Campeonato Mundial de Ciclismo em Estrada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Campeonato Mundial de Ciclismo em Estrada
imagem ilustrativa de artigo Campeonato Mundial de Ciclismo em Estrada
O maillot arco-íris de campeão mundial
Generalidades
Desporto Ciclismo de competição
Categoria Elite e sub-23
Criação 1921
Organizador UCI
N.º de edições 88 (2021)
Frequência Anual
Formato Ciclismo de estrada
Periocidade Anual
Sítio eletrónico Site oficial da UCI
Navegação
Cycling (road) pictogram.svg

O Campeonato Mundial de Ciclismo em Estrada é a competição de ciclismo de estrada mais importante a nível internacional; realiza-se anualmente desde 1927, em diferentes categorias, baixo a organização da União Ciclista Internacional (UCI). A diferença das grandes voltas ciclistas, cada categoria disputa-se numa única corrida; ao vencedor de cada corrida outorga-se-lhe o maillot arco-íris e por tanto é o campeão do mundo durante um ano.

As diferentes competições são para três categorias de corredores; elite masculino, sub-23 masculino e feminino, disputando-se três especialidades; corrida em linha ou estrada, contrarrelógio individual e contrarrelógio por equipas (excepto sub-23).

A partir de 2011, dentro deste evento, desenvolve-se o Campeonato Mundial de Ciclismo em Estrada Júnior, para ciclistas menores de 19 anos (anteriormente disputava-se em forma separada).

Os ciclistas que mais triunfos possuem na corrida em linha são Alfredo Binda, Eddy Merckx, Rik Van Steenbergen, Óscar Freire e Peter Sagan com três títulos a cada um; enquanto em contrarrelógio, Fabian Cancellara e Tony Martin somam quatro títulos a cada um.

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro campeonato do mundo em estrada disputou-se em 1921 em Copenhaga, mas esteve reservado a ciclistas amadores, onde ganhou o sueco Gunnar Skoeld.[1]

A partir de 1927 puderam participar ciclistas profissionais, correndo junto com os aficionados na mesma corrida. Essa primeira edição celebrou-se no circuito de Nurburgring na Alemanha e viu o triunfo da seleção italiana a mãos de Alfredo Binda para os profissionais, enquanto a 5.ª posição do belga Jean Aerts deu-lhe o título de campeão do mundo amador. Posteriormente o campeonato do mundo foi dividido em duas categorias: profissionais e amador.

Em 1958 estabeleceu-se o Campeonato Mundial Feminino em linha, só para a categoria amador, já que não existia atividade feminina profissional.

Na categoria amador, em 1962 introduziu-se a contrarrelógio por equipas masculina. A mesma disputava-se com quatro corredores sobre uma distância de 100 km. Em 1987 também se começou a correr a versão feminina numa distância de 50 km.

Em 1994 produziram-se várias mudanças no formato dos mundiais. Para a corrida em linha masculina deixou de existir a divisão entre profissionais e amadoras, voltando a correr uma única corrida todos juntos e baixo a denominação elite (sem limite de idade). Quanto à especialidade contrarrelógio, começou a disputar-se em forma individual, desaparecendo a contrarrelógio por equipas. No ramo feminino sucedeu o mesmo, abriu-se a ciclistas profissionais e criou-se a especialidade contrarrelógio, suprimindo a de equipas. Em 1996 criou-se a categoria sub-23 para ciclistas de 19 a 23 anos, disputando-se corrida em linha e contrarrelógio individual.

A partir de 2012 retornou a contrarrelógio por equipas, mas sendo disputada por equipas profissionais.

Maillot arco-íris[editar | editar código-fonte]

Os ganhadores de cada prova do campeonato têm o direito e a honra de levar o maillot arco-íris por um ano até ao seguinte campeonato. Esta camisola é uma t-shirt branca com cinco bandas horizontais que representam aos cinco continentes.

