Campeonato Brasileiro de Futebol de 2018 - Série C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção se refere ou tem relação com um evento desportivo atualmente em curso.
A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (Editado pela última vez em 25 de abril de 2018.)
Sports current event.svg
Campeonato Brasileiro de 2018 - Série C
Brasileirão 2018 - Série C
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 14 de abril23 de setembro
Gol(o)s 37
Partidas 20
Média 1,85 gol(o)s por partida
Maior goleada
(diferença)
Botafogo-PB 4–0 Náutico
Estádio AlmeidãoJoão Pessoa
21 de abril, 2ª rodada
Público 34 202
Média 1 710,1 pessoas por partida
◄◄ 2017 Soccerball.svg 2019 ►►
atualizado em 22 de abril

A Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2018 é uma competição equivalente à terceira divisão do futebol do Brasil. Contando como a 29ª edição da história, é disputada por 20 clubes, onde os quatro mais bem colocados ganharão acesso à Série B de 2019 e os dois últimos colocados de cada grupo na primeira fase serão rebaixados à Série D de 2019. Após autorização da Federação Internacional de Futebol, a competição não será paralisada durante a disputa da Copa do Mundo, realizada entre os dias 14 de junho e 15 de julho.[1][2]

Formato e regulamento[editar | editar código-fonte]

A edição de 2018 mantém o formato em vigor desde 2012, uma vez que o calendário divulgado pela CBF reserva apenas 24 datas para a competição.[3][4] A competição será disputada por 20 clubes, divididos em dois grupos: Grupo A e Grupo B. Em cada grupo, os times se enfrentam duas vezes – jogos de ida e volta – totalizando 18 rodadas, com os quatro melhores de cada grupo avançando para a fase eliminatória. As duas piores equipes de cada grupo serão rebaixadas para a Série D de 2019.[5] Por outro lado, os quatro semifinalistas estarão automaticamente garantidos na Série B de 2019. A partir desse ano, não haverá mais o critério do gol marcado fora de casa como critério de desempate nos confrontos de eliminatórios (a partir das quartas de final).[6]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Caso haja empate de pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate serão aplicados na seguinte ordem:[5]

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2017 Estádio (mando) Capacidade[7] Títulos
ABC Natal Rio Grande do Norte RN 19º (Série B) Frasqueirão 15 082 1 (2010)
Atlético Acreano Rio Branco Acre AC 3º (Série D) Arena da Floresta 20 000 0 (não possui)
Botafogo-PB João Pessoa Paraíba PB 15º Almeidão (PB) 19 000 0 (não possui)
Botafogo-SP Ribeirão Preto São Paulo SP 10º Santa Cruz 29 292 0 (não possui)
Bragantino Bragança Paulista São Paulo SP 16º Nabi Abi Chedid 17 128 1 (2007)
Confiança Aracaju Sergipe SE Batistão 15 586 0 (não possui)
Cuiabá Cuiabá Mato Grosso MT 13º Arena Pantanal 44 000 0 (não possui)
Globo Ceará-Mirim Rio Grande do Norte RN 2º (Série D) Barretão 10 068 0 (não possui)
Joinville Joinville Santa Catarina SC Arena Joinville 22 400 1 (2011)
Juazeirense Juazeiro Bahia BA 4º (Série D) Adauto Moraes 8 000 0 (não possui)
Luverdense Lucas do Rio Verde Mato Grosso MT 17º (Série B) Passo das Emas 10 000 0 (não possui)
Náutico Recife Pernambuco PE 20º (Série B) Aflitos 22 856 0 (não possui)
Operário-PR Ponta Grossa Paraná PR 1º (Série D) Germano Krüger 8 832 0 (não possui)
Remo Belém Pará PA 14º Mangueirão 45 007 1 (2005)
Salgueiro Salgueiro Pernambuco PE 11º Cornélio de Barros 12 070 0 (não possui)
Santa Cruz Recife Pernambuco PE 18º (Série B) Arruda 60 044 1 (2013)
Tombense Tombos Minas Gerais MG Almeidão (MG) 3 050 0 (não possui)
Tupi Juiz de Fora Minas Gerais MG Mario Helênio 30 000 0 (não possui)
Volta Redonda Volta Redonda Rio de Janeiro RJ Raulino de Oliveira 20 255 0 (não possui)
Ypiranga de Erechim Erechim Rio Grande do Sul RS 12º Colosso da Lagoa 22 000 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

