Captura fluvial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Esquema da captura de um rio por outro com maior poder de incisão.

A captura fluvial é um fenómeno hidrográfico em que a erosão remontante de um rio abre uma brecha no leito de outro rio (aproximadamente perpendicular ao primeiro), capturando as suas águas, deixando-o sem caudal.[1] O leito resultante costuma adoptar uma geometria típica de cotovelo de captura.

Casos interessantes de captura fluvial:

A erosão remontante responsável pela captura fluvial pode ser facilitada por processos como:

O processo de captura fluvial tem lugar em períodos de tempo curtos no contexto geológico, da ordem de dezenas ou centenas de milhares de anos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Captura fluvial». Encyclopædia Britannica Online (em inglês). Consultado em 6 de janeiro de 2020