Os corredores que tenham sido campeão do mundo ao menos uma vez durante a sua carreira, têm direito a levar as cores arco íris nos punhos e pescoço da sua t-shirt (maillot) como lembrança do seu triunfo.

Competições[editar | editar código-fonte]

Desde a edição de 2019, os mundiais constam de sete corridas (para ver o palmarés de cada prova, pulsar a respectiva ligação):

Edições[editar | editar código-fonte]

Núm. Ano Sede Elite masculino Elite feminino Masculino
sub-23
Misto
Estrada CRI CRE Estrada CRI
CRE
Estrada CRI CRM
I 1927 Nürburg
( Alemanha)
Reino de Itália Alfredo Binda
II 1928 Budapeste
( Hungria)
Bélgica George Ronsse
III 1929 Zurique
( Suíça )
Bélgica George Ronsse
IV 1930 Liège
( Bélgica)
Reino de Itália Alfredo Binda
V 1931 Copenhaga
( Dinamarca)
Reino de Itália Learco Guerra
VI 1932 Roma
( Itália)
Reino de Itália Alfredo Binda
VII 1933 Montlhéry
( França)
França Georges Speicher
VIII 1934 Leipzig
( Alemanha)
Bélgica Karel Kaers
IX 1935 Floreffe
( Bélgica)
Bélgica Jean Aerts
X 1936 Berna
( Suíça )
França Antonin Magne
XI 1937 Copenhaga
( Dinamarca)
Bélgica Eloi Meulenberg
XII 1938 Valkenburg
( Países Baixos)
Bélgica Marcel Kint
1939 – 1945 Não celebrados por causa da Segunda Guerra Mundial
XIII 1946 Zurique
( Suíça )
Suíça Hans Knecht
XIV 1947 Reims
( França)
Países Baixos Theo Middelkamp
XV 1948 Valkenburg
( Países Baixos)
Bélgica Briek Schotte
XVI 1949 Copenhaga
( Dinamarca)
Bélgica Rik Van Steenbergen
XVII 1950 Moorslede
( Bélgica)
Bélgica Briek Schotte
XVIII 1951 Varese
( Itália)
Suíça Ferdi Kübler
XIX 1952 Luxemburgo
( Luxemburgo)
Alemanha Oriental Heinz Müller
XX 1953 Lugano
( Suíça )
Itália Fausto Coppi
XXI 1954 Solingen
( Alemanha Oriental)
França Louison Bobet
XXII 1955 Frascati
( Itália)
Bélgica Stan Ockers
XXIII 1956 Ballerup
( Dinamarca)
Bélgica Rik Van Steenbergen
XXIV 1957 Waregem
( Bélgica)
Bélgica Rik Van Steenbergen
XXV 1958 Reims
( França)
Itália Ercole Baldini Luxemburgo Elsy Jacobs
XXVI 1959 Zandvoort
( Países Baixos)[n 1]
França André Darrigade Bélgica Yvonne Reynders
XXVII 1960 Sachsenring[n 2]
( Alemanha Oriental)
Bélgica Rik Van Looy Reino Unido Beryl Burton
XXVIII 1961 Berna
( Suíça )[n 3]
Bélgica Rik Van Looy Bélgica Yvonne Reynders
XXIX 1962 Saló
( Itália)
França Jean Stablinski  Itália Bélgica Marie-Rose Gaillard
XXX 1963 Ronse
( Bélgica)
Bélgica Benoni Beheyt  França Bélgica Yvonne Reynders
XXXI 1964 Sallanches
( França)
Países Baixos Jan Janssen  Itália União Soviética Emīlija Sonka
XXXII 1965 Lasarte
( Espanha)
Reino Unido Tom Simpson  Itália Alemanha Oriental Elisabeth Eichholz
XXXIII 1966 Nürburgring
( Alemanha Oriental)
Alemanha Oriental Rudi Altig  Dinamarca Bélgica Yvonne Reynders
XXXIV 1967 Heerlen
