Campeonato Brasileiro de Futebol de 2020 - Série B

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Campeonato Brasileiro de 2020 - Série B
Brasileirão 2020 - Série B
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 7 de agosto de 2020 – 29 de janeiro de 2021
Gol(o)s 824
Partidas 380
Média 2,17 gol(o)s por partida
Campeão Chapecoense (1º título)
Vice-campeão América Mineiro
Promovido(s) Chapecoense
América Mineiro
Juventude
Cuiabá
Rebaixado(s) Figueirense
Paraná
Botafogo-SP
Oeste
Melhor marcador Caio Dantas (Sampaio Corrêa) – 17 gols
Melhor ataque Ponte Preta – 54 gols
Melhor defesa Chapecoense – 21 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Ponte Preta 0–5 Chapecoense
Estádio Moisés LucarelliCampinas
20 de outubro, 17ª rodada
 
Juventude 5–0 Paraná
Estádio Alfredo JaconiCaxias do Sul
20 de novembro, 22ª rodada
 
Figueirense 2–7 Ponte Preta
Estádio Orlando ScarpelliFlorianópolis
29 de janeiro, 38ª rodada
◄◄ 2019 Soccerball.svg 2021 ►►

A Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2020 foi uma competição de futebol realizada no Brasil, equivalente à segunda divisão. Foi disputada por 20 clubes, dos quais os quatro primeiros colocados tiveram acesso a Série A de 2021 e os quatro últimos foram rebaixados a Série C de 2021. Originalmente, o torneio estava marcado para começar em 2 de maio e com término previsto para 28 de novembro,[1] mas por conta da pandemia de COVID-19, seu início foi remarcado para 7 de agosto e o novo encerramento em 29 de janeiro de 2021.[2] Também por conta da pandemia, todos os 380 jogos do campeonato foram realizados com portões fechados ao público.[3]

Pelo quinto ano consecutivo, a Região Sul teve o maior número de representantes na Série B, com sete times: três catarinenses, dois paranaenses e dois gaúchos. Na sequência, empatadas com seis clubes cada, estiveram as regiões Nordeste e Sudeste.[4] Por outro lado, o Centro-Oeste contou com o menor número de participantes desde a implementação dos pontos corridos, em 2006, com apenas o Cuiabá representando a região, igualando as edições de 2012 e 2013, que contaram somente com Goiás e Atlético Goianiense, respectivamente.[5]

A promoção à Série A de 2021 começou a ser definida na 34ª rodada com os acessos de América Mineiro e Chapecoense: a equipe de Belo Horizonte confirmou o acesso, após empatar sem gols com o Náutico em Recife, enquanto que a equipe catarinense derrotou o Figueirense, por 2–1, em Chapecó,[6][7] faturando na última rodada o inédito título do torneio, após derrotar o Confiança, na Arena Condá (3–1), empatando em pontos e em vitórias com o América, mas com vantagem no saldo de gols.[8] Na penúltima rodada, o Cuiabá garantiu a inédita promoção, antes mesmo de entrar em campo, beneficiado pelo empate entre CSA e Brasil de Pelotas (1–1), sendo a primeira aparição de uma equipe mato-grossense na elite do futebol brasileiro desde 1986.[9] O Juventude fechou a lista de promovidos na última rodada, após derrotar o Guarani (1–0), em Campinas, retornando à Série A depois de treze anos de ausência.[10]

Na parte de baixo da tabela, o primeiro clube rebaixado para a Série C de 2021 foi o Oeste, na 35ª rodada, antes mesmo de entrar em campo, após a vitória do Figueirense sobre o Brasil de Pelotas por 3–0, em Florianópolis.[11] Na rodada seguinte, o Botafogo-SP confirmou a queda, um dia após perder para o CSA por 3–1, em pleno Santa Cruz, sendo prejudicado por resultados dos concorrentes diretos Vitória e Náutico.[12] Na penúltima rodada, Paraná e Figueirense completaram a relação de rebaixados: a equipe de Curitiba sofreu um inédito descenso, sendo que não disputava a terceira divisão desde o ano seguinte a fundação do clube em 1990, depois de ser derrotado pelo Oeste (1–0) em Barueri, enquanto que a equipe catarinense, dentre necessitando vencer e depender de resultados paralelos, perdeu para o Juventude, em Caxias do Sul (2–1) e viu a despromoção concretizada com o triunfo do Vitória sobre o também rebaixado Botafogo-SP em Salvador, pelo placar mínimo, sendo o primeiro retorno à Série C desde 1999.[13][14]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A Série B foi disputada por 20 clubes no sistema de ida e volta por pontos corridos. Em cada turno, os times jogam entre si uma única vez. Os jogos do primeiro turno são realizados na mesma ordem no segundo turno, apenas com o mando de campo invertido. Não há campeões por turnos, sendo declarado campeão o time que obtiver o maior número de pontos após as 38 rodadas. Ao final, os quatro primeiros times ascendem para a Série A de 2021, da mesma forma que os quatro últimos são rebaixados para a Série C do ano seguinte. O campeão ingressa diretamente na terceira fase da Copa do Brasil de 2021.[nota 1][16]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois clubes, os critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem:[16]

