Canários das Laranjeiras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Canários das Laranjeiras
Bandeira do CCES Canários das Laranjeiras.png
Fundação 6 de setembro de 1949 (69 anos)
Escola-madrinha Unidos da Tijuca
Cores Amarelo e branco
Símbolo Canário
Bairro Benfica
Desfile de 2019

Clube Carnavalesco Canários das Laranjeiras é um bloco de enredo da cidade do Rio de Janeiro fundada a 6 de setembro de 1949.[1][2] Durante muitos anos, foi escola de samba, até seu rebaixamento em 2012.

Possui tradição de apresentar em seus desfiles tanto enredos afro, como temas que façam referência à Zona Sul do Rio de Janeiro. Até 2014, sua denominação foi Clube Carnavalesco Escola de Samba Canários das Laranjeiras.

Esteve sediada na Avenida Francisco Bicalho, Santo Cristo, no bairro do Flamengo.[3] e atualmente tem sua sede e quadra na Rua Prefeito Olímpio de Melo, no bairro de Benfica[4].

História[editar | editar código-fonte]

A criação da agremiação se deu no dia 06 de setembro de 1949, na rua das Laranjeiras, 45. Era chamada de 'Sinfonia dos Tamancos'. Passa a ser bloco de Enredo em 1965, e começa assim, seu mais importante período. Em 22 anos como bloco consegue 10 títulos, se tornando o maior da época. Consegue um tetracampeonato (67, 68, 69 e 70), um tricampeonato (75,76 e 77), além dos títulos de 80, 82 e 84. Um de seus sambas mais lembrados é Ganga Zumba (1970), de autoria de Carlinhos Sideral e Colid Filho.

Em 1988, por divergências com a Federação dos Blocos, tornou-se escola de samba, solicitando filiação à AESCRJ a 13 de março de 1988. No ano de 1994, apresentou um belíssimo samba através do enredo "Quem é bom já nasce feito", ganhador do Estandarte de Ouro. Em 1995, veio a protagonizar um dos episódios mais tristes da Era Sapucaí, quando desfilou sem bateria, ajudada apenas por um surdo, um tamborim e um pandeiro.[5] Não tardaria a vir uma vertiginosa queda livre para a tradicional agremiação.

Em 2008 terminou na oitava colocação, última, no Grupo de acesso E, ficando então suspensa dos desfiles por um ano de acordo com as regras estabelecidas.

No ano de 2010, voltou a desfilar pelo Grupo Rio de Janeiro 4, a sexta divisão do Carnaval. Em 2011, reeditou o samba de 1991, encerrando os desfiles de carnaval, sendo a décima-segunda escola a desfilar na terça-feira de carnaval, na Intendente Magalhães. Seus ensaios então aconteciam na sede da Federação dos Blocos Afro do Rio de Janeiro, na Lapa.[6]

Em 2012 a então escola se propôs a homenagear seu próprio bairro de origem, as Laranjeiras. Naquele ano, seu samba foi bastante elogiado, tendo sido apontado pelo comentarista Ricardo Delezcluze, do site Carnavalesco, como o segundo melhor do ano de todo o Brasil, perdendo apenas para o da Portela.[7] O desfile, primeiro do grupo E, na terça-feira, teve no entanto diversos problemas e, de acordo com o regulamento recém aprovado, a escola acabou rebaixada a bloco de enredo, após 24 anos desfilando como escola de samba.[8]

Dois rebaixamentos se seguiram e, atualmente, o Canários se encontra no Grupo 2 dos blocos de enredo.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Canários das Laranjeiras

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Ismael Moreira 2011 - 2014
Paulo César "PC do Catete" 2014 - 2017 [9]
Andre Luiz Santos da Silva 2017 - atualidade

Presidentes de honra[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Jorge Firmino "Bolito" 2014-atual

Intérpretes[editar | editar código-fonte]

Carnavais Intérprete oficial
1992-1993 Gilmar e Júnior
1994-1995 Márcio Souto[10]
1996-2002 Gilmar e Júnior
2003 Karlinhos Madureira
2004 Gilmar e Júnior
2005 Arilson Zona Sul e Aurélio Leandro
2006-2007 Pavarotti
2008-2012 Arilson Zona Sul, Paulinho Simpatia e Cristiano
2013-2015 Arilson Zona Sul
2016 Joelson Rodrigues
2017-atualmente Walter Sena