( Países Baixos)
Bélgica Eddy Merckx  Suécia Reino Unido Beryl Burton
XXXV 1968 Imola
( Itália)
Itália Vittorio Adorni  Suécia Países Baixos Keetie van Oosten-Hage
XXXVI 1969 Zolder
( Bélgica)
Países Baixos Harm Ottenbros  Suécia Estados Unidos Audrey McElmury
XXXVII 1970 Leicester
( Reino Unido)
Bélgica Jean-Pierre Monseré  União Soviética União Soviética Anna Konkina
XXXVIII 1971 Mendrisio
( Suíça )
Bélgica Eddy Merckx  Bélgica União Soviética Anna Konkina
XXXIX 1972 Gap
( França)
Itália Marino Basso França Geneviève Gambillon
XL 1973 Barcelona
( Espanha)
Itália Felice Gimondi  Polónia Bélgica Nicolle Van Den Broeck
XLI 1974 Montreal
( Canadá)
Bélgica Eddy Merckx  Suécia França Geneviève Gambillon
XLII 1975 Yvoir
( Bélgica)
Países Baixos Hennie Kuiper  Polónia Países Baixos Tineke Fopma
XLIII 1976 Ostuni
( Itália)
Bélgica Freddy Maertens Países Baixos Keetie van Oosten-Hage
XLIV 1977 San Cristóbal
( Venezuela)
Itália Francesco Moser  União Soviética França Josiane Bost
XLV 1978 Nürburgring
( Alemanha Oriental)
Países Baixos Gerrie Knetemann  Países Baixos Alemanha Oriental Beate Habetz
XLVI 1979 Valkenburg
( Países Baixos)
Países Baixos Jan Raas  Alemanha Oriental Países Baixos Petra de Bruin
XLVII 1980 Sallanches
( França)
França Bernard Hinault Estados Unidos Beth Heiden
XLVIII 1981 Praga
( Tchecoslováquia)
Bélgica Freddy Maertens  Alemanha Oriental Alemanha Oriental Ute Enzenauer
XLIX 1982 Goodwood
( Reino Unido)
Itália Giuseppe Saronni  Países Baixos Reino Unido Mandy Jones
L 1983 Altenrhein
( Suíça )
Estados Unidos Greg LeMond  União Soviética Suécia Marianne Berglund
LI 1984 Barcelona
(Flag of Spain.svg Espanha)
Bélgica Claude Criquielion
LII 1985 Giavera del Montello
( Itália)
Países Baixos Joop Zoetemelk  União Soviética França Jeannie Longo
LIII 1986 Colorado Springs
( Estados Unidos)
Itália Moreno Argentin  Países Baixos França Jeannie Longo
LIV 1987 Villach
( Áustria)
República da Irlanda Stephen Roche  Itália França Jeannie Longo  União Soviética
LV 1988 Ronse
( Bélgica)
Itália Maurizio Fondriest  Itália
LVI 1989 Chambéry
( França)
Estados Unidos Greg LeMond  Alemanha Oriental França Jeannie Longo  União Soviética
LVII 1990 Utsunomiya
( Japão)
Bélgica Rudy Dhaenens  União Soviética França Catherine Marsal  Países Baixos
LVIII 1991 Stuttgart
( Alemanha)
Itália Gianni Bugno  Itália Países Baixos Leontien van Moorsel  França
LIX 1992 Benidorm
(Flag of Spain.svg Espanha)
Itália Gianni Bugno  Estados Unidos
LX 1993 Oslo
( Noruega)
Estados Unidos Lance Armstrong  Itália Países Baixos Leontien van Moorsel  Rússia
LXI 1994 Agrigento[n 4]
( Itália)
França Luc Leblanc Reino Unido Chris Boardman  Itália Noruega Monica Valvik Estados Unidos Karen Kurreck  Rússia
