Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino de 2022 - Série A3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Campeonato Brasileiro Feminino – Série A3 2022
Brasileirão Feminino 2022 - Série A3
Brasil
Dados
Participantes 32
Organização CBF
Período 11 de junho27 de agosto[1]
Gol(o)s 110
Partidas 32
Média 3,44 gol(o)s por partida
Maiores goleadas
(diferença)
CRB 1-6 VF4
Estádio da UFALMaceió
13 de junho, Primeira Fase
 
Barcelona-RO 6-1 Rio Branco-AC
Portal da AmazôniaVilhena
18 de junho, Primeira Fase
Soccerball.svg 2023 ►►
atualizado em 18 de junho

A Série A3 do Campeonato Brasileiro Feminino de 2022 será a 1ª edição e a mais nova divisão para o futebol feminino em 2022.[2] Organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), mantendo a política de acelerar o desenvolvimento da modalidade no país, a entidade garantirá a movimentação de 64 clubes de todo o país, nas principais divisões da competição. Um passo a mais, no contínuo trabalho de fomento do futebol feminino no Brasil. A competição começará no dia 11 de junho (inicio simultâneo com a Série A2) e com encerramento previsto para o dia 27 de agosto de 2022.[3]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

O Brasileirão Feminino 2022 - Série A3, contará com um novo critério para a classificação dos clubes. Com um formato democrático, a competição terá representantes de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal. Desta forma, serão os 27 campeões estaduais, somados aos 4 clubes melhores posicionados no Ranking Nacional de Clubes de Futebol Masculino de 2022 e 1 clube da federação melhor posicionada no Ranking Nacional de Federações de Futebol Feminino de 2022.

Caso a equipe campeã estadual na temporada de 2021 já esteja classificada para a disputa do Campeonato Brasileiro Feminino A-1 ou A-2 de 2022, sua substituição se dará seguindo a ordem de classificação final do estadual que originou a vaga. No caso de desistência dos clubes classificados pelo Ranking Nacional de Clubes de Futebol Masculino de 2022, sua substituição se dará seguindo a classificação deste mesmo ranking. Já para o próximo ano de 2023, o campeonato contará com os 4 clubes rebaixados da Série A2 de 2022, mais os 27 campeões estaduais de 2022 e o melhor clube do Ranking Nacional do Futebol Feminino.

Ao clube vencedor do campeonato será atribuído o título de Campeão Brasileiro Feminino Binance A3 de 2022 e ao segundo colocado o título de Vice-Campeão Brasileiro Feminino Binance A3 de 2022. Os 4 clubes semifinalistas do campeonato ascenderão para o Campeonato Brasileiro Feminino Binance A2 de 2023.

Sistema de disputa[editar | editar código-fonte]

O campeonato será disputado em 5 fases por 32 clubes em confrontos de ida e volta. Na 1ª fase, os confrontos 1 a 8 terão clubes das regiões sul, sudeste e centro-oeste; já os confrontos 9 a 16 terão clubes das regiões nordeste e norte. Para a definição dos confrontos da 1ª fase, utiliza-se o critério de proximidade geográfica por estado.[4]

Em todas as fases, o mando de campo da partida de volta, em cada grupo, pertencerá ao clube filiado à Federação melhor posicionada no RNF/FF de 2022; se os dois clubes envolvidos no respectivo confronto forem da mesma Federação, ou de Federações de igual posição no RNF/FF de 2022, será então aplicado o critério da melhor colocação no RNC/FF de 2022; caso os respectivos clubes não estejam ranqueados no RNC/FF de 2022, o mando de campo será determinado através de sorteio.

