Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017 - Série C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2017 - Série C
Brasileirão 2017 - Série C
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 14 de maio21 de outubro
Gol(o)s 415
Partidas 193
Média 2,15 gol(o)s por partida
Campeão CSA (1º título)
Vice-campeão Fortaleza
Promovido(s) Sampaio Corrêa
Fortaleza
São Bento
CSA
Rebaixado(s) Mogi Mirim
ASA
Macaé
Moto Club
Melhor marcador Rafael Grampola (Joinville) – 13 gols
Melhor ataque (fase inicial) Joinville – 28 gols
Melhor defesa (fase inicial) São Bento – 10 gols
Maior goleada
(diferença)
Joinville 8–1 Mogi Mirim
Arena JoinvilleJoinville
9 de setembro, 18ª rodada
Público 827 246
Média 4 308,6 pessoas por partida
◄◄ 2016 Soccerball.svg 2018 ►►

A Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017 foi uma competição equivalente à terceira divisão do futebol do Brasil. Contando como a 28ª edição da história, foi disputada por 20 clubes, onde os quatro mais bem colocados conquistaram o acesso à Série B de 2018 e os dois últimos colocados de cada grupo na primeira fase foram rebaixados à Série D de 2018.[1]

Na final do campeonato, o CSA garantiu seu primeiro título nacional depois de derrotar o Fortaleza por 2–1, fora de casa, e empatar sem gols no jogo da volta, em Maceió.[2] Os dois finalistas, juntamente com os semifinalistas São Bento e Sampaio Corrêa, obtiveram o acesso para a Série B de 2018.[3] Pela primeira vez na história, uma mesma região (Nordeste) teve três clubes subindo de divisão juntos em uma mesma edição de Série C.[4]

Já na parte de baixo da tabela, a primeira equipe descendida à Série D de 2018 foi o Mogi Mirim, que teve seu quarto rebaixamento em dois anos decretado na 16ª rodada, após ser goleado pelo Volta Redonda (4–0) fora de casa.[5] Na 17ª rodada, o ASA foi o segundo time rebaixado depois de empatar com o Botafogo-PB (0–0) em João Pessoa.[6] A relação de rebaixados ficou completa na última rodada com o Macaé e o Moto Club: a equipe fluminense empatou sem gols com o Tombense, no Moacyrzão, e o time maranhense foi derrotado pelo Fortaleza (1–0) fora de casa.[7][8]

Formato e regulamento[editar | editar código-fonte]

A edição de 2017 manteve o formato em vigor desde 2012, uma vez que o calendário divulgado pela CBF reservou apenas 24 datas para a competição.[9] A competição foi disputada por 20 clubes, divididos em dois grupos: Grupo A e Grupo B. Em cada grupo, os times se enfrentaram duas vezes - jogos de ida e volta -, totalizando 18 rodadas, com os quatro melhores de cada grupo avançando para a fase eliminatória. As duas piores equipes de cada grupo foram rebaixadas para a Série D. Por outro lado, os quatro semifinalistas se garantiram automaticamente na Série B de 2018.[10]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Caso haja empate de pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem:[10]

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2016 Estádio (mando) Capacidade[11] Títulos
ASA Arapiraca Alagoas AL Fumeirão 15 332 0 (não possui)
Botafogo-PB João Pessoa Paraíba PB Almeidão (PB) 19 000 0 (não possui)
Botafogo-SP Ribeirão Preto São Paulo SP Santa Cruz 29 292 0 (não possui)
Bragantino Bragança Paulista São Paulo SP 19° (Série B) Nabi Abi Chedid 17 128 1 (2007)
Confiança Aracaju Sergipe SE 13º Batistão 15 586 0 (não possui)
CSA Maceió Alagoas AL 2º (Série D) Rei Pelé 17 126 0 (não possui)
Cuiabá Cuiabá Mato Grosso MT 12º Arena Pantanal 44 000 0 (não possui)
Fortaleza Fortaleza Ceará CE Presidente Vargas 20 262 0 (não possui)
Joinville Joinville Santa Catarina SC 17° (Série B) Arena Joinville 22 400 1 (2011)
Macaé Macaé Rio de Janeiro RJ 16º Moacyrzão 15 000 1 (2014)
Mogi Mirim Mogi Mirim São Paulo SP 15º Vail Chaves 19 900 0 (não possui)
Moto Club São Luís Maranhão MA 4º (Série D) Castelão 40 149 0 (não possui)
Remo Belém Pará PA 11º Mangueirão 45 007 1 (2005)
Salgueiro Salgueiro Pernambuco PE 14º Cornélio de Barros 12 070 0 (não possui)
Sampaio Corrêa São Luís Maranhão MA 20º (Série B) Castelão 40 149 1 (1997)
São Bento Sorocaba São Paulo SP 3º (Série D) Walter Ribeiro 13 772 0 (não possui)
Tombense Tombos Minas Gerais MG Almeidão (MG) 3 050 0 (não possui)
Tupi Juiz de Fora Minas Gerais MG 18° (Série B) Mario Helênio 30 000 0 (não possui)
Volta Redonda Volta Redonda Rio de Janeiro RJ 1º (Série D) Raulino de Oliveira 20 255 0 (não possui)
Ypiranga de Erechim Erechim Rio Grande do Sul RS 10º Colosso da Lagoa 22 000 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