LXII 1995 Duitama[n 5]
( Colômbia)
Espanha Abraham Olano Espanha Miguel Induráin França Jeannie Longo França Jeannie Longo
LXIII 1996 Lugano
( Suíça )
Bélgica Johan Museeuw Suíça Alex Zülle Suíça Barbara Heeb França Jeannie Longo Itália Giuliano Figueras Itália Luca Sironi
LXIV 1997 San Sebastián
(Flag of Spain.svg Espanha)
França Laurent Brochard França Laurent Jalabert Itália Alessandra Cappellotto França Jeannie Longo Noruega Kurt Asle Arvesen Itália Fabio Malberti
LXV 1998 Valkenburg
( Países Baixos)
Suíça Oscar Camenzind Espanha Abraham Olano Lituânia Diana Žiliūtė Países Baixos Leontien Zijlaard-van Moorsel Itália Ivan Basso Noruega Thor Hushovd
LXVI 1999 Verona
( Itália)
Espanha Óscar Freire Alemanha Jan Ullrich Lituânia Edita Pučinskaitė Países Baixos Leontien Zijlaard-van Moorsel Itália Leonardo Giordani Espanha José Iván Gutiérrez
LXVII 2000 Plouay
( França)
Letónia Romāns Vainšteins Ucrânia Serhi Honchar Bielorrússia Zinaida Stahurskaya Estados Unidos Mari Holden Rússia Yevgueni Petrov Rússia Yevgueni Petrov
LXVIII 2001 Lisboa
(Portugal Portugal)
Espanha Óscar Freire Alemanha Jan Ullrich Lituânia Rasa Polikevičiūtė França Jeannie Longo Ucrânia Yaroslav Popovych Estados Unidos Danny Pate
LXIX 2002 Zolder
( Bélgica)
Itália Mario Cipollini Colômbia Santiago Botero Suécia Susanne Ljungskog Rússia Zulfiya Zabirova Itália Francesco Chicchi Lituânia Tomas Vaitkus
LXX 2003 Hamilton
( Canadá)
Espanha Igor Astarloa Austrália Michael Rogers Suécia Susanne Ljungskog Espanha Joane Somarriba Uzbequistão Serguei Lagutin Alemanha Markus Fothen
LXXI 2004 Verona[n 6]
( Itália)
Espanha Óscar Freire Austrália Michael Rogers Alemanha Judith Arndt Suíça Karin Thürig Bielorrússia Kanstantsin Siutsou Eslovénia Janez Brajkovič
LXXII 2005 Madrid
(Flag of Spain.svg Espanha)
Bélgica Tom Boonen Austrália Michael Rogers Alemanha Regina Schleicher Suíça Karin Thürig Ucrânia Dmytro Grabovsky Rússia Mijail Ignatiev
LXXIII 2006 Salzburgo
( Áustria)
Itália Paolo Bettini Suíça Fabian Cancellara Países Baixos Marianne Vos Estados Unidos Kristin Armstrong Alemanha Gerald Ciolek Bélgica Dominique Cornu
LXXIV 2007 Stuttgart
( Alemanha)
Itália Paolo Bettini Suíça Fabian Cancellara Itália Marta Bastianelli Alemanha Hanka Kupfernagel Eslováquia Peter Velits Países Baixos Lars Boom
LXXV 2008 Varese
( Itália)
Itália Alessandro Ballan Alemanha Bert Grabsch Reino Unido Nicole Cooke Estados Unidos Amber Neben Colômbia Fabio Duarte Itália Adriano Malori
LXXVI 2009 Mendrisio
( Suíça )
Austrália Cadel Evans Suíça Fabian Cancellara Itália Tatiana Guderzo Estados Unidos Kristin Armstrong França Romain Sicard Austrália Jack Bobridge
LXXVII 2010 Melbourne[n 7]
