Capitão América: Guerra Civil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Captain America: Civil War
Capitão América: Guerra Civil (PT/BR)
Pôster promocional.
 Estados Unidos
2016 •  cor •  147 min 
Direção Anthony Russo
Joe Russo
Produção Kevin Feige
Coprodução Mitch Bell
Christoph Fisser
Henning Molfenter
Charlie Woebcken
Produção executiva Victoria Alonso
Louis D'Esposito
Nate Moore
Stan Lee
Patricia Whitcher
Roteiro Christopher Markus
Stephen McFeely
Baseado em Capitão América
de Joe Simon
Jack Kirby
Elenco Chris Evans
Robert Downey, Jr.
Scarlett Johansson
Sebastian Stan
Anthony Mackie
Jeremy Renner
Don Cheadle
Paul Rudd
Elizabeth Olsen
Emily VanCamp
Tom Holland
Chadwick Boseman
Paul Bettany
Frank Grillo
Daniel Brühl
Martin Freeman
William Hurt
Gênero Ação
Aventura
Drama
Música Henry Jackman[1]
Efeitos especiais Industrial Light & Magic
Cinematografia Trent Opaloch
Edição Jeffrey Ford
Matthew Schmidt
Companhia(s) produtora(s) Marvel Studios
Distribuição Walt Disney Studios Motion Pictures
Lançamento Estados Unidos 12 de Abril de 2016 (Cinema de Dolby)
Brasil 28 de Abril de 2016
Portugal 28 de Abril de 2016
Estados Unidos 6 de Maio de 2016
Idioma Inglês
Orçamento US$ 250 milhões[2]
Receita US$ 1 153 304 495[3]
Cronologia
Homem-Formiga (2015)
Doutor Estranho (2016)
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Captain America: Civil War (Capitão América: Guerra Civil, no Brasil e Portugal) é um filme de super-herói produzido pela Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures. É uma sequência de Capitão América: O Primeiro Vingador e Capitão América 2: O Soldado Invernal , e a décima terceira sequência do Universo Cinematográfico Marvel (MCU). O filme é dirigido por Anthony e Joe Russo, com roteiro de Christopher Markus e Stephen McFelly, e apresenta um elenco que inclui Chris Evans, Robert Downey, Jr., Scarlett Johansson, Sebastian Stan, Anthony Mackie, Emily VanCamp, Don Cheadle, Jeremy Renner, Chadwick Boseman, Paul Bettany, Elizabeth Olsen, Paul Rudd, Tom Holland, Frank Grillo, Daniel Brühl e William Hurt. Em Capitão América: Guerra Civil, o Capitão América lidera os Vingadores e continuam a proteger o mundo, mas a equipe sofre danos colaterais. Com o aumento da pressão política que resulta na instituição de um sistema de responsabilidade e conselho governamental para determinar quando solicitar os serviços da equipe. Isto faz com que a equipe se divida - uma liderada por Steve Rogers e outra por Tony Stark.

O desenvolvimento do longa começou no final de 2013, quando Markus e McFeely começaram a escrever o roteiro que possui conceitos das histórias em quadrinhos que envolve Guerra Civil (2006) escrita por Mark Millar e desenhada por Steve McNiven. Os irmãos Russo foram contratados novamente no inicio de 2014, após reações positivas nas pré-estreias de Capitão América 2:O Soldado Invernal . O título do filme foi revelado em outubro de 2014 e Downey foi adicionado ao elenco, com membros adicionais aderindo o elenco meses seguintes. As filmagens principais iniciaram em abril de 2015, em Atlanta e foram concluídas em agosto de 2015, em Berlim.

Capitão América: Guerra Civil realizou sua estreia mundial em Los Angeles em 12 de abril de 2016, e foi lançado nos Estados Unidos em 06 de maio de 2016, em 3D e IMAX 3D. O filme foi um sucesso crítico e comercial, arrecadando mais de 1.1 bilhão de dólares em todo o mundo,[4] e tornando-se a maior bilheteria de 2016 e o 12º filme de maior bilheteria de todos os tempos.[5]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Em 1991, na Sibéria a Hidra revive Bucky Barnes, o mandam roubar o Soro do Super Soldado e ele assassina os ocupantes de um carro onde o soro estava.

Nos dias atuais, em Lagos, Nigéria, Steve Rogers, Natasha Romanoff, Sam Wilson e Wanda Maximoff param Brock Rumlow de roubar uma arma biológica na IFID. Todos eles vão para um brechó e Rumlow aciona uma bomba acoplada em seu corpo para evitar a captura, e quando Wanda tenta deslocar a explosão no céu com sua telecinese, acaba matando vários trabalhadores humanitários de Wakanda em um prédio. Em uma apresentação no MIT, Tony Stark é confrontado por uma mãe de luto cujo filho foi morto em Sokovia.

No quartel general dos Vingadores, o Secretário de Estado Thunderbolt Ross informa ao grupo que a Organização das Nações Unidas prepararam uma lei para regulamentar os heróis, o "Acordo de Sokovia" aprovado por 117 países, estabelece um painel para que eles possam agir quando, e se, necessário. Então a equipe se divide: Stark fica do lado do governo, pois ele se culpa pela criação de Ultron e a morte de muitos sokovianos, enquanto Steve tem mais fé em seu próprio julgamento do que o do governo. Em Viena, onde o Tratado está a ser retificado, uma bomba mata T'Chaka o Rei de Wakanda, um vídeo de segurança mostra que foi Bucky o responsável, a quem o filho de T'Chaka, T'Challa jura matar.