ASA Botafogo-PB Botafogo-SP Bragantino Confiança CSA
Fumeirão Almeidão (PB) Santa Cruz Nabi Abi Chedid Batistão Rei Pelé
Capacidade: 15 332 Capacidade: 19 000 Capacidade: 29 292 Capacidade: 17 128 Capacidade: 15 586 Capacidade: 17 126
Botxtre.jpg Estádio Santa Cruz BFC.JPG Estádio Nabi Abi Chedid.jpg Rei Pelé.jpg
Cuiabá
Localização dos times por Estado.
Blue pog.svg Grupo A; Red pog.svg Grupo B.
Localização das equipes participantes da Série C de 2017
Fortaleza
Arena Pantanal Presidente Vargas
Capacidade: 44 000 Capacidade: 20 262
Cuiaba Arena.jpg Presidente Vargas Stadium (3).jpg
Joinville Macaé
Arena Joinville Moacyrzão
Capacidade: 22 000 Capacidade: 15 000
Arena Joinville 2015.jpg
Mogi Mirim Moto Club
Vail Chaves Castelão
Capacidade: 19 900 Capacidade: 40 149
Estádio Castelão em São Luís, Maranhão, Brasil.jpg
Remo Salgueiro
Mangueirão Cornélio de Barros
Capacidade: 45 007 Capacidade: 12 070
Estádio Olímpico - Pará.jpg Estadiocbarros.JPG
Sampaio Corrêa São Bento Tombense Tupi Volta Redonda Ypiranga de Erechim
Castelão Walter Ribeiro Almeidão (MG) Mario Helênio Raulino de Oliveira Colosso da Lagoa
Capacidade: 40 149 Capacidade: 13 372 Capacidade: 3 050 Capacidade: 30 000 Capacidade: 20 255 Capacidade: 22 000
Estádio Castelão em São Luís, Maranhão, Brasil.jpg CIC Sorocaba.jpg Estádio Antônio Guimarães de Almeida.jpg Arquibancada do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio (vista de uma bilheteria).jpg Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira.jpeg Colosso da Lagoa.jpg

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[12]

Também foram utilizados o José Liberatti (Osasco), o Eucy Resende (Saquarema) e o Nhozinho Santos (São Luís).[13][14][15]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Maranhão Sampaio Corrêa 32 18 9 5 4 24 20 +4 Zona de classificação à próxima fase
2 Alagoas CSA 32 18 8 8 2 21 12 +9
3 Ceará Fortaleza 27 18 7 6 5 20 15 +5
4 Sergipe Confiança 25 18 6 7 5 23 25 –2
5 Pernambuco Salgueiro 24 18 7 3 8 19 16 +3
6 Mato Grosso Cuiabá 23 18 4 11 3 17 17 0
7 Pará Remo 22 18 5 7 6 19 21 –2
8 Paraíba Botafogo-PB 21 18 6 3 9 18 21 –3
9 Maranhão Moto Club 20 18 5 5 8 18 20 –2 Zona de rebaixamento à Série D de 2018
10 Alagoas ASA 13 18 2 7 9 11 23 –12

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A
  ASA BOT CON CSA CUI FOR MOT REM SAL SAM
ASA 2–1 1–2 0–0 2–3 1–1 0–1 1–0 1–1 0–1
Botafogo-PB 0–0 1–2 2–0 0–0 0–2 3–2 3–2 1–0 1–2
Confiança 1–1 0–1 2–0 1–1 2–0 1–1 0–1 2–1 2–2
CSA 3–0 2–1 1–1 0–0 1–0 2–1 2–0 2–0 1–1
Cuiabá 1–1 1–0 1–2 1–1 2–2 1–0 0–0 1–0 1–3
Fortaleza 3–0 1–0 1–1 1–1 1–1 1–0 1–1 1–0 3–0
Moto Club 1–1 0–0 4–0 1–1 1–0 1–0 1–1 0–2 1–2
Remo 1–0 2–1 2–2 1–1 1–1 1–0 3–2 0–1 1–2
Salgueiro 2–0 1–0 4–1 0–1 1–1 1–2 2–0 2–1 1–1
Sampaio Corrêa 1–0 2–3 2–1 0–2 1–1 2–0 0–1 1–1 1–0