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2012 André Luiz dos Santos Dinda Marco André e Godô [11]
2014 Paulo Silva Paulo Gomes Godô e Belizário
2015 Ronaldo Valério Nana Ferreira Marco André
2016 Soca Silva Luizinho Mendes

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2012 Charles Nelson [11]
2014 Marquinho Sena
2015 Alam Blascovich
2016 Alam Blascovich

Mestre-sala e porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2014 Carlinhos e Raquel Paiva
2015
2016 Matheus e Victoria
2017 Matheus e Victoria

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Canários das Laranjeiras
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalesco Ref.
1989 5º lugar Grupo de avaliação Mestre Arlindo [12]
1990 4º lugar Grupo 4 Máscaras [12]
1991 Campeã Grupo C Lugar de Mulher é na História [13][12]
1992 4º lugar Grupo B Mãe África Armando Martins [12]
1993 Vice-Campeã Grupo B Kaleidoscópio Armando Martins [12]
1994 11º lugar Grupo A Quem é Bom já Nasce Feito
Compositores: Elcy, Dirceu, Charles e Fernando Lima
Sérgio Kautzman e Armando Martins [14][13]
1995 19º lugar Grupo A Seu Conductor, Din Din Seu Condutor
Compositores: Tavinho do Azul, Telé e Valtinho da Ladeira.
Lorena Sender e Cida Donato [12][5][13]
1996 5º lugar Grupo B Aruanda, um Sonho de Zumbi Sérgio Kautzman e Armando Martins [12]
1997 7º lugar Grupo B Do Mundo da Emoção à Nova Era da Comunicação Sérgio Kautzman e Armando Martins [12]
1998 8º lugar Grupo B Livre Como um Passarinho Armando Martins [12][13]
1999 12º lugar Grupo B Bar Luiz, 112 Anos de Boemia Feliz Amarildo de Mello [12]
2000 6º lugar Grupo C Canários em Louvação Sérgio Kautzman e Armando Martins [15]
2001 4º lugar Grupo C O Rei da Alegria Armando Martins [16][13]
2002 8º lugar Grupo C Fantasia Armando Martins [17]
2003 7º lugar Grupo C A Criação da Luz nas Noites Carajás Cássio Carvalho [18][13]
2004 5º lugar Grupo C Bahia com H Agnaldo Correa [19][13]
2005 9º lugar Grupo C O Brasil põem na mesa o banquete do povo para acabar com a fome Agnaldo Corrêa [20][13]
2006 14º lugar Grupo C Bahia de Caribé
Compositores:Carlinhos Danoninho, Jonas, Pavaroti e Fernando de Lima.
Armando Martins e Agnaldo Corrêa [21][13]
2007 13º lugar Grupo D www.canariosdaslaranjeiras.com.br
Fernando de Lima, Di Pereira, Fernandão e Fabiano Costa.
Cássio Carvalho [22]
2008 8º lugar Grupo E O Negro na História do Brasil Cássio Carvalho [23]
Suspensa de desfilar em 2009.
2010 6º lugar Grupo RJ-4 Bahia de todos os deuses, templo de tradição e fé Agnaldo Corrêa [24]
2011 8º lugar Grupo E Lugar de Mulher é na História Agnaldo Corrêa e Carlos Cavallieri [25][26]
2012 11º lugar Grupo E Sou da terra, sou do reino, sou Canários de Laranjeiras! Agnaldo Corrêa [27][28][29]
2013 7º lugar Grupo 1 Canarioca
Compositores: Elcy, Tiãozinho do Salgueiro, Timbó e Arilson Zona Sul.
Renato Cabral [9][30]
2014 8º lugar Grupo 2 Nossa Terra, Nossa Gente
Compositores: Leandro RC, Marcelinho, Jean Carlos CorrÊa Lourenço e Fernando Antônio M. Pinto Lima.
Renato Cabral [31][32]
2015 3º lugar Grupo 3 A forja de Ogum Levi Cintra
2016 Vice-Campeã Grupo 3 E o meu Brasil tem chica chica bom ! Soca Silva [33]
2017 Vice-Campeã Grupo 2 Era uma vez... o "Canários das Laranjeiras" vai contar para vocês Soca Silva
2018 5º lugar Grupo 2 A Bahia tem axé Soca Silva
2019 Grupo 2

Premiações[editar | editar código-fonte]

Prêmios recebidos pelo Canários das Laranjeiras.

