Campeonato Brasileiro de Futebol de 2021 - Série B

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Campeonato Brasileiro de 2021 - Série B
Brasileirão 2021 - Série B
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 28 de maio – 28 de novembro
Gol(o)s 804
Partidas 372
Média 2,16 gol(o)s por partida
Campeão Botafogo (2º título)
Promovido(s) Botafogo
Coritiba
Goiás
Rebaixado(s) Confiança
Brasil de Pelotas
Melhor marcador 16 gols:
Melhor ataque Botafogo – 54 gols
Melhor defesa 29 gols:
Maior goleada
(diferença)
Náutico 5–0 Operário-PR
Estádio dos AflitosRecife
2 de julho, 9ª rodada
◄◄ 2020 Soccerball.svg 2022 ►►
atualizado em 25 de novembro

A Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2021 é uma competição de futebol realizada no Brasil, equivalente à segunda divisão. É disputada por 20 clubes, dos quais os quatro primeiros colocados terão acesso a Série A de 2022 e os quatro últimos serão rebaixados a Série C de 2022.

As regiões Sul e Nordeste são as detentoras do maior número de representantes na Série B, com seis times cada. Na sequência, a região Sudeste conta com cinco representantes, enquanto dois goianos representam o Centro-Oeste e apenas o Remo representando o Norte do país.

Botafogo e Coritiba foram as primeiras equipes promovidas à Série A de 2022, na antepenúltima rodada, quase um ano após serem rebaixadas: a equipe carioca superou o Operário-PR por 2–1 de virada, no Rio de Janeiro; enquanto a equipe paranaense subiu um dia após superar o Brasil de Pelotas, em Curitiba, beneficiada pelos resultados de outros concorrentes diretos ao acesso.[1][2] Na penúltima rodada, o Goiás também garantiu o retorno à Série A, depois de vencer o Guarani por 2–0 em Campinas.[3] Na penúltima rodada, o Botafogo também faturou o título da competição, após derrotar o Brasil de Pelotas por 1–0 no Estádio Bento Freitas. Foi o segundo título da equipe na história do torneio; o primeiro conquistado em 2015.[4]

O Brasil de Pelotas foi a primeira equipe matematicamente rebaixada à Série C, após ser derrotado pelo Avaí, em casa, e após as vitórias de Brusque e Londrina, faltando cinco rodadas para o término do campeonato.[5] Na penúltima rodada, o Confiança teve o rebaixamento confirmado, após perder em casa para a Ponte Preta.[6]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A Série B é disputada por 20 clubes no sistema de ida e volta por pontos corridos. Em cada turno, os clubes jogam entre si uma única vez. Os jogos do primeiro turno são realizados na mesma ordem no segundo turno, apenas com o mando de campo invertido. Não há campeões por turnos, sendo declarado campeão o clube que obtiver o maior número de pontos após as 38 rodadas. Ao final, os quatro primeiros clubes ascendem para a Série A de 2022, da mesma forma que os quatro últimos serão rebaixados para a Série C do ano seguinte. O campeão ingressará diretamente na terceira fase da Copa do Brasil de 2022.[7]

Assim como na Série A, essa é a primeira edição do torneio com limite de troca de técnicos.[8] A partir do segundo turno, todos os jogos passaram a contar com o árbitro assistente de vídeo (VAR).[9]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois clubes, os critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem:[7]

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró (marcados);
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2020 Estádio (mando) Capacidade[10] Títulos
Avaí Florianópolis Santa Catarina SC Ressacada 17 826 0 (não possui)
Botafogo Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 20º (Série A) Nilton Santos 44 661 1 (2015)
Brasil de Pelotas Pelotas Rio Grande do Sul RS 12º Bento Freitas 12 314 0 (não possui)
Brusque Brusque Santa Catarina SC 4º (Série C) Augusto Bauer 5 000 0 (não possui)
Confiança Aracaju Sergipe SE 15º Batistão 15 000 0 (não possui)
Coritiba Curitiba Paraná PR 19º (Série A) Couto Pereira 40 502 2 (2007, 2010)
CRB Maceió Alagoas AL 10º Rei Pelé 17 126 0 (não possui)
Cruzeiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 11º Mineirão 61 846 0 (não possui)
CSA Maceió Alagoas AL Rei Pelé 17 126 0 (não possui)
Goiás Goiânia Goiás GO 18º (Série A) Serrinha 16 500 2 (1999, 2012)
Guarani Campinas São Paulo SP 13º Brinco de Ouro 29 130 1 (1981)
Londrina Londrina Paraná PR 3º (Série C) Estádio do Café 30 000 1 (1980)
Náutico Recife Pernambuco PE 16º Aflitos 22 856 0 (não possui)
Operário-PR Ponta Grossa Paraná PR Germano Krüger 10 632 0 (não possui)
Ponte Preta Campinas São Paulo SP Moisés Lucarelli 17 728 0 (não possui)
Remo Belém Pará PA 2º (Série C) Baenão 13 792 0 (não possui)
Sampaio Corrêa São Luís Maranhão MA Castelão 40 149 1 (1972)
Vasco da Gama Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ 17º (Série A) São Januário 21 680 1 (2009)
Vila Nova Goiânia Goiás GO 1º (Série C) OBA 11 788 0 (não possui)
Vitória Salvador Bahia BA 14º Barradão 35 000 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