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 São Paulo São Bento 31 18 8 7 3 20 10 +10 Zona de classificação à próxima fase
2 Minas Gerais Tupi 28 18 7 7 4 21 18 +3
3 Minas Gerais Tombense 26 18 6 8 4 19 17 +2
4 Rio de Janeiro Volta Redonda 25 18 6 7 5 24 17 +7
5 Santa Catarina Joinville 25 18 6 7 5 28 23 +5
6 São Paulo Botafogo-SP 25 18 6 7 5 25 20 +5
7 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 23 18 5 8 5 23 21 +2
8 São Paulo Bragantino 21 18 4 9 5 16 19 –3
9 Rio de Janeiro Macaé 19 18 5 4 9 16 28 –12 Zona de rebaixamento à Série D de 2018
10 São Paulo Mogi Mirim 13 18 3 4 11 15 34 –19

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo B
  BRP BRG JOI MAC MOG SBN TOM TUP VRE YPI
Botafogo-SP 1–0 3–0 3–0 2–0 0–2 0–0 1–1 2–1 5–3
Bragantino 2–2 1–1 1–1 1–0 0–3 1–1 0–0 1–1 1–0
Joinville 1–0 2–0 2–4 8–1 1–1 2–0 1–1 2–0 2–1
Macaé 3–2 1–0 1–0 1–0 0–0 0–0 1–3 0–3 0–2
Mogi Mirim 2–2 2–4 1–1 3–0 0–0 1–1 2–0 2–1 0–3[wo]
São Bento 0–0 1–1 2–0 2–1 1–0 2–1 2–0 1–0 1–2
Tombense 2–1 0–0 2–2 2–1 2–1 3–2 1–1 0–0 3–0
Tupi 0–0 2–3 3–1 1–0 1–0 1–0 1–0 3–1 0–2
Volta Redonda 2–0 1–0 0–0 3–1 4–0 0–0 2–0 2–2 0–0
Ypiranga-RS 1–1 0–0 2–2 1–1 2–0 0–0 0–1 1–1 3–3
  • wo. ^ Os jogadores do Mogi Mirim se recusaram a entrar em campo devido a atrasos de salário e o time foi declarado perdedor por 3–0 (W.O.).[16]

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A CSA FOR CSA SAM
Grupo B VRE BRP SBN VRE BRP SBN

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A ASA MOT CUI SAL CON ASA
Grupo B MAC MOG MAC JOI MOG

Fase final[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados da fase final

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Quartas de final Semifinais Final
 16 a 25 de setembro  1 a 7 de outubro  14 e 21 de outubro
                                     
 Ceará Fortaleza* 2 0 2  
 Minas Gerais Tupi 0 1 1  
   Ceará Fortaleza 1 2 3  
   Maranhão Sampaio Corrêa 0 2 2  
 Rio de Janeiro Volta Redonda 0 1 1
 Maranhão Sampaio Corrêa* 1 1 2  
   Ceará Fortaleza 1 0 1
   Alagoas CSA 2 0 2
 Sergipe Confiança 0 0 0  
 São Paulo São Bento* 2 0 2  
   São Paulo São Bento 0 1 1 (2)
   Alagoas CSA (pen) 1 0 1 (4)
 Minas Gerais Tombense 0 0 0
 Alagoas CSA* 2 1 3

*Classificados à Série B de 2018.

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[17] Jogador Time
13 Brasil Rafael Grampola Joinville
8 Brasil André Luis Ypiranga de Erechim
Brasil Max Tombense
Brasil Michel CSA
Brasil Tito Confiança
7 Brasil Cláudio Maradona Macaé
Brasil David Batista Volta Redonda
Brasil Dico Botafogo-PB
Brasil Isac Sampaio Corrêa

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Rafael Grampola4 Joinville Mogi Mirim 8–1 9 de setembro [18]

4 Marcou 4 gols.

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez maiores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 43 778 Fortaleza Ceará 1–2 Alagoas CSA Arena Castelão 14 de outubro Final [19]
2 39 126 Fortaleza Ceará 2–0 Minas Gerais Tupi Arena Castelão 16 de setembro Quartas [20]
3 33 036 Remo Pará 1–2 Maranhão Sampaio Corrêa Mangueirão 2 de setembro 17ª [21]
4 32 568 Fortaleza Ceará 1–0 Maranhão Moto Club Arena Castelão 9 de setembro 18ª [22]
5 32 018 Sampaio Corrêa Maranhão 1–1 Rio de Janeiro Volta Redonda Castelão 23 de setembro Quartas [23]
6 28 277 Fortaleza Ceará 1–0 Maranhão Sampaio Corrêa Arena Castelão 2 de outubro Semifinal [24]
7 18 124 Remo Pará 2–1 Paraíba Botafogo-PB Mangueirão 20 de agosto 15ª [25]
8 16 893 CSA Alagoas 1–0 Minas Gerais Tombense Rei Pelé 25 de setembro Quartas [26]
9 15 835 Remo Pará 2–2 Sergipe Confiança Mangueirão 6 de agosto 13ª [27]
10 15 097 CSA Alagoas 0–0 Ceará Fortaleza Rei Pelé 21 de outubro Final [28]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante.