( Austrália)
Noruega Thor Hushovd Suíça Fabian Cancellara Itália Giorgia Bronzini Reino Unido Emma Pooley Austrália Michael Matthews Estados Unidos Taylor Phinney
LXXVIII 2011 Copenhaga[n 8]
( Dinamarca)
Reino Unido Mark Cavendish Alemanha Tony Martin Itália Giorgia Bronzini Alemanha Judith Arndt França Arnaud Démare Austrália Luke Durbridge
LXXIX 2012 Valkenburg[n 9]
( Países Baixos)
Bélgica Philippe Gilbert Alemanha Tony Martin  Bélgica Países Baixos Marianne Vos Alemanha Judith Arndt  Alemanha Cazaquistão Alexey Lutsenko Rússia Anton Vorobiov
LXXX 2013 Florença
( Itália)
Portugal Rui Costa Alemanha Tony Martin  Bélgica Países Baixos Marianne Vos Países Baixos Ellen van Dijk  Estados Unidos Eslovénia Matej Mohorič Austrália Damien Howson
LXXXI 2014 Ponferrada
(Flag of Spain.svg Espanha)
Polónia Michał Kwiatkowski Reino Unido Bradley Wiggins  Estados Unidos França Pauline Ferrand-Prévot Alemanha Lisa Brennauer  Estados Unidos Noruega Sven Erik Bystrøm Austrália Campbell Flakemore
LXXXII 2015 Richmond
( Estados Unidos)
Eslováquia Peter Sagan Bielorrússia Vasil Kiryienka  Estados Unidos Reino Unido Elizabeth Armitstead Nova Zelândia Linda Villumsen  Alemanha França Kévin Ledanois Dinamarca Mads Würtz Schmidt
LXXXIII 2016 Doha
( Catar)
Eslováquia Peter Sagan Alemanha Tony Martin  Bélgica Dinamarca Amalie Dideriksen Estados Unidos Amber Neben  Países Baixos Noruega Kristoffer Halvorsen Alemanha Marco Mathis
LXXXIV 2017 Bergen
( Noruega)
Eslováquia Peter Sagan Países Baixos Tom Dumoulin  Alemanha Países Baixos Chantal Blaak Países Baixos Annemiek van Vleuten  Países Baixos França Benoît Cosnefroy Dinamarca Mikkel Bjerg
LXXXV 2018 Innsbruck
( Áustria)
Espanha Alejandro Valverde Austrália Rohan Dennis  Bélgica Países Baixos Anna van der Breggen Países Baixos Annemiek van Vleuten  Alemanha Suíça Marc Hirschi Dinamarca Mikkel Bjerg
LXXXVI 2019 Yorkshire
( Reino Unido)
Dinamarca Mads Pedersen Austrália Rohan Dennis Países Baixos Annemiek van Vleuten Estados Unidos Chloé Dygert Itália Samuele Battistella Dinamarca Mikkel Bjerg  Países Baixos
LXXXVII 2020 Imola[n 10]
( Itália)
França Julian Alaphilippe Itália Filippo Ganna Países Baixos Anna van der Breggen Países Baixos Anna van der Breggen
LXXXVIII 2021 Flandres
( Bélgica)
França Julian Alaphilippe Itália Filippo Ganna Itália Elisa Balsamo Países Baixos Ellen van Dijk Itália Filippo Baroncini Dinamarca Johan Price-Pejtersen  Alemanha
LXXXIX 2022 Wollongong
( Austrália)
XC 2023 Glasgow
( Reino Unido)
XCI 2024 Zurique
( Suíça )
XCII 2025 Kigali
( Ruanda)
XCIII 2026 Por definir
XCIV 2027 Por definir
Núm. Ano Sede Estrada CRI CRE Estrada CRI
CRE
Estrada CRI CRM
Elite masculino Elite feminino Masculino
sub-23
Misto