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró (marcados);
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2019 Estádio (mando) Capacidade[17] Títulos
América Mineiro Belo Horizonte Minas Gerais MG Independência 23 018 2 (1997 e 2017)
Avaí Florianópolis Santa Catarina SC 20º (Série A) Ressacada 17 826 0 (não possui)
Botafogo-SP Ribeirão Preto São Paulo SP Santa Cruz 29 292 0 (não possui)
Brasil de Pelotas Pelotas Rio Grande do Sul RS 14º Bento Freitas 12 314[18] 0 (não possui)
Chapecoense Chapecó Santa Catarina SC 19º (Série A) Arena Condá 20 089 0 (não possui)
Confiança Aracaju Sergipe SE 4º (Série C) Batistão 15 586 0 (não possui)
CRB Maceió Alagoas AL Rei Pelé 17 126 0 (não possui)
Cruzeiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 17º (Série A) Mineirão 61 846 0 (não possui)
CSA Maceió Alagoas AL 18º (Série A) Rei Pelé 17 126 0 (não possui)
Cuiabá Cuiabá Mato Grosso MT Arena Pantanal 44 000 0 (não possui)
Figueirense Florianópolis Santa Catarina SC 16º Orlando Scarpelli 19 584 0 (não possui)
Guarani Campinas São Paulo SP 13º Brinco de Ouro 29 130 1 (1981)
Juventude Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS 3º (Série C) Alfredo Jaconi 19 924 1 (1994)
Náutico Recife Pernambuco PE 1º (Série C) Aflitos 22 856 0 (não possui)
Oeste Barueri São Paulo SP 15º Arena Barueri 31 452 0 (não possui)
Operário-PR Ponta Grossa Paraná PR 10º Germano Krüger 10 632 0 (não possui)
Paraná Curitiba Paraná PR Vila Capanema 20 083 1 (1992)
Ponte Preta Campinas São Paulo SP 11º Moisés Lucarelli 17 728 0 (não possui)
Sampaio Corrêa São Luís Maranhão MA 2º (Série C) Castelão 40 149 1 (1972)
Vitória Salvador Bahia BA 12º Barradão 35 000 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

América Mineiro Avaí Botafogo-SP Brasil de Pelotas Chapecoense Confiança
Independência Ressacada Santa Cruz Bento Freitas Arena Condá Batistão
Capacidade: 23 018 Capacidade: 17 826 Capacidade: 29 292 Capacidade: 10 400 Capacidade: 20 089 Capacidade: 15 586
Arena Independência - indoors - panoramio.jpg Ressacada 2.JPG ARENA EUROBIKE.jpg Bento Freitas.jpg Arena Condá.jpg Estádio Estadual Lourival Baptista.jpg
CRB
Cruzeiro
Rei Pelé Mineirão
Capacidade: 17 126 Capacidade: 61 846
Rei Pelé.jpg Mineirao Stadium.jpg
CSA Cuiabá
Rei Pelé Arena Pantanal
Capacidade: 17 126 Capacidade: 44 000
Rei Pelé.jpg Cidade Alta, Cuiabá - MT, Brazil - panoramio (4).jpg
Figueirense Guarani
Orlando Scarpelli Brinco de Ouro
Capacidade: 19 584 Capacidade: 29 130
Estádio Orlando Scarpelli.jpg Estádio Brinco de Ouro da Princesa.JPG
Juventude Náutico
Alfredo Jaconi Aflitos
Capacidade: 19 924 Capacidade: 22 856
EstadioAlfredoJaconi22.jpg Nauticoaflitos.jpg
Oeste Operário-PR Paraná Ponte Preta Sampaio Corrêa Vitória
Arena Barueri Germano Krüger Vila Capanema Moisés Lucarelli Castelão Barradão
Capacidade: 31 452 Capacidade: 10 632 Capacidade: 20 083 Capacidade: 17 728 Capacidade: 40 149 Capacidade: 35 000
Arena Barueri.jpg Germano kruger.JPG Vila Capanema aérea 2.jpg Estádio da Ponte ao entardecer.jpg Estádio Castelão em São Luís, Maranhão, Brasil.jpg Estádio Barradão - Esporte Clube Vitória 4.jpg

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[19] Especificamente por conta da pandemia de COVID-19, as equipes podem mandar seus jogos em outra cidade caso não sejam asseguradas as questões sanitárias na praça em questão.[20]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Santa Catarina Chapecoense 73 38 20 13 5 42 21 +21 64 Aumento1 Promovidos à Série A de 2021
2 Minas Gerais América Mineiro 73 38 20 13 5 43 23 +20 64 Baixa1
3 Rio Grande do Sul Juventude 61 38 17 10 11 52 42 +10 53 Aumento1
4 Mato Grosso Cuiabá 61 38 17 10 11 48 40 +8 53 Baixa1
5 Alagoas CSA 58 38 16 10 12 50 37 +13 51 Estável
6 Maranhão Sampaio Corrêa 57 38 17 6 15 50 38 +12 50 Aumento1
7 São Paulo Ponte Preta 57 38 16 9 13 54 49 +5 50 Aumento1
8 Paraná Operário-PR 57 38 15 12 11 40 34 +6 50 Aumento1
9 Santa Catarina Avaí 55 38 16 7 15 45 49 –4 48 Baixa3
10 Alagoas CRB 52 38 15 7 16 48 47 +1 46 Estável
11 Minas Gerais Cruzeiro 491 38 14 13 11 39 32 +7 48 Aumento1
12 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 49 38 11 16 11 31 33 –2 43 Baixa1
13 São Paulo Guarani 48 38 13 9 16 41 48 –7 42 Estável
14 Bahia Vitória 48 38 11 15 12 45 45 0 42 Aumento1
15 Sergipe Confiança 46 38 12 10 16 38 46 –8 40 Baixa1
16 Pernambuco Náutico 44 38 10 14 14 35 42 –7 39 Estável
17 Santa Catarina Figueirense 39 38 9 12 17 35 49 –14 34 Estável Rebaixados à Série C de 2021
18 Paraná Paraná 37 38 9 10 19 34 50 –16 32 Estável
19 São Paulo Botafogo-SP 34 38 8 10 20 26 39 –13 30 Estável
20 São Paulo Oeste 29 38 7 8 23 28 60 –32 25 Estável