Menores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez menores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 98 Mogi Mirim São Paulo 3–0 Rio de Janeiro Macaé Vail Chaves 2 de setembro 17ª [29]
2 101 Mogi Mirim São Paulo 2–0 Minas Gerais Tupi Vail Chaves 17 de junho [30]
3 104 Mogi Mirim São Paulo 0–3 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim Vail Chaves 12 de agosto 14ª [31]
4 110 Mogi Mirim São Paulo 2–4 São Paulo Bragantino Vail Chaves 3 de junho [32]
5 127 Macaé Rio de Janeiro 1–0 São Paulo Bragantino Eucy Resende 20 de maio [33]
6 128 Mogi Mirim São Paulo 2–1 Rio de Janeiro Volta Redonda Vail Chaves 24 de junho [34]
7 143 Mogi Mirim São Paulo 1–1 Santa Catarina Joinville Vail Chaves 10 de julho [35]
Mogi Mirim São Paulo 1–1 Minas Gerais Tombense Vail Chaves 29 de julho 12ª [36]
9 180 Mogi Mirim São Paulo 0–0 São Paulo São Bento José Liberatti 13 de maio [37]
Tupi Minas Gerais 3–1 Rio de Janeiro Volta Redonda Mario Helênio 1 de julho [38]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante.

Médias de público[editar | editar código-fonte]

Estas são as médias de público dos clubes no Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante e o público pagante:[39]

Pos. Time Média Total Mandos[PF] Maior Menor
1 Ceará Fortaleza 18 175 218 099 12 43 778 6 697
2 Pará Remo 12 358 111 222 9 33 036 6 061
3 Alagoas CSA 8 660 103 925 12 16 893 3 785
4 Maranhão Sampaio Corrêa 8 359 91 944 11 32 018 2 456
5 Paraíba Botafogo-PB 7 514 67 624 9 9 492 6 274
6 Sergipe Confiança 5 351 53 506 10 13 660 1 668
7 Santa Catarina Joinville 3 785 34 069 9 4 900 1 915
8 São Paulo Botafogo-SP 3 072 27 646 9 4 280 2 376
9 São Paulo São Bento 2 408 26 483 11 9 435 884
10 Maranhão Moto Club 2 392 21 532 9 5 641 1 565
11 Pernambuco Salgueiro 1 345 12 109 9 1 639 1 083
12 Rio de Janeiro Volta Redonda 1 317 13 167 10 4 987 546
13 Minas Gerais Tupi 965 9 647 10 5 251 180
14 Alagoas ASA 949 7 588 8 2 546 500
15 Minas Gerais Tombense 785 7 848 10 3 050 293
16 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 676 6 083 9 922 210
17 Mato Grosso Cuiabá 574 5 169 9 923 211
18 São Paulo Bragantino 561 5 048 9 772 265
19 Rio de Janeiro Macaé 405 3 238 8 612 127
20 São Paulo Mogi Mirim 144 1 299 9 292 98
  • PF. ^ Jogos com portões fechados não são considerados.

