Campeonato Brasileiro de Futebol de 2022 - Série D

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Campeonato Brasileiro de 2022 - Série D
Dados
Participantes 64
Organização CBF
Período 17 de abril – 25 de setembro
Gol(o)s 1126
Partidas 496
Média 2,27 gol(o)s por partida
Melhor marcador Ítalo (Amazonas) – 11 gols
Melhor ataque (fase inicial) Amazonas – 37 gols
Melhor defesa (fase inicial) São Bernardo – 3 gols
Maiores goleadas
(diferença)
Ferroviária 8–0 URT
Estádio da Fonte LuminosaAraraquara
17 de abril, 1ª rodada
 
Trem 10–2 Náutico-RR
Estádio ZerãoMacapá
6 de junho, 9ª rodada
 
Porto Velho 8–0 Náutico-RR
Estádio AluizãoPorto Velho
16 de julho, 14ª rodada
◄◄ 2021 Soccerball.svg 2023 ►►
atualizado em 14 de agosto

A Série D do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2022 é a décima quarta edição da competição de futebol profissional equivalente à quarta divisão no Brasil. Esta edição está sendo disputada por 64 equipes, que se classificaram através dos campeonatos estaduais e por outros torneios realizados por cada uma das federações estaduais.[1]

Critérios de classificação[editar | editar código-fonte]

Diferente do ano anterior, que contou com 68 equipes participantes, a partir de 2022 serão 64 vagas disponíveis. A segunda vaga de cada uma das quatro piores federações ranqueadas foram excluídas, tal qual como a disputa da fase preliminar,[2] sendo as vagas distribuídas da seguinte forma:[3]

  • Os quatro rebaixados da Série C do ano anterior;
  • O estado 1º colocado no Ranking Nacional das Federações tem direito a 4 vagas;
  • Do 2º ao 9º colocado no Ranking Nacional das Federações tem direito a 3 vagas;
  • Do 10º ao 23º colocado no Ranking Nacional das Federações tem direito a 2 vagas;
  • Do 24º ao 27º colocado no Ranking Nacional das Federações tem direito a 1 vaga para o campeão estadual;

Os indicados das federações estaduais são selecionados através do desempenho nos Campeonatos Estaduais ou outros torneios realizados por cada federação estadual.[3]

Em caso de desistência, a vaga é ocupada pelo clube da mesma federação melhor classificado, ou então, pelo clube apontado pela federação estadual. Se o estado não indicar nenhum representante, a vaga é repassada ao melhor estado seguinte posicionado no Ranking Nacional das Federações, que indica uma equipe a ocupar o mesmo grupo da equipe original. Caso a vaga ainda fique em aberto, é transferida ao segundo estado seguinte e melhor colocado no ranking, e assim sucessivamente. O limite de usufruto de vaga repassada é de uma por federação.[3]

As equipes que disputam a Série D geralmente são definidas pelo seu posicionamento na tabela de classificação de seus respectivos campeonatos estaduais. Quando nos estaduais existe algum participante que já disputa alguma divisão superior do Campeonato Brasileiro (Séries A, B ou C), a classificação para a Série D se dá a seguinte equipe melhor posicionada na tabela de classificação. Em alguns estados, os campeonatos locais servem apenas como classificação para a Copa do Brasil da temporada subsequente. A federação destes estados prefere realizar algum torneio paralelo ao estadual propriamente dito, para definir seu(s) representante(s) na Série D do Campeonato Brasileiro. Desde a edição de 2016, por conta de ajustes no regulamento feitos pela CBF, os campeonatos e seletivas estaduais de um ano classificam suas equipes para as competições nacionais do ano seguinte.

Formato de disputa[editar | editar código-fonte]

Implementada em 2020, a fase preliminar com representantes das oito entidades estaduais com o pior posicionamento no Ranking Nacional das Federações foi abolida, reduzindo o número de equipes participantes para 64. Elas foram divididas em oito chaves, com oito equipes em cada, com jogos de ida e volta. As quatro melhores de cada grupo se classificam para a segunda fase, totalizando 32 equipes. Estas se enfrentam em confrontos eliminatórios, com jogos de ida e volta, até a definição do campeão e do acesso à Série C de 2023: oitavas, quartas, semifinais e final.[3]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Localização dos times classificados por Estado.
Blue pog.svg Grupo A1; Purple pog.svg Grupo A2; Red pog.svg Grupo A3; Green pog.svg Grupo A4; Black pog.svg Grupo A5; Orange pog.svg Grupo A6; Pink pog.svg Grupo A7; Yellow pog.svg Grupo A8.
Equipe Cidade Estado Como se classificou Estádio (mando) Capacidade[4] Títulos
4 de Julho Piripiri Piauí PI 2º melhor colocado do Estadual 2021 Arena Ytacoatyara 8 500 0 (não possui)
Ação Santo Antônio de Leverger Mato Grosso MT 2º melhor colocado do Estadual 2021 Dito Souza 2 600 0 (não possui)
Afogados Afogados da Ingazeira Pernambuco PE 2º melhor colocado do Estadual 2021 Vianão 7 000 0 (não possui)
Aimoré São Leopoldo Rio Grande do Sul RS 2º melhor colocado do Estadual 2021 Cristo-Rei 7 800 0 (não possui)
Amazonas Manaus Amazonas AM 2º melhor colocado do Estadual 2021 Colina 10 000 0 (não possui)
América de Natal Natal Rio Grande do Norte RN 2º melhor colocado do Estadual 2021 Arena das Dunas 32 000 0 (não possui)
Anápolis Anápolis Goiás GO 2º melhor colocado do Estadual 2021 Jonas Duarte 10 707 0 (não possui)
ASA Arapiraca Alagoas AL Campeão da Copa Alagoas 2021 Fumeirão 15 332 0 (não possui)
Atlético de Alagoinhas Alagoinhas Bahia BA Campeão do Estadual 2021 Carneirão (BA) 16 000 0 (não possui)
Azuriz Pato Branco Paraná PR 2º melhor colocado do Estadual 2021 Pioneiros 1 500 0 (não possui)
Bahia de Feira Feira de Santana Bahia BA Vice-campeão do Estadual 2021 Arena Cajueiro 4 000 0 (não possui)
Brasiliense Taguatinga Distrito Federal (Brasil) DF Campeão do Metropolitano 2021 Abadião 3 000 0 (não possui)
Caldense Poços de Caldas Minas Gerais MG 3º melhor colocado do Estadual 2021 Ronaldão 7 600 0 (não possui)
Castanhal Castanhal Pará PA 2° melhor colocado do Estadual 2021 Modelão 5 000 0 (não possui)
Caxias Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS Melhor colocado do Estadual 2021 Centenário 22 132 0 (não possui)
Ceilândia Ceilândia Distrito Federal (Brasil) DF Vice-campeão do Metropolitano 2021 Abadião 3 000 0 (não possui)
Cianorte Cianorte Paraná PR 3º melhor colocado do Estadual 2021 Albino Turbay 4 000 0 (não possui)
Costa Rica Costa Rica Mato Grosso do Sul MS Campeão do Estadual 2021 Laertão 5 000 0 (não possui)
Crato Crato Ceará CE 2º melhor colocado do Estadual 2021 Mirandão 10 000 0 (não possui)
CSE Palmeira dos Índios Alagoas AL Melhor colocado do Estadual 2021 Juca Sampaio 7 000 0 (não possui)
FC Cascavel Cascavel Paraná PR Vice-campeão do Estadual 2021 Olímpico Regional 28 125 0 (não possui)
Ferroviária Araraquara São Paulo SP 2ª melhor colocada do Estadual 2021 Fonte Luminosa 20 000 0 (não possui)
Fluminense-PI Teresina Piauí PI Vice-campeão do Estadual 2021 Lindolfo Monteiro 12 760 0 (não possui)
Globo Ceará-Mirim Rio Grande do Norte RN Campeão do Estadual 2021 Barrettão 10 000 0 (não possui)
Grêmio Anápolis Anápolis Goiás GO Campeão do Estadual 2021 Jonas Duarte 10 707 0 (não possui)
Humaitá Porto Acre Acre AC Vice-campeão do Estadual 2021 Arena da Floresta 20 000 0 (não possui)
Icasa Juazeiro do Norte Ceará CE 3º melhor colocado do Estadual 2021 Arena Romeirão 17 230 0 (não possui)
Inter de Limeira Limeira São Paulo SP Melhor colocada do Estadual 2021 Limeirão 18 000 0 (não possui)
Iporá Iporá Goiás GO 3º melhor colocado do Estadual 2021 Ferreirão 3 500 0 (não possui)
Jacuipense Riachão do Jacuípe Bahia BA 17º colocado da Série C de 2021 Valfredão 5 000 0 (não possui)
Juazeirense Juazeiro Bahia BA 3º melhor colocado do Estadual 2021 Adautão 12 120 0 (não possui)
Juventude Samas São Mateus do Maranhão Maranhão MA Vice-campeão da Copa FMF 2021 Pinheirão 500 0 (não possui)
Juventus de Jaraguá Jaraguá do Sul Santa Catarina SC 2° melhor colocado do Estadual 2021 João Marcatto 10 270 0 (não possui)
Lagarto Lagarto Sergipe SE Vice-campeão do Estadual 2021 Barretão 8 000 0 (não possui)
Marcílio Dias Itajaí Santa Catarina SC Melhor colocado do Estadual 2021 Gigantão das Avenidas 6 010 0 (não possui)
Moto Club São Luís Maranhão MA Vice-campeão do Estadual 2021 Nhozinho Santos 12 891 0 (não possui)
Náutico-RR Boa Vista Roraima RR Vice-campeão do Estadual 2021 Canarinho 4 556 0 (não possui)
Nova Iguaçu Nova Iguaçu Rio de Janeiro RJ 2º melhor colocado do Estadual 2021 Laranjão 1 810 0 (não possui)
Nova Venécia Nova Venécia Espírito Santo (estado) ES Campeão da Copa Espírito Santo 2021 Zenor Rocha 2 000 0 (não possui)
Oeste Barueri São Paulo SP 20º colocado da Série C de 2021 Arena Barueri 31 452 0 (não possui)
Operário VG Várzea Grande Mato Grosso MT Melhor colocado do Estadual 2021 Dito Souza 2 600 0 (não possui)
Pacajus Pacajus Ceará CE Melhor colocado do Estadual 2021 João Ronaldo 2 000 0 (não possui)
Paraná Curitiba Paraná PR 18º colocado da Série C de 2021 Vila Capanema 20 083 0 (não possui)
Pérolas Negras Resende Rio de Janeiro RJ Campeão da Copa Rio 2021 Estádio do Trabalhador 4 600 0 (não possui)
Porto Velho Porto Velho Rondônia RO Campeão do Estadual 2021 Aluizão 5 000 0 (não possui)
Portuguesa-RJ Rio de Janeiro Rio de Janeiro RJ Melhor colocada do Estadual 2021 Luso Brasileiro 20 215 0 (não possui)
Pouso Alegre Pouso Alegre Minas Gerais MG 2º melhor colocado do Estadual 2021 Manduzão 26 000 0 (não possui)
Próspera Criciúma Santa Catarina SC 3° melhor colocado do Estadual 2021 Domingos Gonzales 1 706 0 (não possui)
Real Noroeste Águia Branca Espírito Santo (estado) ES Campeão do Estadual 2021 José Olímpio da Rocha 3 200 0 (não possui)
Retrô[nota 1] Camaragibe Pernambuco PE 4º melhor colocado do Estadual 2021 Arena de Pernambuco 44 000 0 (não possui)
Rio Branco-AC Rio Branco Acre AC Campeão do Estadual 2021 Florestão 10 000 0 (não possui)
Santa Cruz Recife Pernambuco PE 19º colocado da Série C de 2021 Arruda 60 044 0 (não possui)
Santo André Santo André São Paulo SP 3° melhor colocado do Estadual 2021 Bruno José Daniel 8 000 0 (não possui)
São Bernardo São Bernardo do Campo São Paulo SP Campeão da Copa Paulista 2021 Primeiro de Maio 13 440 0 (não possui)
São Luiz Ijuí Rio Grande do Sul RS 3º melhor colocado do Estadual 2021 19 de Outubro 6 000 0 (não possui)
São Paulo Crystal Cruz do Espírito Santo Paraíba PB 2º melhor colocado do Estadual 2021 Carneirão (PB) 1 200 0 (não possui)
São Raimundo-AM Manaus Amazonas AM Vice-campeão do Estadual 2021 Colina 10 000 0 (não possui)
São Raimundo-RR Boa Vista Roraima RR Campeão do Estadual 2021 Canarinho 4 556 0 (não possui)
Sergipe Aracaju Sergipe SE Campeão do Estadual 2021 Batistão 15 586 0 (não possui)
Sousa Sousa Paraíba PB Vice-campeão do Estadual 2021 Marizão 5 400 0 (não possui)
Tocantinópolis Tocantinópolis Tocantins TO Campeão do Estadual 2021 Ribeirão 8 000 0 (não possui)
Trem Macapá Amapá AP Campeão do Estadual 2021 Zerão 10 000 0 (não possui)
Tuna Luso Belém Pará PA Vice-campeã do Estadual 2021 Estádio do Souza 6 000 0 (não possui)
URT Patos de Minas Minas Gerais MG Melhor colocado do Estadual 2021 Zama Maciel 4 858 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios foram utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[6][7][8][9][10][11][12][13][14][15]