Avaí Botafogo Brasil de Pelotas Brusque Confiança Coritiba
Ressacada Nilton Santos Bento Freitas Augusto Bauer Batistão Couto Pereira
Capacidade: 17 826 Capacidade: 44 661 Capacidade: 12 314 Capacidade: 5 000 Capacidade: 15 000 Capacidade: 40 502
Ressacada 2.JPG Estádio Nilton Santos 2017.jpg Bento Freitas.jpg Estádio Augusto Bauer.jpg Estádio Estadual Lourival Baptista.jpg CP2.jpg
CRB
Cruzeiro
Rei Pelé Mineirão
Capacidade: 17 126 Capacidade: 61 846
Rei Pelé.jpg Mineirao Stadium.jpg
CSA Goiás
Rei Pelé Serrinha
Capacidade: 17 126 Capacidade: 16 500
Rei Pelé.jpg EstádioHailéPinheiro.jpg
Guarani Londrina
Brinco de Ouro Estádio do Café
Capacidade: 29 130 Capacidade: 30 000
Estádio Brinco de Ouro da Princesa.JPG Estádio Municipal Jacy Scaff - Estádio do Café.jpg
Náutico Operário-PR
Aflitos Germano Krüger
Capacidade: 22 856 Capacidade: 10 632
Nauticoaflitos.jpg Germano kruger.JPG
Ponte Preta Remo Sampaio Corrêa Vasco da Gama Vila Nova Vitória
Moisés Lucarelli Baenão Castelão São Januário OBA Barradão
Capacidade: 17 728 Capacidade: 13 792 Capacidade: 40 149 Capacidade: 21 680 Capacidade: 11 788 Capacidade: 35 000
Estádio da Ponte ao entardecer.jpg Baenão.png Estádio Castelão em São Luís, Maranhão, Brasil.jpg Estádio de São Januário.jpg Estádio Onésio Brasileiro Alvarenda Estádio Barradão - Esporte Clube Vitória 4.jpg

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[11][12][13][14][15]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 26 de novembro.
Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Rio de Janeiro Botafogo 69 37 20 9 8 54 29 +25 62 Estável Zona de promoção à Série A de 2022
2 Paraná Coritiba 64 38 18 10 10 49 35 +14 56 Estável
3 Goiás Goiás 64 37 17 13 7 46 29 +17 58 Estável
4 Santa Catarina Avaí 61 37 17 10 10 42 34 +8 55 Estável
5 Alagoas CRB 60 37 16 12 9 46 37 +9 54 Estável
6 Alagoas CSA 59 37 17 8 12 44 33 +11 53 Estável
7 São Paulo Guarani 59 37 16 11 10 52 39 +13 53 Estável
8 Pernambuco Náutico 53 38 14 11 13 50 50 0 46 Estável
9 Rio de Janeiro Vasco da Gama 49 37 13 10 14 43 49 –6 44 Estável
10 São Paulo Ponte Preta 49 38 12 13 13 39 40 –1 43 Aumento4
11 Goiás Vila Nova 48 37 11 15 11 34 36 –2 43 Baixa1
12 Minas Gerais Cruzeiro 48 38 10 18 10 42 44 –2 42 Aumento1
13 Santa Catarina Brusque[nota 1] 47 37 13 8 16 42 54 –12 42 Baixa2
14 Maranhão Sampaio Corrêa 47 37 12 11 14 40 40 0 42 Baixa2
15 Paraná Operário-PR 45 37 12 9 16 33 45 –12 40 Estável
16 Pará Remo 42 37 11 9 17 31 42 –11 38 Estável
17 Paraná Londrina 41 37 10 11 16 28 41 –13 37 Estável Zona de rebaixamento à Série C de 2022
18 Bahia Vitória 40 37 8 16 13 31 31 0 36 Estável
19 Sergipe Confiança 36 37 9 9 19 35 48 –13 32 Estável
20 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 23 37 4 11 22 23 48 –25 21 Estável

Confrontos[editar | editar código-fonte]

  AVA BOT BPE BRU CON CTB CRB CRU CSA GOI GUA LON NAU OPF PON REM SAM VAS VIL VIT
Avaí 1–1 1–1 1–2 2–1 1–2 1–0 1–0 1–1 1–0 0–1 2–0 2–0 1–0 1–1 1–0 R–38 3–1 1–1 1–1
Botafogo 1–2 1–0 3–0 1–0 2–0 2–0 3–3 2–0 0–2 R–38 4–0 3–1 2–1 2–0 3–0 2–0 2–0 3–2 1–0
Brasil de Pelotas 0–1 0–1 0–2 1–1 0–2 0–1 0–0 0–1 2–1 0–1 0–0 3–2 1–0 1–1 1–1 1–2 1–2 2–2 1–0
Brusque 0–0 2–1 1–0 3–0 0–0 1–0 1–2 2–3 0–1 2–0 0–0 4–3 2–0 2–1 3–1 0–0 0–1 2–3 0–0
Confiança 3–1 0–1 1–1 3–2 0–1 1–2 3–1 0–2 1–2 1–4 0–2 0–0 1–0 0–1 1–2 2–0 1–2 1–0 1–1
Coritiba 2–0 0–1 2–1 4–0 1–1 1–1 0–3 0–1 1–1 1–0 1–1 3–1 3–1 2–0 2–1 3–0 1–1 1–0 1–0
CRB 1–2 2–1 2–1 3–0 3–2 1–1 0–0 0–0 0–1 2–2 1–0 1–1 0–0 1–1 2–2 1–0 1–1 2–1 3–1
Cruzeiro 0–3 0–0 2–0 2–0 1–0 0–0 3–4 1–2 1–1 3–3 2–2 0–0 1–1 1–0 1–3 1–1 2–1 1–1 2–2
CSA 0–0 2–0 R–38 4–1 0–0 3–0 0–1 2–1 0–1 1–1 1–0 0–1 2–4 2–1 2–0 0–0 2–2 1–1 2–1
Goiás 3–0 1–1 2–1 R–38 2–0 2–1 1–0 1–1 3–1 2–1 0–0 0–1 1–0 2–2 1–1 2–2 1–0 1–2 3–0
Guarani 4–0 1–1 2–0 4–1 1–2 0–2 1–0 1–1 1–0 0–2 3–0 1–3 3–0 1–0 2–0 0–0 1–0 1–4 1–1
Londrina 1–3 2–2 0–0 0–1 0–0 2–3 0–2 0–1 0–2 0–0 0–1 0–0 1–2 2–1 1–0 3–1 R–38 1–0 1–0
Náutico 1–2 3–1 2–1 1–1 0–4 2–1 1–3 0–1 1–0 3–2 1–1 1–2 5–0 1–1 1–1 2–1 2–2 2–0 1–1
Operário-PR 2–1 1–0 2–1 1–1 0–0 1–0 R–38 2–1 0–2 1–1 2–5 0–0 1–2 1–2 2–1 1–0 2–0 1–2 0–1
Ponte Preta 0–0 0–0 1–0 3–0 4–2 3–2 1–0 0–1 2–1 2–1 0–0 2–1 2–3 0–0 1–2 3–2 1–1 1–1 0–0
Remo 2–1 0–1 1–0 2–1 R–38 0–0 1–2 1–0 1–0 0–1 0–0 0–1 1–0 0–1 0–1 0–2 2–1 0–1 0–0
Sampaio Corrêa 0–2 2–0 2–1 2–2 3–1 2–3 2–3 1–1 2–0 0–0 0–1 1–0 2–0 0–0 1–0 1–1 1–0 3–0 0–1
Vasco 0–2 0–4 1–1 2–1 1–0 2–1 3–0 1–1 1–3 2–0 4–1 1–2 1–1 0–2 2–0 2–2 1–0 1–0 0–3
Vila Nova 1–0 1–1 0–0 0–1 0–0 0–1 0–0 0–0 1–0 0–0 2–2 2–1 1–0 2–1 0–0 1–0 0–2 2–2 0–0
Vitória 0–0 0–0 4–0 3–1 0–1 0–0 1–1 3–0 0–1 1–1 1–0 1–2 0–1 0–0 1–0 1–2 2–2 0–1 R–38

