Cantiga de roda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para para o álbum da banda Raimundos, veja Cantigas de Roda (álbum).
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde abril de 2010).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Crianças europeias dançam uma cantiga por volta de 1820, ao estilo estético-cultural ocidental à época.

Cantigas de roda (também conhecidas como cirandas ou brincadeiras de roda) são brincadeiras infantis,mas que cai no gosto dos adultos também. As crianças formam uma roda de mãos dadas e cantam melodias folclóricas, podendo executar ou não coreografias acerca da letra da música. São uma grande expressão folclórica, e acredita-se que pode ter origem em músicas modificadas de um autor popular. São melodias com letras simples, geralmente alegres e divertidas. O compasso mais utilizado é o binário, porém raramente o ternário e o quaternário. Entre as cantigas de roda mais conhecidas estão: Roda pião, Escravos de Jó, Rosa juvenil, Sapo Cururu, O cravo e a rosa, Ciranda-Cirandinha e Atirei o pau no gato, entre outras.

As Cantigas de Roda são um tipo de canção popular relacionadas às brincadeiras de roda. Nesse sentido carregam uma melodia de ritmo claro e rápido, favorecendo a imediata assimilação. Estão incluídas nas tradições orais em inúmeras culturas. No Brasil fazem parte do folclore, que incorpora elementos das culturas africana, européia, portuguesa, espanhola e indígena.

Elas também podem ser chamadas de cirandas, e têm caráter folclórico. Esta prática, hoje em dia não tão presente na realidade infantil como antigamente devido às tecnologias existentes, é geralmente usada para entretenimento de crianças de todas as idades em locais como colégios, creches, parques, etc

Há algumas características que elas têm em comum, como por exemplo a letra. Além de ser uma letra simples de memorizar, é recheada de rimas, repetições e trocadilhos, o que faz da música uma brincadeira.

Na matriz cultural brasileira têm uma característica interessante, que é a autoria coletiva ou anônima, pelo fato de serem passadas de geração em geração. Atreladas ao ato de brincar, consistem em formar um grupo com várias crianças ou adultos, dar as mãos e cantar uma música com características, melodia e ritmo próprio, letras de fácil compreensão, temas referentes à realidade da criança ou ao seu imaginário, e geralmente com coreografias.

As cantigas de roda conhecidas no Brasil, são de extrema importância e fazem parte da nossa cultura. Pode contribuir para o aprendizado das crianças, elas fazem parte do cotidiano das pessoas, nas festas típicas, brincadeiras, crenças.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.