Caquistocracia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Caquistocracia ou kakistocracia é o sistema de governo onde os líderes são os piores, menos qualificados e/ou mais inescrupulosos cidadãos.[1][2][3] O uso da palavra remonta à primeira metade do século XVII.[4]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Também foi usado pelo autor inglês Thomas Love Peacock em 1829, mas ganhou uso significativo nas primeiras décadas do século XX para criticar os governos populistas emergentes em diferentes democracias ao redor do mundo.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A palavra deriva de duas palavras gregas: kákistos (κάκιστος "pior") e krátos (κράτος "governo"), com um significado literal de governo por parte das piores pessoas.[5]

História[editar | editar código-fonte]

O primeiro uso da palavra data do século XVII, no sermão de Paul Gosnold A sermon Preached at the Publique Fast the ninth day of Aug. 1644 at St. Maries:[4]

"Portanto, não precisamos fazer nenhum escrúpulo de oração contra tais: contra aqueles Incendiários Santimoniais, que pegaram fogo do céu para incendiar o seu País, fingiram que a Religião levantava e mantinha uma rebelião muito perversa: contra aqueles Neros, que rasgaram a mulher da mãe que os deu à luz, e feriram os seios que os chuparam: contra aqueles Canibais que se alimentam da carne e estão embriagados com o barulho dos seus próprios irmãos: contra os Catilinos que procuram os seus fins privados na perturbação pública, e que incendiaram o Reino para lhes descongelar os ovos: contra as tempestades do Estado, contra os espíritos de resguardo, que já não podem viver, e que depois são picados com uma perpétua comichão de mudança e inovação, transformando a nossa velha Hierarquia num novo Presbitério, e isto novamente numa nova Independência; e a nossa bem temperada Monarquia num louco parente de Caquistocracia. Santo Deus!"[6]

O autor inglês Thomas Love Peacock usou mais tarde o termo em seu romance de 1829 The Misfortunes of Elphin, no qual ele explica que a caquistocracia representa o oposto de aristocracia, pois áristos (ἄριστος) significa "excelente" em grego.[7] O senador americano William Harper comparou a caquistocracia à anarquia em Memoir on Slavery de 1838 (que ele apoiou), e disse que isso raramente tinha ocorrido:[8]

A anarquia não é tanto a ausência de governo, mas o governo do pior — não da aristocracia, mas da caquistocracia — um estado de coisas que, para honra da nossa natureza, raramente foi obtido entre os homens, e que talvez só tenha sido plenamente exemplificado durante os piores momentos da Revolução Francesa, quando aquele inferno horrendo ardeu com a sua mais horrível chama. Em tal estado de coisas, ser acusado é ser condenado — proteger os inocentes é ser culpado; e o que talvez seja o pior efeito, mesmo homens de melhor natureza, a quem seus próprios atos são abomináveis, são levados pelo terror a seguir em frente e emulam em atos de culpa e violência.

O poeta americano James Russell Lowell usou o termo em 1877, em uma carta a Joel Benton, escrevendo: "O que me enche de dúvida e consternação é a degradação do tom moral. É ou não é um resultado da Democracia? É o nosso 'governo do povo pelo povo para o povo', ou é antes uma Caquistocracia, em prol dos cavaleiros à custa dos tolos?"[9]

Uso[editar | editar código-fonte]

"Caquistocracia" é usada para descrever a administração de Trump pelos críticos[10][11][12]

O uso da palavra era raro no início do século XX, mas recuperou popularidade em 1981, com críticas ao governo Reagan.[13] Desde então, tem sido empregado para descrever negativamente vários governos ao redor do mundo.[14]

A palavra voltou a ser usada durante a campanha presidencial americana de 2016, particularmente por adversários e críticos do candidato presidencial republicano Donald Trump.[15] Em maio de 2016, o acadêmico e blogueiro Amro Ali argumentou que caquistocracia era uma palavra que precisava ser ressuscitada.[16] Mais tarde, Salon daria crédito ao blogue de Ali por ter iniciado uma conversa mais ampla sobre o termo.[17] Em agosto de 2016, Dan Leger do jornal The Chronicle Herald sugeriu que uma vitória de Trump nas eleições presidenciais americanas exigiria o uso renovado do termo "caquistocracia".[18] Desde a vitória de Trump nas eleições presidenciais, a palavra tem sido usada para descrever a administração pelos críticos dessa em várias ocasiões.[19][20][21][22][23][24][25][26][27][28][29] Em 29 de junho de 2017, Merriam-Webster relatou que as buscas pela palavra em seu dicionário online haviam atingido um pico histórico naquele dia.[30] O The Washington Post relatou sobre o uso da palavra tornar-se viral para descrever a administração Trump em 13 de abril de 2018.[31]