ABC Atlético Acreano Botafogo-PB Botafogo-SP Bragantino Confiança
Frasqueirão Arena da Floresta Almeidão (PB) Santa Cruz Nabi Abi Chedid Batistão
Capacidade: 15 082 Capacidade: 20 000 Capacidade: 25 770 Capacidade: 29 292 Capacidade: 17 128 Capacidade: 15 586
Estádio Frasqueirão em Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.png ArenadaFloresta.jpg Botxtre.jpg Estádio Santa Cruz BFC.JPG Estádio Nabi Abi Chedid.jpg
Cuiabá
Globo
Arena Pantanal Barretão
Capacidade: 44 000 Capacidade: 10 068
Cuiaba Arena.jpg
Joinville Juazeirense
Arena Joinville Adauto Moraes
Capacidade: 22 400 Capacidade: 8 000
Arena Joinville.jpg
Luverdense Náutico
Passo das Emas Aflitos
Capacidade: 10 000 Capacidade: 22 856
Estádio dos Aflitos.jpg
Operário-PR Remo
Germano Krüger Mangueirão
Capacidade: 8 832 Capacidade: 45 007
Germano kruger.JPG Estádio Olímpico - Pará.jpg
Salgueiro Santa Cruz Tombense Tupi Volta Redonda Ypiranga de Erechim
Cornélio de Barros Arruda Almeidão (MG) Mario Helênio Raulino de Oliveira Colosso da Lagoa
Capacidade: 12 070 Capacidade: 60 044 Capacidade: 3 050 Capacidade: 30 000 Capacidade: 20 255 Capacidade: 22 000
Estadiocbarros.JPG Estádio do Arruda em Recife.jpg Estádio Antônio Guimarães de Almeida.jpg Arquibancada do Estádio Municipal Radialista Mário Helênio (vista de uma bilheteria).jpg Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira.jpeg Colosso da Lagoa.jpg

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios serão utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[8]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Sergipe Confiança 6 2 2 0 0 4 0 +4 Zona de classificação à próxima fase
2 Paraíba Botafogo-PB 4 2 1 1 0 4 0 +4
3 Pernambuco Santa Cruz 4 2 1 1 0 4 2 +2
4 Pará Remo 3 2 1 0 1 1 1 0
5 Rio Grande do Norte ABC 3 2 1 0 1 1 1 0
6 Rio Grande do Norte Globo 3 2 1 0 1 1 1 0
7 Acre Atlético Acreano 3 2 1 0 1 2 3 –1
8 Pernambuco Salgueiro 1 2 0 1 1 0 3 –3
9 Pernambuco Náutico 1 2 0 1 1 1 5 –4 Zona de rebaixamento à Série D de 2019
10 Bahia Juazeirense 0 2 0 0 2 0 2 –2

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A
  ABC AAC BOT CON GLO JZE NAU REM SAL STC
ABC R-18 R-4 R-14 R-10 1–0 R-8 R-7 R-15 R-12
Atlético-AC R-9 R-7 R-17 R-15 R-5 R-3 1–0 R-13 R-11
Botafogo-PB R-13 R-16 R-3 R-8 R-18 4–0 R-5 R-10 R-15
Confiança R-5 R-8 R-12 R-18 R-10 R-13 R-15 3–0 R-7
Globo 1–0 R-6 R-17 R-9 R-13 R-16 R-11 R-3 R-5
Juazeirense R-11 R-14 R-9 0–1 R-4 R-6 R-3 R-16 R-17
Náutico R-17 R-12 R-11 R-4 R-7 R-15 R-9 R-5 1–1
Remo R-16 R-10 R-14 R-6 1–0 R-12 R-18 R-8 R-4
Salgueiro R-6 R-4 0–0 R-11 R-12 R-7 R-14 R-17 R-9
Santa Cruz R-3 3–1 R-6 R-16 R-14 R-8 R-10 R-13 R-18

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 São Paulo Botafogo-SP 4 2 1 1 0 3 2 +1 Zona de classificação à próxima fase
2 São Paulo Bragantino 4 2 1 1 0 2 1 +1
3 Minas Gerais Tombense 3 2 1 0 1 3 1 +2
3 Rio de Janeiro Volta Redonda 3 2 1 0 1 3 1 +2
5 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 3 2 1 0 1 2 2 0
6 Paraná Operário-PR 3 2 1 0 1 2 2 0
7 Minas Gerais Tupi 3 2 1 0 1 1 1 0
8 Mato Grosso Cuiabá 3 2 1 0 1 1 3 –2
8 Santa Catarina Joinville 3 2 1 0 1 1 3 –2 Zona de rebaixamento à Série D de 2019
10 Mato Grosso Luverdense 0 2 0 0 2 1 3 –2