Referências

  1. A prova de estrada feminina se realizou em Rotheux-Rimière (Bélgica).
  2. A prova de estrada feminina realizou-se em Leipzig.
  3. A prova de estrada feminina realizou-se em Douglas (Reino Unido).
  4. As provas de contrarrelógio realizaram-se em Catania.
  5. As provas de contrarrelógio realizaram-se entre Paipa e Tunja.
  6. As provas de contrarrelógio realizaram-se em Bardolino.
  7. As provas de contrarrelógio realizaram-se em Geelong.
  8. A prova de estrada masculina realizou-se no município de Rudersdal.
  9. As provas realizaram-se em diversos percursos na província de Limburgo, com base na cidade de Valkenburg.
  10. O campeonato ia realizar-se nas localidades suíças de Aigle e Martigny, mas a federação de ciclismo desse país anunciou a cancelamento do evento devido à pandemia de COVID-19.[2]

Medalheiro histórico[editar | editar código-fonte]

  • Desde Nürburg 1927 até Imola 2020 (incluem-se todas as competições de estrada e contrarrelógio: elite masculina, elite feminina e masculina sub-23; não se contemplam as medalhas das competições de estrada para amadores celebradas entre 1921 e 1995, nem as das categorias júnior).
 Ordem  País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  Itália 41 41 42 124
2  Bélgica 38 24 20 82
3  Países Baixos 35 36 21 92
4  França 30 26 25 81
5  Alemanha(1) 28 30 33 91
6  Estados Unidos 19 19 14 52
7  Rússia(2) 17 22 25 64
8 Suíça 12 17 17 46
9  Austrália 11 20 16 47
10 Flag of Spain.svg Espanha 10 14 17 41
11  Reino Unido 10 9 13 32
12  Dinamarca 7 7 8 22
13  Suécia 7 3 4 14
14  Noruega 6 2 6 14
15  Lituânia 4 3 5 12
16  Eslováquia 4 0 0 4
17  Ucrânia 3 4 2 9
18  Polónia 3 3 2 8
19  Bielorrússia 3 1 1 5
20  Colômbia 2 1 1 4
20  Eslovênia 2 1 1 4
22  Irlanda 1 2 3 6
22  Luxemburgo 1 2 3 6
22  Nova Zelândia 1 2 3 6
25 Portugal Portugal 1 1 1 3
26 Cazaquistão 1 0 2 3
27  Letônia 1 0 0 1
27  Uzbequistão 1 0 0 1
29  Canadá 0 3 5 8
30  Tchecoslováquia 0 2 2 4
31  Hungria 0 2 1 3
32  Áustria 0 1 3 4
33 África do Sul 0 1 1 2
34  Finlândia 0 0 2 2
35 Uruguai 0 0 1 1
TOTAL 299 299 300 898
  • (1) – Inclui as medalhas da RFA e a RDA.
  • (2) – Inclui as medalhas da URSS.

Maiores vencedores[editar | editar código-fonte]

Os ciclistas que têm ganhado as provas de categoria absoluta em mais de uma ocasião são:

Estrada
Total Nome Edições
3 Reino de Itália Alfredo Binda
1927, 1930, 1932
Bélgica Eddy Merckx
1967, 1971, 1974
Bélgica Rik Van Steenbergen
1949, 1956, 1957
Espanha Óscar Freire
1999, 2001, 2004
Eslováquia Peter Sagan
2015, 2016, 2017
2 Bélgica Georges Ronsse
1928, 1929
Bélgica Briek Schotte
1948, 1950
Bélgica Rik Van Looy
1960, 1961
Bélgica Freddy Maertens
1976, 1981
Estados Unidos Greg Lemond
1983, 1989
Itália Gianni Bugno
1991, 1992
Itália Paolo Bettini
2006, 2007
Estrada por países
País Vitórias Último vencedor
 Bélgica 26 Philippe Gilbert em 2012
 Itália 19 Alessandro Ballan em 2008
 França 9 Julian Alaphilippe em 2020
 Países Baixos 7 Joop Zoetemelk em 1985
Flag of Spain.svg Espanha 6 Alejandro Valverde em 2018
 Estados Unidos 3 Lance Armstrong em 1993
Suíça Oscar Camenzind em 1998
 Eslováquia Peter Sagan em 2017
 Alemanha 2 Rudi Altig em 1966
 Reino Unido Mark Cavendish em 2011
 Irlanda 1 Stephen Roche em 1987
 Letônia Romāns Vainšteins em 2000
 Austrália Cadel Evans em 2009
 Noruega Thor Hushovd em 2010
Portugal Portugal Rui Costa em 2013
 Polónia Michał Kwiatkowski em 2014
 Dinamarca Mads Pedersen em 2019
Contrarrelógio
Total Nome Edições
4 Suíça Fabian Cancellara
2006, 2007, 2009, 2010
Alemanha Tony Martin
2011, 2012, 2013, 2016
3 Austrália Michael Rogers
2003, 2004, 2005
2 Alemanha Jan Ullrich
1999, 2001
Austrália Rohan Dennis
2018, 2019
Contrarrelógio por países
País Vitórias Último vencedor
 Alemanha 7 Tony Martin em 2016
Suíça 5 Fabian Cancellara em 2010
 Austrália Rohan Dennis em 2019
Flag of Spain.svg Espanha 2 Abraham Olano em 1998
 Reino Unido Bradley Wiggins em 2014
 França 1 Laurent Jalabert em 1997
 Ucrânia Sergi Gonchar em 2000
 Colômbia Santiago Botero em 2002
 Bielorrússia Vasil Kirienka em 2015
 Países Baixos Tom Dumoulin em 2017
 Itália Filippo Ganna em 2020