1O Cruzeiro foi punido pela FIFA com a perda de 6 pontos devido ao não pagamento ao Al-Wahda referente à contratação do jogador Denílson.[21]

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  AMM AVA BRP BPE CHA CON CRB CRU CSA CUI FIG GUA JUV NAU OES OPF PAR PON SAM VIT
América-MG 2–1 1–1 3–1 2–2 2–1 1–0 1–2 2–1 0–1 0–1 0–0 2–1 2–0 2–1 1–1 1–0 1–1 2–1 4–0
Avaí 1–0 0–1 2–1 0–2 1–0 0–1 1–1 1–1 0–2 1–0 2–1 5–2 3–1 0–3 2–0 2–1 0–1 2–5 2–2
Botafogo-SP 1–2 0–1 0–1 3–0 2–0 1–2 0–1 1–3 1–1 0–1 0–1 1–1 1–1 1–1 0–1 1–0 2–1 2–1 2–1
Brasil de Pelotas 0–0 0–1 0–0 0–1 1–0 2–1 1–0 1–1 3–0 0–0 3–1 2–1 2–1 1–1 0–0 1–1 1–1 0–0 0–1
Chapecoense 0–0 1–0 1–0 0–0 3–1 3–2 0–1 0–0 1–0 2–1 2–0 1–0 0–0 0–0 1–0 2–0 1–0 1–0 1–1
Confiança 0–0 2–2 1–0 1–1 0–2 1–0 1–1 1–5 2–0 1–1 1–0 0–1 2–0 3–1 1–2 2–2 1–2 0–1 1–0
CRB 0–0 3–1 1–0 1–0 0–1 2–0 0–0 0–0 4–1 5–1 2–0 0–1 2–1 1–0 4–1 0–2 1–0 2–2 2–2
Cruzeiro 1–2 0–1 2–1 4–1 0–1 1–2 1–1 1–1 0–0 1–1 3–3 0–0 0–0 0–1 2–1 2–0 3–0 1–2 1–0
CSA 0–1 1–1 1–0 1–1 0–1 1–1 0–2 3–1 1–2 3–0 1–0 3–2 3–1 2–1 1–0 4–0 2–1 2–1 3–0
Cuiabá 0–0 2–1 2–0 0–0 2–1 1–0 3–0 1–0 0–1 0–0 4–0 1–0 1–0 3–0 2–0 3–3 2–1 1–3 3–3
Figueirense 1–2 2–0 0–0 3–0 0–0 0–0 2–0 0–1 0–0 1–0 2–2 1–1 2–0 4–1 0–1 0–1 2–7 1–2 0–0
Guarani 0–1 2–1 2–1 0–0 2–0 1–0 3–1 2–3 2–1 1–0 2–2 0–1 1–2 1–1 3–0 1–2 1–1 1–1 1–2
Juventude 0–0 3–0 0–0 1–2 1–1 3–1 2–1 1–0 1–0 1–1 2–1 1–0 1–0 2–2 1–0 5–0 2–1 2–3 1–1
Náutico 0–0 2–2 3–1 1–0 1–1 0–1 1–1 1–1 1–1 2–0 1–0 2–0 3–3 4–1 0–0 2–1 0–2 1–0 0–0
Oeste 1–1 0–2 0–1 2–1 0–0 0–1 1–2 0–0 2–1 0–2 2–1 0–1 1–3 0–1 0–1 1–0 1–3 0–3 2–1
Operário-PR 0–1 1–1 0–0 2–1 2–0 1–1 3–2 0–1 3–0 1–1 3–1 1–2 3–0 3–1 2–0 1–0 1–0 1–1 1–1
Paraná 0–1 1–0 1–1 0–1 1–1 1–1 2–0 0–0 2–0 0–2 0–2 1–2 3–1 0–0 4–0 0–0 2–1 0–0 1–4
Ponte Preta 0–1 1–2 1–0 1–1 0–5 2–1 3–1 2–1 2–1 2–2 2–1 2–0 1–3 2–0 1–0 1–1 2–1 1–1 3–3
Sampaio Corrêa 1–0 0–1 2–0 0–1 1–3 1–3 3–0 0–1 1–0 3–0 3–0 0–1 0–1 2–1 1–0 0–1 2–1 1–2 2–1
Vitória 1–2 1–2 1–0 0–0 0–0 2–3 2–1 0–1 0–1 4–2 3–0 1–1 1–0 0–0 3–1 1–1 1–0 0–0 1–0