Os critérios de desempate são os seguintes:

  1. Maior saldo de gols;
  2. Cobrança de pênaltis.

Para definição da classificação final do campeonato, o clube Campeão será classificado na 1ª colocação; o clube Vice-Campeão será classificado na 2ª colocação; os clubes eliminados na 4ª fase serão classificados entre a 3ª e 4ª colocação; os clubes eliminados na 3ª fase serão classificados entre a 5ª e 8ª colocação; os clubes eliminados na 2ª fase serão classificados entre a 9ª e 16ª colocação; e os clubes eliminados na 1ª fase serão classificados entre a 17ª e 32ª colocação, respectivamente. Para a determinação da colocação específica de cada participante, os critérios aplicados serão os seguintes:

  1. Maior somatória de pontos ganhos em toda a competição (soma das fases);
  2. Maior número de vitórias em toda a competição (soma das fases);
  3. Maior saldo de gols em toda a competição (soma das fases);
  4. Maior número de gols pró (soma das fases);
  5. Menor número de cartões vermelhos recebidos (soma das fases);
  6. Menor número de cartões amarelos recebidos (soma das fases);
  7. Sorteio.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Como se classificou Estádio (mando) Capacidade Títulos
3B da Amazônia Manaus Amazonas AM Campeão do Estadual 2021 Arena da Amazônia 44 000 0 (não possui)
Abelhas Rainhas[nota 1] Picos Piauí PI Vice-campeãs do Estadual 2021 Lindolfinho 5 144 0 (não possui)
Atlético Goianiense Goiânia Goiás GO 2º melhor colocado do RNC masculino
sem clube nas séries A1 e A2
CT do Dragão 0 (não possui)
Barcelona-RO Vilhena Rondônia RO Melhor colocado do Estadual 2021 Portal da Amazônia 7 000 0 (não possui)
Cabofriense Cabo Frio Rio de Janeiro RJ Melhor colocado do Estadual 2021 Correão 4 200 0 (não possui)
Coritiba[nota 2] Curitiba Paraná PR 8º melhor colocado do RNC masculino
sem clube nas séries A1 e A2
Octávio Silvio Nicco 1 000 0 (não possui)
CRB Maceió Alagoas AL Campeão do Estadual 2021 Estádio da UFAL 4 000 0 (não possui)
Criciúma Criciúma Santa Catarina SC Melhor colocado do Estadual 2021 CT 1 do Criciúma 1 400 0 (não possui)
Cuiabá Cuiabá Mato Grosso MT 4º melhor colocado do RNC masculino
sem clube nas séries A1 e A2
Dutrinha 7 500 0 (não possui)
Doce Mel Jequié Bahia BA Melhor colocado do Estadual 2021 Waldomirão 3 000 0 (não possui)
Estanciano Estância Sergipe SE Campeão do Estadual 2021 Francão 8 000 0 (não possui)
Flamengo-RS Tenente Portela Rio Grande do Sul RS Melhor colocado do Estadual 2021 CT TAC 1 500 0 (não possui)
Ipatinga Ipatinga Minas Gerais MG Melhor colocado do Estadual 2021 Ipatingão 22 500 0 (não possui)
Juventude[nota 3] Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS 6º melhor colocado do RNC masculino
sem clube nas séries A1 e A2
Homero Soldatelli 1 500 0 (não possui)
Legião Brasília Distrito Federal (Brasil) DF Melhor colocado do Estadual 2021 Defelê 1 500 0 (não possui)
Menina Olímpica Fortaleza Ceará CE Melhor colocado do Estadual 2021 João Ronaldo 2 500 0 (não possui)
Mixto Cuiabá Mato Grosso MT Campeão do Estadual 2021 Dutrinha 7 500 0 (não possui)
Náutico Recife Pernambuco PE Campeão do Estadual 2021 Aflitos 22 856 0 (não possui)
Operário-MS Bandeira de Campo Grande.svg Campo Grande Mato Grosso do Sul MS Campeão do Estadual 2021 Moreninhas 4 500 0 (não possui)
Paraíso Paraíso do Tocantins Tocantins TO Campeão do Estadual 2021[7] Pereirão 6 000 0 (não possui)
Realidade Jovem São José do Rio Preto São Paulo SP 2º melhor colocado da melhor
federação do RNC/FF de 2022
João Mendes Athayde 1 000 0 (não possui)
Remo Belém Pará PA Campeão do Estadual 2021 Baenão 13 792 0 (não possui)
Rio Branco-AC Rio Branco Acre AC Campeão do Estadual 2021 Florestão 10 000 0 (não possui)
São Raimundo-RR Boa Vista Roraima RR Campeão do Estadual 2021 Canarinho 4 556 0 (não possui)
Sport Recife Pernambuco PE 3º melhor colocado do RNC masculino
sem clube nas séries A1 e A2
Ilha do Retiro 26 418 0 (não possui)
AD Taubaté Taubaté São Paulo SP Melhor colocado do Estadual 2021 Joaquinzão 9 600 0 (não possui)
Toledo Toledo Paraná PR Melhor colocado do Estadual 2021 14 de Dezembro 7 260 0 (não possui)
União/ABC  Extremoz Rio Grande do Norte RN Campeão do Estadual 2021 Frasqueirão 15 640 0 (não possui)
VF4 João Pessoa Paraíba PB Campeão do Estadual 2021 Almeidão 25 770 0 (não possui)
Vila Nova Goiânia Goiás GO Campeão do Estadual 2021 OBA 11 788 0 (não possui)
Vila Nova-ES Vila Velha Espírito Santo (estado) ES Campeão do Estadual 2021 Olímpio Perim 2 100 0 (não possui)
Ypiranga-AP Macapá Amapá AP Campeão do Estadual 2021 Zerão 13 000 0 (não possui)

