Capitão de Campos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Capitão de Campos
  Município do Brasil  
Avenida central da BR-343.
Avenida central da BR-343.
Hino
Gentílico capitãocampense
Localização
Localização de Capitão de Campos no Piauí
Localização de Capitão de Campos no Piauí
Capitão de Campos está localizado em: Brasil
Capitão de Campos
Localização de Capitão de Campos no Brasil
Mapa de Capitão de Campos
Coordenadas 4° 27' 25" S 41° 56' 38" O
País Brasil
Unidade federativa Piauí
Municípios limítrofes Cocal de Telha, Jatobá do Piauí, Milton Brandão, Pedro II, Piripri, Boa Hora e Boqueirão do Piauí.
Distância até a capital 118 km
História
Fundação 10 de março de 1957 (62 anos)
Administração
Prefeito(a) Francisco Medeiros de Carvalho Filho (PSB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [2] 538,681 km²
População total (IBGE/2010[3]) 10 956 hab.
Densidade 20,3 hab./km²
Clima Tropical[1] (Aw)
Altitude 130 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000 [4]) 0,603 médio
PIB (IBGE/2008[5]) R$ 26 968,899 mil
PIB per capita (IBGE/2008[5]) R$ 2 420,47

Capitão de Campos é um município brasileiro do estado do Piauí. Localiza-se a uma latitude 04º27'24" sul e a uma longitude 41º56'33" oeste, estando a uma altitude de 130 metros. Sua população estimada em 2004 era de 9 972 habitantes.Possui uma área de 535,34 km².

História[editar | editar código-fonte]

Edificação histórica tombada com o nome de Casa de Fazenda da Dona Alemã, situada numa colina de Capitão de Campos. Nessa casa, de acordo com a história local, foram feitas as reuniões do processo político de emancipação do município de Capitão de Campos.

Capitão de Campos teve seu nascimento urbano a partir da fazenda de Jovita de Sousa Barros e seus descendentes, que doaram lotes para neles serem edificadas casas e em 1935 da movimentação comercial de Acelino Coelho de Resende. A nucleação urbana deu-se mais expressivamente com a construção da BR 222, posteriormente chamada BR 343. Elevado como município pela lei estadual número 1452, de 30 de Novembro de 1956, sendo que a instalação aconteceu em 10 de Março de 1957. o topônimo vem da existência da árvore Capitão-do-campo, na região[6].

Bens tombados e registrados[editar | editar código-fonte]

De acordo com a lista de Bens tombados e registrados do Piauí, atualizada em 2018 pela Secretaria da Cultura do Estado do Piauí Capitão de Campos consta a inscrição no Livro de Tombo em 15 setembro de 1992, sob código 25 da Casa de Fazenda da Dona Alemã, uma "casa de fazenda exemplar, representante da arquitetura rural piauiense do final do século XIX. Sua edificação data do início das construções do antigo povoado que deu origem àquele município" e ainda informa que em 1992 o local servia a uma creche municipal criada pelo decreto nº 8.686 de 06/07/92, publicado no diário Diário Oficial do Estado nº 126, edição de 6 de julho de 1992[7]. Em 2019, a edificação constou no concurso internacional de fotografais da Fundação Wikimedia, o Wiki Loves Monuments 2019/Brasil.

Biblioteca[editar | editar código-fonte]

Biblioteca Municipal de Capitão de Campos

O município tinha uma linda Biblioteca Municipal, construída no fim dos anos 70. Infelizmente por falta de conservação a mesma foi extinta em 2005 e o que restou do acervo foi repassado para uma biblioteca escolar. Em 2011, por meio da lei municipal nº 268/2011[8], é recriada a biblioteca pública em parceria com o Ministério da cultura e com o SNBP Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas.

Palacete municipal
Igreja matriz
Letrarias da cidade.

Lista de prefeitos[editar | editar código-fonte]

Monumento com busto de João Brígida na Praça da Matriz de Capitão de Campos.
  • José Monte Resende (4 mandatos)
  • Francisco das Chagas Araújo
  • Tadeu Gomes da Silva
  • Jaime Fernandes Lopes
  • Antonio Lisboa Eulálio Eugênio
  • Salvador Evangelista de Sousa
  • João Batista Filho - "João Brigida"
  • Marcos Carvalho de Alencar Filho
  • Gerardo José Carvalho lopes (1 de janeiro de 1993 a 31 de dezembro de 1996)
  • João Brígida (1 de janeiro de 1997 a 13 de janeiro de 1999 quando foi assassinado)
  • Paulo Andrade (11 de janeiro de 1999 a 10 de julho de 1999)
  • Interventor Pe. Raimundo Nonato de Oliveira (Padre Dodó, de 11 de julho de 1999 a11/12/1999)
  • Interventor Luis Modesto de Freitas (12 de dezembro de 1999 a 31 de dezembro de 2000)
  • Ediza Barros Cavalcante Batista (1 de janeiro de 2001/ a 31 de dezembro de 2004)
  • Raimundo Ferreira Santiago (1 de janeiro de 2005 a 31 de dezembro de 2008)
  • Moisés Augusto Leal Barbosa (1 de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2016)
  • Francisco Medeiros de Carvalho Filho (2017 Atual)

Referências

  1. http://www.cprm.gov.br/rehi/atlas/piaui/relatorios/049.pdf
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  3. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  6. SOARES, Sidney. Enciclopédia dos Municípios Piauienses. Fortaleza; Escola gráfica Santo Antonio. 1972.
  7. PIAUÍ, SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA DO PIAUÍ, COORDENAÇÃO DE REGISTRO E CONSERVAÇÃO. BENS TOMBADOS E REGISTRADOS DO PIAUÍ. SECULT – SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA. página 12
  8. «LEI DA CRIAÇÃO DA BIBLIOTECA DE de Cap de Campos»  commons.wikimedia. Acesso em 3 de setembro de 2016

Bibliografia complementar[editar | editar código-fonte]

  • BASTOS, Cláudio de Albuquerque. Dicionário histórico e geográfico do estado do Piauí. Teresina, FCMC/PMT, 1994, página 108.
  • FRANCO, José Patrício. O Município no Piauí 1761-1961. Teresina, Comepi, 1977.Página 155.
  • SOARES, Sidney. Enciclopédia dos Municípios Piauienses. Fortaleza; Escola gráfica Santo Antonio. 1972.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Piauí é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.