Campeonato Brasileiro de Futebol de 1997

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
XLI Campeonato Brasileiro de Futebol
Campeonato Brasileiro de Futebol da 1ª Divisão de 1997
Dados
Participantes 26
Organização CBF
Local de disputa Brasil
Período 5 de julho21 de dezembro
Gol(o)s 969
Partidas 351
Média 2,76 gol(o)s por partida
Campeão Vasco da Gama (3º título)
Vice-campeão Palmeiras
Rebaixado(s)
Melhor marcador Edmundo (Vasco da Gama) – 29 gols
Melhor ataque (fase inicial) Vasco da Gama – 55 gols
Melhor defesa (fase inicial) Juventude – 20 gols
Público 3 684 353
Média 10 496,7 pessoas por partida
Outras divisões
Segunda Divisão América Mineiro
Terceira Divisão Sampaio Corrêa
◄◄ 1996 Soccerball.svg 1998 ►►

O Campeonato Brasileiro de Futebol de 1997 foi a quadragésima primeira edição do Campeonato Brasileiro e foi vencido pelo Vasco da Gama, que conquistou assim o seu terceiro título nacional, repetindo as campanhas de 1974 e 1989.

Foi o primeiro campeonato em que a decisão foram dois jogos com placar em branco: Vasco e Palmeiras ficaram no zero a zero tanto no jogo do Morumbi quanto no Maracanã, e o Vasco conquistou o título por ter somado mais pontos ao longo de todo o certame.[1]

O campeonato de 1997 foi também marcado por mais uma "virada de mesa" da CBF, motivada por um escândalo de corrupção: O Caso Ivens Mendes, que estourou pouco antes do início do campeonato envolvendo dois clubes da Série A, Atlético Paranaense e Corinthians, provocou uma mudança no regulamento.[2] Fluminense e Bragantino, os dois últimos colocados do ano anterior, deveriam disputar a Série B, mas em vez disso o número de participantes aumentou para 26, incluindo o campeão e o vice da Série B de 1996, (União São João e América-RN), sem que nenhuma equipe fosse rebaixada. No caso do Fluminense, a decisão da CBF apenas adiou o rebaixamento, já que o clube voltou a ficar entre os últimos em 1997, desta vez sem ter havido comportamento inadequado de outros clubes. Já o Bragantino escapou do rebaixamento na última rodada, ao ser derrotado por 7 a 0 pelo Internacional, já que ao mesmo tempo o Bahia empatou com o Juventude e ficou com a última vaga para a Série B.

Neste campeonato ocorreu a partida que detém o recorde de menor público de todas as edições do Campeonato Brasileiro de Futebol. No dia 3 de dezembro de 1997, em jogo válido pela quinta rodada do Grupo A da segunda fase, Juventude e Portuguesa se enfrentaram no Olímpico diante de 55 espectadores.[3][4] As maiores goleadas: 08/11- Internacional 7 x 0 Bragantino 26/10- São Paulo 7 x 1 União São João 09/07- Goiás 6 x 0 Grêmio 11/09- Vasco 6 x 0 União São João 16/07- Cruzeiro 0 x 5 São Paulo 31/08- Portuguesa 5 x 0 Guarani