Em Bucareste, Steve e Sam decidem salvar Bucky sem avisar para Stark ou Ross, mas T'Challa aparece e os quatro lutam em uma rodovia movimentada, até o coronel James Rhodes chegar e prender todos eles. Em Berlim eles são levados a Everett Ross e Sharon Carter, mas Helmut Zemo aparece e liberta Bucky, ele fica louco e briga com todos, depois tenta fugir em um helicóptero mas Steve e Sam o captura. Depois de recuperar seus sentidos, Bucky avisa para Steve que em uma base da Hidra na Sibéria foram criados outros super soldados igual a ele.

Ross dá a Stark 36 horas para capturar os renegados. Clint Barton aparece na sede dos Vingadores e chama Wanda para o lado do Capitão, Visão tenta impedí-los mas Wanda manda ele para o centro da terra com sua telecinese. Steve, Sam e Bucky recrutam Wanda, Clint e o ex-ladrão Scott Lang, e Stark recruta Natasha, Visão, T'Challa, Rhodes e Peter Parker. A equipe de Stark intercepta a equipe de Steve no Aeroporto Leipzig/Halle, onde eles lutam até Natasha deixar Steve e Bucky escaparem, Rhodes fica parcialmente paralisado por um acidente causado por Visão e o resto dos renegados são presos.

Indo para a prisão Raft onde os renegados estão, Stark descobre que Zemo foi o responsável pelo incidente em Viena e Sam fala para ele que Steve e Bucky estão indo para Sibéria, então Stark parte para Sibéria mas sem saber que está sendo seguido por T'Challa. Na base da Hidra em Sibéria, Steve e Bucky dão uma trégua à Stark, mas Zemo mostra um vídeo de 1991, onde Bucky rouba o Soro do Super Soldado e mata os pais de Stark. Furioso e desiludido, Stark quer matar Bucky, mas Steve não deixa, e os três lutam brutalmente, durante a luta, Stark decepa o braço robótico de Bucky e o derrota, depois Stark começa a combater Steve numa luta equilibrada e intensa até o final, mas Steve com ajuda de Bucky consegue desativar a armadura de Stark. T'Challa leva Zemo preso e com vida, Steve cansa da luta e leva Bucky embora, deixado seu escudo para trás. Na cena seguinte, Stark ajuda Rhodes a andar novamente com pernas exoesqueléticas, e um carteiro entrega a Tony uma carta de Steve, que tira os renegados da prisão.

Em uma cena no meio dos créditos, T'Challa dá asilo a Bucky em Wakanda, que se congela em Wakanda para não causar mais problemas. Em uma cena pós-créditos, Peter ganha um novo brinquedo de Stark.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco e personagens[editar | editar código-fonte]

Steve Rogers está liderando a nova equipe dos Vingadores em missões para proteger a humanidade, mas quando os danos colaterais geram uma supervisão governamental, Steve rejeita o regulamento em oposição a aliança de Tony Stark. Com os Vingadores divididos, Steve segue sua própria agente, saindo dos limites da lei para salvar e defender seu melhor amigo Bucky Barnes, o infame Soldado Invernal.

Tony Stark agora é um homem diferente (fez uma avaliação honesta dos recentes acontecimentos com Ultron) e, em uma reviravolta chocante, está de acordo com a regulamentação dos Vingadores. Este movimento coloca o Homem de Ferro contra o Capitão América em um nível político, mas seu conflito pessoal é mais profundo - indo por um caminho mais perigoso do que qualquer um jamais poderia imaginar.

Apesar de sua lealdade e amizade com Rogers, Natasha não concorda com a sua posição e em um movimento surpresa se junta a equipe de Stark em apoio à supervisão governamental. Sempre estratégica em seu pensamento e heróica em suas ações, ela é um ativo que Tony precisa - mas que ele não pode controlar.

Bucky reaparece, desta vez com mais memórias de seu passado e com a esperança de compensar suas ações perigosas. Ele confia em Steve e, embora não esteja inicialmente no jogo de Vingador vs Vingador, ele se alia ao seu antigo companheiro de guerra contra o Homem de Ferro em busca de sua própria redenção.

Com seus poderes de manipulação mental e telecinese, Wanda traz uma nova dimensão para a equipe recém-formada de Vingadores. Conforme ela começa a sentir que não é mais uma estranha, Wanda passa a não ver com bons olhos a controvérsia sobre a regulamentação do governo sobre os Vingadores. Seguindo o Gavião Arqueiro, a Vingadora sabe que ele sempre irá protegê-lá. Wanda se junta a equipe do Capitão.

Falcão é agora um Vingador e ferozmente leal a Steve e sua equipe. Ficar em oposição ao governo e a Tony Stark não representa qualquer problema para o Vingador alado.

