 2º) maior saldo de gols;
  • 3º) maior número de gols pró;
  • 4º) confronto direto (na primeira fase);
  • 5º) sorteio.
Fases Finais

Os oito clubes qualificados disputaram as fases finais, em forma eliminatória com jogos de ida e volta, respeitado o cruzamento olímpico (1º x 8º; 2º x 7º; 3º x 6º e 4º x 5º) cabendo o mando de campo da partida de volta (exceto no caso das semifinais, em que o mando de campo da partida de volta foi do clube posicionado à esquerda da tabela do campeonato) e a vantagem de jogar por dois empates ou por empate no placar agregado ao clube melhor classificado na primeira fase da competição. O chaveamento até a final do campeonato foi definido pela Diretoria de Competições da FAF em comum acordo com os clubes.

Rebaixamentos

Após duas temporadas seguidas sem rebaixamento no Campeonato Amazonense, em decorrência das implicações financeiras acarretadas pela Pandemia de COVID-19 aos clubes amazonenses, o regulamento atual voltou a prever o descenso de clubes à Segunda Divisão da temporada seguinte. Nesta edição, os clubes rebaixados corresponderam do 9º ao 12º colocados na primeira fase do torneio.

Classificação geral

Conforme o regulamento da competição, a classificação geral do campeonato foi composta pelo campeão, pelo vice, pelos clubes eliminados na fase semifinal (o clube que figurou na terceira colocação, dentre os eliminados na fase semifinal, foi o melhor classificado na primeira fase da competição) e pelos clubes posicionados de 5º a 12º colocados de acordo com seus respectivos desempenhos na primeira fase da competição. O campeão e o vice, em regra, corresponderam aos representantes amazonenses na Copa do Brasil de 2023, na Série D de 2023 e na Copa Verde de 2023, exceto se, dentre o campeão e o vice, houvesse pelo menos um clube classificado para qualquer uma destas competições por outros critérios ou que figurasse em uma divisão superior à Série D no Campeonato Brasileiro, hipótese esta em que a vaga ou as vagas remanescentes, em qualquer uma destas competições, seria ocupada a partir do terceiro colocado na classificação geral, sucessivamente.

Retorno do público aos estádios amazonenses[editar | editar código-fonte]

Após duas edições do Campeonato Amazonense e oito rodadas da presente edição com jogos realizados com portões fechados, devido ao enfrentamento da Pandemia de COVID-19, esta edição marcou o retorno do público aos estádios amazonenses nas partidas da principal competição estadual de futebol, a partir da 9ª rodada da Primeira Fase, graças ao Decreto Estadual nº 45.225, de 21 de Fevereiro de 2022, assinado pelo Governador do Estado do Amazonas, Wilson Lima, publicado no Diário Oficial do Estado do Amazonas de mesma data. A medida governamental considerou a queda nos indicadores da pandemia no Estado do Amazonas (casos, óbitos, internações e ocupação de leitos hospitalares clínicos e de UTI), bem como o avanço da vacinação contra a doença na capital e no interior do Estado. A princípio, 30 % da capacidade das praças esportivas do Amazonas estiveram liberados para a presença de público, limite este que no decorrer da competição, foi liberado para 100 % da capacidade total das praças esportivas utilizadas na disputa.

A disputa do Barezão de 2022[editar | editar código-fonte]

Equipes participantes[editar | editar código-fonte]

Sem rebaixamentos nas edições de 2020 e 2021, devido às decisões tomadas em comum acordo entre os clubes participantes destas edições e a Federação Amazonense de Futebol para que não houvesse rebaixamento no Campeonato Amazonense, o que vinha ocorrendo desde a edição de 2020,[4] o Campeonato Amazonense desta edição, desta forma, teve 12 clubes participantes. A edição marcou o retorno do Operário, que não disputava a primeira divisão desde o ano de 2015, bem como também o retorno do Fast Clube, que desistiu de disputar a edição anterior, mas que por conta do regulamento da edição anterior não prever rebaixamentos e possibilitar a desistência, tornando a disputa dessa forma opcional, teve o seu direito de participar desta edição assegurado. Houve também a estreia na primeira divisão do Manauara, clube fundado em 30 de novembro de 2020 e que com menos de um ano de fundação, conseguiu o acesso à divisão principal do Campeonato Amazonense, bem como o título da Série B de 2021.

