Canal de repouso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Canal de repouso, também chamado de canal de vazamento, é uma proteína que fica na membrana da célula e que permite a passagem de íons. A principal diferença funcional para outros canais iônicos (como os canais mecano-dependente ou mecanicamente regulados, os quimio-dependente ou ligando-dependente e os voltagem-dependente) é que o canal de vazamento não precisa de qualquer estímulo para estar aberto. Na prática, uma célula como o neurônio sempre tem canais de vazamento abertos, independentemente de estímulos, o que permite que os íons passem pela membrana de forma passiva. Por exemplo, o neurônio comum, vivo e em repouso, sempre está com canais de vazamento de íons potássio abertos e isto faz com que os íons potássio 'vazem' continuamente para fora do neurônio, levando cargas positivas (íon potássio K+ é positivo) para fora da célula e tornando o meio interno junto à membrana mais negativo (gerando um potencial de membrana mais negativo).[1]


Referências

  1. Hall, John E. (John Edward), 1946-. Guyton and Hall textbook of medical physiology Twelfth edition ed. Philadelphia, Pa.: [s.n.] ISBN 9781416045748. OCLC 434319356