Participantes

Equipe Cidade Estado Em 1996 Estádio (mando) Título(s)
América de Natal Natal Rio Grande do Norte RN 2º (Série B) Machadão 0 (não possui)
Atlético Mineiro Belo Horizonte Minas Gerais MG Mineirão 1 (1971)
Atlético Paranaense Curitiba Paraná PR Arena da Baixada 0 (não possui)
Bahia Salvador Bahia BA 22º Fonte Nova 2 (1959, 1988)
Botafogo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 17º Maracanã 2 (1968, 1995)
Bragantino Bragança Paulista São Paulo SP 24º Marcelo Stéfani 0 (não possui)
Corinthians São Paulo São Paulo SP 12º Pacaembu 1 (1990)
Coritiba Curitiba Paraná PR 14º Couto Pereira 1 (1985)
Criciúma Criciúma Santa Catarina SC 21º Heriberto Hülse 0 (não possui)
Cruzeiro Belo Horizonte Minas Gerais MG Mineirão 1 (1966)
Flamengo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 13º Maracanã 4 (1980, 1982, 1983, 1992)
Fluminense Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 23º Maracanã 2 (1970, 1984)
Goiás Goiânia Goiás GO Serra Dourada 0 (não possui)
Grêmio Porto Alegre Rio Grande do Sul RS Olímpico 2 (1981, 1996)
Guarani Campinas São Paulo SP Brinco de Ouro 1 (1978)
Internacional Porto Alegre Rio Grande do Sul RS Beira-Rio 3 (1975, 1976, 1979)
Juventude Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS 19º Alfredo Jaconi 0 (não possui)
Palmeiras São Paulo São Paulo SP Parque Antártica 8 (1960, 1967, 1967 RGP, 1969, 1972, 1973, 1993, 1994)
Paraná Curitiba Paraná PR 16º Durival Britto 0 (não possui)
Portuguesa São Paulo São Paulo SP Canindé 0 (não possui)
Santos Santos São Paulo SP 20º Vila Belmiro 6 (1961, 1962, 1963, 1964, 1965, 1968 RGP)
São Paulo São Paulo São Paulo SP 11º Morumbi 3 (1977, 1986, 1991)
Sport Recife Pernambuco PE 10º Ilha do Retiro 1 (1987)
União São João Araras São Paulo SP 1º (Série B) Hermínio Ometto 0 (não possui)
Vasco da Gama Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 18º São Januário 2 (1974, 1989)
Vitória Salvador Bahia BA 15º Barradão 0 (não possui)

Fórmula de disputa

Primeira Fase: Os 26 clubes jogam todos contra todos, em turno único. Classificam-se para a fase final os oito primeiros colocados.

Segunda fase: Os oito classificados foram divididos em dois grupos de quatro. Jogam todos contra todos dentro dos grupos, em dois turnos. Classifica-se apenas o vencedor de cada grupo.

Final: Dois jogos, sendo que o mando de campo do segundo jogo e a vantagem em caso de duplo empate é do clube com melhor campanha em todo o campeonato.

Primeira fase

Primeira fase - Classificação
Time PG J V E D GP GC SG
1 Rio de Janeiro Vasco da Gama 54 25 17 3 5 55 32 23
2 Rio Grande do Sul Internacional 51 25 15 6 4 52 21 31
3 Minas Gerais Atlético Mineiro 47 25 14 5 6 42 33 9
4 São Paulo Portuguesa 45 25 12 9 4 45 28 17
5 Rio de Janeiro Flamengo 42 25 12 6 7 30 24 6
6 São Paulo Santos 41 25 12 5 8 39 33 6
7 São Paulo Palmeiras 40 25 10 10 5 47 24 23
8 Rio Grande do Sul Juventude 37 25 9 10 6 24 20 4
9 Bahia Vitória 36 25 9 9 7 44 40 4
10 Rio de Janeiro Botafogo 34 25 8 10 7 32 32 0
11 Pernambuco Sport 33 25 9 6 10 34 32 2
12 São Paulo São Paulo 33 25 8 9 8 41 32 9
13 Paraná Paraná Clube 32 25 8 8 9 30 30 0
14 Rio Grande do Sul Grêmio 31 25 7 10 8 34 47 -13
15 Paraná Coritiba 30 25 7 9 9 31 32 -1
16 Rio Grande do Norte América de Natal 30 25 7 9 9 31 40 -9
17 São Paulo Corinthians 29 25 8 5 12 23 27 -4
18 Paraná Atlético Paranaense (1) 28 25 9 6 10 37 41 -4
19 Goiás Goiás 28 25 8 4 13 30 40 -10
20 Minas Gerais Cruzeiro 28 25 6 10 9 30 35 -5
21 São Paulo Guarani 28 25 6 10 9 36 43 -7
22 São Paulo Bragantino 26 25 7 5 13 27 46 -19
23 Bahia Bahia 26 25 6 8 11 39 49 -10
24 Santa Catarina Criciúma 25 25 6 7 12 27 35 -8
25 Rio de Janeiro Fluminense 22 25 4 10 11 26 41 -15
26 São Paulo União São João 15 25 2 9 14 18 47 -29
PG - pontos ganhos; J - jogos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
GP - gols pró; GC - gols contra; SG - saldo de gols; AP - Aproveitamento
Classificados para a segunda fase.
Rebaixados para a Série B 1998.