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Posições de cada clube por rodada:[18]

Rodada ↓ AVA BOT BPE BRU CON CTB CRB CRU CSA GOI GUA LON NAU OPF PON REM SAM VAS VIL VIT
20 8 12 4 1 3 7 18 17 14 9 13 5 2 16 6 15 19 11 10
19 4 15 1 8 9 6 20 17 5 3 16 2 10 13 7 12 18 11 14
20 3 17 2 13 9 4 19 18 5 8 15 1 10 16 12 7 11 6 14
13 3 18 2 12 8 5 14 19 4 7 16 1 6 20 11 9 15 10 17
10 4 13 3 17 8 11 18 14 6 5 19 1 2 20 16 7 9 15 12
13 2 16 6 12 4 7 11 18 3 8 19 1 5 20 15 9 10 17 14
10 6 18 7 12 2 9 14 13 3 11 15 1 5 20 16 4 8 19 17
7 5 19 6 15 2 9 14 13 3 11 16 1 8 20 17 4 10 12 18
6 5 17 8 15 2 7 13 14 4 10 19 1 11 18 20 3 9 12 16
10ª 9 8 18 11 15 2 4 14 13 6 7 19 1 10 17 20 3 5 12 16
11ª 6 10 19 11 16 2 9 14 13 3 5 20 1 7 18 15 4 8 12 17
12ª 4 11 15 10 17 2 5 16 12 6 3 20 1 9 19 14 7 8 13 18
13ª 3 11 16 8 18 2 6 17 13 5 4 20 1 10 19 12 7 9 14 15
14ª 3 11 16 9 20 2 4 19 12 5 6 18 1 8 17 13 10 7 14 15
15ª 4 9 19 6 20 2 5 18 13 3 8 17 1 11 16 12 7 10 14 15
16ª 5 8 20 10 16 2 3 15 12 4 7 19 1 11 18 13 6 9 14 17
17ª 9 10 20 11 18 1 2 15 12 7 5 19 3 8 16 13 4 6 14 17
18ª 5 8 20 12 19 1 2 16 11 3 7 17 6 10 14 13 4 9 15 18
19ª 3 8 20 13 19 1 4 14 10 2 6 17 7 9 16 12 5 11 15 18
20ª 4 6 20 13 19 1 2 14 10 3 9 16 5 7 15 12 8 11 17 18
21ª 8 4 19 13 20 1 3 14 11 2 7 17 6 9 15 12 5 10 16 18
22ª 8 4 19 13 20 1 2 14 11 3 7 18 5 10 15 12 6 9 16 17
23ª 5 3 19 14 20 1 4 13 12 2 6 18 8 9 16 11 7 10 15 17
24ª 6 3 20 14 19 1 4 13 12 2 5 18 8 9 15 11 7 10 16 17
25ª 6 3 20 15 19 1 4 13 8 2 5 18 9 11 14 12 7 10 16 17
26ª 5 2 20 17 19 1 4 14 7 3 6 16 11 12 13 9 10 8 15 18
27ª 4 2 20 16 19 1 3 15 7 5 6 17 11 12 14 9 10 8 13 18
28ª 2 3 20 16 19 1 5 12 7 4 8 17 9 13 15 10 11 6 14 18
29ª 3 2 20 16 19 1 5 12 6 4 7 17 9 14 15 11 10 8 13 18
30ª 4 2 20 14 19 1 5 11 8 3 7 17 9 15 16 12 10 6 13 18
31ª 3 2 20 16 19 1 5 12 8 4 7 17 9 14 15 13 10 6 11 18
32ª 3 2 20 16 19 1 5 14 7 4 6 17 9 12 15 11 13 8 10 18
33ª 3 2 20 16 19 1 5 14 7 4 6 17 9 12 15 11 13 8 10 18
34ª 3 1 20 16 18 2 6 12 5 4 7 17 8 13 14 15 11 9 10 19
35ª 3 1 20 16 19 2 5 11 7 4 6 17 8 12 14 15 10 9 13 18
36ª 5 1 20 15 19 2 6 11 7 3 4 17 8 12 14 16 10 9 13 18
37ª 4 1 20 11 19 2 5 13 6 3 7 17 8 15 14 16 12 9 10 18
38ª 1 20 19 8
Rodada ↑ AVA BOT BPE BRU CON CTB CRB CRU CSA GOI GUA LON NAU OPF PON REM SAM VAS VIL VIT