Resultados[editar | editar código-fonte]

16 avos de final
11 a 26 de junho
  Oitavas de final
2 a 9 de julho
  Quartas de final
16 a 23 de julho
  Semifinais
6 a 13 de agosto
  Final
20 e 27 de agosto
 São Paulo Realidade Jovem 0 1 1  
 São Paulo AD Taubaté 2 2 4      São Paulo AD Taubaté 2  
 Espírito Santo (estado) Vila Nova-ES 1 2 3    Espírito Santo (estado) Vila Nova-ES 1  
 Rio de Janeiro Cabofriense 1 0 1          
 Minas Gerais Ipatinga 3 1 4          
 Santa Catarina Criciúma 1 2 3      Minas Gerais Ipatinga 2
 Rio Grande do Sul Juventude 1 0 1    Rio Grande do Sul Flamengo-RS 0  
 Rio Grande do Sul Flamengo-RS 2 3 5          
 Mato Grosso do Sul Operário-MS 0 0 0          
 Distrito Federal (Brasil) Legião 2 4 6      Distrito Federal (Brasil) Legião  
 Paraná Coritiba 1 3 4    Paraná Toledo  
 Paraná Toledo 3 5 8        
 Goiás Vila Nova 2 1 3          
 Goiás Atlético Goianiense 0 2 2      Goiás Vila Nova 1
 Mato Grosso Cuiabá 1 1 2    Mato Grosso Mixto 0  
 Mato Grosso Mixto 1 4 5        
 Sergipe Estanciano 2 0 2        
 Bahia Doce Mel 1 3 4      Bahia Doce Mel  
 Pernambuco Náutico 1 0 1    Pernambuco Sport  
 Pernambuco Sport 1 3 4          
 Alagoas CRB 1 1 2          
 Paraíba VF4 6 3 9      Paraíba VF4 1
 Rio Grande do Norte União/ABC 4 0 4    Rio Grande do Norte União/ABC 0  
 Ceará Menina Olímpica 0 1 1        
 Tocantins Paraíso 2 2 4          
 Piauí Abelhas Rainhas 1 1 2      Tocantins Paraíso 0  
 Amapá Ypiranga-AP 2 2 4    Amapá Ypiranga-AP 0  
 Pará Remo 1 2 3        
 Roraima São Raimundo-RR 2 0 2          
 Amazonas 3B da Amazônia 2 3 5      Amazonas 3B da Amazônia 1
 Acre Rio Branco-AC 0 1 1    Rondônia Barcelona-RO 0  
 Rondônia Barcelona-RO 4 6 10  


Premiação[editar | editar código-fonte]

Brasileirão Feminino de 2022
Série A3
Flag of none.svg
A definir
Campeã
(1º título)

Classificação final[editar | editar código-fonte]

Classificação geral conforme o artigo 16 do Regulamento Específico da Competição.

