Campo de batalha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Campo de batalha é um conceito de uso militar que designa uma porção de terra onde ocorre um combate entre exércitos.

Um campo de batalha, é o local de uma batalha atual ou histórica envolvendo guerra terrestre. É comumente entendido como limitado ao ponto de contato entre as forças opostas, embora as batalhas possam envolver tropas cobrindo amplas áreas geográficas. Embora o termo implique que as batalhas são normalmente travadas em um campo - um trecho aberto de terreno plano - ele se aplica a qualquer tipo de terreno no qual uma batalha seja travada. O termo também pode ter significado legal, e os campos de batalha têm um valor histórico e cultural substancial - o campo de batalha foi descrito como "um lugar onde ideais e lealdades são colocados à prova".[1] Vários atos e tratados restringem certas condutas beligerantes a um campo de batalha identificado. Outros regimes legais promovem a preservação de certos campos de batalha como locais de importância histórica.

Visão geral[editar | editar código-fonte]

Quem delineia o campo de batalha, segundo a obra A Arte da Guerra, de Sun Tzu, é o chamado "Perito", também chamado de "Mestre de campo" e/ou ainda General (responsável geral e/ou general); é esse estudioso de Estratégia, que irá escolher o que se chama de "Campo de batalha", seja por persuasão, encaminhamento, e/ou outra forma subliminar, que irá fazer com que o inimigo, opositor, adversário se encaminhe para esse lugar o "Campo de batalha", escolhido pelo "Mestre de Campo". Para mais informações temos a História Militar e as diversas formas de persuasão desenvolvidas. Sejam por Sun Tzu, passando por Napoleão Bonaparte até Luiz Alves de Lima e Silva.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

Como exemplo mais próximo dos brasileiros, no Brasil, do considerado Patrono do Exército e das Forças Armadas, quando Conjuntas - brasileiras, temos os diversos "campos de batalha" vencidos por Luiz Alves de Lima e Silva, considerado invicto no Campo de batalha, esse militar foi denominado pela tropa de "Caxias", devido a isso e que, segundo entendimentos, quer dizer em linguagem nativa tupi-guarani, "aquele que sabe vencer".

Caxias desenvolveu "Campos de batalha" e também enfrentou "Campos de batalha", esses, naturalmente, preparados pelos adversários.

Historiadores da área militar, apontam como o mais brilhante estudo de Caxias na Ciência Militar a denominada "Retirada de Laguna", que pareceu de início uma derrota, mais não o foi, devido ao revide, Campo de batalha, esse, muito bem preparado pelos militares adversários e em que Caxias conseguiu o revide depois do resgate dos brasileiros, sem baixas, num brilhante cerco do inimigo (vide História Militar)..

Como se pode observar, o "Campo de batalha" é um "ambiente preparado", como se o fosse uma "armadilha", em que "através da estratégia e do comando (do andar em mil e/ou mais homens), devem ser/estar "armadas e/ou desarmadas", seria essa uma tentativa de interpretar esse conceito militar de uma forma simplista, de observação.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Veronica Fiorato, Anthea Boylston, Christopher Knüsel, Blood Red Roses: The Archaeology of a Mass Grave from the Battle of Towton AD 1461 (2007), p. 3.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.