O pai de T'Challa, T'Chaka, o Rei de Wakanda, junta-se às fileiras dos que apóiam a regulamentação do governo depois que cidadãos inocentes foram vítimas colaterais da missão dos Vingadores. Mas quando as coisas ficam feias, T'Challa deve se revelar como o Pantera Negra e seguir o seu próprio caminho. Com seus próprios objetivos, o Pantera Negra se alia com o Homem de Ferro para atingir uma meta profundamente pessoal.

Arrastado para fora da aposentadoria para ficar do lado de Rogers, o Gavião Arqueiro traz suas habilidades de arco e flecha junto com algumas novas armas para a luta. Um militar por completo, ele não tem qualquer utilidade para a política. Ele está na equipe do Capitão a qualquer custo - contra qualquer um, até seus amigos mais próximos.

Depois que um recente encontro com o Falcão colocou Lang na lista de espera dos Vingadores, Sam Wilson recruta o Homem-Formiga para a equipe de Steve. Sua capacidade de diminuir de tamanho pode causar estragos contra um adversário mais poderoso, mesmo que ele fique pulando de alegria na presença do Capitão América.

Recrutado pessoalmente por Tony Stark, o adolescente Peter Parker, também conhecido com Homem-Aranha, traz sua energia juvenil e habilidades excepcionais - embora não totalmente dominadas - para a equipe do Homem de Ferro.

A sua tia, Peggy Carter, foi uma das criadoras da S.H.I.E.L.D., mas depois que a H.I.D.R.A. invade a S.H.I.E.L.D., Sharon Carter passa a trabalhar para o governo/CIA e aceita regulamentar os heróis, mas a sua lealdade a Steve não vai deixar que ela faça isso.

A amizade de Rhodes com Tony Stark caminha lado a lado com a sua lealdade ao seu país como o Vingador conhecido como Máquina de Combate - o protetor criado por Tony. Como um militar, Rhodes concorda com Stark a favor da regulamentação governamental e traz o Máquina de Combate para o lado do Homem de Ferro na luta.

Desde sua das ideias de Tony Stark na batalha contra Ultron, o Visão foi aceito como membro da equipe dos Vingadores, mas ele ainda está tentando encontrar o equilíbrio no mundo humano e compreender a extensão de seu poder aparentemente ilimitado. Ele se alia com Tony no conflito, pois acredita que, logicamente, é a forma mais segura de proteger o mundo.

O rei de Wakanda, T'Chaka, apóia a regulamentação governamental, depois que uma missão dos Vingadores geram danos colaterais, mas sua posição leva a um fim trágico.

A família de Zemo foi morta durante a luta dos Vingadores e Ultron. E, acreditando que não é forte o bastante para lutar com eles, Zemo decide então usar sua inteligência como forma de ferir os heróis.

Thadeus Ross volta desde os eventos de O Incrível Hulk, desta vez como Secretário de Estado e apoiando a Organização das Nações Unidas (ONU). Ele decide entregar aos Vingadores o "Acordo de Sokovia", para que eles sejam controlados pelo governo, e que eles não agem com tantos poderes e sem supervisão.

A tia de Peter Parker.

Depois de uma nave da S.H.I.E.L.D. cair em um prédio aonde ele estava e ficar com a cara deformada, Brock Rumlow agora é um vilão e odeia os Vingadores principalmente o Capitão América. Mas sua meta de vingança contra Steve, pode causar muitas consequências.

Líder do governo e chefe de Sharon Carter, Everett Ross chegou para regulamentar os Vingadores.

Respectivamente, retornam para os seus papéis Kerry Condon dando voz à S.E.X.T.A.-F.E.I.R.A. e John Slattery como Howard Stark. Juntam-se ao elenco Alfre Woodard como Miriam Sharpe, Jim Rash tem uma participação como um reitor do MIT e Hope Davis interpreta a mãe de Tony Stark, Maria Stark. Joe Russo e Stan Lee fazem um cameo como o homem morto por Zemo, e um entregador do FEDEX, respectivamente.

Dublagem Brasileira[editar | editar código-fonte]

Polêmica com dublador[editar | editar código-fonte]

Ao contrário dos filmes anteriores que seguem a cronologia da Marvel Studios, Chris Evans / Capitão América não foi dublado por Clécio Souto, dublador que já "emprestou" a voz para a dublagem de Evans em diversos outros filmes, como o primeiro e o segundo filme do Capitão, assim como em Os Vingadores, Vingadores: Era de Ultron, Quarteto Fantástico, Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado, O Diário de uma Babá, Os Perdedores, entre outros.

Clécio divulgou em sua página em uma rede social que, por divergências com a Disney, responsável pela distribuição dos filmes da Marvel Studios, seria substituído na dublagem nacional do Capitão América. Alguns dias depois, foi divulgado que o dublador Duda Espinoza (conhecido por dublar Stuart em The Big Bang Theory, Kevin em Ben 10: Força Alienígena e Danny Zorn em A Identidade Bourne e em A Supremacia Bourne) seria o substituto.[6]

Quando foi lançado o primeiro trailer dublado do filme, os fãs mais fervorosos criaram uma petição pública no site peticaopublica.com.br solicitando que o dublador original fosse mantido.[7] Acompanhando isso, os fãs começaram uma campanha nas redes sociais usando a hashtag "#VoltaClecio" em apoio ao dublador. A petição atualmente está com pouco mais de 3900 assinaturas.[8] Independente das campanhas, o filme foi lançado nos cinemas brasileiros em 28 de abril com o novo dublador.