Ainda foram utilizados o Carlos Zamith (Manaus), o Estádio da Montanha (Nova Veneza), o Inaldão (Barbalha) e a Vila Olímpica (Boa Vista).[16][17][18][19]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

Apenas dois dias do início da Série D, a plataforma russa de streaming InStat TV fechou um acordo de três temporadas com a CBF para exibir a competição com exclusividade, encerrando assim as transmissões na Eleven Sports e na TV Brasil. A princípio, as quatro primeiras rodadas da edição de 2022 seriam transmitidas gratuitamente. A plataforma explicitou a intenção de implementar o serviço de pay-per-view a partir da 5ª rodada da fase de grupos, sem transmissão gratuita do torneio, o que aconteceu de fato a partir da 7ª rodada.[20][21][22]

Durante a primeira rodada da competição, apenas metade das partidas foram transmitidas na plataforma, e vários espectadores reclamaram de diversos aspectos das transmissões, como partidas sem narração, gravações de baixa qualidade, partidas tendo suas transmissões iniciando com atraso e problemas com o site da InStat TV,[23] problemas esses que persistiram para as rodadas seguintes. O PROCON notificou a CBF sobre a contratação da InstatTV, referente aos valores cobrados para assinatura e falhas na transmissão dos jogos da série D do Campeonato Brasileiro.[24]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate são aplicados na seguinte ordem:[3]

  1. Número de vitórias;
  2. Saldo de gols;
  3. Gols pró (marcados);
  4. Confronto direto;
  5. Menor número de cartões vermelhos;
  6. Menor número de cartões amarelos;
  7. Sorteio.

Grupo A1[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação
1 Amazonas Amazonas 31 14 9 4 1 37 12 +25 74 Estável Classificados à próxima fase
2 Acre Rio Branco-AC 27 14 8 3 3 24 11 +13 64 Estável
3 Amazonas São Raimundo-AM 24 14 6 6 2 19 11 +8 57 Estável
4 Roraima São Raimundo-RR 23 14 6 5 3 21 14 +7 55 Estável
5 Rondônia Porto Velho 21 14 6 3 5 28 20 +8 50 Estável
6 Amapá Trem 16 14 4 4 6 29 27 +2 38 Estável
7 Acre Humaitá 6 14 1 3 10 11 32 –21 14 Estável
8 Roraima Náutico-RR 5 14 1 2 11 15 57 –42 12 Estável
  AMA HUM NFC PVE RBA SRA SRR TRM
Amazonas 6–0 3–0 1–2 3–1 2–2 1–1 4–1
Humaitá 0–1 1–1 2–4 1–2 0–1 2–1 0–0
Náutico-RR 0–6 4–2 0–3 1–4 1–2 1–1 3–5
Porto Velho 1–3 3–2 8–0 0–1 1–1 0–1 1–4
Rio Branco-AC 2–2 2–0 5–0 1–0 1–0 0–0 3–0
São Raimundo-AM 1–1 0–0 5–1 0–1 1–0 2–1 3–1
São Raimundo-RR 1–2 5–0 2–1 2–2 1–0 1–1 2–1
Trem 0–2 2–1 10–2 2–2 2–2 0–0 1–2
     Vitória do mandante
     Vitória do visitante
     Empate

Grupo A2[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação
1 Maranhão Moto Club 28 14 9 1 4 24 14 +10 67 Estável Classificados à próxima fase
2 Tocantins Tocantinópolis 22 14 6 4 4 23 21 +2 52 Estável
3 Ceará Pacajus 20 14 5 5 4 15 13 +2 48 Aumento2
4 Maranhão Juventude Samas 20 14 5 5 4 14 14 0 48 Aumento2
5 Piauí Fluminense-PI 17 14 4 5 5 23 19 +4 40 Baixa2
6 Pará Castanhal 17 14 4 5 5 16 15 +1 40 Baixa2
7 Pará Tuna Luso 13 14 3 4 7 12 25 –13 31 Aumento1
8 Piauí 4 de Julho 13 14 2 7 5 13 19 –6 31 Baixa1
  4JU CAS FEC SEJ MOT PAC TEC TUN
4 de Julho 0–3 1–2 2–2 2–1 1–1 2–2 3–0
Castanhal 0–0 2–2 0–0 3–0 1–1 2–1 0–0
Fluminense-PI 0–0 3–1 1–2 2–3 1–2 4–0 0–0
Juventude-MA 0–0 1–0 2–4 0–1 0–1 0–0 2–2
Moto Club 3–0 2–0 3–2 3–0 1–1 1–2 2–0
Pacajus 3–1 1–0 0–0 0–1 0–2 2–3 2–0
Tocantinópolis 0–0 4–1 2–1 0–1 2–0 1–1 3–1
Tuna Luso 2–1 0–3 1–1 0–3 0–2 1–0 5–3
     Vitória do mandante
     Vitória do visitante
     Empate