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Chay Botafogo Cruzeiro 3–3 (C) 10 de julho [21]

Público[editar | editar código-fonte]

Com o avanço da vacinação e a redução de casos relacionados à pandemia de COVID-19 no Brasil, a CBF divulgou no dia 16 de agosto de 2021 um protocolo para retorno do público aos estádios, seguindo uma série de medidas e usando a chamada "taxa de normalidade" para definir quando e como esse retorno aconteceria.[22] Em 17 de setembro, o Conselho Técnico da entidade oficializou o retorno de público em jogos da competição a partir da 25ª rodada, em cidades com decretos que permitem a presença de torcedores nos estádios e seguindo as restrições de capacidade e admissão adotadas por cada município.[23] No entanto, antes mesmo dessa decisão, alguns clubes entraram com representação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para obter a liberação de público em seus estádios, como Cruzeiro, Goiás, Vila Nova e Confiança.[24][25][26][27]

Maiores públicos

Estes são os dez maiores públicos do campeonato:

Público[nota 2] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 57 484 Cruzeiro Minas Gerais 0–0 Pernambuco Náutico Mineirão 25 de novembro 38ª [28]
2 32 979 Cruzeiro Minas Gerais 2–0 Santa Catarina Brusque Mineirão 9 de novembro 35ª [29]
3 32 506 Coritiba Paraná 0–1 Alagoas CSA Couto Pereira 21 de novembro 37ª [30]
4 27 531 Coritiba Paraná 2–1 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas Couto Pereira 14 de novembro 36ª [31]
5 24 087 Botafogo Rio de Janeiro 2–1 Paraná Operário-PR Nilton Santos 15 de novembro 36ª [32]
6 16 991 Vitória Bahia 3–0 Minas Gerais Cruzeiro Barradão 14 de novembro 36ª [33]
7 16 886 Coritiba Paraná 3–1 Paraná Operário-PR Couto Pereira 3 de novembro 33ª [34]
8 16 209 Guarani São Paulo 0–2 Goiás Goiás Brinco de Ouro 22 de novembro 37ª [35]
9 13 993 Sampaio Corrêa Maranhão 1–0 Rio de Janeiro Vasco da Gama Castelão 9 de outubro 29ª [36]
10 9 817 Vasco da Gama Rio de Janeiro 1–3 Alagoas CSA São Januário 29 de outubro 32ª [37]
Menores públicos

Estes são os dez menores públicos do campeonato, sem considerar as partidas com portões fechados:

Público[nota 2] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 83 Londrina Paraná 3–1 Maranhão Sampaio Corrêa Estádio do Café 3 de outubro 28ª [38]
2 183 Brasil de Pelotas Rio Grande do Sul 1–0 Paraná Operário-PR Bento Freitas 6 de outubro 29ª [39]
3 250 Brusque Santa Catarina 3–1 Pará Remo Augusto Bauer 15 de outubro 30ª [40]
4 276 Londrina Paraná 1–0 Bahia Vitória Estádio do Café 25 de setembro 26ª [41]
5 309 Vasco da Gama Rio de Janeiro 1–1 Minas Gerais Cruzeiro São Januário 19 de setembro 25ª [42]
6 350 Brusque Santa Catarina 2–0 São Paulo Guarani Augusto Bauer 2 de outubro 28ª [43]
7 361 Brasil de Pelotas Rio Grande do Sul 0–2 Santa Catarina Brusque Bento Freitas 29 de setembro 27ª [44]
8 381 Náutico Pernambuco 1–3 Alagoas CRB Arena de Pernambuco 28 de setembro 27ª [45]
9 427 Operário-PR Paraná 1–2 Pernambuco Náutico Germano Krüger 1 de outubro 28ª [46]
10 456 Avaí Santa Catarina 1–0 Goiás Goiás Ressacada 21 de setembro 25ª [47]