Elenco de dublagem[editar | editar código-fonte]

Estúdio: Delart
Direção: Sérgio Cantú
Tradução: Sérgio Cantú

Outras vozes: Marcia Morelli, Ricardo Telles, Carlos Seidl, Carla Pompílio, Christiane Monteiro, Cláudio Galvan, Fernando Mendonça, Flávia Fontenelle, Gabriela Cantú, Gabriella Bicalho, Guilherme Briggs, Leonardo "Léo" Rabelo, Marcelo Mattos, Marcelo Sandryni, Patricia Garcia, Philippe Maia, Pietro Mário e Renan Ribeiro.

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2014, Anthony e Joe Russo tinham assinado para voltar a dirigir um terceiro filme de Capitão América. E em março de 2014, foi confirmado Chris Evans voltando como Capitão, Kevin Feige produzindo, e Christopher Markus e Stephen McFeely retornando para escrever o roteiro.[9] Markus e McFeely revelou que eles começaram a trabalhar no roteiro, no final de 2013, enquanto os Irmãos Russo entraram para trabalhar em desenhos de pré-produção em fevereiro de 2014.[10][11] A recontratação dos diretores, três meses antes do lançamento de Capitão América: O Soldado Invernal, veio como resultado das sessões de pré-estréia com recepções positivas do público e dos executivos da Marvel.[9]

Em uma entrevista em abril de 2014, Joe Russo descreveu o projeto como uma continuação de onde parou a história de O Soldado Invernal. "O que é agradável sobre o filme é que... possui duas partes, há um caminho que O Soldado Invernal ainda não concluiu. O próximo filme, logicamente, vai querer completar esta jornada".[12] Também em abril, a Marvel anunciou uma data de lançamento para 6 de maio de 2016,[13] e Trent Opaloch, que era diretor de fotografia do filme anterior, estaria retornando para sequência.[14] Em julho de 2014, Markus e McFeely afirmaram que estavam no meio de um primeiro enredo do filme, e as filmagens foram previstas para iniciar em abril de 2015.[15] No mês seguinte, eles afirmaram que estavam levando em possibilidade tornar o tom do filme "uma fusão" entre os tons de O Primeiro Vingador e O Soldado Invernal.[16]

Em agosto de 2014, os irmãos Russo afirmaram que a trama do longa se ambientaria "um par de anos após O Soldado Invernal e continuaram a centralizar na relação entre Steve Rogers e Bucky Barnes, explorando também os temas políticos relacionados a Capitão América. O personagem foi inventado por um propósito explicitamente político, então é difícil fugir dessa natureza", disse Anthony Russo. Russo também relatou que eles "trariam alguns novos elementos à composição que dará uma reviravolta na trama de O Soldado Invernal".[17] Também em agosto, os Russo reiteraram que as filmagens estavam previstas para iniciar em abril de 2015, e indicando que tomaria lugar em Atlanta, enquanto Markus e McFeely havia apresentado um primeiro rascunho do roteiro que os deixaram em "êxtase".[10][18] Em setembro de 2014, Joe relatou que o filme teria uma outra "grande ideia que alteraria todo o universo Marvel, de alguma forma", comparando o que aconteceu em O Soldado Invernal com a queda da S.H.I.E.L.D., com o restante do filme, como história, personagens e o tom, deixando em aberto para interpretação.[18]

Pré-produção[editar | editar código-fonte]

Até outubro de 2014, Robert Downey Jr. tinha entrado em negociações finais para reprisar seu papel como Tony Stark no longa. Downey foi adicionado a fim de adaptar o enredo das HQ's da grande saga "Guerra Civil" — lançados de 2006 à 2007 —, que opôs Homem de Ferro contra o Capitão América.[19] No final do mês, foi confirmado que Sebastian Stan retornaria como Bucky Barnes,[20] e alguns dias depois, a Marvel revelou que o filme seria intitulado Capitão América: Guerra Civil, confirmando a presença de Robert Downey Jr e anunciando que Chadwick Boseman iria aparecer no filme como Pantera Negra, sendo apresentado ao público antes de seu filme solo.[21][22][23] Feige confirmou também que o filme seria o primeiro na Terceira Fase no Universo Cinematográfico Marvel.[24]

McFeely disse que a ideia de basear o filme em "Guerra Civil" tinha ficado "em um 'tira, põe' por um grande tempo" na Marvel Studios, explicando "é um grande desafio fazer isto, e ter certeza que todos os personagens estabelecidos estejam corretos e soem corretos. Porque tem uma grande diferença com os personagens de Guerra Civil, que foi escrito em 2006, 2007. Não havia um Robert Downey Jr. ou Chris Evans que ajudou a criar o personagem, então temos que ter certeza de que isso seja adaptado e que as motivações fiquem reais para esses personagens".[25] Joe Russo acrescentou que a "essência" dos quadrinhos da Guerra Civil foi usada, como o "conceito de registro, a noção de que os heróis precisam ser monitorados ou controlados, porque o seu poder pode ser assustador" foi aplicado. Anthony Russo relatou que "o registro dos heróis envolve questões políticas, e nós não queremos que o conflito só fique restrito a isso. Nós queríamos descobrir razões muito pessoais, por que o relacionamento de todos para com essa ideia de registro vai torná-los mais complicados. Isso é o que a relação entre Steve e Bucky nos permitiu fazer chegar a uma relação pessoal com eles".[26]