Grupo A3[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação
1 Pernambuco Retrô 33 14 10 3 1 27 6 +21 79 Estável Classificados à próxima fase
2 Rio Grande do Norte América de Natal 24 14 6 6 2 20 7 +13 57 Aumento2
3 Paraíba Sousa 23 14 7 2 5 18 17 +1 55 Baixa1
4 Pernambuco Afogados 22 14 6 4 4 23 12 +11 52 Aumento1
5 Ceará Icasa 22 14 6 4 4 16 18 –2 52 Baixa2
6 Paraíba São Paulo Crystal 13 14 3 4 7 13 26 –13 31 Estável
7 Rio Grande do Norte Globo 12 14 3 3 8 14 17 –3 29 Estável
8 Ceará Crato 5 14 1 2 11 5 33 –28 12 Estável
  AFO AMN CRA GLO ICA RET SPC SOU
Afogados 0–0 2–0 1–1 1–0 1–1 7–0 0–1
América-RN 0–1 8–1 1–0 3–0 0–0 0–0 2–1
Crato 0–2 0–0 2–1 0–1 1–5 1–1 0–1
Globo 2–0 0–2 3–0 1–1 1–2 1–2 0–0
Icasa 2–5 1–1 3–0 1–0 1–0 1–0 2–2
Retrô 1–1 1–0 2–0 1–0 3–0 3–0 1–0
São Paulo Crystal 1–0 1–1 2–0 2–3 1–1 1–4 2–3
Sousa 3–2 1–2 2–0 2–1 1–2 0–3 1–0
     Vitória do mandante
     Vitória do visitante
     Empate

Grupo A4[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação
1 Alagoas ASA 25 14 7 4 3 15 12 +3 60 Aumento1 Classificados à próxima fase
2 Sergipe Lagarto 25 14 6 7 1 23 12 +11 60 Baixa1
3 Bahia Jacuipense 21 14 5 6 3 19 15 +4 50 Estável
4 Pernambuco Santa Cruz 19 14 5 4 5 14 15 –1 45 Estável
5 Sergipe Sergipe 18 14 4 6 4 14 12 +2 43 Aumento1
6 Bahia Juazeirense 16 14 4 4 6 8 13 –5 38 Baixa1
7 Alagoas CSE 14 14 3 5 6 19 22 –3 33 Estável
8 Bahia Atlético de Alagoinhas 10 14 2 4 8 13 24 –11 24 Estável
  ASA AAL CSE JAC JZE LAG STC SER
ASA 1–0 2–3 1–1 1–0 1–1 2–0 1–0
Atlético-BA 0–3 2–1 0–1 1–1 1–1 1–4 0–0
CSE 0–1 2–1 3–3 1–0 0–1 0–0 2–2
Jacuipense 0–0 1–1 2–1 1–2 2–2 2–0 1–1
Juazeirense 0–0 0–2 1–1 0–2 1–0 1–0 1–0
Lagarto 4–0 4–1 3–3 2–1 2–0 0–0 2–1
Santa Cruz 1–2 3–2 2–1 0–2 1–0 1–1 1–0
Sergipe 2–0 2–1 2–1 2–0 1–1 0–0 1–1

Grupo A5[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação
1 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 33 14 10 3 1 22 10 +12 79 Estável Classificados à próxima fase
2 Goiás Anápolis 25 14 7 4 3 17 11 +6 59 Estável
3 Mato Grosso do Sul Costa Rica 21 14 6 3 5 14 13 +1 50 Estável
4 Mato Grosso Operário VG 21 14 6 3 5 10 12 –2 50 Estável
5 Distrito Federal (Brasil) Ceilândia 20 14 6 2 6 15 12 +3 48 Estável
6 Goiás Iporá 15 14 3 6 5 12 12 0 36 Estável
7 Goiás Grêmio Anápolis 14 14 3 5 6 12 14 –2 33 Estável
8 Mato Grosso Ação 5 14 1 2 11 12 30 –18 12 Estável
  AÇA APS BRS CEI CRC GEA IPO OVG
Ação 2–3 0–2 2–1 2–2 1–3 1–2 1–2
Anápolis 2–0 0–2 2–0 1–0 0–1 1–0 0–1
Brasiliense 2–1 1–1 2–1 0–2 2–0 2–2 2–1
Ceilândia 1–0 1–2 0–1 1–0 1–0 0–0 3–0
Costa Rica 2–0 1–1 0–1 0–3 1–1 1–0 1–0
Grêmio Anápolis 4–1 1–3 1–2 0–0 1–2 0–0 0–0
Iporá 3–0 1–1 1–1 2–1 1–2 0–0 0–1
Operário VG 1–1 0–0 0–2 1–2 1–0 1–0 1–0
     Vitória do mandante
     Vitória do visitante
     Empate

Grupo A6[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação
1 Minas Gerais Pouso Alegre 26 14 7 5 2 12 9 +3 62 Estável Classificados à próxima fase
2 Bahia Bahia de Feira 24 14 6 6 2 17 8 +9 57 Estável
3 Espírito Santo (estado) Real Noroeste 23 14 6 5 3 19 13 +6 55 Estável
4 Espírito Santo (estado) Nova Venécia 22 14 5 7 2 19 13 +6 52 Estável
5 São Paulo Inter de Limeira 17 14 4 5 5 16 16 0 41 Estável
6 São Paulo Ferroviária 16 14 4 4 6 15 14 +1 38 Estável
7 Minas Gerais URT 16 14 4 4 6 13 26 –13 38 Estável
8 Minas Gerais Caldense 5 14 1 2 11 8 20 –12 12 Estável
  BFE CAL FER ITL NVE POU RNO URT
Bahia de Feira 1–0 0–0 0–1 1–1 2–0 2–2 0–1
Caldense 0–2 1–2 0–0 1–2 0–1 0–1 1–1
Ferroviária 0–2 1–0 1–1 0–0 0–1 1–2 8–0
Inter de Limeira 0–1 0–1 0–1 2–1 3–0 1–3 1–0
Nova Venécia 0–0 3–1 2–1 2–2 1–1 2–1 1–1
Pouso Alegre 0–0 1–0 0–0 2–1 1–1 2–1 2–0
Real Noroeste 1–1 2–1 3–0 2–2 1–0 0–0 0–0
URT 2–5 3–2 2–0 2–2 0–3 0–1 1–0
     Vitória do mandante
     Vitória do visitante
     Empate

Grupo A7[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação
1 São Paulo São Bernardo 27 14 7 6 1 13 3 +10 64 Estável Classificados à próxima fase
2 Paraná Paraná 23 14 6 5 3 13 8 +5 55 Estável
3 Rio de Janeiro Portuguesa-RJ 21 14 5 6 3 13 10 +3 50 Estável
4 São Paulo Oeste 20 14 5 5 4 14 15 –1 48 Estável
5 Rio de Janeiro Nova Iguaçu 20 14 5 5 4 13 14 –1 48 Estável
6 São Paulo Santo André 15 14 4 3 7 12 13 –1 36 Aumento1
7 Paraná Cianorte 14 14 3 5 6 14 15 –1 33 Baixa1
8 Rio de Janeiro Pérolas Negras 8 14 1 5 8 9 23 –14 19 Estável
  CIA NVG OES PAR PNE AAP SAD SBE
Cianorte 0–1 1–2 0–1 2–2 1–1 1–1 0–1
Nova Iguaçu 1–3 2–1 1–1 1–1 0–2 2–1 0–0
Oeste 2–1 1–1 0–0 0–1 2–1 2–0 0–0
Paraná 1–2 2–1 0–1 2–0 2–0 1–0 0–0
Pérolas Negras 0–2 0–1 2–2 0–1 1–1 1–2 0–0
Portuguesa-RJ 0–0 1–1 1–1 1–0 2–1 1–0 2–0
Santo André 1–1 0–1 2–0 1–1 3–0 1–0 0–1
São Bernardo 1–0 1–0 3–0 1–1 4–0 0–0 1–0

Grupo A8[editar | editar código-fonte]

