Canedo Futebol Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Canedo FC
CanedoFC.jpg
Nome Canedo Futebol Clube
Alcunhas Canedenses
Canarinhos
Fundação 20 de junho de 1984 (32 anos)
Estádio Estádio das Valadas
Localização Canedo, Portugal
Presidente Portugal José Ribeiro
Treinador Portugal Vasco Coelho
Competição Portugal 2ª Divisão Distrital - AF Aveiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Canedo Futebol Clube é um clube de futebol português, localizado na freguesia de Canedo, concelho de Santa Maria da Feira, distrito de Aveiro.

O clube foi fundado a 20 de Junho de 1984 e o seu presidente é José Ribeiro. A equipa de séniores disputa, na época de 2015-2016, o campeonato da 2ª Divisão Distrital - AF Aveiro.

História[editar | editar código-fonte]

Fundação e primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Fundado em 1984, o Canedo começou por disputar a Terceira Divisão Distrital da AF Aveiro na temporada 1984/1985, e logo no terceiro ano em que actuou como clube federado, conseguiu ascender à Segunda Divisão Distrital. Em 1990, o clube acabaria por voltar ao terceiro escalão distrital do futebol aveirense.

Os "dourados" anos 90[editar | editar código-fonte]

Os anos 90 foram das melhores fases que o clube já viveu. Se em 1990, o Canedo desceu à Terceira Divisão Distrital, dois anos depois, em 1992, já estava a festejar a subida à Primeira Divisão. Duas subidas consecutivas colocaram o clube, pela primeira vez, no patamar mais alto do futebol aveirense, mas a "aventura" entre os "grandes" da Distrital só durou uma época. Foram depois precisas mais quatro temporadas para o Canedo festejar novo regresso à Primeira Divisão: aconteceu em 1997. Daí em diante, seguiram-se duas temporadas em que a manutenção no primeiro escalão foi alcançado com clareza.

As ambições de 2000[editar | editar código-fonte]

A viragem do milénio, com a chegada do ano 2000, trouxe novas ambições ao Canedo FC, que começou por fazer história na Taça de Aveiro, e alcançou o quarto lugar na Primeira Distrital de Aveiro na temporada 2000/2001, ficando perto de disputar a "poule" que dava acesso à extinta III Divisão Nacional. O clube dava a ideia de que poderia estar interessado em ascender aos Nacionais pela primeira vez na sua história, e depois de uma temporada abaixo das expectativas em 2001/2002, na época seguinte assumiu claramente o objectivo de subir à III Divisão Nacional, não o conseguindo por dois pontos. Na temporada seguinte, 2003/2004, desejo consumado: o Canedo terminou a I Divisão Distrital em segundo lugar, e ascendeu com justiça aos Campeonatos Nacionais pela primeira vez na sua curta história, e precisamente no ano em que completou o vigésimo aniversário.

O percurso na III Divisão Nacional[editar | editar código-fonte]

Chegado à III Divisão Nacional pela primeira vez, e colocado na Série B, tida como a mais forte das sete séries que compunham este escalão, o Canedo causou furor e chegou a liderar uma prova que tinha, entre outros, emblemas como o Leça, Famalicão e Tirsense. O Canedo foi "nacional" durante três épocas, entre 04/05 e 06/07, sendo que o melhor registo foi alcançado no ano de estreia, com a obtenção de um honroso 9º lugar. Na época seguinte, o clube foi 11º classificado, e em 06/07 não conseguiu evitar a descida de divisão, fechando assim um ciclo de três temporadas nos Nacionais.

O penoso regresso aos Distritais[editar | editar código-fonte]

De regresso aos Distritais três anos depois de lá ter saído, o Canedo terminou a I Divisão Distrital de Aveiro de 07/08 no 7º lugar, reflexo de uma temporada tranquila e de qualidade. Porém, o pior viria depois: em 08/09 o clube foi penúltimo e desceu à II Divisão, e em 09/10, com o desejo de regressar ao principal escalão aveirense, liderou a prova até dez jornadas do fim, acabando por vacilar e acabar no quarto lugar, falhando redondamente o objectivo a que se propusera.

Nova subida e estabilização na I Divisão Distrital[editar | editar código-fonte]

Em 2010/2011, o clube voltou a entrar com ambições de subida, mas depois de um mau arranque, chegou a estar a onze pontos de liderança. Depois de perder na 11ª Jornada, o Canedo somou vinte e três jogos consecutivos sem perder, e subiu de divisão com toda a justiça. Nas quatro temporadas seguintes, entre 11/12 e 14/15, o objectivo do Canedo na I Divisão foi sempre o mesmo: manutenção. Por duas vezes ela foi conseguida, em 11/12 e 13/14, e em 12/13, apesar da descida dentro de campo, o clube acabou por ser repescado para a I Divisão, aproveitando a desistência do União de Lamas. Na temporada 14/15, o clube acabou por não conseguir evitar a descida à II Divisão Distrital.

