Capitania de Minas Gerais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


A capitania de Minas Gerais foi uma divisão administrativa do Brasil colonial criada em 2 de dezembro de 1720[1] a partir da cisão da capitania de São Paulo e Minas de Ouro.[2] Sua capital era Vila Rica (atual Ouro Preto).[3]

Capitania de Minas Gerais em 1720. Inicialmente o território não incluía apenas a região correspondente ao Sertão da Farinha Podre (atual Triângulo Mineiro, integrada em 1816) e a margem esquerda do Rio Sapucaí e Rio Grande (integrada em 1764).

Em 28 de fevereiro de 1821 tornou-se uma província, a qual viria a ser o atual estado de Minas Gerais com a Proclamação da República.[4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Werneck, Gustavo (2 de dezembro de 2020). «Heróis do século XXI recebem homenagem nos 300 anos de Minas». Estado de Minas. Cópia arquivada em 2 de dezembro de 2020 
  2. BARCELOS, Mariana. «Capitania de São Paulo e Minas de Ouro». BiblioAtlas - Biblioteca de Referências do Atlas Digital da América Lusa. Consultado em 17 de junho de 2021. Cópia arquivada em 8 de fevereiro de 2019 
  3. «IBGE | Cidades@ | Minas Gerais | Ouro Preto | História & Fotos». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 17 de junho de 2021. Cópia arquivada em 31 de maio de 2019 
  4. Bacelar, Jonildo. «Províncias do Brasil até o Século XIX». Guia Geográfico História do Brasil. Consultado em 17 de junho de 2021. Cópia arquivada em 26 de outubro de 2019 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BOSCHI, Caio C. (org.). Inventário dos Manuscritos Avulsos Relativos a Minas Gerais existentes no Arquivo Histórico Ultramarino (Lisboa). Belo Horizonte: Fundação João Pinheiro, Centro de Estudos Históricos e Culturais,1998, 3 vols.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História do Brasil é um esboço relacionado ao Projeto História do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.