Pos. Equipes P J V E D GP GC SG % M Classificação
1 Rio Grande do Sul Caxias 27 14 8 3 3 20 12 +8 64 Estável Classificados à próxima fase
2 Rio Grande do Sul Aimoré 27 14 8 3 3 17 14 +3 64 Aumento1
3 Paraná FC Cascavel 25 14 7 4 3 16 10 +6 59 Aumento1
4 Paraná Azuriz 24 14 7 3 4 17 12 +5 57 Baixa2
5 Rio Grande do Sul São Luiz 18 14 4 6 4 18 17 +1 43 Estável
6 Santa Catarina Marcílio Dias 14 14 4 2 8 14 20 –6 33 Estável
7 Santa Catarina Juventus de Jaraguá 12 14 2 6 6 11 17 –6 29 Estável
8 Santa Catarina Próspera 6 14 1 3 10 9 20 –11 14 Estável
  AIM AZU CAX FCC GEJ MDI PRO SLU
Aimoré 0–0 1–1 0–1 2–0 3–2 1–0 2–1
Azuriz 3–0 1–0 3–2 0–2 1–0 0–0 1–2
Caxias 4–2 1–0 0–0 1–0 3–1 1–0 2–1
FC Cascavel 0–1 0–2 2–0 1–0 3–0 1–0 2–1
Juventus-SC 0–0 2–2 0–3 1–1 1–0 0–1 1–1
Marcílio Dias 2–3 0–1 2–1 1–1 2–1 2–0 1–1
Próspera 0–1 1–3 1–2 1–2 1–1 0–1 2–2
São Luiz 0–1 2–0 1–1 0–0 2–2 1–0 3–2
     Vitória do mandante
     Vitória do visitante
     Empate

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram cada grupo ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14
Grupo A1 PVE AMA
Grupo A2 CAS FEC MOT
Grupo A3 RET
Grupo A4 ASA LAG ASA
Grupo A5 GEA BRS
Grupo A6 FER RNO POU NVE POU
Grupo A7 CIA OES SBE
Grupo A8 AIM FCC AZU CAX

Clubes que ficaram na última posição de cada grupo ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14
Grupo A1 NFC HUM TRM NFC
Grupo A2 MOT TUN 4JU
Grupo A3 CRA SOU GLO CRA GLO CRA
Grupo A4 AAL STC AAL SER AAL SER AAL SER AAL
Grupo A5 APS AÇA
Grupo A6 URT CAL
Grupo A7 NVG PNE AAP PNE AAP PNE
Grupo A8 PRO GEJ PRO

Segunda fase[editar | editar código-fonte]

Os cruzamentos para a segunda fase foram predefinidos por regulamento.[3]

Em itálico, as equipes que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito as equipes classificadas.
Equipe 1   Total   Equipe 2   1º jogo   2º jogo
Juventude Samas Maranhão 1–2 Amazonas Amazonas 0–0 1–2
São Raimundo-AM Amazonas 3–6 Tocantins Tocantinópolis 2–2 1–4
São Raimundo-RR Roraima 1–1 (7–8 p) Maranhão Moto Club 0–0 1–1
Pacajus Ceará 1–1 (4–5 p) Acre Rio Branco-AC 1–1 0–0
Santa Cruz Pernambuco 2–1 Pernambuco Retrô 0–0 2–1
Sousa Paraíba 1–3 Sergipe Lagarto 0–1 1–2
Afogados Pernambuco 1–4 Alagoas ASA 1–2 0–2
Jacuipense Bahia 0–1 Rio Grande do Norte América de Natal 0–1 0–0
Nova Venécia Espírito Santo (estado) 4–2 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense 3–1 1–1
Costa Rica Mato Grosso do Sul 1–2 Bahia Bahia de Feira 0–0 1–2
Operário VG Mato Grosso 0–2 Minas Gerais Pouso Alegre 0–0 0–2
Real Noroeste Espírito Santo (estado) 5–5 (3–1 p) Goiás Anápolis 5–2 0–3
Azuriz Paraná 1–3 São Paulo São Bernardo 1–1 0–2
Portuguesa-RJ Rio de Janeiro 1–1 (4–3 p) Rio Grande do Sul Aimoré 0–1 1–0
Oeste São Paulo 2–2 (5–6 p) Rio Grande do Sul Caxias 1–1 1–1
FC Cascavel Paraná 0–0 (4–5 p) Paraná Paraná 0–0 0–0

Terceira fase[editar | editar código-fonte]

Os cruzamentos para a terceira fase foram predefinidos por regulamento.[3]

Em itálico, as equipes que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito as equipes classificadas.
Equipe 1   Total   Equipe 2   1º jogo   2º jogo
Lagarto Sergipe 2–3 Amazonas Amazonas 1–1 1–2
Santa Cruz Pernambuco 0–1 Tocantins Tocantinópolis 0–0 0–1
América de Natal Rio Grande do Norte 3–1 Maranhão Moto Club 2–1 1–0
Rio Branco-AC Acre 0–0 (4–5 p) Alagoas ASA 0–0 0–0
Portuguesa-RJ Rio de Janeiro 4–3 Espírito Santo (estado) Nova Venécia 2–1 2–2
Bahia de Feira Bahia 1–2 São Paulo São Bernardo 0–1 1–1
Paraná Paraná 1–2 Minas Gerais Pouso Alegre 1–1 0–1
Real Noroeste Espírito Santo (estado) 1–1 (0–3 p) Rio Grande do Sul Caxias 1–1 0–0

Fase final[editar | editar código-fonte]

A partir da quarta fase (quartas de final) os cruzamentos entre as oito equipes classificadas são determinados de acordo com a melhor campanha, somando-se todas as fases anteriores; a equipe de melhor campanha enfrenta a equipe de pior campanha; a de segunda melhor campanha enfrenta a de segunda pior campanha, e assim sucessivamente. Para as semifinais os cruzamentos voltam a ser predefinidos, com a pontuação acumulada ao longo da competição servindo para definir os mandos de campo (equipes de melhor campanha sempre decidem o confronto em casa).[3]

Tabela de classificação após a terceira fase
Pos. Equipes Pts J V E D GP GC SG
1 Amazonas Amazonas 39 18 11 6 1 42 15 +27
2 São Paulo São Bernardo 35 18 9 8 1 18 5 +13
3 Rio Grande do Norte América de Natal 34 18 9 7 2 24 8 +16
4 Minas Gerais Pouso Alegre 34 18 9 7 2 16 10 +6
5 Alagoas ASA 33 18 9 6 3 19 13 +6
6 Rio Grande do Sul Caxias 31 18 8 7 3 23 15 +8
7 Tocantins Tocantinópolis 30 18 8 6 4 30 24 +6
8 Rio de Janeiro Portuguesa-RJ 28 18 7 7 4 18 14 +4
Cruzamentos até a final
Em itálico, as equipes que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito as equipes classificadas.
Quartas de final Semifinais Final
 20 a 28 de agosto    
                                     
 Rio de Janeiro Portuguesa-RJ  
 Amazonas Amazonas  
   Flag of None.svg  
   Flag of None.svg  
 Alagoas ASA
 Minas Gerais Pouso Alegre  
   Flag of None.svg
   Flag of None.svg
 Tocantins Tocantinópolis  
 São Paulo São Bernardo  
   Flag of None.svg
   Flag of None.svg
 Rio Grande do Sul Caxias
 Rio Grande do Norte América de Natal  

*Classificados à Série C de 2023.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[25] Jogador Equipe
11 Brasil Ítalo Amazonas
10 Brasil Aleílson Trem
Brasil Franklin Mascote Retrô
9 Brasil Anderson Chaves Afogados
Brasil Patrick Carvalho Nova Venécia
Brasil Rafael Tavares Amazonas
8 Brasil Lucas Lagarto
7 Brasil Hugo Cabral Santa Cruz
Brasil Janderson Bahia de Feira
Brasil Wallace Pernambucano América de Natal

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Michel Ferroviária URT 8–0 (C) 17 de abril [26]
Brasil Gotinha Juventude Samas Tuna Luso 3–0 (F) 24 de abril [27]
Brasil Janderson Bahia de Feira URT 5–2 (F) 25 de junho [28]
Brasil Iago América de Natal Crato 8–1 (C) 10 de julho [29]
Brasil Ítalo Amazonas Humaitá 6–0 (C) 17 de julho [30]
Brasil Marcudinho Real Noroeste Anápolis 5–2 (C) 23 de julho [31]

Poker-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Aleílson Trem Náutico-RR 10–2 (C) 6 de junho [32]

Público[editar | editar código-fonte]

Maiores públicos

Estes são os dez maiores públicos do campeonato:

Público[nota 2] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 38 305 Santa Cruz Pernambuco 0–0 Tocantins Tocantinópolis Arruda 7 de agosto 3ª fase [33]
2 24 343 América de Natal Rio Grande do Norte 0–0 Bahia Jacuipense Arena das Dunas 31 de julho 2ª fase [34]
3 18 822 América de Natal Rio Grande do Norte 2–1 Maranhão Moto Club Arena das Dunas 7 de agosto 3ª fase [35]
4 18 523 Santa Cruz Pernambuco 0–2 Bahia Jacuipense Arruda 19 de junho 10ª [36]
5 17 728 Santa Cruz Pernambuco 0–0 Pernambuco Retrô Arruda 24 de julho 2ª fase [37]
6 17 466 Santa Cruz Pernambuco 1–0 Sergipe Sergipe Arruda 5 de junho [38]
7 13 370 Santa Cruz Pernambuco 1–2 Alagoas ASA Arruda 23 de abril [39]
8 12 719 Santa Cruz Pernambuco 1–0 Bahia Juazeirense Arruda 3 de julho 12ª [40]
9 12 608 Santa Cruz Pernambuco 1–1 Sergipe Lagarto Arruda 16 de julho 14ª [41]
10 11 602 Paraná Paraná 0–0 Paraná FC Cascavel Vila Capanema 30 de julho 2ª fase [42]
Menores públicos

Estes são os dez menores públicos do campeonato, sem considerar as partidas com portões fechados:

Público[nota 2] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 0 Crato Ceará 1–5 Pernambuco Retrô Inaldão 16 de julho 14ª [43]
2 6 Ação Mato Grosso 2–1 Distrito Federal (Brasil) Ceilândia Dito Souza 26 de junho 11ª [44]
3 10 Juventude Samas Maranhão 0–0 Piauí 4 de Julho Pinheirão 28 de maio [45]
4 13 Ação Mato Grosso 0–2 Distrito Federal (Brasil) Brasiliense Dito Souza 1 de maio [46]
5 15 Ação Mato Grosso 2–2 Mato Grosso do Sul Costa Rica Dito Souza 10 de julho 13ª [47]
6 16 Náutico-RR Roraima 4–2 Acre Humaitá Canarinho 25 de junho 11ª [48]
7 19 Ação Mato Grosso 2–3 Goiás Anápolis Dito Souza 22 de maio [49]
8 20 Juventude Samas Maranhão 0–1 Ceará Pacajus Pinheirão 14 de maio [50]
Ação Mato Grosso 1–2 Goiás Iporá Dito Souza 5 de junho [51]
10 22 Náutico-RR Roraima 3–5 Amapá Trem Canarinho 28 de maio [52]
São Paulo Crystal Paraíba 2–3 Rio Grande do Norte Globo Carneirão (PB) 9 de julho 13ª [53]
Médias de público

Estas são as médias de público dos clubes no campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante e o público pagante:[54]

  1. Pernambuco Santa Cruz – 15 573
  2. Rio Grande do Norte América de Natal – 6 664
  3. Paraná Paraná – 5 564
  4. Minas Gerais Pouso Alegre – 3 575
  5. Ceará Icasa – 3 510
  6. Rio Grande do Sul Caxias – 2 651
  7. Maranhão Moto Club – 2 014
  8. Alagoas ASA – 1 596
  9. Paraná FC Cascavel – 1 409
  10. Goiás Anápolis – 1 277
  11. São Paulo São Bernardo – 1 165
  12. Espírito Santo (estado) Nova Venécia – 1 065
  13. Paraná Azuriz – 1 035
  14. Sergipe Sergipe – 1 015
  15. Santa Catarina Marcílio Dias – 916
  16. Pernambuco Retrô – 863
  1. Rio de Janeiro Portuguesa-RJ – 817
  2. Sergipe Lagarto – 709
  3. São Paulo Ferroviária – 637
  4. Bahia Atlético de Alagoinhas – 615
  5. Acre Rio Branco-AC – 613
  6. Rondônia Porto Velho – 592
  7. Alagoas CSE – 589
  8. Bahia Jacuipense – 579
  9. São Paulo Santo André – 565
  10. São Paulo Inter de Limeira – 480
  11. Paraná Cianorte – 440
  12. Rio de Janeiro Pérolas Negras – 431
  13. Rio Grande do Sul São Luiz – 381
  14. Pernambuco Afogados – 379
  15. Goiás Grêmio Anápolis – 345
  16. Distrito Federal (Brasil) Brasiliense – 329
  1. Ceará Pacajus – 321
  2. Tocantins Tocantinópolis – 301
  3. Ceará Crato – 300
  4. Amazonas São Raimundo-AM – 284
  5. Goiás Iporá – 273
  6. Minas Gerais URT – 268
  7. São Paulo Oeste – 254
  8. Mato Grosso do Sul Costa Rica – 246
  9. Rio de Janeiro Nova Iguaçu – 243
  10. Rio Grande do Sul Aimoré – 229
  11. Piauí 4 de Julho – 224
  12. Paraíba Sousa – 222
  13. Bahia Bahia de Feira – 205
  14. Bahia Juazeirense – 203
  15. Amazonas Amazonas – 198
  16. Distrito Federal (Brasil) Ceilândia – 174
  1. Mato Grosso Operário VG – 168
  2. Roraima São Raimundo-RR – 159
  3. Pará Castanhal – 156
  4. Minas Gerais Caldense – 152
  5. Santa Catarina Juventus de Jaraguá – 144
  6. Espírito Santo (estado) Real Noroeste – 141
  7. Pará Tuna Luso – 136
  8. Rio Grande do Norte Globo – 112
  9. Acre Humaitá – 75
  10. Piauí Fluminense-PI – 75
  11. Roraima Náutico-RR – 59
  12. Paraíba São Paulo Crystal – 55
  13. Amapá Trem – 54
  14. Maranhão Juventude Samas – 52
  15. Santa Catarina Próspera – 52
  16. Mato Grosso Ação – 33