Taça de Aveiro[editar | editar código-fonte]

A estreia do clube na Taça de Aveiro ocorreu em 1984/1985, mas só em 1999/2000, é que o Canedo conseguiu chegar à final: na altura, a equipa orientada por José Barros, foi derrotada nas grandes penalidades pelo AD Valonguense, falhando a conquista do troféu. Na temporada seguinte, o Canedo chegou a nova final e desta feita não perdeu a oportunidade de conquistar a prova: em Esmoriz, a equipa de Albertino Oliveira, bateu o Carregosense por 2-1, e venceu a prova pela primeira vez na sua história. Desde aí, o Canedo não mais conseguiu repetir tais proezas, e em sete das últimas nove temporadas, contando com a actual, 2015/2016, ficou pelo caminho após o primeiro jogo que disputou.

Taça de Portugal[editar | editar código-fonte]

O Canedo ganhou direito a participar pela primeira vez na Taça de Portugal, quando conquistou a Taça de Aveiro. Por isso, na temporada 2001/2002, o clube deslocou-se ao terreno do Portomosense, da III Divisão, perdendo por 1-0 e não tendo a estreia desejada na prova. Com a subida aos campeonatos Nacionais, o clube voltou a ter a oportunidade de disputar a "prova raínha" do futebol português, e em 2004/2005 obteve aquele que é o seu melhor registo: chegou à quarta eliminatória, onde perdeu com o Leça após o desempate por grandes penalidades, e já depois de ter afastado Padroense, Oliveira do Bairro e Aljustrelense. Em 2005/2006, o clube ficou-se pela terceira eliminatória, mas voltou a fazer história: depois de afastar o Macedo de Cavaleiros e o histórico Infesta, o Canedo deslocou-se ao terreno do Varzim, na altura a militar na Segunda Liga Portuguesa. Os canedenses levaram a partida para o prolongamento, e ficaram pertíssimo de eliminar uma equipa profissional. A última vez que o Canedo disputou a Taça de Portugal aconteceu em 2006/2007, sendo eliminado, fora-de-portas, pelo FC Marco, depois de ter ficado isento na primeira eliminatória.

Palmarés[editar | editar código-fonte]

Figuras históricas[editar | editar código-fonte]

  • Alberto Marques (Um dos fundadores e ex-membro directivo)

Alberto Marques foi um dos fundadores do clube, em 1984, e foi também ele quem "descobriu" os terrenos para que lá pudesse ser construído o campo das Valadas.

  • Manuel Joaquim Pinto (Primeiro Presidente)

Manuel Joaquim Pinto foi o primeiro presidente oficial do Canedo FC, depois de ter sido, também ele, um dos responsáveis pela fundação do clube.

  • Fernando Estrela (Ex-Presidente)

Foi sob a presidência de Fernando Estrela, ex-presidente e já falecido, que o Canedo alcançou os primeiros marcos históricos: duas subidas consecutivas de divisão, em 1991 e 1992.

  • Paulo Jesus (Ex-Presidente entre 2000 e 2006)

Paulo Jesus catapultou o Canedo para o panorama nacional: era ele o presidente quando o clube conquistou a Taça de Aveiro e subiu à III Divisão Nacional. Pelo meio avançou com as obras de construção do complexo desportivo do clube.

  • Albertino Oliveira (Ex-Treinador nas épocas 00/01 - 01/02; 03/04 - 07/08)

Canedense de gema, Albertino Oliveira foi o treinador que conquistou os maiores sucessos da história do clube: levou o Canedo à conquista da Taça de Aveiro pela primeira vez; subiu o clube aos Nacionais pela primeira vez na sua história; e alcançou outras marcas dignas de registo enquanto orientou o clube na III Divisão Nacional.

  • Nelinho (Ex-Jogador entre 84/85 - 92/93; 94/95 - 00/01)

Nelinho fez parte da primeira equipa oficial do Canedo em 1984/1985, e é o jogador que mais épocas somou no clube: foram dezasseis temporadas, que não foram consecutivas porque em 93/94 não esteve no clube. Depois de terminar a carreira foi adjunto e ainda treinador principal do clube.

  • Carlinhos (Ex-Jogador entre 88/89 - 99/00; 01/02 e 02/03)

Carlos Alberto, ou Carlinhos, foi dos jogadores mais jovens de sempre a vestir a camisola sénior. Entrou no clube em 1988, com 16 anos, e saiu em 2000. Voltou um ano depois e saiu definitivamente em 2003. Foram 14 épocas de CFC.