Classificação final
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG
Campeã (promovida à Série A2 de 2023)
1 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
Vice-campeã (promovida à Série A2 de 2023)
2 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
Eliminadas nas semifinais (promovidas à Série A2 de 2023)
3 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
4 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
Eliminadas nas quartas de final
5 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
6 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
7 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
8 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
Eliminadas nas oitavas de final
9 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
10 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
11 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
12 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
13 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
14 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
15 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
16 Flag of None.svg 0 0 0 0 0 0 0 0
Eliminadas na primeira fase
17 Santa Catarina Criciúma 3 2 1 0 1 3 4 –1
18 Goiás Atlético Goianiense 3 2 1 0 1 2 3 –1
19 Sergipe Estanciano 3 2 1 0 1 2 4 –2
20 Ceará Menina Olímpica 3 2 1 0 1 1 4 –3
21 Pará Remo 1 2 0 1 1 3 4 –1
22 Rio de Janeiro Cabofriense 1 2 0 1 1 1 3 –2
23 Mato Grosso Cuiabá[CUI] 1 2 0 1 1 2 5 –3
24 Roraima São Raimundo-RR 1 2 0 1 1 2 5 –3
25 Pernambuco Náutico 1 2 0 1 1 1 4 –3
26 Piauí Abelhas Rainhas 0 2 0 0 2 2 4 –2
27 São Paulo Realidade Jovem 0 2 0 0 2 1 4 –3
28 Paraná Coritiba 0 2 0 0 2 4 8 –4
29 Rio Grande do Sul Juventude 0 2 0 0 2 1 5 –4
30 Mato Grosso do Sul Operário-MS 0 2 0 0 2 0 6 –6
31 Alagoas CRB 0 2 0 0 2 2 9 –7
32 Acre Rio Branco-AC 0 2 0 0 2 1 10 –9

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. A equipe campeã, Teresina, desistiu da disputa do torneio. As Abelhas Rainhas que foram vice-campeãs assumiram a vaga.[5]
  2. A FMF-MA não realizou campeonato estadual, nem indicou representante, então a vaga foi preenchida pelo RNC masculino. O Coritiba herdou a vaga após equipe do Vitória (melhor ranqueada anterior) ser encerrada.[6]
  3. O Juventude herdou a vaga após a Chapecoense não demonstrar interesse e o Goiás firmar parceria com o Aliança para a disputa da Série A2 (1º e 5º, respectivamente, melhores colocados no RNC masculino aptos).

Referências

  1. «Cronograma de Futebol Feminino Brasileiro — Temporada 2022». Publicado por Brasileirão Feminino Neoenergia, em seu Twitter oficial. 22 de novembro de 2021. Consultado em 28 de março de 2022 
  2. «CBF terá nova divisão para o futebol feminino em 2022». Publicado pela CBF. 18 de maio de 2021. Consultado em 28 de março de 2022 
  3. «Calendário do Futebol Feminino no Brasil em 2022». Publicado por Neoenergia. 22 de novembro de 2021. Consultado em 28 de março de 2022 
  4. «Regulamento Específico da Competição: Campeonato Brasileiro Feminino Binance A3 – 2022» (PDF). Publicado pela CBF. 8 de junho de 2022. Consultado em 19 de junho de 2022 
  5. «Teresina desiste da Série A3, e Abelhas Rainhas herdam vaga no Brasileiro feminino.». ge.com. 2 de junho de 2022. Consultado em 19 de junho de 2022 
  6. «VITÓRIA DECIDE ENCERRAR ATIVIDADES DO FUTEBOL FEMININO POR FALTA DE RECURSOS.». LS Esporte. 1 de abril de 2022. Consultado em 19 de junho de 2022 
  7. «Campeonato Estadual Feminino.». FTF. 27 de novembro de 2021. Consultado em 19 de junho de 2022 
  8. «CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL FEMININO A3 - 2022». CBF. 3 de junho de 2022. Consultado em 26 de junho de 2022