Mudanças de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Alagoas ASA Brasil Jota Guerreiro (interino) 17 de abril ASA 1–0 Atlético de Alagoinhas (Gr. A4) Brasil Maurício Copertino [55]
Alagoas CSE Brasil Alyson Dantas 25 de abril CSE 3–3 Jacuipense (Gr. A4) Brasil Betinho [56][57]
Pará Tuna Luso Brasil Emerson Almeida Tuna Luso 0–3 Juventude Samas (Gr. A2) Brasil Josué Teixeira [58][59]
Santa Catarina Marcílio Dias Brasil Fernando Tonet Marcílio Dias 1–1 FC Cascavel (Gr. A8) Brasil Pingo [60][61]
Minas Gerais Pouso Alegre Brasil Francisco Diá Inter de Limeira 3–0 Pouso Alegre (Gr. A6) Brasil Paulo Roberto Santos[nota 3] [63][64]
Piauí 4 de Julho Brasil Edson Souza 26 de abril Moto Club 3–0 4 de Julho (Gr. A2) Brasil Fernando Tonet [65]
Minas Gerais URT Brasil Ricardo Severo URT 0–3 Nova Venécia (Gr. A6) Brasil Ricardo Chuva [66][67]
Rio Grande do Norte América de Natal Brasil Leandro Sena 27 de abril Crato 0–0 América de Natal (Gr. A3) Brasil Edson Vieira[nota 4] [69]
Roraima Náutico-RR Brasil Marinho Custódio 30 de abril Real 1–0 Náutico-RR[nota 5] (Gr. A1) Brasil Fernando Guisini[nota 6] [71][72]
Rio Grande do Norte América de Natal Brasil Edson Vieira 1 de maio América de Natal 0–1 Afogados (Gr. A3) Brasil João Brigatti [73][74]
Rio de Janeiro Portuguesa-RJ Brasil Toninho Andrade Pérolas Negras 1–1 Portuguesa-RJ (Gr. A7) Brasil Felipe Surian [75][76]
Acre Humaitá Brasil Emanoel Sacramento 2 de maio Rio Branco-AC 2–0 Humaitá (Gr. A1) Brasil Álvaro Miguéis [77]
Acre Rio Branco-AC Brasil Chicão (interino) 4 de maio (Gr. A1) Brasil Bruno Monteiro[nota 7] [79]
Pernambuco Santa Cruz Brasil Leston Júnior 8 de maio Santa Cruz 3–2 Atlético de Alagoinhas (Gr. A4) Brasil Marcelo Martelotte [80][81]
Mato Grosso Operário VG Brasil Bruno Saymon 10 de maio Operário VG 0–2 Brasiliense (Gr. A5) Brasil Luciano Dias [82]
Sergipe Sergipe Portugal Daniel Neri 13 de maio Sergipe 0–0 Lagarto (Gr. A4) Brasil Rafael Jacques [83][84]
Santa Catarina Juventus de Jaraguá Brasil Alemão 15 de maio Marcílio Dias 2–1 Juventus de Jaraguá (Gr. A8) Brasil William de Mattia [85][86]
Rio Grande do Sul Caxias Brasil Luan Carlos FC Cascavel 2–0 Caxias (Gr. A8) Brasil Thiago Carvalho [87][88]
Piauí 4 de Julho Brasil Fernando Tonet 16 de maio Fluminense-PI 0–0 4 de Julho (Gr. A2) Brasil Emanoel Sacramento [89][90]
São Paulo Santo André Brasil José Carlos Palhavan 17 de maio Oeste 2–0 Santo André (Gr. A7) Brasil Renato Peixe [91]
Alagoas ASA Brasil Maurício Copertino ASA 2–3 CSE (Gr. A4) Brasil Jota Guerreiro[nota 8] [93][94]
São Paulo Ferroviária Brasil Thiago Carpini 23 de maio Ferroviária 0–1 Pouso Alegre (Gr. A6) Brasil Vinícius Munhoz [95][96]
Minas Gerais Caldense Brasil Júnior Martins 24 de maio Nova Venécia 3–1 Caldense (Gr. A6) Brasil Fahel Júnior [97]
Goiás Grêmio Anápolis Brasil Ariel Mamede 30 de maio Operário VG 1–0 Grêmio Anápolis (Gr. A5) Brasil Chiquinho Lima [98][99]
Ceará Crato Brasil Roberto Juazeiro 2 de junho Afogados 2–0 Crato (Gr. A3) Brasil Eugênio Gomes [100]
Ceará Icasa Brasil Sidney Moraes Icasa 1–1 América de Natal (Gr. A3) Brasil Leandro Campos[nota 9] [100][101]
Mato Grosso do Sul Costa Rica Brasil Edson Júnior 6 de junho Costa Rica 0–1 Brasiliense (Gr. A5) Brasil Sandrinho[nota 10] [103][102]
Bahia Juazeirense Brasil Quintino Barbosa ASA 1–0 Juazeirense (Gr. A4) Brasil Agnaldo Liz [104][105]
Paraná Cianorte Brasil Irineu Ricardo Cianorte 1–1 Portuguesa-RJ (Gr. A7) Brasil Osmar Loss [106]
Minas Gerais Caldense Brasil Fahel Júnior 13 de junho Caldense 1–2 Nova Venécia (Gr. A6) Brasil Gladstone[nota 11] [108][109]
Rio Grande do Norte Globo Brasil Renatinho Potiguar 14 de junho Globo 3–0 Crato (Gr. A3) Brasil André Caldas [110]
Santa Catarina Marcílio Dias Brasil Pingo 20 de junho Juventus de Jaraguá 1–0 Marcílio Dias 10ª (Gr. A8) Brasil Jorginho Cantinflas[nota 12] [112][113]
Roraima Náutico-RR Brasil Fernando Guisini 22 de junho Rio Branco-AC 5–0 Náutico-RR 10ª (Gr. A1) Brasil Roberto Tim [114]
Rio Grande do Norte América de Natal Brasil João Brigatti 28 de junho Retrô 1–0 América de Natal 11ª (Gr. A3) Brasil Leandro Sena [115][116]
Rio de Janeiro Pérolas Negras Brasil Mauro Fonseca 29 de junho Pérolas Negras 0–1 Nova Iguaçu 11ª (Gr. A7) Brasil João Medina (interino) [117]
Paraíba São Paulo Crystal Brasil Ederson Araújo Crato 1–1 São Paulo Crystal 11ª (Gr. A3) Brasil Celinho Silva [118]
Rio Grande do Sul São Luiz Brasil Daniel Franco 4 de julho São Luiz 0–0 FC Cascavel 12ª (Gr. A8) Brasil Wiliam Campos [119][120]
Alagoas CSE Brasil Betinho CSE 0–1 Lagarto 12ª (Gr. A4) Brasil Sóstenes Félix (interino) [121][122]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

A classificação geral dá prioridade ao clube que avançou mais fases, e ao campeão, mesmo que tenha menor pontuação.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. O Salgueiro desistiu da disputa do torneio, alegando problemas financeiros, tendo sua vaga repassada ao Vera Cruz, que também declinou do convite, e o Retrô, melhor colocado do Estadual de 2021 sem divisão nacional, assumiu a vaga.[5]
  2. a b Considera-se apenas o público pagante.
  3. Casinha comandou o Pouso Alegre interinamente na 3ª rodada.[62]
  4. Leandro Sena comandou o América-RN interinamente na 3ª rodada, mesmo após o clube ter anunciado a contratação de Edson Vieira.[68]
  5. Partida válida pelo Campeonato Roraimense.
  6. Marcelo Pereira comandou o Náutico-RR interinamente da 3ª à 5ª rodada.[70]
  7. Chicão comandou o Rio Branco-AC interinamente na 4ª rodada, mesmo após o clube ter anunciado a contratação de Bruno Monteiro.[78]
  8. Jota Guerreiro comandou o ASA interinamente na 6ª rodada, antes de ser efetivado.[92]
  9. Marcus Vinícius comandou o Icasa interinamente na 8ª rodada.[101]
  10. Sandrinho comandou o Costa Rica interinamente da 9ª à 12ª rodada, antes de ser efetivado.[102]
  11. Airton Trevisan comandou a Caldense interinamente da 10ª à 11ª rodada.[107]
  12. Rogélio comandou o Marcílio Dias interinamente na 11ª rodada.[111]

