Campo Grande (Alagoas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campo Grande
  Município do Brasil  
Hino
Gentílico campo-grandense
Localização
Localização de Campo Grande em Alagoas
Localização de Campo Grande em Alagoas
Mapa de Campo Grande
Coordenadas 9° 57' 28" S 36° 47' 31" O
País Brasil
Unidade federativa Alagoas
Região metropolitana
do Agreste
Municípios limítrofes Feira Grande, Girau do Ponciano, Lagoa da Canoa, Olho d'Água Grande, Porto Real do Colégio e Traipu
Distância até a capital 168 km
História
Fundação 31 de Maio de 1960
Aniversário 31 de Maio
Administração
Prefeito(a) Arnaldo Higino Lessa (Republicanos, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 166,321 km²
População total (IBGE/2015[2]) 9 664 hab.
Densidade 58,1 hab./km²
Clima 25 a 32 (°C)
Altitude 145 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,547 baixo
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 29 447,225 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 2 991,08
Cidades gêmeas
Sítio campogrande.al.gov.br (Prefeitura)

Campo Grande é um município que fica localizado no sudoeste de Alagoas. Sua população é de 10.855 habitantes e sua área é de 166 km² (53,34 h/km²).

Limita ao norte com o município de Lagoa da Canoa, ao sul com o município de Olho d'Água Grande, a leste com os municípios de Feira Grande e Porto Real do Colégio e a oeste com os municípios de Girau do Ponciano e Traipu.

História[editar | editar código-fonte]

As origens do atual município de Campo Grande remontam de 1800, com a chegada dos primeiros colonizadores. Pequenos sítios e casas foram se aglomerando na região. As planícies garantiam boas pastagens, ideais para a criação de gado e ovelhas. Os campos tinham grandes proporções e, daí, o lugar ficou conhecido como Campo Grande.

O desenvolvimento do núcleo só recebeu impulso quando passou pelo local a estrada de ferro. Com a chegada dos trabalhadores e a implantação do acampamento, em 1939, cresceu o movimento. As famílias Leandro, Mandu e Pinheiro lideraram o comércio, como pioneiros.

O comércio se fortaleceu com a venda das reses abatidas aos sábados. Essa pequena feira atraiu comerciantes de várias localidades e foi um grande progresso. Quando a estação foi concluída, recebeu o nome de Gordilho de Castro, engenheiro responsável pelas obras.

Em 1944, a primeira igreja edificada foi destruída pela explosão no depósito de dinamites usadas pelos operários na construção da ferrovia, e a própria comunidade construiu a nova igreja.

Para a emancipação política, destacaram-se José Paulo Moura, Enoque Barbosa Ramos, José Raimundo dos Santos, Leocádio Soares da Silva, José Bráulio dos Santos, Augusto Ferreira da Costa(Nozinho), Manoel Egídio de Lima e João Ferreira Cavalcante. Em maio de 1960, houve a autonomia administrativa, com o desmembramento do município de São Brás.

Formação administrativa[editar | editar código-fonte]

O distrito foi criado com a denominação de Campo Grande pela lei estadual nº 2046 de 27 de junho de 1957, subordinado ao município de São Brás.

Elevado à categoria de município com a denominação de Campo Grande pela lei estadual nº 2330 de 31 de maio de 1960, desmembrado de São Brás. Instalado em 14 de agosto de 1960.

Economia[editar | editar código-fonte]

Campo Grande atrai centenas de visitantes com sua tradicional feira de gado, a segunda maior de Alagoas.

Lazer[editar | editar código-fonte]

Duas festas animam a cidade: a data da emancipação política (31 de maio) e a da padroeira Santa Luzia (13 de dezembro).

Lista de Prefeitos[editar | editar código-fonte]

  • Metódio Higino da Silva - 1960;
  • José Paulo Moura - 1961 a 1965;
  • Metódio Higino da Silva - 1966 a 1969;
  • José Libânio Filho - 1970 a 1972;
  • José Paulo Moura - 1973 a 1976;
  • Manoel Lopes da Silva - 1977 a 1982.;
  • Cyro da Vera Cruz - 1983 a 1988;
  • Sineide Moura - 1989 a 1992;
  • Arnaldo Higino Lessa - 1993 a 1996;
  • Cícero Ferreira Neto - 1997 a 2000;
  • Cícero Ferreira Neto - 2004 a 2006;
  • Arnaldo Higino Lessa - 2005 a 2008;
  • Arnaldo Higino Lessa - 2009 a 2012;
  • Miguel Higino - 2013 a 2016;
  • Arnaldo Higino Lessa - 2017 a 2020.

Hino[editar | editar código-fonte]

  • Letra: Cyro da Vera Cruz
  • Música: Sandro Becker

Raia o sol da liberdade em Campo Grande

Há esperança, há confiança no seu porvir,

Evolução é progresso,

Dias melhores pra esta terra hão de surgir. (Bis)

Corrente pra frente querer é poder,

Na força da mente lutar e vencer,

A fé predomina desejo se expande,

Vai pra frente município Campo Grande. (Bis)

Sua história enobrece sua gente,

Muito orgulho, seu passado, nos traz,

Seu presente é bem maior meu Campo Grande,

Vai depressa cada vez crescendo mais.

Campo Grande, Campo Grande

O seu hino todo povo vai cantar,

Campo Grande, Campo Grande,

Estes versos nós queremos lhe ofertar,

Campo Grande, Campo Grande,

Nós mostramos para todo mundo ver,

O carinho que seus filhos lhe dedicam,

Campo Grande nós gostamos de você. (Bis)

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. ftp://ftp.ibge.gov.br/Estimativas_de_Populacao/Estimativas_2015/estimativa_2015_TCU_20160211.pdf. Consultado em 16/09/2016.
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Alagoas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.