Mudanças de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Bahia Vitória Brasil Rodrigo Chagas[nota 3] 8 de junho Vitória 0–1 Náutico 14º Brasil Ramon Menezes [49][50]
Minas Gerais Cruzeiro Brasil Felipe Conceição 9 de junho Juazeirense 1–0 Cruzeiro[nota 4] 20º Brasil Mozart [51][52]
Goiás Vila Nova Japão Wagner Lopes 24 de junho Confiança 1–0 Vila Nova 16º Brasil Hemerson Maria[nota 5] [53][54]
Pará Remo Brasil Paulo Bonamigo 30 de junho Remo 0–2 Sampaio Corrêa 17º Brasil Felipe Conceição[nota 6] [55][56]
Alagoas CSA Brasil Bruno Pivetti 4 de julho CSA 0–1 CRB 14º Brasil Ney Franco[nota 7] [57][58]
Paraná Londrina Brasil Roberto Fonseca 10 de julho Londrina 0–1 Guarani 10ª 19º Brasil Márcio Fernandes[nota 8] [59][60]
Rio de Janeiro Botafogo Brasil Marcelo Chamusca 13 de julho Botafogo 3–3 Cruzeiro 11ª 10º Brasil Enderson Moreira[nota 9] [61][62]
Goiás Goiás Brasil Pintado 18 de julho Goiás 0–0 Londrina 12ª Brasil Marcelo Cabo[nota 10] [63][64]
Rio de Janeiro Vasco da Gama Brasil Marcelo Cabo 19 de julho Vasco da Gama 1–1 Náutico 12ª Brasil Lisca[nota 11] [65][66]
Sergipe Confiança Brasil Rodrigo Santana 26 de julho Confiança 0–1 Botafogo 14ª 20º Brasil Luizinho Lopes[nota 12] [67][68]
Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas Brasil Cláudio Tencati 29 de julho Avaí 1–1 Brasil de Pelotas 14ª 16º Brasil Cléber Gaúcho[nota 13] [69][70]
Minas Gerais Cruzeiro Brasil Mozart 30 de julho Cruzeiro 2–2 Londrina 15ª 16º Brasil Vanderlei Luxemburgo [71][72]
Bahia Vitória Brasil Ramon Menezes 5 de agosto Grêmio 1–0 Vitória[nota 4] 15ª 15º Japão Wagner Lopes[nota 14] [73][74]
Pernambuco Náutico Brasil Hélio dos Anjos 18 de agosto Náutico 0–1 Cruzeiro 19ª Brasil Marcelo Chamusca [75][76]
Goiás Vila Nova Brasil Hemerson Maria 23 de agosto Botafogo 3–2 Vila Nova 20ª 17º Brasil Higo Magalhães (interino) [77]
Alagoas CSA Brasil Ney Franco 30 de agosto Sampaio Corrêa 2–0 CSA 21ª 11º Brasil Mozart [78][79]
Rio de Janeiro Vasco da Gama Brasil Lisca 8 de setembro Avaí 3–1 Vasco da Gama 23ª Brasil Fernando Diniz [80][81]
Santa Catarina Brusque Brasil Jerson Testoni 9 de setembro Coritiba 4–0 Brusque 23ª 13º Brasil Waguinho Dias [82][83]
Pernambuco Náutico Brasil Marcelo Chamusca 22 de setembro Náutico 1–2 Londrina 25ª Brasil Hélio dos Anjos[nota 15] [84][85]
Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas Brasil Cléber Gaúcho 22 de setembro Brasil de Pelotas 0–1 CRB 25ª 20º Brasil Jerson Testoni[nota 16] [86][87]
Paraná Operário-PR Brasil Matheus Costa 29 de setembro Vila Nova 2–1 Operário-PR 27ª 12º Brasil Ricardo Catalá[nota 17] [88][89]
Goiás Goiás Brasil Marcelo Cabo 28 de outubro Goiás 1–1 Botafogo 32ª Brasil Glauber Ramos (interino) [90]
Maranhão Sampaio Corrêa Brasil Felipe Surian 29 de outubro Sampaio Corrêa 0–1 Guarani 32ª 13º Brasil João Brigatti [91][92]
Pará Remo Brasil Felipe Conceição 10 de novembro Operário-PR 2–1 Remo 35ª 15º Brasil Eduardo Baptista [93][94]
Rio de Janeiro Vasco da Gama Brasil Fernando Diniz 11 de novembro Vasco da Gama 0–3 Vitória 35ª Brasil Fábio Cortez (interino) [95]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2021
Série B
Rio de Janeiro
Botafogo de Futebol e Regatas
Campeão
(2º título)

Jogador do mês[editar | editar código-fonte]

Mês Jogador Pos. Clube Estatísticas Ref.
J G A
Junho Brasil Jean Carlos M Náutico 7 2 2 [96]
Julho 6 4 2 [97]
Agosto Brasil Chay M Botafogo 6 1 1 [98]
Setembro Brasil Nenê M Vasco da Gama 4 2 1 [99]
Outubro Brasil Rafael Navarro A Botafogo 5 2 1 [100]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. O Brusque havia sido punido pelo STJD com a perda de 3 pontos devido ao caso de injúria racial sofrido pelo meia Celsinho, do Londrina, na partida entre as equipes,[16] mas após recurso, conseguiu a recuperação da pontuação perdida.[17]
  2. a b Considera-se apenas o público pagante.
  3. Mesmo desligado das funções de técnico, Rodrigo Chagas permaneceu vinculado ao clube até realização de rescisão em comum acordo, em agosto de 2021.[48]
  4. a b Partida válida pela Copa do Brasil.
  5. Higo Magalhães comandou o Vila Nova interinamente da 7ª a 17ª rodadas.
  6. Netão comandou o Remo interinamente na 9ª rodada.
  7. Adriano Rodrigues comandou o CSA interinamente na 10ª rodada.
  8. Edison Borges comandou o Londrina interinamente na 11ª rodada.
  9. Ricardo Resende comandou o Botafogo interinamente na 12ª e 13ª rodadas.
  10. Glauber Ramos comandou o Goiás interinamente na 13ª rodada.
  11. Alexandre Gomes comandou o Vasco interinamente na 13ª rodada.
  12. Zé Carlos Leal comandou o Confiança interinamente da 15ª a 20ª rodadas.
  13. Cirilo comandou o Brasil de Pelotas interinamente na 15ª rodada.
  14. Ricardo Amadeu comandou o Vitória interinamente na 16ª e 17ª rodadas.
  15. Marcelo Rocha comandou o Náutico interinamente na 26ª rodada.
  16. Cirilo comandou o Brasil de Pelotas interinamente na 26ª rodada.
  17. Leandro Niehues comandou o Operário-PR interinamente na 28ª rodada.