(1) O Atlético/PR perdeu cinco pontos por seu envolvimento no Caso Ivens Mendes.

Desempenho por rodada

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:[5]

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32
PAL PAR POR PAL PAR PAL INT POR INT VAS

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32
ATP ATM VAS CRI USJ FLU ATP FLU CRI USJ

Segunda fase

Grupo A

Segunda fase - Grupo A
Time PG J V E D GP GC SG
1 Rio de Janeiro Vasco da Gama 14 6 4 2 0 14 5 9
2 Rio de Janeiro Flamengo 8 6 2 2 2 7 8 -1
3 Rio Grande do Sul Juventude 7 6 2 1 3 6 11 -5
4 São Paulo Portuguesa 4 6 1 1 4 5 8 -3
PG - pontos ganhos; J - jogos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
GP - gols pró; GC - gols contra; SG - saldo de gols; AP - Aproveitamento
Finalista.

Grupo B

Segunda fase - Grupo B
Time PG J V E D GP GC SG
1 São Paulo Palmeiras 16 6 5 1 0 10 4 6
2 São Paulo Santos 7 6 2 1 3 9 10 -1
3 Rio Grande do Sul Internacional 6 6 2 0 4 8 10 -2
4 Minas Gerais Atlético Mineiro 6 6 2 0 4 6 9 -3
PG - pontos ganhos; J - jogos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
GP - gols pró; GC - gols contra; SG - saldo de gols; AP - Aproveitamento
Finalista.

A decisão

14 de dezembro de 1997 Palmeiras São Paulo 0 – 0 Rio de Janeiro Vasco da Gama Estádio do Morumbi, São Paulo

Público: 54.243
Árbitro: GoiásGO Antônio Pereira da Silva

Palmeiras: Veloso; Pimentel, Roque Júnior, Cléber e Júnior; Rogério, Marquinhos, Alex (Oséas) e Zinho; Euller (Edmílson) e Viola. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Vasco: Carlos Germano; Válber, Odvan, Mauro Galvão e Felipe; Luisinho, Nasa, Juninho (Mauricinho) e Ramon (Alex Pinho); Edmundo e Evair (Nélson). Técnico: Antônio Lopes.

  • O jogador Edmundo, que havia recebido o terceiro cartão amarelo no jogo de 14 de Dezembro, estaria fora da decisão do dia 21. Mas, orientado pelo banco de reservas do Vasco, ofendeu o árbitro Antônio Pereira da Silva e foi expulso (o que também o deixaria fora do próximo jogo, de acordo com as normas da Fifa). No entanto, durante a semana, Edmundo foi julgado, e recebeu uma decisão favorável à sua participação na final.[6]

21 de dezembro de 1997 Vasco da Gama Rio de Janeiro 0 – 0 São Paulo Palmeiras Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro

Público: 89.200
Árbitro: SergipeSE Sidrack Marinho dos Santos

Vasco da Gama: Carlos Germano; Válber, Odvan, Mauro Galvão e Felipe; Luisinho, Nasa, Juninho (Pedrinho) e Ramon; Edmundo e Evair (Nélson). Técnico: Antônio Lopes

Palmeiras: Veloso; Pimentel, Roque Júnior, Cléber e Júnior; Galeano (Marquinhos), Rogério, Alex (Oséas) e Zinho; Euller e Viola (Cris). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Premiação

Campeonato Brasileiro de Futebol de 1997
Rio de Janeiro
Club de Regatas Vasco da Gama
Campeão
(3° título)

O Campeão

Campanha do Vasco

33 jogos, sendo 21 vitórias, 7 empates e 5 derrotas,com 69 gols pró e 37 gols contra.

Elenco do Vasco

Goleiro: Carlos Germano, Márcio e Caetano.

Laterais: Cafezinho, César Prates, Fabiano Eller, Felipe, Felipe Alvin e Maricá.

Zagueiros: Alex, Espíndola, Mauro Galvão, Moisés e Odvan.

Meio Campistas: Fabrício, Juninho, Luisinho, Nasa, Nelson, Pedrinho, Ramon e Válber.