  • Nino (Ex-Jogador nas épocas 96/97 - 03/04; 06/07 - 07/08; 09/10 - 10/11; 12/13)

Carlos Ferreira, Nino de "baptismo" no futebol, é um dos jogadores com mais jogos e mais golos com a camisola do Canedo. Do seu pé esquerdo, saiu, por exemplo, o golo que levou o Canedo à final da Taça de Aveiro em 2001.

  • Azevedo (Ex-Jogador entre as épocas 98/99 e 03/04)

Seis temporadas no Canedo fizeram dele uma referência do clube. A vontade e raça que depositava em cada lance que disputava era a sua imagem de marca. Um exemplo.

  • Pedrosa (Ex-Jogador entre as épocas 98/99 e 03/04)

Nunca um guarda-redes terá sido durante tanto tempo dono da baliza canedense: Pedrosa foi-o durante seis temporadas consecutivas, sempre em grande nível. Terminou a carreira aquando da subida do clube aos Nacionais e desde aí integra a secção de Veteranos do clube.

  • Neves (Ex-Jogador entre as épocas 00/01 e 05/06)

Neves foi o autor do golo decisivo para a conquista da Taça de Aveiro em 2001. Além disso, fica na história do clube como tendo sido um dos jogadores mais dedicados à camisola azul e amarela.

  • Nuno Pinto (Ex-Jogador entre as épocas 01/02 e 06/07)

Um dos maiores goleadores da história do Canedo FC. Em 02/03 marcou mais de 40 golos, sendo que 34 deles foram no campeonato. Foi o capitão na despedida do clube dos Nacionais.

  • João Paulo (Ex-Jogador entre as épocas 02/03 e 08/09)

Outro grande exemplo de como estar no futebol. Fica na história do clube, essencialmente, por ter sido sempre uma grande referência no balneário. E dentro de campo dispensava apresentações: era um jogador de luxo.

Resultados históricos[editar | editar código-fonte]

Conquista da Taça Distrital de Aveiro pela primeira vez na história do clube.

Estreia oficial do clube na Taça de Portugal.

Na última jornada da I Divisão Distrital 2002/2003, Canedo e Arouca lutavam pelo mesmo objectivo: subir à III Divisão Nacional. Depois de ter estado a vencer por 3-1, o Canedo acabou por empatar e falhou a subida.

Confirmação matemática da subida do Canedo FC à III Divisão Nacional pela primeira vez na sua história.

Jogo de estreia no Canedo na III Divisão Nacional, e logo com uma vitória sobre um histórico do futebol português.

Na deslocação ao terreno do histórico Famalicão, líder da Série B da III Divisão 2004/2005, o Canedo conquistou uma vitória categórica.

Jogo que confirmou a permanência do Canedo na III Divisão Nacional no ano em que se estreou na competição.

Diante de uma equipa profissional, a jogar na II Liga, o Canedo levou o encontro da Taça de Portugal para prolongamento.

Último jogo do clube na III Divisão Nacional.

Jogo que ditou a subida do Canedo à I Divisão Distrital, depois de duas temporadas de ausência.

Primeiro jogo oficial nas Valadas depois da colocação do relvado sintético.

Formação[editar | editar código-fonte]

Na época actual, 2015/2016, o Canedo tem seis equipas de formação a disputarem os Campeonatos Distritais dos respectivos escalões: Traquinas, Benjamins, Infantis, Iniciados, Juvenis e Juniores. O clube nunca conseguiu obter um título de campeão desde que tem escalões de formação, algo que aconteceu pela primeira vez na década de 1990. Os treinos e jogos das camadas jovens do Canedo FC realizam-se nos campos Número 2 e 3 do Complexo Desportivo das Valadas.

A maior "bandeira" do clube no que diz respeito à formação é o médio Tiago Jogo, por enquanto o único atleta que, depois de começar a jogar futebol no Canedo FC, chegou a profissional, estando actualmente ao serviço do SC Farense por empréstimo do CD Feirense.

Infra-estruturas[editar | editar código-fonte]

Estádio das Valadas pouco depois de receber o piso sintético.

A equipa sénior do Canedo FC efectua os seus jogos caseiros no recém-renovado Estádio das Valadas. Construído em 1984, apenas em 2015 é que o recinto recebeu relva sintética. Os balneários e a sede do clube também foram totalmente restaurados, enquanto que a bancada principal sofreu ligeiras alterações.

Complexo Desportivo[editar | editar código-fonte]

Inaugurados em 2003, o Canedo tem ainda mais dois campos de futebol: um de onze e outro de sete. O campo de onze recebeu, também em 2015, a colocação de piso sintético, enquanto que o campo de futebol de sete mantém-se pelado. Estes dois campos são para uso das camadas jovens do clube e também da secção de Veteranos do Canedo FC.