Referências

  1. «O Bota já subiu: Botafogo vira sobre o Operário-PR de virada e garante o acesso à Série A». GloboEsporte.com. 15 de novembro de 2021. Consultado em 15 de novembro de 2021 
  2. «Vice-líder, Coritiba se beneficia de tropeço do CRB e garante acesso à Série A». GloboEsporte.com. 15 de novembro de 2021. Consultado em 15 de novembro de 2021 
  3. «Goiás vence em Campinas, garante acesso à Série A e complica sonho do Guarani». GloboEsporte.com. 22 de novembro de 2021. Consultado em 22 de novembro de 2021 
  4. «Botafogo é campeão da Série B 2021 e garante vaga na terceira fase da Copa do Brasil». GloboEsporte.com. 21 de novembro de 2021. Consultado em 21 de novembro de 2021 
  5. «Brasil de Pelotas é o primeiro rebaixado para a Série C do Brasileiro». GloboEsporte.com. 2 de novembro de 2021. Consultado em 2 de novembro de 2021 
  6. «Ponte vence, garante permanência na Série B e rebaixa o Confiança». GloboEsporte.com. 20 de novembro de 2021. Consultado em 20 de novembro de 2021 
  7. a b «Regulamento Específico da Competição – Campeonato Brasileiro Série B 2021» (PDF). CBF. 29 de março de 2021. Consultado em 26 de maio de 2021 
  8. «Brasileiro Série B 2021 também terá limite de troca de técnicos». CBF. 25 de março de 2021. Consultado em 6 de setembro de 2021 
  9. «Início do returno marca estreia do VAR na Série B do Campeonato Brasileiro». CBF. 20 de agosto de 2021. Consultado em 6 de setembro de 2021 
  10. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 14 de maio de 2017 
  11. «Vila Nova mandará jogos contra CSA e Coritiba em Aparecida de Goiânia». GloboEsporte.com. 4 de junho de 2021. Consultado em 7 de junho de 2021 
  12. «Botafogo fecha parceria para treinos na Saferj e jogará contra o Remo em Volta Redonda». GloboEsporte.com. 7 de junho de 2021. Consultado em 7 de junho de 2021 
  13. «Cruzeiro volta ao Independência, casa em que quebrou jejum com Luxa e flertou para jogos em 2021». GloboEsporte.com. 10 de agosto de 2021. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  14. «Cruzeiro x Ponte: CBF altera jogo para a Arena do Jacaré, que aguarda laudo para ampliar capacidade». GloboEsporte.com. 3 de setembro de 2021. Consultado em 4 de setembro de 2021 
  15. «Jogo entre Náutico e CRB será na Arena de Pernambuco - Folha PE». Folha PE. Consultado em 27 de setembro de 2021 
  16. «Caso Celsinho: Brusque é multado e perde 3 pontos na Série B por racismo». GloboEsporte.com. 24 de setembro de 2020. Consultado em 24 de setembro de 2020 
  17. «STJD aceita recurso do Brusque em caso de racismo e determina devolução de três pontos na Série B». GloboEsporte.com. 18 de novembro de 2020. Consultado em 18 de novembro de 2020 
  18. «CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL - SÉRIE B - 2021». CBF. Consultado em 11 de junho de 2021 
  19. «CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL - SÉRIE B - 2021 – ESTATÍSTICAS – Artilharia». CBF. Consultado em 18 de setembro de 2021 
  20. «Brasileiro Série B 2021 – ESTATÍSTICAS – MAIS ASSISTÊNCIAS». oGol. Consultado em 10 de julho de 2021 
  21. «Chay e Moreno comandam show, e Botafogo e Cruzeiro empatam em jogo de seis gols». GloboEsporte.com. 10 de julho de 2021. Consultado em 10 de julho de 2021 
  22. «CBF divulga protocolo para retorno do público aos estádios». CBF. 16 de agosto de 2021. Consultado em 19 de setembro de 2021 
  23. «Conselho Técnico da CBF define retorno de público em jogos da Série B do Brasileiro». GloboEsporte.com. 17 de setembro de 2021. Consultado em 19 de setembro de 2021 
  24. «STJD libera público nos estádios em jogos que o Cruzeiro for mandante». Migalhas. 29 de julho de 2021. Consultado em 19 de setembro de 2021 
  25. «STJD amplia liminar e permite público em jogos do Cruzeiro fora de BH». UOL. 30 de agosto de 2021. Consultado em 19 de setembro de 2021 
  26. «Goiás e Vila Nova conseguem liminar do STJD para ter torcida em seus jogos na Série B». GloboEsporte.com. 14 de setembro de 2021. Consultado em 19 de setembro de 2021 
  27. «STJD concede liminar liberando parcialmente a presença de público em jogos do Confiança». GloboEsporte.com. 14 de setembro de 2021. Consultado em 19 de setembro de 2021 
  28. «Boletim Financeiro: Cruzeiro 0x0 Náutico» (PDF). CBF. 25 de novembro de 2021. Consultado em 26 de novembro de 2021 
  29. «Boletim Financeiro: Cruzeiro 2x0 Brusque» (PDF). CBF. 9 de novembro de 2021. Consultado em 11 de novembro de 2021 
  30. «Boletim Financeiro: Coritiba 0x1 CSA» (PDF). CBF. 21 de novembro de 2021. Consultado em 24 de novembro de 2021 
  31. «Boletim Financeiro: Coritiba 2x1 Brasil-RS» (PDF). CBF. 14 de novembro de 2021. Consultado em 17 de novembro de 2021 
  32. «Boletim Financeiro: Botafogo 2x1 Operário-PR» (PDF). Site Oficial do Botafogo. 15 de novembro de 2021. Consultado em 17 de novembro de 2021 
  33. «Boletim Financeiro: Vitória 3x0 Cruzeiro» (PDF). CBF. 14 de novembro de 2021. Consultado em 17 de novembro de 2021 