Em novembro de 2014, Daniel Brühl foi escalado para um papel não especificado, enquanto Anthony Mackie e Frank Grillo foram confirmados para retornar como Falcão e Brock Rumlow / Ossos Cruzados, respectivamente.[27][28] Em novembro de 2014, hackers invadiram os sistemas da Sony Pictures, e e-mails entre o co-presidente Amy Pascal da Sony Pictures Entertainment e o presidente da companhia Doug Belgrad foram vazados, afirmando que a Marvel queria incluir Homem-Aranha — cujo direito de reprodução no cinema são de propriedade da Sony —, em Capitão América: Guerra Civil. No entanto, as conversações entre os estúdios, em seguida, foram "rompidas".[29] Eventualmente, Sony Picture e Marvel Studios chegaram a um acordo de licenciamento para o uso de Homem-Aranha em um filme do MCU em fevereiro de 2015,[30] e relatórios indicaram que o personagem teria de fato presença em Guerra Civil.[31]

Em janeiro de 2015, Mackie revelou que, além de Atlanta, locações incluiriam Porto Rico e Berlim,[32] enquanto os Irmãos Russo confirmaram que Scarlett Johansson voltaria como Viúva Negra.[33] No final do mês, o editor do filme Jeffrey Ford, que trabalhou no O Soldado Invernal, assinou contrato para retornar.[34] Em março de 2015, Jeremy Renner finalizou suas negociações e foi revelado para reprisar seu papel como Gavião Arqueiro.[35] Em abril de 2015, foi revelado que o filme seria convertido para 3D na pós-produção, e que Daniel Brühl interpretaria Barão Zemo.[36][37]

Filmagens[editar | editar código-fonte]

Cidade fictícia de Wakanda, ambientação construída em Downtown Atlanta.

As filmagens iniciaram em 27 de abril de 2015[37] no Condado de Fayette nos Estúgios Pinewood,[38] sob o título de trabalho Sputnik.[39] Outros locais de filmagem na área metropolitana de Atlanta inclui o distrito Buckhead,[40] a Igreja Cristã Peachtree em Midtown Atlanta, Downtown Atlanta e Norcross, Georgia.[41] Filmagens adicionais também foram agendadas para ter lugar em Porto Rico e a Islândia.[42] Capitão América: Guerra Civil foi o primeiro filme a usar câmeras digitais da IMAX 2D, feito em parceria com a Arri — uma fornecedora mundial em equipamentos cinematográficos. De acordo com Joe Russo, cerca de quinze minutos do filme, incluindo uma sequência "de certa importância incrível", foi filmada com as câmeras.[37]

Após a revelação do elenco completo do filme, os sites especializados em cinema e os fãs começaram a se referir ao filme como "Vingadores 2.5", dada a variedade e natureza do conjunto de elenco, normalmente reservados para os filmes dos Vingadores, eo fato de que o filme não parecia mais como um filme centralizado em Capitão América, como em O Soldado Invernal.[43][44][45] Em resposta a isso, Feige disse: "O que é divertido sobre Guerra Civil é que, como você sabe da história dos quadrinhos, é uma história muito simples. E isso realmente tem que ser, para acomodar os muitos jogadores neste jogo. É muito mais um filme do Capitão América e é muito mais uma sequência de O Soldado Invernal de maneira que eu não acho que as pessoas vão esperar. É uma estrutura muito simples que permite que você tenha essas interações de personagens incríveis de uma forma que eu não acho que não irá torna-se irresistível."[46] Feige revelou também que Hope van Dyne estava em um esboço inicial do filme, depois de receber o traje de Vespa em Homem-Formiga (2015), mas foi cortado porque "há tantos personagens na Guerra Civil que nós não queremos fazer um desserviço a ela", dizendo que Marvel Studios não gostaria de coloca-la "durante menos de um segundo pela primeira vez. Queremos uma dinâmica maior, e isto será feito no futuro".

No final de maio, os irmãos Russo, juntamente com Feige e Pascal, realizaram um teste de elenco em Atlanta com os seis atores adolescentes cotados para receberem o papel do Homem-Aranha. A sessão de teste contou com contracenação com Downey e Evans para os executivos examinar a "química" entre os atores.[47][48] Tom Holland foi escalado para interpretar Homem-Aranha em Guerra Civil e em um filme solo com lançamento previsto para 2017.[49] Após cinco meses de filmagens, Capitão América: Guerra Civil finalizou as gravações principais no fim de agosto de 2015. Os anúncios de fim de filmagem foram feitos em redes sociais, e houve uma comemoração do elenco em Berlim.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Estreia de Capitão América: Guerra Civil na Marina Bay Sands em Singapura