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo B
  BRP BRG CUI JOI LUV OPF TOM TUP VRE YPI
Botafogo-SP 1–1 R-3 R-6 R-11 R-16 R-9 R-14 R-4 R-17
Bragantino R-10 R-18 R-12 R-7 R-8 R-13 1–0 R-15 R-5
Cuiabá R-12 R-9 R-14 1–0 R-6 R-17 R-4 R-11 R-7
Joinville R-15 R-3 R-5 R-17 R-13 R-11 R-7 R-9 1–0
Luverdense 1–2 R-16 R-10 R-8 R-18 R-3 R-15 R-5 R-13
Operário-PR R-7 R-17 R-15 R-4 R-9 R-5 R-12 1–0 R-11
Tombense R-18 R-4 R-8 3–0 R-12 R-14 R-10 R-7 R-15
Tupi R-5 R-11 R-13 R-16 R-6 R-3 1–0 R-17 R-9
Volta Redonda R-13 R-6 3–0 R-18 R-14 R-10 R-16 R-8 R-3
Ypiranga-RS R-8 R-14 R-16 R-10 R-4 2–1 R-6 R-18 R-12

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A AAC CON
Grupo B TUP BRP

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A ABC JZE
Grupo B YPI LUV

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[9] Jogador Time
2 Brasil Daniel Amorim Tombense
Brasil Marcos Aurélio Botafogo-PB

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Pernambuco Santa Cruz Brasil Júnior Rocha Contratado pelo CRB 15 de abril Náutico 1–1 Santa Cruz (Gr. A) Brasil PC Gusmão[nota 1] [11][12]
Bahia Juazeirense Brasil Luís Antônio Zaluar Demitido 19 de abril Juazeirense 0–1 Confiança (Gr. A) Brasil Ailton Silva[nota 2] [14][15]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2018
Série C
Brasil
A definir
Campeão
(?º título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Adriano Teixeira comandou o Santa Cruz interinamente na 2ª rodada.[10]
  2. Alcyr da Silva comandou a Juazeirense interinamente na 2ª rodada.[13]

Referências

  1. «Fifa autoriza: jogos da séries B, C e D serão realizados durante a Copa do Mundo». GloboEsporte.com. 4 de outubro de 2017. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  2. «CBF divulga calendário revisado para 2018». Tribuna do Norte. 5 de outubro de 2017. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  3. «CBF divulga Calendário do Futebol 2018». CBF. 29 de setembro de 2017. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  4. «CBF divulga calendário revisado». CBF. 4 de outubro de 2017. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  5. a b «Regulamento Específico da Competição – Campeonato Brasileiro da Série C 2018» (PDF). Confederação Brasileira de Futebol. 9 de fevereiro de 2018. Consultado em 15 de abril de 2018 
  6. «Série C: Conselho define fim do gol qualificado». CBF. 5 de fevereiro de 2018. Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  7. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  8. «CBF divulga tabela básica da Série C, que terá Náutico x Santa Cruz na rodada de abertura». Superesportes. 7 de fevereiro de 2018. Consultado em 15 de abril de 2018 
  9. «Brasileirão Série C – Artilharia». CBF. Consultado em 23 de abril de 2018 
  10. «Súmula: Santa Cruz 3x1 Atlético Acreano» (PDF). CBF. 22 de abril de 2018. Consultado em 22 de abril de 2018 
  11. «CRB anuncia a contratação do técnico Júnior Rocha, ex-Santa Cruz». GloboEsporte.com. 15 de abril de 2018. Consultado em 15 de abril de 2018 
  12. «Paulo César Gusmão é o novo treinador do Santa Cruz para a Série C». GloboEsporte.com. 19 de abril de 2018. Consultado em 19 de abril de 2018 
  13. «Súmula: ABC 1x0 Juazeirense» (PDF). CBF. 22 de abril de 2018. Consultado em 24 de abril de 2018 
  14. «Juazeirense comunica demissão de Luís Antônio Zaluar». GloboEsporte.com. 19 de abril de 2018. Consultado em 24 de abril de 2018 
  15. «Série C: Juazeirense anuncia substituto do técnico Luís Antônio Zaluar». Futebol Interior. 24 de abril de 2018. Consultado em 24 de abril de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]