  34. «Boletim Financeiro: Coritiba 3x1 Operário-PR» (PDF). CBF. 3 de novembro de 2021. Consultado em 6 de novembro 2021 
  35. «Boletim Financeiro: Guarani 0x2 Goiás» (PDF). CBF. 22 de novembro de 2021. Consultado em 24 de novembro de 2021 
  36. «Boletim Financeiro: Sampaio Corrêa 1x0 Vasco» (PDF). CBF. 9 de outubro de 2021. Consultado em 30 de outubro 2021 
  37. «Boletim Financeiro: Vasco 1x3 CSA» (PDF). CBF. 29 de outubro de 2021. Consultado em 5 de novembro de 2021 
  38. «Boletim Financeiro: Londrina 3x1 Sampaio Corrêa» (PDF). CBF. 3 de outubro de 2021. Consultado em 7 de outubro de 2021 
  39. «Boletim Financeiro: Brasil-RS 1x0 Operário-PR» (PDF). CBF. 6 de outubro de 2021. Consultado em 8 de outubro de 2021 
  40. «Boletim Financeiro: Brusque 3x1 Remo» (PDF). CBF. 22 de outubro de 2021. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  41. «Boletim Financeiro: Londrina 1x0 Vitória» (PDF). CBF. 25 de setembro de 2021. Consultado em 29 de setembro de 2021 
  42. «Boletim Financeiro: Vasco 1x1 Cruzeiro» (PDF). CBF. 19 de setembro de 2021. Consultado em 26 de setembro de 2021 
  43. «Boletim Financeiro: Brusque 2x0 Guarani» (PDF). CBF. 2 de outubro de 2021. Consultado em 7 de outubro de 2021 
  44. «Boletim Financeiro: Brasil-RS 0x2 Brusque» (PDF). CBF. 29 de setembro de 2021. Consultado em 7 de outubro de 2021 
  45. «Boletim Financeiro: Náutico 1x3 CRB» (PDF). CBF. 28 de setembro de 2021. Consultado em 29 de setembro de 2021 
  46. «Boletim Financeiro: Operário-PR 1x2 Náutico» (PDF). CBF. 1 de outubro de 2021. Consultado em 7 de outubro de 2021 
  47. «Boletim Financeiro: Avaí 1x0 Goiás» (PDF). CBF. 21 de setembro de 2021. Consultado em 29 de setembro de 2021 
  48. «Vitória e Rodrigo Chagas entram em acordo, e clube fica livre para acertar com novo treinador». GloboEsporte.com. 12 de agosto de 2021. Consultado em 16 de agosto de 2021 
  49. «Rodrigo Chagas é demitido pelo Vitória após derrota para o Náutico». GloboEsporte.com. 8 de junho de 2021. Consultado em 8 de junho de 2021 
  50. «Vitória anuncia contratação de Ramon Menezes para substituir Rodrigo Chagas». GloboEsporte.com. 8 de junho de 2021. Consultado em 8 de junho de 2021 
  51. «Felipe Conceição não resiste à eliminação na Copa do Brasil e é demitido pelo Cruzeiro». GloboEsporte.com. 9 de junho de 2021. Consultado em 9 de junho de 2021 
  52. «Cruzeiro oficializa a contratação de Mozart para a disputa da Série B do Brasileiro». GloboEsporte.com. 10 de junho de 2021. Consultado em 10 de junho de 2021 
  53. «Vila Nova anuncia saída do técnico Wagner Lopes». GloboEsporte.com. 24 de junho de 2021. Consultado em 24 de junho de 2021 
  54. «Vila Nova anuncia contratação do técnico Hemerson Maria». GloboEsporte.com. 11 de agosto de 2021. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  55. «Caiu: após derrota em casa para o Sampaio Corrêa, Paulo Bonamigo deixa o comando do Remo». GloboEsporte.com. 30 de junho de 2021. Consultado em 30 de junho de 2021 
  56. «Felipe Conceição, ex-Cruzeiro, é o novo técnico do Clube do Remo». GloboEsporte.com. 1 de julho de 2021. Consultado em 1 de julho de 2021 
  57. «Diretoria do CSA anuncia a saída do técnico Bruno Pivetti». GloboEsporte.com. 4 de julho de 2021. Consultado em 4 de julho de 2021 
  58. «CSA anuncia a contratação do técnico Ney Franco, ex-Cruzeiro». GloboEsporte.com. 9 de julho de 2021. Consultado em 9 de julho de 2021 
  59. «Vice-lanterna da Série B, Londrina anuncia a saída do técnico Roberto Fonseca». GloboEsporte.com. 10 de julho de 2021. Consultado em 10 de julho de 2021 
  60. «Londrina anuncia Márcio Fernandes como novo técnico para sequência da Série B». GloboEsporte.com. 14 de julho de 2021. Consultado em 14 de julho de 2021 
  61. «Marcelo Chamusca não é mais técnico do Botafogo». Site Oficial do Botafogo. 13 de julho de 2021. Consultado em 13 de julho de 2021 
  62. «Botafogo anuncia contratação do técnico Enderson Moreira». GloboEsporte.com. 20 de julho de 2021. Consultado em 20 de julho de 2021 
  63. «Goiás demite técnico Pintado após empate em casa contra Londrina». GloboEsporte.com. 18 de julho de 2021. Consultado em 18 de julho de 2021 
  64. «Goiás anuncia contratação do técnico Marcelo Cabo». GloboEsporte.com. 20 de julho de 2021. Consultado em 20 de julho de 2021 
  65. «Vasco demite Marcelo Cabo». GloboEsporte.com. 19 de julho de 2021. Consultado em 19 de julho de 2021 
  66. «Vasco anuncia a contratação de Lisca como novo técnico». GloboEsporte.com. 20 de julho de 2021. Consultado em 20 de julho de 2021 
  67. «Após resultados ruins na Série B, Confiança demite técnico Rodrigo Santana». GloboEsporte.com. 26 de julho de 2021. Consultado em 26 de julho de 2021 
  68. «Após mais de três semanas sem técnico, Confiança define Luizinho Lopes para o cargo». GloboEsporte.com. 23 de agosto de 2021. Consultado em 23 de agosto de 2021 
  69. «Cláudio Tencati não é mais técnico do Brasil de Pelotas». GloboEsporte.com. 28 de julho de 2021. Consultado em 28 de julho de 2021 