Referências

  1. «CBF apresenta calendário do futebol brasileiro em 2022». CBF. 4 de novembro de 2021. Consultado em 15 de novembro de 2021 
  2. «Série D 2022 tem grupos definidos: veja quem enfrenta quem na primeira fase». Ge.globo. 16 de fevereiro de 2022. Consultado em 17 de abril de 2022 
  3. a b c d e f g h «Regulamento Específico da Competição – Campeonato Brasileiro Série D 2022» (PDF). CBF. 16 de fevereiro de 2022. Consultado em 17 de abril de 2022 
  4. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 17 de abril de 2016 
  5. «CBF divulga tabela básica da Série D 2022; Santa, Retrô e Afogados conhecem adversários». Esportes DP. 16 de fevereiro de 2022. Consultado em 17 de fevereiro de 2022 
  6. «Retrô x Crato: veja escalações, desfalques e arbitragem». Ge.globo. 17 de abril de 2022. Consultado em 21 de abril de 2022 
  7. «Castanhal x Moto Club: veja escalações, desfalques e arbitragem». Ge.globo. 17 de abril de 2022. Consultado em 21 de abril de 2022 
  8. «Campeonato Brasileiro Série D: oito jogos passam por mudanças». CBF. 20 de abril de 2022. Consultado em 21 de abril de 2022 
  9. «Lana ainda busca formação ideal, vibra com vitória, e ressalta: "Poderíamos ter feito mais gols"». Ge.globo. 10 de maio de 2022. Consultado em 12 de maio de 2022 
  10. «SP Crystal x Retrô: jogo pela Série D é suspenso pela chuva e remarcado para domingo». Ge.globo. 28 de maio de 2022. Consultado em 28 de maio de 2022 
  11. «Sete jogos sofrem alterações». CBF. 9 de junho de 2022. Consultado em 9 de junho de 2022 
  12. «Série D: CBF transfere jogos do Fluminense-PI para o estádio Albertão.». Ge.globo. 3 de junho de 2022. Consultado em 9 de junho de 2022 
  13. «Castanhal e Pacajus se enfrentaram no Estádio Curuzu». CBF. 6 de julho de 2022. Consultado em 6 de julho de 2022 
  14. «CBF altera local do jogo e Moto Club enfrenta o Castanhal no Castelão, na Série D». Ge.globo. 13 de julho de 2022. Consultado em 14 de julho de 2022 
  15. «Real Noroeste x Anápolis: CBF define datas, horário e locais das duas partidas da 2ª fase da Série D». Ge.globo. 18 de julho de 2022. Consultado em 19 de julho de 2022 
  16. «São Raimundo-RR x Trem-AP será às 16h (de Brasília) deste domingo e na Vila Olímpica, em Boa Vista». ge.globo 
  17. «Próspera - SC x São Luiz - RS - Alterações». CBF. Consultado em 31 de maio de 2022 
  18. «Crato - CE x Retrô - PE - Alterações». CBF. Consultado em 10 de julho de 2022 
  19. «Duelo de volta entre Amazonas e Juventude-MA passa do estádio da Colina o Zamith». Ge.globo. 26 de julho de 2022. Consultado em 27 de julho de 2022 
  20. «Série D fecha transmissão com InStat TV, streaming da Rússia». Máquina do Esporte. 18 de abril de 2022. Consultado em 21 de abril de 2022 
  21. «InStat confirma: Transmissão da Série D será cobrada, provavelmente a partir da 5ª rodada». Última Divisão. 20 de abril de 2022. Consultado em 21 de abril de 2022 
  22. «Torcedor terá de pagar R$ 50,00 mês para assistir Série D pela InStat TV». Distrito do Esporte. 25 de maio de 2022. Consultado em 8 de junho de 2022 
  23. Brito, Allan (28 de abril de 2022). «Transmissão da Série D tem problemas, mas CBF diz que clubes não podem buscar alternativas». Última Divisão. Consultado em 14 de junho de 2022 
  24. «PROCON alerta CBF sobre transmissão de jogos da série D do Brasileirão». O Imparcial. 1 de junho de 2022. Consultado em 14 de junho de 2022 
  25. «CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL - SÉRIE D - 2022 - ESTATÍSTICAS - Artilharia». CBF. Consultado em 14 de agosto de 2022 
  26. «Atropelo! Ferroviária aplica impiedosa goleada sobre a URT na estreia das equipes pela Série D do Brasileiro». Ge.globo. 17 de abril de 2022. Consultado em 18 de abril de 2022 
  27. «Com "hat-trick" de Gotinha, Juventude Samas vence a Tuna 3 a 0». Ge.globo. 24 de abril de 2022. Consultado em 24 de abril de 2022 
  28. «Em jogo de duas viradas, Bahia de Feira goleia a URT e dá passo importante na Série D do Brasileiro». Ge.globo. 25 de junho de 2022. Consultado em 25 de junho de 2022 
  29. «América faz 8 a 1 no Crato e vai para última rodada dependendo apenas de si». Tribuna do Norte. 10 de julho de 2022. Consultado em 10 de julho de 2022 
  30. «Ítalo faz três e Amazonas goleia o Humaitá em duelo da última rodada da primeira fase». Ge.globo. 17 de julho de 2022. Consultado em 17 de julho de 2022 
  31. «Real Noroeste goleia o Anápolis no jogo de ida da segunda fase da Série D». Ge.globo. 23 de julho de 2022. Consultado em 23 de julho de 2022 
  32. «Lembra dele? Aleílson, campeão brasileiro pelo Flamengo, faz 4 gols na maior goleada da Série D». Ge.globo. 6 de junho de 2022. Consultado em 6 de junho de 2022 
  33. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 0x0 Tocantinópolis» (PDF). CBF. 7 de agosto de 2022. Consultado em 10 de agosto de 2022 
  34. «Boletim Financeiro: América-RN 0x0 Jacuipense» (PDF). CBF. 31 de julho de 2022. Consultado em 2 de agosto de 2022 
  35. «Série D: Moto Club perde para o América-RN na Arena das Dunas». Maranhão Esportes. 7 de agosto de 2022. Consultado em 7 de agosto de 2022 
  36. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 0x2 Jacuipense» (PDF). CBF. 19 de junho de 2022. Consultado em 21 de junho de 2022 
  37. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 0x0 Retrô» (PDF). CBF. 24 de julho de 2022. Consultado em 26 de junho de 2022 
  38. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 1x0 Sergipe» (PDF). CBF. 5 de junho de 2022. Consultado em 7 de junho de 2022 
  39. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 1x2 ASA» (PDF). CBF. 23 de abril de 2022. Consultado em 26 de abril de 2022 
  40. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 1x0 Juazeirense» (PDF). CBF. 3 de julho de 2022. Consultado em 4 de julho de 2022 
  41. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 1x1 Lagarto» (PDF). CBF. 16 de julho de 2022. Consultado em 19 de julho de 2022 
  42. «Boletim Financeiro: Paraná 0x0 Cascavel» (PDF). CBF. 30 de julho de 2022. Consultado em 1 de agosto de 2022 
  43. «Boletim Financeiro: Crato 1x5 Retrô» (PDF). CBF. 16 de julho de 2022. Consultado em 23 de julho de 2022 
  44. «Boletim Financeiro: Ação 2x1 Ceilândia» (PDF). CBF. 26 de junho de 2022. Consultado em 27 de junho de 2022 
  45. «Boletim Financeiro: Juventude-MA 0x0 4 de Julho» (PDF). CBF. 28 de maio de 2022. Consultado em 9 de junho de 2022 
  46. «Boletim Financeiro: Ação 0x2 Brasiliense» (PDF). CBF. 1 de maio de 2022. Consultado em 3 de maio de 2022 
  47. «Boletim Financeiro: Ação 2x2 Costa Rica» (PDF). CBF. 10 de julho de 2022. Consultado em 11 de julho de 2022 
  48. «Boletim Financeiro: Náutico-RR 4x2 Humaitá» (PDF). CBF. 25 de junho de 2022. Consultado em 8 de julho de 2022 
  49. «Boletim Financeiro: Ação 2x3 Anápolis» (PDF). CBF. 22 de maio de 2022. Consultado em 24 de maio de 2022 
  50. «Boletim Financeiro: Juventude-MA 1x0 Pacajus» (PDF). CBF. 14 de maio de 2022. Consultado em 19 de maio de 2022 
  51. «Boletim Financeiro: Ação 1x2 Iporá» (PDF). CBF. 6 de junho de 2022. Consultado em 6 de junho de 2022 
  52. «Boletim Financeiro: Náutico-RR 3x5 Trem» (PDF). CBF. 28 de maio de 2022. Consultado em 21 de junho de 2022 
  53. «Boletim Financeiro: São Paulo Crystal 2x3 Globo» (PDF). CBF. 9 de julho de 2022. Consultado em 11 de julho de 2022 
  54. «Ranking de Público». SrGoool.com.br. Consultado em 17 de agosto de 2022 
  55. «ASA anuncia a contratação do técnico Maurício Copertino, ex-auxiliar de Vanderlei Luxemburgo». Ge.globo. 17 de abril de 2022. Consultado em 19 de abril de 2022 
  56. «Técnico Alyson Dantas deixa o CSE após a segunda rodada da Série D». Ge.globo. 25 de abril de 2022. Consultado em 28 de abril de 2022 
  57. «CSE anuncia a contratação do técnico Betinho, ex-Lagarto». Ge.globo. 25 de abril de 2022. Consultado em 28 de abril de 2022 
  58. «Após goleada em casa e segurar a lanterna na Série D, Tuna dispensa técnico Emerson Almeida». O Liberal. 25 de abril de 2022. Consultado em 25 de abril de 2022 
  59. «Tuna fecha com o técnico Josué Teixeira, ex-Remo, para o restante da Série D». O Liberal. 25 de abril de 2022. Consultado em 26 de abril de 2022 
  60. «Após início ruim na Série D, Marcílio Dias demite treinador». ND+. 25 de abril de 2022. Consultado em 26 de abril de 2022 
  61. «Pingo acerta com o Marcílio Dias para comandar time na Série D». Ge.globo. 26 de abril de 2022. Consultado em 26 de abril de 2022 
  62. «Série D: URT e Pouso Alegre fazem duelo mineiro; Caldense joga em casa». Superesportes. 30 de abril de 2022. Consultado em 20 de maio de 2022 
  63. «Francisco Diá deixa o comando do Pouso Alegre após duas rodadas da Série D». Ge.globo. 25 de abril de 2022. Consultado em 26 de abril de 2022 
  64. «Paulo Roberto Santos é anunciado como novo treinador do Pouso Alegre para Série D». Ge.globo. 29 de abril de 2022. Consultado em 29 de abril de 2022 