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
OPF JUV PAR CUI PAR PON CUI CHA AMM CHA AMM CHA

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
CRU SAM OES CSA OES

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Paulo Sérgio CSA Paraná 4–0 (C) 10 de outubro [24]
Brasil Renan Gorne Confiança Oeste 3–1 (C) 17 de outubro [25]
Brasil Caio Dantas Sampaio Corrêa Juventude 3–2 (F) 14 de novembro [26]
Brasil Jeferson Botafogo-SP Chapecoense 3–0 (C) 9 de janeiro [27]
Brasil Moisés Ponte Preta Figueirense 7–2 (F) 29 de janeiro [28]

Jogador do mês[editar | editar código-fonte]

Mês Jogador Pos. Clube Estatísticas Ref.
J G A
Agosto Brasil Léo Gamalho A CRB 7 6 1 [29]
Setembro Brasil Breno Lopes A Juventude 6 5 1 [30]
Outubro Brasil Caio Dantas A Sampaio Corrêa 8 5 2 [31]
Novembro 7 5 0 [32]
Dezembro Brasil Ademir A América Mineiro 7 2 1 [33]
Janeiro Brasil Anselmo Ramon A Chapecoense 6 2 1 [34]

Mudanças de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Pernambuco Náutico Brasil Gilmar Dal Pozzo Demitido 12 de agosto Náutico 0–0 Operário-PR 16º Brasil Gilson Kleina[nota 2] [36][37]
Santa Catarina Figueirense Brasil Márcio Coelho Demitido 27 de agosto Fluminense 3–0 Figueirense[nota 3] 12º Brasil Elano [38][39]
São Paulo Guarani Brasil Thiago Carpini Demitido 29 de agosto Guarani 1–2 Náutico 16º Brasil Ricardo Catalá[nota 4] [41]
Alagoas CSA Brasil Eduardo Baptista Demitido 30 de agosto CSA 0–2 CRB 16º Brasil Argel Fuchs [42][43]
Minas Gerais Cruzeiro Brasil Enderson Moreira Demitido 8 de setembro Cruzeiro 1–1 CRB 16º Brasil Ney Franco [44][45]
Sergipe Confiança Brasil Matheus Costa Demitido 16 de setembro Confiança 2–2 Avaí 16º Brasil Daniel Paulista [46][47]
Alagoas CSA Brasil Argel Fuchs Demitido 17 de setembro CSA 1–2 Cuiabá 20º Brasil Mozart[nota 5] [49][50]
São Paulo Oeste Brasil Renan Freitas Demitido 30 de setembro Oeste 0–1 Botafogo-SP 12ª 20º Brasil Thiago Carpini [51]
São Paulo Ponte Preta Brasil João Brigatti Demitido 2 de outubro Cruzeiro 3–0 Ponte Preta 12ª Brasil Marcelo Oliveira[nota 6] [54][55]
Bahia Vitória Brasil Bruno Pivetti Demitido 7 de outubro Vitória 1–2 América Mineiro 14ª 10º Brasil Eduardo Barroca [56][57]
São Paulo Guarani Brasil Ricardo Catalá Demitido 7 de outubro Ponte Preta 2–0 Guarani 14ª 19º Brasil Felipe Conceição[nota 7] [58][59]
Minas Gerais Cruzeiro Brasil Ney Franco Demitido 11 de outubro Oeste 0–0 Cruzeiro 15ª 19º Brasil Luiz Felipe Scolari[nota 8] [61][62]
São Paulo Oeste Brasil Thiago Carpini Demitido 19 de outubro Confiança 3–1 Oeste 16ª 20º Brasil Roberto Cavalo[nota 9] [64][65]
Paraná Operário-PR Brasil Gerson Gusmão Demitido 21 de outubro Operário-PR 0–1 Cruzeiro 17ª 10º Brasil Matheus Costa [66][67]
Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas Brasil Hemerson Maria Resignado 28 de outubro Brasil de Pelotas 1–1 CSA 18ª 15º Brasil Cláudio Tencati[nota 10] [69][70]
Paraná Paraná Brasil Allan Aal Demitido 1 de novembro Cruzeiro 2–0 Paraná 19ª Brasil Rogério Micale [71][72]
Alagoas CRB Brasil Marcelo Cabo Contratado pelo Atlético-GO 7 de novembro Cuiabá 3–0 CRB 19ª 10º Brasil Ramon Menezes[nota 11] [74][75]