  70. «Antes de duelo pela Série B, Brasil de Pelotas anuncia a chegada do técnico Cléber Gaúcho». GloboEsporte.com. 31 de julho de 2021. Consultado em 31 de julho de 2021 
  71. «Mozart não resiste à sequência de resultados negativos e deixa o comando do Cruzeiro». GloboEsporte.com. 30 de julho de 2021. Consultado em 30 de julho de 2021 
  72. «Vanderlei Luxemburgo é o novo técnico do Cruzeiro». GloboEsporte.com. 3 de agosto de 2021. Consultado em 3 de agosto de 2021 
  73. «Com 31% de aproveitamento, Ramon Menezes deixa comando do Vitória». GloboEsporte.com. 5 de agosto de 2021. Consultado em 5 de agosto de 2021 
  74. «Vitória anuncia contratação de Wagner Lopes e terá terceiro técnico na Série B». GloboEsporte.com. 13 de agosto de 2021. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  75. «Hélio dos Anjos anuncia a sua saída do Náutico: "Não vamos como continuar"». GloboEsporte.com. 18 de agosto de 2021. Consultado em 18 de agosto de 2021 
  76. «Náutico acerta com Marcelo Chamusca, ex-Botafogo, para substituir Hélio dos Anjos». GloboEsporte.com. 18 de agosto de 2021. Consultado em 18 de agosto de 2021 
  77. «Hemerson Maria pede demissão do Vila Nova após três jogos». GloboEsporte.com. 23 de agosto de 2021. Consultado em 23 de agosto de 2021 
  78. «Ney Franco não resiste à sequência de derrotas e deixa o comando do CSA». GazetaWeb. 30 de agosto de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  79. «Técnico Mozart volta ao CSA quatro meses depois de sair». GloboEsporte.com. 30 de agosto de 2021. Consultado em 30 de agosto de 2021 
  80. «Lisca não é mais técnico do Vasco». GloboEsporte.com. 8 de setembro de 2021. Consultado em 8 de setembro de 2021 
  81. «Fernando Diniz é o novo treinador do Vasco». GloboEsporte.com. 9 de setembro de 2021. Consultado em 9 de setembro de 2021 
  82. João Vitor Roberge (9 de setembro de 2021). «Fim de uma era: Jerson Testoni não é mais técnico do Brusque». O Município. Consultado em 9 de setembro de 2021 
  83. «Brusque anuncia a contratação do técnico Waguinho Dias». GloboEsporte.com. 12 de setembro de 2021. Consultado em 12 de setembro de 2021 
  84. «Em sequência negativa, Marcelo Chamusca deixa comando do Náutico». GloboEsporte.com. 22 de setembro de 2021. Consultado em 22 de setembro de 2021 
  85. Alcoforado, Rômulo (23 de setembro de 2021). «Um mês após pedir pra sair, Hélio dos Anjos está de volta ao Náutico». GloboEsporte.com. Consultado em 22 de setembro de 2021 
  86. «Após nova derrota na Série B, técnico Cléber Gaúcho deixa o Brasil de Pelotas». GloboEsporte.com. 22 de setembro de 2021. Consultado em 22 de setembro de 2021 
  87. «Brasil de Pelotas anuncia Jerson Testoni como novo técnico». GloboEsporte.com. 27 de setembro de 2021. Consultado em 27 de setembro de 2021 
  88. «Operário-PR anuncia a saída de Matheus Costa, que era o técnico mais longevo da Série B do Brasileiro». GloboEsporte.com. 29 de setembro de 2021. Consultado em 29 de setembro de 2021 
  89. «Operário-PR anuncia Ricardo Catalá como novo técnico para reta final da Série B». GloboEsporte.com. 1 de outubro de 2021. Consultado em 1 de outubro de 2021 
  90. «No G-4 da Série B, Goiás anuncia saída do técnico Marcelo Cabo». GloboEsporte.com. 28 de outubro de 2021. Consultado em 28 de outubro de 2021 
  91. «Sampaio Corrêa anuncia saída do técnico Felipe Surian». GloboEsporte.com. 29 de outubro de 2021. Consultado em 31 de outubro de 2021 
  92. «Sampaio Corrêa anuncia retorno do técnico João Brigatti para sequência da Série B do Brasileiro». GloboEsporte.com. 30 de outubro de 2021. Consultado em 31 de outubro de 2021 
  93. «Felipe Conceição não é mais técnico do Remo». GloboEsporte.com. 10 de novembro de 2021. Consultado em 10 de novembro de 2021 
  94. «Eduardo Baptista, ex-Fluminense, Sport e Palmeiras, é o novo técnico do Remo na Série B». GloboEsporte.com. 11 de novembro de 2021. Consultado em 11 de novembro de 2021 
  95. «Primeiras mudanças: Alexandre Pássaro e Fernando Diniz deixam o Vasco». GloboEsporte.com. 11 de novembro de 2021. Consultado em 11 de novembro de 2021 
  96. «Teve tanta magia no mês de junho que o nosso 10 foi eleito o melhor jogador do @BrasileiraoB em votação feita pela CBF!». Twitter. 12 de julho de 2021. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  97. «O prêmio de melhor jogador do mês de julho vai para... ele mesmo, Jean Carlos!». Twitter. 16 de agosto de 2021. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  98. «Chay é eleito o Jogador do Mês de Agosto da Série B». CBF. 18 de setembro de 2021. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  99. «Nenê é eleito o Jogador do Mês de Setembro da Série B». CBF. 21 de outubro de 2021. Consultado em 22 de outubro de 2021 
  100. «Rafael Navarro é eleito o Jogador do Mês de Outubro da Série B». CBF. 18 de novembro de 2021. Consultado em 18 de novembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]