Atacantes: Brener, Edmundo, Evair, Fabrício Carvalho, Luis Cláudio, Mauricinho e Sorato.

Técnico: Antônio Lopes

Artilheiros

Pos. Jogador Clube Gols[7]
1 Brasil Edmundo Vasco 29
2 Brasil Christian Internacional 24
3 Brasil Dodô São Paulo 21
4 Brasil Rodrigo Fabri Portuguesa 17
5 Brasil Valdir Atlético Mineiro 16
6 Brasil Guga Portuguesa 13
7 Brasil Oséas Palmeiras 11

Classificação Final

Classificação final
Time PG J V E D GP GC SG
1 Rio de Janeiro Vasco da Gama 70 33 21 7 5 69 37 32
2 São Paulo Palmeiras 58 33 15 13 5 57 28 29
3 Rio Grande do Sul Internacional 57 31 17 6 8 60 31 29
4 Minas Gerais Atlético Mineiro 53 31 16 5 10 48 42 6
5 Rio de Janeiro Flamengo 50 31 14 8 9 37 32 5
6 São Paulo Portuguesa 49 31 13 10 8 50 36 14
7 São Paulo Santos 48 31 14 6 11 48 43 5
8 Rio Grande do Sul Juventude 44 31 11 11 9 30 31 -1
9 Bahia Vitória 36 25 9 9 7 44 40 4
10 Rio de Janeiro Botafogo 34 25 8 10 7 32 32 0
11 Pernambuco Sport 33 25 9 6 10 34 32 2
12 São Paulo São Paulo 33 25 8 9 8 41 32 9
13 Paraná Paraná Clube 32 25 8 8 9 30 30 0
14 Rio Grande do Sul Grêmio 31 25 7 10 8 34 47 -13
15 Paraná Coritiba 30 25 7 9 9 31 32 -1
16 Rio Grande do Norte América de Natal 30 25 7 9 9 31 40 -9
17 São Paulo Corinthians 29 25 8 5 12 23 27 -4
18 Paraná Atlético Paranaense (1) 28 25 9 6 10 37 41 -4
19 Goiás Goiás 28 25 8 4 13 30 40 -10
20 Minas Gerais Cruzeiro 28 25 6 10 9 30 35 -5
21 São Paulo Guarani 28 25 6 10 9 36 43 -7
22 São Paulo Bragantino 26 25 7 5 13 27 46 -19
23 Bahia Bahia 26 25 6 8 11 39 49 -10
24 Santa Catarina Criciúma 25 25 6 7 12 27 35 -8
25 Rio de Janeiro Fluminense 22 25 4 10 11 26 41 -15
26 São Paulo União São João 15 25 2 9 14 18 47 -29
PG - pontos ganhos; J - jogos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
GP - gols pró; GC - gols contra; SG - saldo de gols; AP - Aproveitamento
Vasco da Gama, Grêmio e Cruzeiro se classificaram para a Taça Libertadores da América de 1998, pelo fato de serem campeãs do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil de 1997 e Taça Libertadores da América de 1997, respectivamente.
Finalista.
Eliminados na 2ª Fase.
Rebaixados para a Série B 1998.

(1) O Atlético/PR perdeu 5 pontos por seu envolvimento no Caso Ivens Mendes.

Ver também

Referências

  1. BOLA N@ ÁREAl. «Campeonato Brasileiro 1997». Consultado em 11 de novembro de 2016 
  2. ALVES, Marcelo (8 de julho de 2009). «Relembre escândalos de jogos arranjados no futebol no Brasil e no mundo». O Globo. Consultado em 28 de novembro de 2014 
  3. BOLA N@ ÁREA. «Campeonato Brasileiro 1997 - Fase Final». Consultado em 4 de setembro de 2011 
  4. Campeões do Futebol. «Recordes do Campeonato Brasileiro da Série A». Consultado em 11 de novembro de 2016 
  5. Futpédia. «Desempenho dos clubes da Série A rodada a rodada». Consultado em 14 de dezembro de 2012 
  6. Felipe Schmidt (21 de dezembro de 2017). «1997: o ano em que ninguém jogou mais bola que Edmundo». GloboEsporte.com. Consultado em 5 de junho de 2020 
  7. «1997 Série A Statistics». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 17 de abril de 2010 [ligação inativa]