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Alagoas ASA Brasil Maurílio Silva Demitido 5 de junho Fortaleza 3–0 ASA (Gr. A) Brasil Marcelo Vilar[a1] [40][41]
São Paulo Mogi Mirim Brasil Mário Júnior Remanejado 8 de junho Mogi Mirim 2–4 Bragantino 10º (Gr. B) Brasil Marcelo Veiga [42]
Pará Remo Brasil Josué Teixeira Demitido 12 de junho Remo 1–1 CSA (Gr. A) Brasil Oliveira Canindé [43][44]
Mato Grosso Cuiabá Brasil Roberto Fonseca Demitido 12 de junho Cuiabá 2–2 Fortaleza 10º (Gr. A) Brasil Moacir Júnior [45][46]
Santa Catarina Joinville Brasil Fabinho Santos Resignado 24 de junho Macaé 1–0 Joinville (Gr. B) Brasil Pingo [47][48]
Maranhão Moto Club Brasil Leston Júnior Resignado 3 de julho Cuiabá 1–0 Moto Club (Gr. A) Brasil Marcinho Guerreiro (interino) [49]
São Paulo Bragantino Brasil Alberto Félix Resignado 4 de julho Joinville 2–0 Bragantino (Gr. B) Brasil Roberto Fonseca [50][51]
Pará Remo Brasil Oliveira Canindé Demitido 10 de julho Remo 0–1 Salgueiro (Gr. A) Brasil Léo Goiano [52]
Sergipe Confiança Brasil Leandro Sena Demitido 16 de julho Salgueiro 4–1 Confiança 10ª (Gr. A) Brasil Roberto Fernandes [53][54]
Rio de Janeiro Macaé Brasil Antônio Carlos Roy Demitido 16 de julho Macaé 0–3 Volta Redonda 10ª (Gr. B) Brasil Luciano Leandro [55][56]
Rio Grande do Sul Ypiranga-RS Brasil Guilherme Macuglia Demitido 31 de julho Ypiranga-RS 0–0 Bragantino 12ª (Gr. B) Brasil Hélio Vieira [57]
Sergipe Confiança Brasil Roberto Fernandes Contratado pelo Náutico 1 de agosto Confiança 1–1 Moto Club 12ª (Gr. A) Brasil Ailton Silva [58][59]
Paraíba Botafogo-PB Brasil Itamar Schülle Demitido 1 de agosto CSA 2–1 Botafogo-PB 12ª (Gr. A) Brasil Ademir Fonseca [60][61]
São Paulo Mogi Mirim Brasil Marcelo Veiga Resignado 4 de agosto Mogi Mirim 1–1 Tombense 12ª 10º (Gr. B) Brasil Lecheva[a2] [62][63]
Rio de Janeiro Macaé Brasil Luciano Leandro Demitido 8 de agosto Macaé 0–2 Ypiranga-RS 13ª (Gr. B) Brasil Josué Teixeira [64]
São Paulo Botafogo-SP Brasil Rodrigo Fonseca Demitido 19 de agosto Macaé 3–2 Botafogo-SP 15ª (Gr. B) Brasil Vica [65][66]
Ceará Fortaleza Brasil Paulo Bonamigo Resignado 20 de agosto Sampaio Corrêa 2–0 Fortaleza 15ª (Gr. A) Brasil Antônio Carlos Zago [67][68]
São Paulo Bragantino Brasil Roberto Fonseca Resignado 21 de agosto Bragantino 1–1 Tombense 15ª (Gr. B) Brasil Marcelo Veiga [69][70]
Paraíba Botafogo-PB Brasil Ademir Fonseca Resignado 28 de agosto Botafogo-PB 1–2 Confiança 16ª (Gr. A) Brasil Ramiro Souza [71][72]
Alagoas ASA Brasil Marcelo Vilar Demitido 4 de setembro Botafogo-PB 0–0 ASA 17ª 10º (Gr. A) Brasil Moisés Lima (interino) [73][74]
Alagoas CSA Brasil Ney da Matta Demitido 7 de setembro CSA 2–0 Salgueiro 17ª (Gr. A) Brasil Flávio Araújo[a3] [75][76]
  • A1 ^ Moisés Lima comandou o ASA interinamente na 5ª rodada.[77]
  • A2 ^ Mário Júnior comandou o Mogi Mirim interinamente na 13ª rodada.[63]
  • A3 ^ Jacozinho comandou o CSA interinamente na 18ª rodada.[78]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2017
Série C
Alagoas
Centro Sportivo Alagoano
Campeão
(1º título)

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

A classificação geral dá prioridade ao clube que avançou mais fases, e ao campeão, mesmo que tenha menor pontuação.

Pos Times Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Alagoas CSA 45 24 12 9 3 27 14 +13 Promovidos à Série B em 2018
e finalistas
2 Ceará Fortaleza 35 24 9 8 7 26 20 +6
3 São Paulo São Bento 38 22 10 8 4 23 11 +12 Promovidos à Série B em 2018
e eliminados nas semifinais
4 Maranhão Sampaio Corrêa 37 22 10 7 5 28 24 +4
5 Minas Gerais Tupi 31 20 8 7 5 22 20 +2 Eliminados nas quartas de final
6 Rio de Janeiro Volta Redonda 26 20 6 8 6 25 19 +6
7 Minas Gerais Tombense 26 20 6 8 6 19 20 –1
8 Sergipe Confiança 26 20 6 8 6 23 27 –4
9 Santa Catarina Joinville 25 18 6 7 5 28 23 +5 Eliminados na primeira fase
10 São Paulo Botafogo-SP 25 18 6 7 5 25 20 +5
11 Pernambuco Salgueiro 24 18 7 3 8 19 16 +3
12 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 23 18 5 8 5 23 21 +2
13 Mato Grosso Cuiabá 23 18 4 11 3 17 17 0
14 Pará Remo 22 18 5 7 6 19 21 –2
15 Paraíba Botafogo-PB 21 18 6 3 9 18 21 –3
16 São Paulo Bragantino 21 18 4 9 5 16 19 –3
17 Maranhão Moto Club 20 18 5 5 8 18 20 –2 Rebaixados à Série D de 2018
18 Rio de Janeiro Macaé 19 18 5 4 9 16 28 –12
19 São Paulo Mogi Mirim 13 18 3 4 11 15 34 –19
20 Alagoas ASA 13 18 2 7 9 11 23 –12

