Canêjo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde maio de 2010). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

História[editar | editar código-fonte]

Na Espanha, em 1554, na Região da Região da Múrcia, na cidade de Cartagena, nascia uma nova casa de Nobres na Espanha: os Canêjos ou Cônegos. Antigamente na Espanha uma casa de Nobres nascia quando uma família tinha um domínio político, econômico e religioso em uma Província ou em uma cidade. os Canêjos detinham um forte poder econômico e político em Cartagena. Carlos I, rei da Espanha naquela época, antes de falecer constituiu os Canêjos como nobres da Múrcia.

Chegada ao Brasil e à Argentina[editar | editar código-fonte]

Naquela época, o "Novo Mundo" era objeto de obsessão para todos os países na Europa, e a Espanha era "dona", de praticamente toda a América. Mas em 1558 o então Rei da Espanha Carlos I falece e Felipe II, torna-se o Rei da Espanha e também de Portugal. Querendo aumentar o domínio na América, Felipe II envia nobres para várias partes do atual Brasil, Argentina e Uruguai, entre eles nobres da casa dos Canêjos para a atual Recife, no Brasil, e na Argentina para a região de Mar del Plata.

Fundação de Vilas e Cidades[editar | editar código-fonte]

Os Canêjos se mudaram para a Argentina e Brasil, mas apenas no Brasil fundaram vilas. Os Canêjos fundaram a então Vila de Braga, atual Vitória de Santo Antão (50 km de Recife). A localização era Ótima, perto da capital, solo Fertil para plantação de cana-de-açúcar.