Capitão América: Guerra Civil está programado para ser lançado nos cinemas do Brasil em 28 de abril de 2016,[50] no Reino Unido em 29 de abril, seguido por um lançamento na América do Norte em 6 de maio em 3D e IMAX 3D.[37] Em setembro de 2014, o canal de televisão por assinatura TNT adquiriu os direitos de transmissão de Capitão América: Guerra Civil, dois anos antes de seu lançamento.[51]

Divulgação[editar | editar código-fonte]

Na edição 2015 do evento Licensing International Expo, a Marvel anunciou que fará novas parcerias com empresas licenciadas, incluindo Hasbro, Lego, Funko, Hot Wheels, Rubies, Mad Engine, C-Life, Jay Franco, Global Brand Group, Kellogg’s, Hallmark Cards e American Greetings para vender mercadoria relacionada ao filme. Paul Gitter, vice-presidente sênio de licenciamento da Marvel na Disney Consumer Products disse que eles vão continuar licenciando os produtos de sucesso de Vingadores: Era de Ultron, e agora com foco na celebração de 75° aniversário do Capitão América, com a comercialização dos personagens recentes, como Máquina de Combate, Falcão, Visão, Viúva Negra e Pantera Negra. "A equipe de Vingadores é tanto aspiracional e extremamente comercializáveis, composto por multipolos heróis exclusivos, com veículos bacanas e sedes de alta tecnologia", disse Gitter. "Capitão América: Guerra Civil não traz apenas umas nova história para os nossos super-heróis favoritos, o filme também introduz novos personagens, nos permitindo expandir nossos produtos para as crianças e os fãs".[52]<

No início de julho de 2015, a Marvel começou um companha de marketing viral para Homem-Formiga com Leslie Bibb reprisando seu papel como jornalista Christine Everhart da trilogia Homem de Ferro, com cenas em News Front, um programa ficcional de notícias. Neste telejornal veiculado no WHiH World — canal também apresentado em outros filmes do Universo Marvel —, Everhart discute os eventos que levaram aos acontecimentos de Capitão América: Guerra Civil fazendo umas espécie de ligação entre os filmes.[53][54] A cena pós-crédito em Homem-Formiga contou com imagens já filmadas pelos irmãos Russo de Capitão América: Guerra Civil.[55][56] A cena apresenta Wilson e Rogers com Bucky Barnes sob sua custódia, e incapazes de entrar em contato com Tony Stark devido "um acordo que impossibilitaria", Wilson menciona que ele "sabe de um cara", o que implica a Scott Lang.[57] Feige revelou que a sequência de pós-crédito seria visto em Guerra Civil, no entanto, apareceria "com leves diferenças... alguns ângulos diferentes".[58] Sebastian Stan disse que a cena foi filmada no início de maio de 2015, e iria aparecer no meio do longa.[59] As primeiras imagens do filme estreou em agosto de 2015 na D23 Expo.[60] Cenas adicionais foram mostradas em setembro de 2015, na Asia Pop Comic Convention.[61] As imagens da D23 Expo e Asia Pop Comic Convention receberam respostas esmagadoramente positivas por parte das audiências.[62]

O primeiro trailer do filme estreou no Jimmy Kimmel Live! em 25 de novembro de 2015 e em questão de horas ficou no topo dos trending topic no Twitter.[63][64] Marvel vinculou o teaser em plataformas de vídeo na Internet, acumulando 61 milhões de visualizações nas primeiras 24 horas, superando os 34 milhões de visualizações de Vingadores: Era de Ultron em 2014.[65] Scott Mendelson da Forbes observou que, com base no conteúdo do trailer, o filme estava sendo "vendido como Capitão América 3, ao contrário de Vingadores 2.5 ou "Homem de Ferro 4", o que poderia ajudar a manter as expectativas de bilheteria do filme em cheque. [66]

O segundo trailer, lançado em 10 de março de 2016, foi amplamente comentado pela internet, principalmente devido a primeira aparição do Homem-Aranha no Universo Cinematográfico Marvel. O vídeo atingiu mais de 100 milhões de visualizações em menos de 24 horas. se tornando o segundo mais visto dentro desse período, atrás apenas de Star Wars: O Despertar da Força.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

No Rotten Tomatoes, o filme tem um um índice de aprovação de 90%, com base em 310 avaliações de uma classificação média de 7,7/10. O consenso dos crítico no site diz, "Capitão América: Guerra Civil começa a próxima onda de filmes da Marvel com um Blockbuster de super-herói repleto de ação ostentando um enredo decididamente não-cartunizado e coragem para explorar temas instigantes." No Metacritic, o filme tem uma pontuação de 75 em 100, com base em 51 críticas, indicando "resenhas geralmente favoráveis".[67]

Futuro[editar | editar código-fonte]