Em junho de 2020, o jornal Le Monde Diplomatique Brasil usou o termo para se referir aos governos de Donald Trump e Jair Bolsonaro.[32]

Veja também[editar | editar código-fonte]

  1. Lewitt, Michael. «Investing In A Kakistocracy». Forbes (em inglês). Consultado em 28 de dezembro de 2019 
  2. Fiske, Robert Hartwell. (2011). The best words. Portland, Or.: Marion Street Press. ISBN 978-1-933338-82-8. OCLC 697036821 
  3. S.A, Priberam Informática. «Consulte o significado / definição de caquistocracia no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa, o dicionário online de português contemporâneo.». dicionario.priberam.org. Consultado em 28 de dezembro de 2019 
  4. a b «Trending: When Government Is Just The Worst». Merriam Webster (em inglês) 
  5. Evans, Rod L (2011). Thingamajigs and Whatchamacallits: Unfamiliar Terms for Familiar Things. Penguin (em inglês). [S.l.: s.n.] ISBN 9781101515921 
  6. «A sermon preached at the publique fast the ninth day of Aug. 1644 at St. Maries, Oxford, before the honorable members of the two Houses of Parliament there assembled by Paul Gosnold ... ; and published by authority.». University of Oxford Text Archive (em inglês) 
  7. «Kakistocracy». Dictionary.com 
  8. Harper, William (1838). Memoir on Slavery: Read Before the Society for the Advancement of Learning, of South Carolina, at its annual meeting at Columbia, 1837. J. S. Burges (em inglês). [S.l.: s.n.] 
  9. Fiske, Robert Hartwell (2011). The Best Words. Marion Street Press (em inglês). [S.l.: s.n.] ISBN 9781933338828 
  10. Ornstein, Norm (9 de outubro de 2017). «There's a Word for the State of American Democracy: Kakistocracy». The Atlantic (em inglês). Consultado em 28 de dezembro de 2019 
  11. CNN, Devan Cole. «Former CIA director: Trump presidency is a 'kakistocracy'». CNN. Consultado em 28 de dezembro de 2019 
  12. Spicer, André (18 de abril de 2018). «Donald Trump's 'kakistocracy' is not the first, but it's revived an old word | André Spicer». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  13. Spicer, André (18 de abril de 2018). «Donald Trump's 'kakistocracy' is not the first, but it's revived an old word | André Spicer». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  14. «Let's dump this kakistocracy for good». Sunday Independent 
  15. Cay Johnston, David (12 de fevereiro de 2016). «Kakistocracy». The National Memo. Consultado em 26 de novembro de 2016 
  16. Ali, Amro (9 de maio de 2016). «Kakistocracy: A word we need to revive». amroali.com 
  17. McClennen. «Degeneration nation: It takes a village of idiots to raise a kakistocracy like Donald Trump's». Salon  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  18. Leger, Dan (21 de agosto de 2016). «LEGER: Trump's America would be a 'kakistocracy, ruled by most corrupt or incompetent». The Chronicle Herald 
  19. «Government by the Worst Men». Slate 
  20. «Stay Tuned For Trump's Reality Show 'American Kakistocracy'». Gothamist 
  21. «Kakistocracy may just be the perfect word to describe the Trump government». The Independent 
  22. «Donald Trump's First, Alarming Week as President-Elect». The New Yorker 
  23. «The Trump Tweets I Want to Read». The New York Times. ISSN 0362-4331 
  24. «Trump's presidency is shaping up to be a kakistocracy: government by the worst possible people». Daily Kos 
  25. «With All Due Disrespect». The New York Times 
  26. «Donald Trump ushers in a new era of kakistocracy: government by the worst people». The New Statesman 
  27. «There's a Word for the State of American Democracy: Kakistocracy». The Atlantic 
  28. John Brennan [johnbrennan] (13 de abril de 2018). «Your kakistocracy is collapsing after its lamentable journey. As the greatest Nation history has known, we have the opportunity to emerge from this nightmare stronger & more committed to ensuring a better life for all Americans, including those you have so tragically deceived.» (Tweet) – via Twitter 
  29. «Kushner, Inc review: Jared, Ivanka Trump and the rise of the American kakistocracy». The Guardian 
  30. «Trending: When Government Is Just The Worst». Merriam Webster (em inglês). 29 de junho de 2017. Consultado em 22 de agosto de 2017 
  31. «Kakistocracy, a 374-year-old word that means 'government by the worst,' just broke the dictionary». The Washington Post (em inglês) 
  32. «Artigo: A caquistocracia - Le Monde Diplomatique Brasil». diplomatique.org.br. Consultado em 6 de julho de 2020