Equipamento[editar | editar código-fonte]

Apresentação dos equipamentos do Canedo Futebol Clube 2015/2016.

As cores usadas pelo Canedo FC sempre foram o azul e o amarelo. Actualmente o equipamento designa-se por uma camisola amarela com ligeiras riscas azuis na vertical, calções azuis com uma risca amarela na horizontal, e as meias totalmente amarelas. O patrocínio da camisola é assumido pelo grupo empresarial Intermarché.

Plantel 2015/2016[editar | editar código-fonte]

O plantel da temporada 2015/2016 associa juventude a jogadores de referência com vários anos de experiência no futebol Nacional e Distrital, como Álvaro Carvalhinho, Quim Pedro ou Pedrinho.

Nº. Posição Jogador
Portugal GR Nereu
1 Portugal GR Carlos
12 Portugal GR Rui Gonçalves
6 Portugal DF Porto
13 Portugal DF Zé Luís "Garupa"
16 Portugal DF Jardas
17 Portugal DF Sérgio Ramos
23 Portugal DF João Paulo
30 Portugal DF Paulo Ferraz
32 Portugal DF João
44 Portugal DF Kiko
7 Portugal MC Cláudio
8 Portugal MC Canedo
Nº. Posição Jogador
10 Portugal MC Rui
11 Portugal MC Dani
22 Portugal MC Pedrinho
83 Portugal MC Badolas
Portugal AV Hugo Moreira
9 Portugal AV Fabry
14 Portugal AV Quim Pedro
20 Portugal AV Vilar
21 Portugal AV Álvaro Carvalhinho
24 Portugal AV Mário Bolas
28 Angola AV Fred
36 Portugal AV Rúben Brito "Russo"

Historial Competitivo[editar | editar código-fonte]

Época Divisão Pos. J V E D GM GS P Taça de Portugal Taça Distrital AF Aveiro Notas
1984-1985 3ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - - Estreia oficial no futebol sénior
1985-1986 3ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - -
1986-1987 3ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - Campeão
1987-1988 2ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - -
1988-1989 2ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - -
1989-1990 2ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - - Despromovido
1990-1991 3ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - Campeão
1991-1992 2ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - Campeão
1992-1993 1ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - - Despromovido
1993-1994 2ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - -
1994-1995 2ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - -
1995-1996 2ª Divisão AF Aveiro - - - - - - - - - -
1996-1997 2ª Divisão AF Aveiro 30 - - - - - 66 - - Campeão
1997-1998 1ª Divisão AF Aveiro 30 8 12 10 27 29 36 - -
1998-1999 1ª Divisão AF Aveiro 13º 30 9 8 13 26 31 35 - -
1999-2000 1ª Divisão AF Aveiro 13º 30 - - - - - 33 - Finalista Vencido
2000-2001 1ª Divisão AF Aveiro 30 - - - - - 53 - Vencedor
2001-2002 1ª Divisão AF Aveiro 10º 38 - - - - - 52 1ª Eliminatória -
2002-2003 1ª Divisão AF Aveiro 38 - - - - - 86 - -
2003-2004 1ª Divisão AF Aveiro 38 - - - - - 78 - 2ª Eliminatória Promovido à III Divisão Nacional
2004-2005 III Divisão Nacional (Série B) 34 14 9 11 44 52 51 4ª Eliminatória -
2005-2006 III Divisão Nacional (Série B) 11º 32 12 9 11 39 37 45 3ª Eliminatória -
2006-2007 III Divisão Nacional (Série B) 16º 30 4 6 20 26 62 18 2ª Eliminatória - Despromovido
2007-2008 1ª Divisão AF Aveiro 34 12 11 11 43 35 47 - 2ª Eliminatória
2008-2009 1ª Divisão AF Aveiro 17º 34 9 9 16 36 51 36 - 5ª Eliminatória Despromovido
2009-2010 2ª Divisão AF Aveiro 26 15 5 6 42 23 50 - 1ª Eliminatória
2010-2011 2ª Divisão AF Aveiro 34 26 4 4 69 22 82 - 1ª Eliminatória Campeão
2011-2012 1ª Divisão AF Aveiro 12º 34 11 8 15 43 51 41 - 2ª Eliminatória
2012-2013 1ª Divisão AF Aveiro 12º 34 11 8 15 36 50 41 - 2ª Eliminatória
2013-2014 1ª Divisão AF Aveiro 10º 34 10 11 13 37 56 41 - 2ª Eliminatória
2014-2015 1ª Divisão AF Aveiro 14º 34 10 10 14 32 40 40 - 3ª Eliminatória Despromovido
2015-2016 2ª Divisão AF Aveiro 32 18 8 6 48 33 62 - 2ª Eliminatória

Ligações externas[editar | editar código-fonte]