Maiores vencedores[editar | editar código-fonte]

As ciclistas que têm ganhado as provas de categoria absoluta em mais de uma ocasião são:

Estrada
Total Nome Edições
5 França Jeannie Longo
1985, 1986, 1987, 1989, 1995
4 Bélgica Yvonne Reynders
1959, 1961, 1963, 1966
3 Países Baixos Marianne Vos
2006, 2012, 2013
2 Reino Unido Beryl Burton
1960, 1967
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Anna Konkina
1970, 1971
França Geneviève Gambillon
1972, 1974
Países Baixos Leontien van Moorsel
1991, 1993
Suécia Susanne Ljungskog
2002, 2003
Itália Giorgia Bronzini
2010, 2011
Países Baixos Anna van der Breggen
2018, 2020


Estrada por países
País Vitórias Última vencedora
 Países Baixos 13 Anna van der Breggen em 2020
 França 10 Pauline Ferrand-Prévot em 2014
 Bélgica 6 Nicole Vandenbroeck em 1973
 Alemanha 5 Regina Schleicher em 2005
 Itália Giorgia Bronzini em 2011
 Reino Unido Elizabeth Armitstead em 2015
 União Soviética 3 Anna Konkina em 1971
 Lituânia Rasa Polikevičiūtė em 2001
 Suécia Susanne Ljungskog em 2003
 Estados Unidos 2 Bath Heiden em 1980
 Luxemburgo 1 Elsie Jacobs em 2016
 Noruega Monica Valvik em 1994
Suíça Barbara Heeb em 1996
 Bielorrússia Zinaida Stahurskaya em 2000
 Dinamarca Amalie Dideriksen em 2016
Contrarrelógio
Total Nome Edições
4 França Jeannie Longo
1995, 1996, 1997, 2001
2 Países Baixos Leontien Zijlaard-van Moorsel
1998, 1999
Suíça Karin Thürig
2004, 2005
Estados Unidos Kristin Armstrong
2006, 2009
Alemanha Judith Arndt
2011, 2012
Estados Unidos Amber Neben
2008, 2016
Países Baixos Annemiek van Vleuten
2017, 2018


Contrarrelógio por países
País Vitórias Último vencedor
 Estados Unidos 7 Chloé Dygert em 2019
 Países Baixos 6 Anna van der Breggen em 2020
 França 4 Jeannie Longo em 2001
 Alemanha Lisa Brennauer em 2014
Suíça 2 Karin Thürig em 2003
 Rússia 1 Zulfiya Zabirova em 2002
Flag of Spain.svg Espanha Joane Somarriba em 2003
 Reino Unido Emma Pooley em 2010
 Austrália Linda Villumsen em 2015

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]