A edição de 2022 do Campeonato Amazonense de Futebol também guardou alguns fatos curiosos, dado o elevado número de participantes:

  • Em 2022 pela primeira vez em sua fase profissional (que ocorre desde o ano de 1964), o Campeonato Amazonense de Futebol contou com 12 clubes participantes. Antes o maior número de participantes era o de 10 clubes.
  • Pela primeira vez na história dois municípios do interior contaram com mais de um representante: Itacoatiara, representada pelo Penarol e pelo JC e Manacapuru, representada pelo Princesa do Solimões e pelo Operário-AM.
  • Pela primeira vez na história, o interior foi representado por cinco clubes, um recorde na história do torneio.
Aumento Equipe promovida da Série B 2021
Equipe Cidade Em 2021 Estádio (Mando) Capacidade Títulos (Último) Part.
Amazonas Futebol Clube Manaus 3º (Série A) Arena da Amazônia 44 000 0 (não possui) 3
Atlético Clipper Clube Manaus 6º (Série A) Colina 10 000 0 (não possui) 15
Nacional Fast Clube Manaus Não disputou Carlos Zamith 5 000 7 (último em: 2016) 86
Esporte Clube Iranduba da Amazônia Iranduba 9º (Série A) Tenente Álvaro Maranhão 2 000 0 (não possui) 8
JC Futebol Clube Itacoatiara 8° (Série A) Floro de Mendonça 5 000 0 (não possui) 2
Manauara Esporte Clube Manaus Aumento (Série B) Colina 10 000 0 (não possui) 1
Manaus Futebol Clube Manaus (Série A) Arena da Amazônia 44 000 4 (último em: 2021) 9
Nacional Futebol Clube Manaus 5º (Série A) Arena da Amazônia 44 000 43 (último em: 2015) 102
Operário Esporte Clube Bandeira-manacapuru.jpg Manacapuru Aumento (Série B) Gilbertão 5 000 0 (não possui) 4
Penarol Atlético Clube Itacoatiara 7° (Série A) Floro de Mendonça 5 000 3 (último em: 2020) 23
Princesa do Solimões Esporte Clube Manacapuru 4° (Série A) Gilbertão 8 000 1 ( último em: 2013) 29
São Raimundo Esporte Clube Manaus 2° (Série A) Colina 10 000 7 (último em: 2006) 60

Promovidos e rebaixados[editar | editar código-fonte]

Rebaixados da Série A 2021
Não houveram rebaixamentos na edição.
Pos. Promovidos da Série B 2021
Bandeira de Manaus.svg Manauara
Bandeira-manacapuru.jpg Operário-AM

Primeira Fase[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG % Zona de classificação
1 Bandeira-manacapuru.jpg Princesa do Solimões 25 11 7 4 0 27 5 +22 76 Classificados para a Fase Final
2 Bandeira de Manaus.svg Nacional-AM 23 11 7 2 2 21 5 +16 70
3 Bandeira de Manaus.svg Manaus 22 11 6 4 1 27 9 +18 67
4 Bandeira de Manaus.svg Fast Clube 20 11 5 5 1 18 7 +11 61
5 Bandeira de Manaus.svg Amazonas 18 11 5 3 3 17 8 +9 55
6 Bandeira de Manaus.svg Manauara 18 11 5 3 3 15 11 +4 55
7 Bandeira de Iranduba.jpg Iranduba 17 11 4 5 2 15 9 +6 52
8 Bandeira-manacapuru.jpg Operário-AM 14 11 3 5 3 10 11 −1 42
9 Bandeira de Manaus.svg São Raimundo-AM 10 11 3 1 7 23 16 +7 30 Eliminados na Primeira Fase e Rebaixados para a Série B 2023
10 Bandeira de Manaus.svg Clipper 7 11 2 1 8 13 43 –30 21
11 Bandeira de Itacoatiara am.jpg Penarol 5 11 1 2 8 5 27 –22 15
12 Bandeira de Itacoatiara am.jpg JC 2 11 0 2 9 4 44 –40 6


Fase final[editar | editar código-fonte]

Em itálico, as equipes que jogam pelo empate no placar agregado e com mando de campo na partida de volta por terem conseguido melhor campanha na Primeira Fase e em negrito os times classificados à etapa seguinte.