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «CBF divulga calendário para 2017, e Copa do Brasil vai de fevereiro a outubro». ESPN. 14 de novembro de 2016. Consultado em 14 de novembro de 2016 
  2. «CSA empata com o Fortaleza e conquista título inédito da Série C». Terra Esportes. 21 de outubro de 2017. Consultado em 21 de outubro de 2017 
  3. «CSA, Fortaleza, Sampaio Corrêa e São Bento comemoram retorno à Série B». Rádio Globo. 1 de outubro de 2017. Consultado em 21 de outubro de 2017 
  4. «Pela primeira vez na história uma região conquista três acessos na mesma edição da Série C». Sr. Goool. 26 de setembro de 2017. Consultado em 21 de outubro de 2017 
  5. «Volta Redonda 4 x 0 Mogi Mirim - Goleada decreta quarto rebaixamento do Sapo em dois anos». Futebol Interior. 27 de agosto de 2017. Consultado em 27 de agosto de 2017 
  6. «Botafogo-PB empata com ASA, se complica e rebaixa o time alagoano». GloboEsporte.com. 1 de setembro de 2017. Consultado em 1 de setembro de 2017 
  7. «Tombense segura empate com um a menos, se classifica e rebaixa o Macaé». GloboEsporte.com. 9 de setembro de 2017. Consultado em 9 de setembro de 2017 
  8. «Fortaleza vence e avança na Série C, Moto cai para a Série D». GloboEsporte.com. 9 de setembro de 2017. Consultado em 9 de setembro de 2017 
  9. «CBF lança o Calendário 2017 do Futebol Brasileiro». CBF. 6 de julho de 2016. Consultado em 10 de outubro de 2016 
  10. a b «Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro da Série C 2017» (PDF). CBF. 13 de março de 2017. Consultado em 13 de maio de 2017 
  11. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 17 de abril de 2016 
  12. «Fortaleza bate o Salgueiro no Castelão e engata a 2ª vitória seguida na Série C do Brasileiro». O Povo. 29 de julho de 2017. Consultado em 3 de agosto de 2017 
  13. «Em jogo de ataque contra defesa, Mogi Mirim e São Bento empatam na estreia da Série C». GloboEsporte.com. 13 de maio de 2017. Consultado em 31 de maio de 2017 
  14. «Macaé vai receber o Bragantino em Saquarema». CBF. 16 de maio de 2017. Consultado em 31 de maio de 2017 
  15. «Sampaio Corrêa receberá Salgueiro no Nhozinho Santos». Futebol Interior. 21 de junho de 2017. Consultado em 24 de junho de 2017 
  16. «Mogi cumpre ameaça, não entra em campo e perde para o Ypiranga por WO». GloboEsporte.com. 12 de agosto de 2017. Consultado em 12 de agosto de 2017 
  17. «Brasileirão Série C – Artilharia». CBF. Consultado em 7 de outubro de 2017 
  18. «Grampola faz quatro, Joinville goleia o Mogi Mirim, mas JEC não avança na Série C». GloboEsporte.com. 9 de setembro de 2017. Consultado em 9 de setembro de 2017 
  19. «Boletim Financeiro: Fortaleza 1x2 CSA» (PDF). CBF. 14 de outubro de 2017. Consultado em 18 de outubro de 2017 
  20. «Boletim Financeiro: Fortaleza 2x0 Tupi» (PDF). CBF. 16 de setembro de 2017. Consultado em 19 de setembro de 2017 
  21. «Boletim Financeiro: Remo 1x2 Sampaio Corrêa» (PDF). CBF. 2 de setembro de 2017. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  22. «Boletim Financeiro: Fortaleza 1x0 Moto Club» (PDF). CBF. 9 de setembro de 2017. Consultado em 13 de setembro de 2017 
  23. «Boletim Financeiro: Sampaio Corrêa 1x1 Volta Redonda» (PDF). CBF. 23 de setembro de 2017. Consultado em 30 de setembro de 2017 
  24. «Boletim Financeiro: Fortaleza 1x0 Sampaio Corrêa» (PDF). CBF. 2 de outubro de 2017. Consultado em 7 de outubro de 2017 
  25. «Boletim Financeiro: Remo 2x1 Botafogo-PB» (PDF). CBF. 20 de agosto de 2017. Consultado em 22 de agosto de 2017 
  26. «Boletim Financeiro: CSA 1x0 Tombense» (PDF). CBF. 25 de setembro de 2017. Consultado em 28 de setembro de 2017 
  27. «Boletim Financeiro: Remo 2x2 Confiança» (PDF). CBF. 6 de agosto de 2017. Consultado em 9 de agosto de 2017 