Mato Grosso Cuiabá Brasil Marcelo Chamusca Contratado pelo Fortaleza 7 de novembro Brasil de Pelotas 3–0 Cuiabá 20ª Brasil Allan Aal[nota 12] [77][78]
Santa Catarina Figueirense Brasil Elano Demitido 13 de novembro Vitória 3–0 Figueirense 21ª 18º Brasil Jorginho [79][80]
Pernambuco Náutico Brasil Gilson Kleina Demitido 17 de novembro Sampaio Corrêa 2–1 Náutico 21ª 17º Brasil Hélio dos Anjos [81][82]
São Paulo Botafogo-SP Brasil Claudinei Oliveira Resignado 20 de novembro Guarani 2–1 Botafogo-SP 22ª 19º Brasil Moacir Júnior [83][84]
Bahia Vitória Brasil Eduardo Barroca Contratado pelo Botafogo 27 de novembro Náutico 0–0 Vitória 23ª 16º Brasil Mazola Júnior[nota 13] [87][88]
Paraná Paraná Brasil Rogério Micale Demitido 2 de dezembro Paraná 1–4 Vitória 25ª 15º Brasil Gilmar Dal Pozzo[nota 14] [90][91]
Santa Catarina Avaí Brasil Geninho Resignado 5 de dezembro Operário-PR 1–1 Avaí 26ª Brasil Claudinei Oliveira[nota 15] [93][94]
São Paulo Ponte Preta Brasil Marcelo Oliveira Demitido 11 de dezembro Ponte Preta 1–2 Avaí 28ª Brasil Fábio Moreno[nota 6] [95][96]
Alagoas CRB Brasil Ramon Menezes Demitido 18 de dezembro CRB 0–2 Paraná 29ª 15º Brasil Roberto Fernandes [97]
Bahia Vitória Brasil Mazola Júnior Demitido 22 de dezembro CSA 3–0 Vitória 31ª 15º Brasil Rodrigo Chagas [98]
Paraná Paraná Brasil Gilmar Dal Pozzo Resignado 5 de janeiro Paraná 1–1 Botafogo-SP 32ª 18º Brasil Márcio Coelho [99][100]
Minas Gerais Cruzeiro Brasil Luiz Felipe Scolari Resignado 25 de janeiro Cruzeiro 0–0 Náutico 37ª 12º Brasil Célio Lúcio (interino) [101]
São Paulo Botafogo-SP Brasil Moacir Júnior Fim de contrato 28 de janeiro Vitória 1–0 Botafogo-SP 37ª 19º Brasil Samuel Dias (interino) [102]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2020
Série B
Santa Catarina
Associação Chapecoense de Futebol
Campeã
(1º título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Caso haja equipes brasileiras campeãs tanto da Libertadores 2020 quanto da Sul-Americana 2020, o campeão não tem direito a vaga na terceira fase da Copa do Brasil de 2021.[15]
  2. Dudu Capixaba comandou o Náutico interinamente na 3ª rodada.[35]
  3. Partida válida pela Copa do Brasil.
  4. Ben-Hur comandou o Guarani interinamente na 7ª rodada.[40]
  5. Adriano Rodrigues comandou o CSA interinamente na 10ª rodada.[48]
  6. a b Fábio Moreno comandou a Ponte Preta interinamente na 13ª, 14ª e 29ª rodadas, antes de ser efetivado na 30ª rodada.[52][53]
  7. Sérgio Baresi comandou o Guarani interinamente na 15ª rodada.
  8. Célio Lúcio comandou o Cruzeiro interinamente na 16ª rodada.[60]
  9. Sérgio Alex comandou o Oeste interinamente na 17ª rodada.[63]
  10. Cirilo comandou o Brasil de Pelotas interinamente na 19ª rodada.[68]
  11. Gabriel Cabo comandou o CRB interinamente na 20ª rodada.[73]
  12. Franco Müller comandou o Cuiabá interinamente na 21ª rodada.[76]
  13. Rodrigo Chagas comandou o Vitória interinamente da 24ª a 27ª rodada.[85][86]
  14. Victor Annes comandou o Paraná interinamente na 26ª rodada.[89]
  15. Evando comandou o Avaí interinamente na 27ª rodada.[92]