De acordo com Feige, Guerra Civil é a conclusão da trilogia Capitão América que começou com O Primeiro Vingador.[68] Embora seja o último filme independente do Capitão América no contrato de Evans com a Marvel Studios, Evans declarou mais tarde, em setembro de 2015, que estava aberto a renovação do seu contrato para voltar nas duas próximas sequências de Vingadores, Vingadores: Guerra Infinita que está prevista para 2018, e Vingadores 4, está ainda sem título, mais ainda previsto para estrear em 2019.[69]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Burlingame, Russ. «Exclusive: Captain America 3 Directors Talk Villains And Who Is Returning». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  2. ="Mojo"
  3. «Captain America: Civil War (2016)». Box Office Mojo. Consultado em 25 de julho de 2016 
  4. «Captain America: Civil War (2016) - Financial Information». The Numbers 
  5. «All Time Worldwide Box Office Grosses». 1 de agosto de 2016. Consultado em 23 de janeiro de 2017 
  6. [1] "Capitão América tem dublador mudado | DBBD - Dubladores Brasileiros Banco de Dados"
  7. [2] "Fãs fazem petição para retorno da voz do 'Capitão América' - Notícias - Cineplayers"
  8. [3] "Chamem de volta Clécio Souto para dublar o Capitão América! : Petição Pública Brasil"
  9. a b Kroll, Justin (21 de janeiro de 2014). «'Captain America 3' Takes Shape at Marvel (EXCLUSIVE)». Variety. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  10. a b Chitwood, Adam (27 de agosto de 2014). «CAPTAIN AMERICA 3 Directors Joe and Anthony Russo Talk Filming Dates, the Title, the Evolution of the Script, Marvel's Involvement, Hawkeye, and More». Collider. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  11. Eric, Goldman (27 de agosto de 2014). «Captain America 3 Directors On Making Sure The Next Sequel Offers Surprises». IGN. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  12. Gina, McIntyre (2 de abril de 2014). «Captain America: Winter Soldier' inspired by 'Star Wars,' 'French Connection'». The Los Angeles Times. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  13. Marc, Strom (7 de abril de 2014). «Captain America to Return to Theaters May 6, 2016». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  14. Dana, Gee (21 de abril de 2014). «Lensman loves getting lost in the images from new Captain America film». The Province (British Columbia). Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  15. «What to Expect in Marvel's Agent Carter - Comic Con 2014». 25 de julho de 2014. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  16. Setchfield, Nick (13 de agosto de 2014). «Exclusive: Marvel Screenwriters Talk Winter Soldier And Captain America 3"». GamesRadar+. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  17. Watkins, Gwynne (5 de agosto de 2014). «Exclusive: The Russo Brothers Tell Yahoo Movies What They've Got in Store for 'Captain America 3'». Yahoo Movies. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  18. a b Bibbiani, William (9 de setembro de 2014). «The Russo Brothers on Captain America 2 & Captain America 3». CraveOnline. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  19. Marc, Graser. «Robert Downey Jr. to Join 'Captain America 3' (Exclusive)». Variety. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  20. Mike, Fleming, Jr. (24 de outubro de 2014). «Sebastian Stan Joins 'The Martian' And 'Ricki And The Flash'». Deadline. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  21. «Marvel Pits Captain America & Iron Man in a Cinematic Civil War». Marvel.com. 28 de outubro de 2014. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  22. Siegel, Lucas (28 de outubro de 2014). «Marvel Announces BLACK PANTHER, CAPTAIN MARVEL, INHUMANS, AVENGERS: INFINITY WAR Films, CAP & THOR 3 Subtitles». NewSarama. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  23. Strom, Marc. «Chadwick Boseman to Star in Marvel's Black Panther». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  24. Peter Sciretta (28 de outubro de 2014). «Watch: All Of Your Marvel Phase 3 Questions Answered By Marvel Head Kevin Feige». SlashFilm. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  25. O'Brien, Lucy. «Captain America Screenwriters Talk Civil War And Adapting The Comic». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  26. Hewitt, Chris (25 de novembro de 2015). «CAPITÃO AMÉRICA - GUERRA CIVIL: Irmãos Russo comentam trailer e revelam detalhes cruciais». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  27. Fleming Jr, Mike (14 de novembro de 2014). «Daniel Bruhl To Play Villain In 'Captain America: Civil War». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  28. «Frank Grillo talks Crossbones' return in 'Captain America: Civil War'». Entertainment Weekly. 24 de novembro de 2014. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  29. Fritz, Ben (9 de dezembro de 2014). «Sony, Marvel Discussed Spider-Man Movie Crossover». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  30. «Sony Pictures Entertainment Brings Marvel Studios Into The Amazing World Of Spider-Man». Fevereiro de 2015. Consultado em 1 de Janeiro de 2016 