  28. «Boletim Financeiro: CSA 0x0 Fortaleza» (PDF). CBF. 21 de outubro de 2017. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  29. «Boletim Financeiro: Mogi Mirim 3x0 Macaé» (PDF). CBF. 2 de setembro de 2017. Consultado em 5 de setembro de 2017 
  30. «Boletim Financeiro: Mogi Mirim 2x0 Tupi» (PDF). CBF. 17 de junho de 2017. Consultado em 20 de junho de 2017 
  31. «Boletim Financeiro: Mogi Mirim 0x3 Ypiranga-RS» (PDF). CBF. 12 de agosto de 2017. Consultado em 15 de agosto de 2017 
  32. «Boletim Financeiro: Mogi Mirim 2x4 Bragantino» (PDF). CBF. 3 de junho de 2017. Consultado em 7 de junho de 2017 
  33. «Boletim Financeiro: Macaé 1x0 Bragantino» (PDF). CBF. 20 de maio de 2017. Consultado em 31 de maio de 2017 
  34. «Boletim Financeiro: Mogi Mirim 2x1 Volta Redonda» (PDF). CBF. 24 de junho de 2017. Consultado em 27 de junho de 2017 
  35. «Boletim Financeiro: Mogi Mirim 1x1 Joinville» (PDF). CBF. 10 de julho de 2017. Consultado em 12 de julho de 2017 
  36. «Boletim Financeiro: Mogi Mirim 1x1 Tombense» (PDF). CBF. 29 de julho de 2017. Consultado em 31 de julho de 2017 
  37. «Boletim Financeiro: Mogi Mirim 0x0 São Bento» (PDF). CBF. 13 de maio de 2017. Consultado em 31 de maio de 2017 
  38. «Boletim Financeiro: Tupi 3x1 Volta Redonda» (PDF). CBF. 1 de julho de 2017. Consultado em 8 de julho de 2017 
  39. «Brasileirão Série C 2017 – Ranking». Sr. Goool. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  40. «Na zona do rebaixamento, Maurílio Silva não é mais treinador do ASA». GloboEsporte.com. 5 de junho de 2017. Consultado em 5 de junho de 2017 
  41. «Sem perder tempo, ASA confirma contratação do técnico Marcelo Vilar». GloboEsporte.com. 5 de junho de 2017. Consultado em 5 de junho de 2017 
  42. «Em baixa, Mogi acerta volta de Marcelo Veiga pouco mais de dois meses após saída». GloboEsporte.com. 8 de junho de 2017. Consultado em 8 de junho de 2017 
  43. «Após conversa com presidente do Remo, Josué confirma saída do clube». GloboEsporte.com. 12 de junho de 2017. Consultado em 12 de junho de 2017 
  44. «Oliveira Canindé é o novo técnico do Remo: "É um grande desafio"». GloboEsporte.com. 12 de junho de 2017. Consultado em 12 de junho de 2017 
  45. «Demitido: Roberto Fonseca não é mais o técnico do Cuiabá». GloboEsporte.com. 12 de junho de 2017. Consultado em 12 de junho de 2017 
  46. «Cuiabá anuncia Moacir Júnior, ex-Botafogo-SP, para buscar o acesso à Série B». GloboEsporte.com. 14 de junho de 2017. Consultado em 14 de junho de 2017 
  47. «De saída! Após derrota para o Macaé, Fabinho Santos deixa o comando do JEC». GloboEsporte.com. 24 de junho de 2017. Consultado em 24 de junho de 2017 
  48. «Joinville confirma Pingo como novo técnico da equipe na Série C». GloboEsporte.com. 25 de junho de 2017. Consultado em 25 de junho de 2017 
  49. «Série C: Com dificuldades estruturais no clube, Leston Júnior entrega o cargo no Moto Club». Futebol Interior. 3 de julho de 2017. Consultado em 3 de julho de 2017 
  50. «Série C: Após queda para o Z2, Alberto Félix deixa o Bragantino». Futebol Interior. 4 de julho de 2017. Consultado em 4 de julho de 2017 
  51. «Série C: Bragantino contrata Roberto Fonseca, técnico experiente e de conquistas». Futebol Interior. 4 de julho de 2017. Consultado em 4 de julho de 2017 
  52. «Série C: Remo demite Oliveira Canindé e já define substituto». Futebol Interior. 10 de julho de 2017. Consultado em 10 de julho de 2017 
  53. «Após goleada, diretoria do Confiança confirma saída de Leandro Sena». GloboEsporte.com. 16 de julho de 2017. Consultado em 16 de julho de 2017 
  54. «Diretoria confirma: Roberto Fernandes é o novo técnico do Confiança». GloboEsporte.com. 19 de julho de 2017. Consultado em 19 de julho de 2017 