Referências

  1. «CBF publica calendário de 2020 com Datas FIFA livres». CBF. 3 de outubro de 2019. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  2. «CBF publica calendário revisado da temporada 2020». CBF. 9 de julho de 2020. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  3. «Com portões fechados, futebol brasileiro deixa de arrecadar R$ 600 milhões». MKT Esportivo. 7 de novembro de 2020. Consultado em 30 de janeiro de 2021 
  4. «Com predomínio das equipes da região Sul, confira os 19 rivais do Juventude na Série B de 2020». Pioneiro. 9 de dezembro de 2019. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  5. «Série B 2020 terá o dobro de times do Nordeste, recorde desde 2015». Jornal Correio. 9 de dezembro de 2019. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  6. «América-MG empata com o Náutico e é o primeiro time a garantir acesso a Série A». GloboEsporte.com. 12 de janeiro de 2021. Consultado em 12 de janeiro de 2021 
  7. «Chapecoense vence clássico estadual e está de volta a Série A». GloboEsporte.com. 12 de janeiro de 2021. Consultado em 12 de janeiro de 2021 
  8. «Chapecoense marca aos 51 minutos, vence o Confiança e conquista o título da Série B». GloboEsporte.com. 29 de janeiro de 2021. Consultado em 29 de janeiro de 2021 
  9. «Cuiabá garante acesso à Série A, após tropeço do CSA contra o Brasil de Pelotas». GloboEsporte.com. 22 de janeiro de 2021. Consultado em 22 de janeiro de 2021 
  10. «Festa jaconera! Juve derrota o Guarani e conquista acesso à Série A após 13 anos». GloboEsporte.com. 29 de janeiro de 2021. Consultado em 29 de janeiro de 2021 
  11. «Vitória do Figueirense rebaixa Oeste à Série C». GloboEsporte.com. 15 de janeiro de 2021. Consultado em 15 de janeiro de 2021 
  12. «Vitória e Náutico vencem na rodada, e Botafogo-SP é segundo rebaixado na Série B». GloboEsporte.com. 20 de janeiro de 2021. Consultado em 20 de janeiro de 2021 
  13. «Paraná Clube perde para o Oeste e é rebaixado para a Série C do Brasileiro». GloboEsporte.com. 26 de janeiro de 2021. Consultado em 26 de janeiro de 2021 
  14. «Vitória bate o Botafogo-SP, garante permanência e rebaixa o Figueirense». GloboEsporte.com. 26 de janeiro de 2021. Consultado em 26 de janeiro de 2021 
  15. «Série B: título pode valer vaga a partir das oitavas da Copa do Brasil 2019 e R$ 2,4 milhões». O Povo. 11 de setembro de 2018. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  16. a b «Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro Série B de 2020» (PDF). CBF. 2 de março de 2020. Consultado em 8 de agosto de 2020 
  17. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 14 de maio de 2017 
  18. «Giro dos estádios: Bento Freitas volta a ter capacidade ampliada; conheça». GloboEsporte.com. 15 de março de 2017. Consultado em 14 de maio de 2017 
  19. «Brasileirão Série B: Ponte Preta x América-MG será no Canindé». CBF. 30 de julho de 2020. Consultado em 1 de agosto de 2020 
  20. «COVID-19: CBF rebate Doria sobre início do Brasileirão pelos times paulistas; país tem 656 novas mortes». Lance!. 6 de julho de 2020. Consultado em 9 de agosto de 2020 
  21. «Fifa comunica CBF para Cruzeiro iniciar Série B com 6 pontos a menos por não quitar dívida com Al-Wahda». Radio Itatiaia. 19 de maio de 2020. Consultado em 19 de maio de 2020 
  22. «CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL - SÉRIE B - 2020 – ESTATÍSTICAS – Artilharia». CBF. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  23. «Brasileiro Série B 2020 – ESTATÍSTICAS – MAIS ASSISTÊNCIAS». oGol. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  24. «Artilheiro do Brasil, Paulo Sérgio marca três vezes e comanda goleada do CSA sobre o Paraná». GloboEsporte.com. 10 de outubro de 2020. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  25. «Com hat-trick de Renan Gorne, Confiança vence e afunda o Oeste na lanterna da Série B». GloboEsporte.com. 17 de outubro de 2020. Consultado em 17 de outubro de 2020 
  26. «Caio Dantas marca três, impõe derrota ao Juventude no Alfredo Jaconi e Sampaio entra no G-4». GloboEsporte.com. 14 de novembro de 2020. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  27. «Jeferson brilha com hat-trick, dá sobrevida ao Botafogo-SP e atrapalha Chape». GloboEsporte.com. 9 de janeiro de 2021. Consultado em 9 de janeiro de 2021 
  28. «Em jogo para cumprir tabela, Ponte Preta atropela o Figueirense no Orlando Scarpelli». GloboEsporte.com. 29 de janeiro de 2021. Consultado em 29 de janeiro de 2021 
  29. «Léo Gamalho, do CRB, é eleito o Jogador do Mês de agosto da Série B». CBF. 7 de setembro de 2020. Consultado em 10 de setembro de 2020 
  30. «Breno Lopes, do Juventude, é eleito o Jogador do Mês de Setembro na Série B». CBF. 6 de outubro de 2020. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  31. «Artilheiro da Série B, Caio Dantas é eleito pela CBF o melhor jogador de outubro da competição». CBF. 12 de novembro de 2020. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  32. «Caio Dantas, do Sampaio Corrêa, é eleito o Jogador do Mês da Série B pela segunda vez». CBF. 15 de dezembro de 2020. Consultado em 17 de dezembro de 2020 
  33. «Ademir, do América-MG, é eleito o Jogador do Mês de Dezembro pela Série B». CBF. 9 de janeiro de 2021. Consultado em 10 de janeiro de 2021 
  34. «Anselmo Ramon, da Chapecoense, recebe o prêmio de Jogador do Mês de Janeiro da Série B: 'Uma honra'». CBF. 19 de fevereiro de 2021. Consultado em 20 de fevereiro de 2021 