Quartas de final Semifinais Final
 12 a 20 de março  23 a 27 de março  30 de março e 2 de abril
                                     
 Bandeira-manacapuru.jpg Princesa do Solimões 1 1 2  
 Bandeira-manacapuru.jpg Operário-AM 1 1 2  
   Bandeira-manacapuru.jpg Princesa do Solimões 1 2 3  
   Bandeira de Manaus.svg Fast Clube 2 0 2  
 Bandeira de Manaus.svg Fast Clube 0 2 2
 Bandeira de Manaus.svg Amazonas 1 0 1  
   Bandeira-manacapuru.jpg Princesa do Solimões 1 1 2
   Bandeira de Manaus.svg Manaus 2 2 4
 Bandeira de Manaus.svg Nacional-AM 2 2 4  
 Bandeira de Iranduba.jpg Iranduba 1 0 1  
   Bandeira de Manaus.svg Nacional-AM 0 2 2
   Bandeira de Manaus.svg Manaus 1 2 3
 Bandeira de Manaus.svg Manaus 1 1 2
 Bandeira de Manaus.svg Manauara 1 1 2

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Amazonense de 2022
Manaus
Manaus
Campeão
(5.º título)

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Técnicos[editar | editar código-fonte]

Equipe Técnico
Amazonas Brasil Rafael Lacerda
Clipper Brasil Ronilson Vieira
Fast Clube Brasil Christian Lauria
Iranduba Brasil Acaz Verçoza
JC FC Brasil Júnior do Pinho
Manauara Brasil Zé Humberto
Manaus Brasil Evaristo Piza(1ª—Final)
Nacional-AM Brasil Gilmar Popoca(1ª—Semifinais)
Operário-AM Brasil Mateus Lara
Penarol Brasil Miquéias Fradique
Princesa do Solimões Brasil Aderbal Lana
São Raimundo-AM Brasil Cacaio

Classificação Geral[editar | editar código-fonte]

Observação: conforme o §1º do Artigo 11 do Regulamento Específico do Campeonato Amazonense de Futebol Profissional Série A 2022, os clubes de 3º a 4º colocados da competição serão definidos, dentre os clubes que forem eliminados na fase semifinal, conforme seus desempenhos durante a Primeira Fase; e os clubes de 5º a 12º colocados da competição serão definidos conforme seus desempenhos durante a Primeira Fase.

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG % Zona de classificação
1 Bandeira de Manaus.svg Manaus 34 17 9 7 1 36 15 +21 67 Campeão, Copa do Brasil de 2023 e Copa Verde de 2023
2 Bandeira-manacapuru.jpg Princesa do Solimões 30 17 8 6 3 34 13 +21 59 Vice-campeão, Copa do Brasil de 2023, Série D de 2023 e Copa Verde de 2023
3 Bandeira de Manaus.svg Nacional-AM 30 15 9 3 3 27 9 +18 67 Eliminado nas semifinais e classificado à Série D de 2023
4 Bandeira de Manaus.svg Fast Clube 26 15 7 5 3 22 11 +11 58 Eliminado nas semifinais
5 Bandeira de Manaus.svg Amazonas 21 13 6 3 4 18 10 +8 54 Eliminados nas quartas de final
6 Bandeira de Manaus.svg Manauara 20 13 5 5 3 17 13 +4 51
7 Bandeira de Iranduba.jpg Iranduba 17 13 4 5 4 16 13 +3 44
8 Bandeira-manacapuru.jpg Operário-AM 16 13 3 7 3 12 13 −1 41
9 Bandeira de Manaus.svg São Raimundo-AM 10 11 3 1 7 23 16 +7 30 Rebaixados para a Série B 2023
10 Bandeira de Manaus.svg Clipper 7 11 2 1 8 13 43 –30 21
11 Bandeira de Itacoatiara am.jpg Penarol 5 11 1 2 8 5 27 –22 15
12 Bandeira de Itacoatiara am.jpg JC 2 11 0 2 9 4 44 –40 6


Referências

  1. «FAF divulga Regulamento Específico e Tabela Básica do Amazonense Série A 2022». Federação Amazonense de Futebol. 26 de novembro de 2021. Consultado em 23 de janeiro de 2022 
  2. «Governador Wilson Lima assina decreto que libera 30% de público em estádios de futebol». 21 de fevereiro de 2022. Consultado em 6 de março de 2022 
  3. «Regulamento Específico do Campeonato Amazonense de Futebol Profissional Série A 2022» (PDF). FAF- Federação Amazonense de Futebol. 25 de novembro de 2021. Consultado em 23 de janeiro de 2022 
  4. «Devido a pandemia, FAF define que Amazonense 2021 não terá rebaixamento». GE. 22 de janeiro de 2021. Consultado em 1 de fevereiro de 2022