  65. «4 de Julho faz troca no comando técnico, desliga Edson Souza e recontrata Fernando Tonet». Ge.globo. 26 de abril de 2022. Consultado em 26 de abril de 2022 
  66. «Série D: URT-MG demite técnico após duas derrotas». Futebol Interior. 26 de abril de 2022. Consultado em 26 de abril de 2022 
  67. «Brasileirão Série D: URT e Air Sports confirmam contratação do técnico Ricardo Chuva». Patos Já. 28 de abril de 2022. Consultado em 28 de abril de 2022 
  68. «América-RN tem jogador expulso no primeiro tempo, Afogados marca no final e vence fora de casa». Ge.globo. 30 de abril de 2022. Consultado em 20 de maio de 2022 
  69. «América-RN anuncia Edson Vieira como novo treinador; Leandro Sena volta a ser auxiliar». Ge.globo. 27 de abril de 2022. Consultado em 27 de abril de 2022 
  70. «Marcelo Pereira lamenta virada sofrida pelo Náutico-RR e projeta mudanças: "esquema diferente"». Ge.globo. 16 de maio de 2022. Consultado em 20 de maio de 2022 
  71. «Marinho Custódio entrega o cargo e não é mais treinador do Náutico de Roraima». Ge.globo. 30 de abril de 2022. Consultado em 30 de abril de 2022 
  72. «Campeão paulista no Santos de 1978, Fernando Guisini é o novo técnico do Náutico de Roraima». Ge.globo. 17 de maio de 2022. Consultado em 17 de maio de 2022 
  73. «Após polêmica sobre vacina, América-RN dispensa treinador antes de estreia oficial». Ge.globo. 1 de maio de 2022. Consultado em 1 de maio de 2022 
  74. «João Brigatti é anunciado pelo América-RN após saída de técnico que polemizou sobre vacina». Ge.globo. 1 de maio de 2022. Consultado em 1 de maio de 2022 
  75. «Portuguesa-RJ anuncia demissão do técnico Toninho Andrade». Jogada 10. 1 de maio de 2022. Consultado em 2 de maio de 2022 
  76. «Próximo adversário do Paraná Clube na Série D muda de técnico». Paraná Portal. 2 de maio de 2022. Consultado em 2 de maio de 2022 
  77. «Humaitá anuncia saída de técnico após 3º revés na Série D e confirma ex-Rondoniense para cargo». Ge.globo. 2 de maio de 2022. Consultado em 2 de maio de 2022 
  78. «Técnico reclama de ineficiência de ataque após 1º revés do Rio Branco-AC na Série D: "Ninguém chuta"». Ge.globo. 9 de maio de 2022. Consultado em 20 de maio de 2022 
  79. «Curtinha:presidente confirma Bruno Monteiro como novo treinador do Rio Branco-AC». Ge.globo. 4 de maio de 2022. Consultado em 5 de maio de 2022 
  80. «Desabafo em entrevista sela demissão de Leston Júnior e Marcelo Segurado do Santa Cruz». Ge.globo. 8 de maio de 2022. Consultado em 8 de maio de 2022 
  81. «Marcelo Martelotte é contratado como novo técnico do Santa Cruz; Zé Teodoro será o coordenador.». Ge.globo. 9 de maio de 2022. Consultado em 9 de maio de 2022 
  82. «Ex-treinador do Guarani assume time da Série D». Futebol Interior. 10 de maio de 2022. Consultado em 10 de maio de 2022 
  83. «Daniel Neri não é mais técnico do Sergipe». Ge.globo. 13 de maio de 2022. Consultado em 13 de maio de 2022 
  84. «Sergipe anuncia contratação do técnico Rafael Jacques para a sequência da Série D». Ge.globo. 14 de maio de 2022. Consultado em 14 de maio de 2022 
  85. «Após perder para Marcílio Dias, Alemão deixa comando do Juventus». JDV. 15 de maio de 2022. Consultado em 16 de maio de 2022 
  86. «William de Mattia é o novo técnico do Juventus». Avante Esportes. 16 de maio de 2022. Consultado em 16 de maio de 2022 
  87. «Técnico Luan Carlos acerta com o Brusque e deixa o Caxias». Pioneiro. 15 de maio de 2022. Consultado em 16 de maio de 2022 
  88. «Caxias confirma Thiago Carvalho como novo técnico para a sequência da Série D». Pioneiro. 18 de maio de 2022. Consultado em 18 de maio de 2022 
  89. «Fernando Tonet é o novo técnico do Altos e deixa o comando do 4 de Julho». Ge.globo. 16 de maio de 2022. Consultado em 16 de maio de 2022 
  90. «4 de Julho age rápido, define substituto de Tonet e acerta o retorno de Emanoel Sacramento». Ge.globo. 16 de maio de 2022. Consultado em 17 de maio de 2022 
  91. «Série D: Santo André muda comando técnico e anuncia ex-EC São Bernardo». Futebol Interior. 17 de maio de 2022. Consultado em 17 de maio de 2022 
  92. «Jota aprova atuação do ASA no empate com o Jacuipense: "A gente fez uma boa partida"». Ge.globo. 23 de maio de 2022. Consultado em 25 de maio de 2022 
  93. «Maurício Copertino recebe proposta dos Emirados Árabes e entrega o cargo de técnico do ASA». Ge.globo. 17 de maio de 2022. Consultado em 17 de maio de 2022 
  94. «Diretor de futebol do ASA, Rogério Siqueira confirma efetivação de Jota no comando da equipe». Ge.globo. 25 de maio de 2022. Consultado em 25 de maio de 2022 
  95. «Mal na Série D, Ferroviária demite técnico Thiago Carpini e diretor de futebol». Ge.globo. 23 de maio de 2022. Consultado em 23 de maio de 2022 
  96. «Ferroviária acerta retorno de Vinicius Munhoz para comandar time na Série D». Ge.globo. 24 de maio de 2022. Consultado em 24 de maio de 2022 
  97. «Caldense anuncia saída de Jr. Martins e já contrata novo técnico para sequência da Série D». Ge.globo. 24 de maio de 2022. Consultado em 24 de maio de 2022 
  98. «Após sequência sem vitórias, Grêmio Anápolis demite o técnico Ariel Mamede». Mais Goiás. 30 de maio de 2022. Consultado em 30 de maio de 2022 
  99. «Chiquinho Lima ex-Uberlândia é o novo técnico do Grêmio Anápolis». Esporte Goiano. 1 de junho de 2022. Consultado em 30 de maio de 2022 
  100. a b «Icasa e Crato trocam de técnicos na véspera de rodada da Série D». Ge.globo. 3 de junho de 2022. Consultado em 3 de junho de 2022 
  101. a b «Icasa anuncia Leandro Campos como novo treinador para 2022». Ge.globo. 6 de junho de 2022. Consultado em 6 de junho de 2022 
  102. a b «Costa Rica anuncia novo técnico para sequência do Brasileirão e Copa Verde». Midiamax. 4 de julho de 2022. Consultado em 4 de julho de 2022 
  103. «Técnico do Costa Rica-MS pede demissão por motivos pessoais». Futebol Interior. 6 de junho de 2022. Consultado em 6 de junho de 2022 
  104. «Após derrota na Série D, Juazeirense anuncia saída do técnico Barbosinha». Ge.globo. 6 de junho de 2022. Consultado em 6 de junho de 2022 
  105. «Após saída de Barbosinha, Juazeirense anuncia contratação do técnico Agnaldo Liz». Ge.globo. 7 de junho de 2022. Consultado em 7 de junho de 2022 
  106. «Cianorte anuncia Osmar Loss, ex-Corinthians e Inter, como técnico para a sequência da Série D». Ge.globo. 6 de junho de 2022. Consultado em 6 de junho de 2022 
  107. «Caldense x Pouso Alegre: veja escalações, desfalques e arbitragem». Ge.globo. 25 de junho de 2022. Consultado em 26 de junho de 2022 
  108. «Técnico Fahel Jr. deixa o comando da Caldense após nova derrota do time na Série D». Ge.globo. 13 de junho de 2022. Consultado em 13 de junho de 2022 
  109. «Gladstone é anunciado como técnico da Caldense para sequência da Série D». Ge.globo. 26 de junho de 2022. Consultado em 26 de junho de 2022 
  110. «Globo FC oficializa saída do técnico Renatinho Potiguar; André Caldas assume equipe». Ge.globo. 14 de junho de 2022. Consultado em 14 de junho de 2022 
  111. «Com ex-zagueiro do Avaí no comando, Marcílio Dias sabe que precisa fazer o básico». ND Mais. 25 de junho de 2022. Consultado em 28 de junho de 2022 
  112. «Pingo é demitido do Marcílio Dias após menos de dois meses no comando técnico da equipe». Ge.globo. 20 de junho de 2022. Consultado em 21 de junho de 2022 
  113. «Jorginho é anunciado como novo técnico do Marcílio Dias». Ge.globo. 20 de junho de 2022. Consultado em 28 de junho de 2022 
  114. «Fernando Guisini não é mais técnico do Náutico-RR; Roberto Tim assume até o fim da Série D». Ge.globo. 22 de junho de 2022. Consultado em 22 de junho de 2022 
  115. «João Brigatti deixa o América-RN e deve ser oficializado como novo técnico do Manaus». Ge.globo. 28 de junho de 2022. Consultado em 28 de junho de 2022 
  116. «Após saída de Brigatti, Leandro Sena é efetivado e reassume comando do América-RN». Ge.globo. 28 de junho de 2022. Consultado em 28 de junho de 2022 
  117. «Pérolas Negras demite Mauro Fonseca após derrota para o Nova Iguaçu». Ge.globo. 29 de junho de 2022. Consultado em 29 de junho de 2022 
  118. «São Paulo Crystal anuncia Celinho Silva como o seu novo técnico para a sequência da Série D». Ge.globo. 29 de junho de 2022. Consultado em 29 de junho de 2022 
  119. «Daniel Franco não é mais técnico do São Luiz». Rádio Progresso. 4 de julho de 2022. Consultado em 4 de julho de 2022 
  120. «Wiliam Campos será o técnico do São Luiz na Copa FGF». GAZ. 5 de julho de 2022. Consultado em 5 de julho de 2022 
  121. «Eliminação na Série D pesa e Betinho não é mais o técnico do CSE». GazetaWeb. 4 de julho de 2022. Consultado em 4 de julho de 2022 
  122. «CSE enfrenta o Jacuipense fora de casa, pela Série D». Ge.globo. 10 de julho de 2022. Consultado em 10 de julho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]