  35. «Náutico x CRB: veja como assistir, escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 15 de agosto de 2020. Consultado em 15 de agosto de 2020 
  36. «Preparador físico confirma saída de Dal Pozzo do Náutico». GloboEsporte.com. 12 de agosto de 2020. Consultado em 13 de agosto de 2020 
  37. «Náutico acerta com Gilson Kleina para substituir Gilmar Dal Pozzo». GloboEsporte.com. 14 de agosto de 2020. Consultado em 14 de agosto de 2020 
  38. «Márcio Coelho é demitido do Figueirense». GloboEsporte.com. 27 de agosto de 2020. Consultado em 27 de agosto de 2020 
  39. «Figueirense oficializa contratação de Elano como técnico para Série B». GloboEsporte.com. 27 de agosto de 2020. Consultado em 27 de agosto de 2020 
  40. «Erros, substituições e mudanças no estilo de jogo: veja o que disse Ricardo Catalá». GloboEsporte.com. 31 de agosto de 2020. Consultado em 1 de setembro de 2020 
  41. «Com cinco derrotas em seis jogos na Série B, Guarani demite Carpini e define Catalá como novo técnico». GloboEsporte.com. 29 de agosto de 2020. Consultado em 29 de agosto de 2020 
  42. «CSA anuncia a saída do técnico Eduardo Baptista; Argel Fucks diz que foi procurado». GloboEsporte.com. 30 de agosto de 2020. Consultado em 30 de agosto de 2020 
  43. «Diretoria do CSA anuncia o retorno do técnico Argel Fucks». GloboEsporte.com. 31 de agosto de 2020. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  44. «Enderson Moreira não resiste à pressão pelos maus resultados e é demitido do Cruzeiro». GloboEsporte.com. 8 de setembro de 2020. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  45. «Cruzeiro se acerta com Ney Franco e aguarda técnico em Belo Horizonte nesta quarta». GloboEsporte.com. 8 de setembro de 2020. Consultado em 8 de setembro de 2020 
  46. «Confiança anuncia a demissão do técnico Matheus Costa». GloboEsporte.com. 16 de setembro de 2020. Consultado em 16 de setembro de 2020 
  47. «Horas depois de demitir Matheus Costa, Confiança anuncia Daniel Paulista como treinador». GloboEsporte.com. 16 de setembro de 2020. Consultado em 16 de setembro de 2020 
  48. «CSA x Cruzeiro: veja como assistir, escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 19 de setembro de 2020. Consultado em 19 de setembro de 2020 
  49. «Argel Fuchs não é mais o técnico do CSA». GloboEsporte.com. 17 de setembro de 2020. Consultado em 18 de setembro de 2020 
  50. «Auxiliar do Coritiba, Mozart, assume lugar do técnico Argel Fuchs no CSA». GloboEsporte.com. 18 de setembro de 2020. Consultado em 18 de setembro de 2020 
  51. «Oeste anuncia Thiago Carpini como técnico na vaga de Renan Freitas». GloboEsporte.com. 30 de setembro de 2020. Consultado em 30 de setembro de 2020 
  52. «Moreno se emociona ao lembrar dos pais após vitória da Ponte no dérbi e cita mensagem da mãe». GloboEsporte.com. 7 de outubro de 2020. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  53. «Operário-PR x Ponte Preta: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 14 de dezembro de 2020. Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  54. «João Brigatti não é mais o técnico da Ponte Preta». GloboEsporte.com. 2 de outubro de 2020. Consultado em 2 de outubro de 2020 
  55. «Marcelo Oliveira é o novo técnico da Ponte Preta». GloboEsporte.com. 3 de outubro de 2020. Consultado em 3 de outubro de 2020 
  56. «Após derrota para o América-MG, Vitória demite técnico Bruno Pivetti». GloboEsporte.com. 7 de outubro de 2020. Consultado em 7 de outubro de 2020 
  57. «Eduardo Barroca é o novo treinador do Vitória». GloboEsporte.com. 7 de outubro de 2020. Consultado em 7 de outubro de 2020 
  58. «Ricardo Catalá não é mais o técnico do Guarani». GloboEsporte.com. 7 de outubro de 2020. Consultado em 7 de outubro de 2020 
  59. «Guarani fecha com novo técnico: Felipe Conceição assume para a sequência da Série B do Brasileiro, mas interino comanda no sábado». GloboEsporte.com. 8 de outubro de 2020. Consultado em 9 de outubro de 2020 
  60. «Interino, Célio Lúcio mira recuperar psicológico do Cruzeiro antes de Scolari». GloboEsporte.com. 16 de outubro de 2020. Consultado em 16 de outubro de 2020 
  61. «Ney Franco não resiste a empate contra o lanterna da Série B e é demitido do Cruzeiro». GloboEsporte.com. 11 de outubro de 2020. Consultado em 11 de outubro de 2020 
  62. «Após recusa inicial, Felipão aceita convite para voltar ao Cruzeiro». GloboEsporte.com. 15 de outubro de 2020. Consultado em 15 de outubro de 2020 
  63. «Oeste x Náutico: veja como assistir, escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 20 de outubro de 2020. Consultado em 20 de outubro de 2020 
  64. «Lanterna da Série B, Oeste demite Thiago Carpini após 20 dias e apenas quatro jogos». GloboEsporte.com. 19 de outubro de 2020. Consultado em 19 de outubro de 2020 
  65. «Roberto Cavalo é o novo técnico do Oeste». GloboEsporte.com. 20 de outubro de 2020. Consultado em 20 de outubro de 2020 
  66. «Gerson Gusmão é demitido do Operário-PR após mais de quatro anos no cargo». GloboEsporte.com. 21 de outubro de 2020. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  67. «Matheus Costa é contratado como novo técnico do Operário-PR». GloboEsporte.com. 21 de outubro de 2020. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  68. «Vitória x Brasil de Pelotas: veja como assistir, escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 30 de outubro de 2020. Consultado em 30 de outubro de 2020 