  31. Ben Fritz (10 de fevereiro de 2015). «Marvel and Sony Reach Deal on Spider-Man Movie Production». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  32. «Kevin Costner And Anthony Mackie From "Black Or White"». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  33. Arrant, Chris. «CAPTAIN AMERICA: CIVIL WAR Directors: BLACK WIDOW Will Be Back, More». newsarama. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  34. «Below the Line Bookings & Signings». Variety. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  35. Borys, Kit (6 de março de 2015). «Jeremy Renner Joins Amy Adams in Sci-Fi 'Story of Your Life' (Exclusive)». The Hollywood Reporter. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  36. Alice, Jones. «Daniel Brühl: 'When you have success abroad, you become a traitor. Envy is very German'». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  37. a b c d Lang, Brent (13 de abril de 2015). «'Captain America: Civil War' First to Use New Imax/Arri 2D Camera (EXCLUSIVE)». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  38. «Extras casting call for "Captain America: Civil War"». 13 de março de 2015. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  39. «"Captain America: Civil War" begins filming in Atlanta». 29 de abril de 2015. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  40. «Novas fotos do set de filmagem do novo Capitão América: Guerra Civil». 12 de maio de 2015. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  41. «Photos from the "Captain America: Civil War" set in Atlanta». Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  42. «Marvel Studios Begins Production on Marvel's 'Captain America: Civil War». 7 de maio de 2015. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  43. McMillan, Graeme (7 de maio de 2015). «'Captain America: Civil War' Castings: Marvel's Avengers Assemble Earlier Than Expected». The Hollywood Reporter. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  44. Hessel, Marcelo (13 de agosto de 2014). «Capitão América 3 terá o Homem de Ferro e deve abordar a Guerra Civil». Omelete. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  45. Figueira, João Vitor (5 de junho de 2015). «Samuel L. Jackson diz que não estará no elenco de Capitão América: Guerra Civil». AdoroCinema. AlloCiné. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  46. Apolinário, Caique G. (30 de junho de 2015). «Precisamos falar sobre Kevin! Manda-chuva da Marvel fala tudo sobre a Fase 3 da MCU». Mutilnews. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  47. «Robert Downey Jr. and Secret Screen-Tests: How the New 'Spider-Man' Team Was Chosen». The Hollywood Reporter. 23 de junho de 2015. Consultado em 1 de janeiro de 2016  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  48. lawrence, Nathan (24 de junho de 2015). «Novo Homem-Aranha fez teste ao lado de Robert Downey Jr. e Chris Evans». IGN BR. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  49. «'Spider-Man' Finds Tom Holland to Star as New Web-Slinger». The Hollywood Reporter. 23 de junho de 2015. Consultado em 1 de janeiro de 2016  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  50. «Agenda de estreias - 28 abril 2016». AdoroCinema. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  51. Graser, Marc (17 de setembro de 2014). «TNT Locks Down Next Five Marvel Movies Starting With 'The Avengers: Age of Ultron'». Variety. Consultado em 1 de janeiro de 2016 
  52. McNary, Dave (10 de junho de 2015). «Marvel Unveils 'Captain America: Civil War' Licensees (EXCLUSIVE)». Variety. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  53. Pratini, Vitória (8 de julho de 2015). «Descubra o passado do Homem-Formiga em vídeo de jornal fictício da Marvel». AdoroCinema. AlloCiné. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  54. Sciretta, Peter (16 de julho, 2015). «'Ant-Man' Viral: Interviews With Scott Lang and Pym Technologies CEO Darren Cross». SlashFilms. Consultado em 3 de janeiro de 2016  Verifique data em: |data= (ajuda)
  55. Domingos, Diego (23 de julho de 2015). «Cena pós-crédito de Homem-Formiga foi gravado por Irmãos Russo». CinemaNews. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  56. Weintraub, Steve (julho de 2015). «Kevin Feige on 'Ant-Man' Post-Credits Scenes, 'Spider-Man', Marvel at Disneyland, and More». Collider. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  57. «Ant-Man post credit scenes revealed - spoilers in here!». Irish Examine. 8 de julho de 2015. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  58. Sciretta, Peter (29 de junho de 2015). «When Will You See the First Clip From 'Captain America: Civil War'?». SashFilm. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  59. Trumbore, Dave (18 de setembro de 2015). «Captain America: Civil War': Sebastian Stan Talks Winter Soldier, Returns Fire at Zack Snyder». Collider. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  60. Breznican, Anthony (15 de agosto de 2015). «Marvel brings Captain America: Civil War to Disney's D23 Expo». Entertainment Weekly. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  61. Ansis, JC (15 de setembro de 2015). «Never-seen scenes of 'Captain America: Civil War' to be shown at AsiaPop Comicon Manila». CNN Philippines. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  62. Walker, Alice (19 de agosto de 2015). «New Captain America: Civil War Trailer Descriptions Released». ScreenRant. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  63. Parker, Ryan (24 de novembro de 2015). «'Captain America: Civil War' Trailer Debuts». The Hollywood Reporter. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  64. «Primeiro trailer de Capitão América 3: A Guerra Civil divide os Vingadores». Jovem Nerd. 25 de novembro de 2015. Consultado em 3 de janeiro de 2016 
  65. «The Civil War Begins – 1st Trailer for Marvel's "Captain America: Civil War"». Consultado em 6 de janeiro de 2016 
  66. Medelson, Scott (November 25, 2015). «'Captain America: Civil War' Trailer Pits Avenger Against Avenger». Forbes. Consultado em November 25, 2015. Cópia arquivada em November 25, 2015  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  67. «Captain America: Civil War». Metacritic (CBS Interactive). Consultado em 28 de abril de 2016 
  68. Kurt, Alexandre (agosto de 2015). «"Guerra Civil é o fim da trilogia do Capitão América" diz Kevin Feige». Actions & Comics. Consultado em 6 de janeiro de 2016 
  69. Chitwood, Adam (4 de setembro de 2015). «Chris Evans on Extending His Marvel Contract: "If They Want Me, They Got Me"». Collider. Consultado em 6 de janeiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Capitão América: Guerra Civil
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Capitão América: Guerra Civil