  55. «Série C: Técnico não aguenta pressão após goleada e deixa Macaé». Futebol Interior. 16 de julho de 2017. Consultado em 17 de julho de 2017 
  56. «Roy deixa o comando técnico do Macaé e Luciano Leandro assume a equipe». GloboEsporte.com. 17 de julho de 2017. Consultado em 17 de julho de 2017 
  57. «Ypiranga-RS demite técnico Guilherme Macuglia e contrata Hélio Vieira». GloboEsporte.com. 31 de julho de 2017. Consultado em 31 de julho de 2017 
  58. «Veja a última avaliação de Roberto Fernandes antes de deixar o Dragão». GloboEsporte.com. 1 de agosto de 2017. Consultado em 1 de agosto de 2017 
  59. «Ailton Silva é o novo técnico Confiança». GloboEsporte.com. 1 de agosto de 2017. Consultado em 1 de agosto de 2017 
  60. «Itamar Schülle não é mais técnico do Belo». GloboEsporte.com. 1 de agosto de 2017. Consultado em 1 de agosto de 2017 
  61. «Ademir Fonseca chega a João Pessoa de madrugada para assinar com o Belo». GloboEsporte.com. 1 de agosto de 2017. Consultado em 1 de agosto de 2017 
  62. «Insatisfação com situação do Mogi faz Marcelo Veiga deixar cargo de treinador». GloboEsporte.com. 4 de agosto de 2017. Consultado em 4 de agosto de 2017 
  63. a b «Mogi age rápido e contrata Lecheva, ex-Paysandu, para assumir o lugar de Veiga». GloboEsporte.com. 4 de agosto de 2017. Consultado em 5 de agosto de 2017 
  64. «Velho conhecido: Josué Teixeira assume mais uma vez o comando do Macaé». GloboEsporte.com. 8 de agosto de 2017. Consultado em 8 de agosto de 2017 
  65. «Com terceira derrota seguida na Série C, Botafogo-SP demite Rodrigo Fonseca». GloboEsporte.com. 19 de agosto de 2017. Consultado em 19 de agosto de 2017 
  66. «Em menos de 24h da saída de Fonseca, Botafogo-SP anuncia contratação de Vica». GloboEsporte.com. 20 de agosto de 2017. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  67. «Após derrota para Sampaio Corrêa, Paulo Bonamigo deixa comando do Fortaleza». GloboEsporte.com. 20 de agosto de 2017. Consultado em 20 de agosto de 2017 
  68. «Fortaleza acerta contratação de Antônio Carlos Zago como seu novo técnico». GloboEsporte.com. 20 de agosto de 2017. Consultado em 21 de agosto de 2017 
  69. «Após sete jogos, Roberto Fonseca deixa o comando do Bragantino na Série C». GloboEsporte.com. 21 de agosto de 2017. Consultado em 21 de agosto de 2017 
  70. «Bragantino anuncia retorno de Marcelo Veiga para comandar time na Série C». GloboEsporte.com. 22 de agosto de 2017. Consultado em 22 de agosto de 2017 
  71. «Botafogo-PB anuncia a saída do técnico Ademir Fonseca após mais uma derrota». GloboEsporte.com. 28 de agosto de 2017. Consultado em 28 de agosto de 2017 
  72. «Botafogo-PB confirma Ramiro Souza como técnico até o final da Série C». GloboEsporte.com. 28 de agosto de 2017. Consultado em 28 de agosto de 2017 
  73. «Série C: Após rebaixamento, ASA demite técnico antes da última rodada». Futebol Interior. 4 de setembro de 2017. Consultado em 4 de setembro de 2017 
  74. «Série C: Auxiliar vai comandar ASA contra o Confiança na rodada final». Futebol Interior. 6 de setembro de 2017. Consultado em 6 de setembro de 2017 
  75. «No dia do aniversário do clube, direção do CSA demite técnico Ney da Matta». GloboEsporte.com. 7 de setembro de 2017. Consultado em 7 de setembro de 2017 
  76. «Série C: "Rei do Acesso", Flávio Araújo é o novo técnico do CSA». Futebol Interior. 8 de setembro de 2017. Consultado em 8 de setembro de 2017 
  77. «Súmula: ASA 1x1 Salgueiro» (PDF). CBF. 11 de junho de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017 
  78. «Delegação do CSA viaja para Cuiabá sem dar entrevistas após briga em treino». GloboEsporte.com. 8 de setembro de 2017. Consultado em 9 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]