Campylocentrum robustum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Como ler uma caixa taxonómicaCampylocentrum robustum
Campylocentrum robustum 04.jpg

Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Liliopsida
Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Subfamília: Epidendroideae
Tribo: Vandeae
Subtribo: Angraecinae
Género: Campylocentrum
Espécie: C. robustum
Nome binomial
Campylocentrum robustum
Cogn. 1906
Sinônimos
não tem

Campylocentrum robustum é uma espécie de orquídea, família Orchidaceae, que existe no Brasil e Peru.[1] Trata-se de planta epífita, monopodial, com caule alongado, cujas inflorescências brotam do nódulo do caule oposto à base da folha. As flores são minúsculas, brancas, de sépalas e pétalas livres, e nectário parte de trás do labelo.[2] Pertence à secção de espécies de Campylocentrum com folhas planas e ovário pubescente ou verrucoso, com nectário longo.[3]

Publicação e histórico[editar | editar código-fonte]

  • Campylocentrum robustum Cogn. in C.F.P.von Martius & auct. suc. (eds.), Fl. Bras. 3(6): 509 (1906)

Cogniaux publicou esta espécie em 1906 sobre exemplar encontrado por Glaziou em Copacabana, no Rio de Janeiro. Floresce em setembro e outubro. Cogniaux compara esta espécie ao Campylocentrum latifolium pois ambos apresentam folhas planas espessas, com ápice formado por dois lóbulos desiguais, inflorescências muito mais curtas que as flores; labelo inteiro e regularmente oblongo, e sépalas laterais mais curtas que os respectivos nectários; e estabelece as diferenças no formato das folhas mais compridas e estreitas, nectário ascendente, labelo liso, e todas as sépalas de mesmo comprimento no C. robustum; e folhas mais largas e curtas, nectário bastante curvo e descendente, labelo parcialmente pubescente e sépalas laterais mais curtas no C. latifolium.[2] Uma das espécies de Campylocentrum mais comuns no sudeste do Brasil, Pabst agrupa esta espécie com outras sete que correspondem à descrição do grupo citado na introdução acima e mostra que neste grupo é a espécie com flores de segmentos mais alongados e estreitos.[3] No Brasil, há registros de coletas no Pará, Rondônia, Mato Grosso, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Paraná.[4]

Referências

  1. R. Govaerts et al. World Checklist of Orchidaceae. The Board of Trustees of the Royal Botanic Gardens, Kew.Published on the Internet (em inglês). Consultada em 29 de dezembro 2012.
  2. a b Cogn. (1906). «Campylocentrum». in C.F.P.von Martius & auct. suc. (eds.) Fl. Bras. 3(6): 503-524 
  3. a b Pabst, Guido & Dungs, Fritz:Orchidaceae Brasilienses vol. 2 p. 206, Brucke-Verlag Kurt Schmersow, Hildesheim, 1978. ISBN 3871050106
  4. Barros, F. de, Vinhos, F., Rodrigues, V.T., Barberena, F.F.V.A., Fraga, C.N., Pessoa, E.M. «Orchidaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro.». Consultado em 29 de dezembro de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Campylocentrum robustum
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Campylocentrum robustum
Ícone de esboço Este artigo sobre orquídeas (família Orchidaceae), integrado no Projeto Plantas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.