Ano Prêmio Categoria premiada Ref.
1994 Estandarte de Ouro Samba-enredo do Grupo 2
("Quem é bom já nasce feito" - Compositores: Elcy, Dirceu, Charles e Fernando Lima)
Grupo A [34]
1999 S@mba-Net Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira (Bagdá e Janaína) Grupo B [35]
2004 Troféu Jorge Lafond Melhor comunicação com o público Grupo C [36]
Conjunto de fantasias
2005 Troféu Jorge Lafond Ala mirim Grupo C [37]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Da Beija-Flor de Nilópolis aos Canários das Laranjeiras». 8 de Fevereiro de 2011. Consultado em 7 de Fevereiro de 2012 
  2. «Histórico». Consultado em 7 de Fevereiro de 2012 
  3. No.Comunidades.net. «Dados da escola». Consultado em 22 de setembro de 2014 
  4. [1]
  5. a b O Dia na Folia (21 de janeiro de 2013). «Canários das Laranjeiras: Relembre o desfile que não teve bateria». 15h55. Consultado em 21 de janeiro de 2013 
  6. O Batuque (10 de outubro de 2010). «Canários quer marcar presença em 2011». Consultado em 3 de janeiro de 2011 [ligação inativa] 
  7. Ricardo Delezcluze (20 de janeiro de 2012). «Superpacotão de opiniões: sobre os CDs da AESCRJ, Grupo B e Sampa». Consultado em 22 de setembro de 2014. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2014 
  8. http://www.federacaodosblocos.com/index_arquivos/Carnaval2013.htm
  9. a b Federação dos Blocos. «Canários das Laranjeiras 2013». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  10. SambaRio. «Márcio Souto». Consultado em 8 de novembro de 2018 
  11. a b Academia do Samba. «Ficha Técnica 2012». Consultado em 22 de setembro de 2014 
  12. a b c d e f g h i j Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras - Desfiles e enredos». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  13. a b c d e f g h i O Batuque. «CANÁRIOS DAS LARANJEIRAS: SAMBAS-ENREDOS». Consultado em 11 de novembro de 2013. Cópia arquivada em 15 de setembro de 2011 
  14. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 1994». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  15. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2000». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  16. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2001». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  17. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2002». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  18. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2003». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  19. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2004». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  20. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2005». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  21. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2006». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  22. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2007». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  23. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2008». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  24. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2010». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  25. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2011». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  26. Galeria do Samba (23 de junho de 2010). «Canário das Laranjeiras define enredo para o Carnaval 2011». 21:26. Consultado em 2 de novembro de 2013 
  27. Academia do Samba. «Canários das Laranjeiras 2012». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  28. Esquina do Samba (23 de fevereiro de 2012). «DESFILE DA CANÁRIOS DAS LARANJEIRAS 2012». 10:23. Consultado em 2 de novembro de 2013 
  29. SRZD-Carnaval (22 de fevereiro de 2012). «Veja como foram os desfile das escolas do Grupo E». 20h51. Consultado em 5 de novembro de 2013 
  30. Federação dos Blocos. «União de Vaz Lobo 2013». Consultado em 1 de novembro de 2013 
  31. Federação dos Blocos. «Canários das Laranjeiras 2013». Consultado em 2 de novembro de 2013 
  32. Federação dos Blocos. «União de Vaz Lobo 2014». Consultado em 1 de novembro de 2013 
  33. http://www.federacaodosblocos.com/index_arquivos/Page7481.htm
  34. «Estandarte de Ouro - Samba-enredo Grupo 2». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 6 de maio de 2016 
  35. «Premiação S@mba-Net 1999». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 13 de maio de 2016 
  36. «Troféu Jorge Lafond 2004». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 16 de junho de 2016 
  37. «Troféu Jorge Lafond 2005». www.academiadosamba.com.br. Consultado em 17 de junho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]