  69. «Hemerson Maria não é mais técnico do Brasil de Pelotas». GloboEsporte.com. 28 de outubro de 2020. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  70. «Brasil de Pelotas anuncia Cláudio Tencati como novo técnico». GloboEsporte.com. 30 de outubro de 2020. Consultado em 31 de outubro de 2020 
  71. «Paraná Clube demite Allan Aal e diretor de futebol após derrota para o Cruzeiro». GloboEsporte.com. 1 de novembro de 2020. Consultado em 1 de novembro de 2020 
  72. «Rogério Micale chega a Curitiba para a segunda passagem pelo Paraná». GloboEsporte.com. 2 de novembro de 2020. Consultado em 2 de novembro de 2020 
  73. «CRB x Juventude: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 8 de novembro de 2020. Consultado em 8 de novembro de 2020 
  74. «Atlético-GO acerta com o técnico Marcelo Cabo, que deixará o CRB». GloboEsporte.com. 7 de novembro de 2020. Consultado em 7 de novembro de 2020 
  75. «CRB contrata o técnico Ramon Menezes, ex-Vasco». GloboEsporte.com. 9 de novembro de 2020. Consultado em 9 de novembro de 2020 
  76. «Cuiabá x América-MG: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 14 de novembro de 2020. Consultado em 14 de novembro de 2020 
  77. «Cuiabá oficializa saída de Chamusca para o Fortaleza, que não comanda o time contra o Grêmio». GloboEsporte.com. 11 de novembro de 2020. Consultado em 11 de novembro de 2020 
  78. «Allan Al, ex-Paraná, é o novo técnico do Cuiabá». GloboEsporte.com. 16 de novembro de 2020. Consultado em 16 de novembro de 2020 
  79. «Elano é demitido do Figueirense». GloboEsporte.com. 13 de novembro de 2020. Consultado em 13 de novembro de 2020 
  80. «Figueirense anuncia Jorginho, ex-Juventus, como novo técnico». GloboEsporte.com. 13 de novembro de 2020. Consultado em 13 de novembro de 2020 
  81. «Empresário confirma saída de Gilson Kleina do Náutico; clube se pronuncia nesta quarta». GloboEsporte.com. 17 de novembro de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  82. «Náutico oficializa contratação de Hélio dos Anjos». GloboEsporte.com. 18 de novembro de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  83. «Claudinei Oliveira pede demissão e não é mais o técnico do Botafogo-SP». GloboEsporte.com. 20 de novembro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  84. «Botafogo-SP age rápido após saída de Claudinei Oliveira e anuncia Moacir Júnior como novo técnico». GloboEsporte.com. 21 de novembro de 2020. Consultado em 21 de novembro de 2020 
  85. «Rodrigo Chagas agradece ao elenco e mira efetivação: "Ideia é agarrar a oportunidade"». GloboEsporte.com. 28 de novembro de 2020. Consultado em 28 de novembro de 2020 
  86. «Rodrigo Chagas celebra "equilíbrio defensivo" após vitória sobre o Paraná fora de casa». GloboEsporte.com. 2 de dezembro de 2020. Consultado em 2 de dezembro de 2020 
  87. «Botafogo informa que Ramón Díaz deixa o clube, e Eduardo Barroca é o novo treinador». GloboEsporte.com. 27 de novembro de 2020. Consultado em 27 de novembro de 2020 
  88. «Vitória anuncia contratação do técnico Mazola Júnior». GloboEsporte.com. 7 de dezembro de 2020. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  89. «Auxiliar admite pressão interna, mas aposta em recuperação do Paraná: "Vamos sair dessa"». GloboEsporte.com. 5 de dezembro de 2020. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  90. «Rogério Micale é demitido do Paraná após um mês de trabalho e quinta derrota seguida». GloboEsporte.com. 2 de dezembro de 2020. Consultado em 2 de dezembro de 2020 
  91. «Gilmar Dal Pozzo aceita proposta e é o novo técnico do Paraná». GloboEsporte.com. 3 de dezembro de 2020. Consultado em 3 de dezembro de 2020 
  92. «Avaí x Chapecoense: veja onde assistir, escalações, desfalques e arbitragem». GloboEsporte.com. 8 de dezembro de 2020. Consultado em 8 de dezembro de 2020 
  93. «Geninho pede demissão e deixa o Avaí». GloboEsporte.com. 5 de dezembro de 2020. Consultado em 6 de dezembro de 2020 
  94. «Avaí contrata o técnico Claudinei Oliveira para sequência da Série B». GloboEsporte.com. 9 de dezembro de 2020. Consultado em 9 de dezembro de 2020 
  95. «Marcelo Oliveira é demitido da Ponte Preta; Gustavo Bueno também deixa o cargo». GloboEsporte.com. 11 de dezembro de 2020. Consultado em 12 de dezembro de 2020 
  96. «Fabinho Moreno é efetivado como técnico da Ponte para a reta final da Série B». GloboEsporte.com. 18 de dezembro de 2020. Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  97. «Diretoria do CRB demite o técnico Ramon Menezes e contrata Roberto Fernandes». GloboEsporte.com. 18 de dezembro de 2020. Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  98. «Após quatro jogos, Mazola Júnior é demitido pelo Vitória; Rodrigo Chagas assume». GloboEsporte.com. 22 de dezembro de 2020. Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  99. «Gilmar Dal Pozzo pede demissão e não é mais técnico do Paraná». GloboEsporte.com. 5 de janeiro de 2021. Consultado em 5 de janeiro de 2021 
  100. «Márcio Coelho já comanda treino como novo treinador do Paraná». GloboEsporte.com. 6 de janeiro de 2021. Consultado em 6 de janeiro de 2021 
  101. «Em comum acordo, Cruzeiro e Felipão rescindem contrato antes do fim da Série B». GloboEsporte.com. 25 de janeiro de 2021. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  102. «Botafogo-SP anuncia saída de Moacir Júnior; técnico fala em "trabalho interrompido"». GloboEsporte.com. 28 de janeiro de 2021. Consultado em 28 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]