Carga em Kiswe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:
Carga em Kiswe
Primeira Guerra Mundial
Conquista de Damasco
Falls SkMap39AdvDamKaukab.jpeg
Mapa das ações militares em Kiswe e Kaukab em 30 de setembro de 1918
Data 30 de setembro de 1918
Local Kiswe (ou Al-Kiswa), na região de Hauran, 14 km a sul de Damasco, na Estrada dos Peregrinos entre Daraa e Damasco
Desfecho Vitória do Império Britânico
Beligerantes
 Império Britânico

    Índia britânica

 Revolta Árabe

 Império Otomano

 Império Alemão

Comandantes
Reino Unido Edmund Allenby

Austrália Harry Chauvel

Reino Unido Henry John Macandrew

Império Alemão Liman von Sanders

Império Otomano Mustafa Kemal

Império Otomano Cevat Çobanlı

Unidades
Corpo Montado do Deserto: 5.ª Divisão de Cavalaria da Índia restos do Grupo de Tiberíades, parte da 24.ª, 26.ª e 53.ª divisões de infantaria e da 3.ª Divisão de cavalaria, encarregados da defesa de Damasco; tropas do Quarto Exército/retaguarda do Grupo de Exércitos Yıldırım
Baixas
5 mortos e 4 feridos 594 prisioneiros
Kiswe está localizado em: Síria
Kiswe
Localização de Kiswe na Síria

A carga em Kiswe teve lugar em 30 de setembro de 1918 na região de Hauran, cerca de 14 km a sul de Damasco, na Estrada dos Peregrinos entre Daraa e Damasco, durante a perseguição às tropas otomanas e alemãs em retirada, levada a cabo pelo Corpo Montado do Deserto aliado que culminou com a Conquista de Damasco. A perseguição seguiu-se à vitória decisiva da Força Expedicionária Egípcia na Batalha de Megido, durante a fase final da Campanha do Sinai e Palestina da Primeira Guerra Mundial.

Quando o Corpo Montado do Deserto cavalgava na estrada principal entre Nablus e Damasco, unidades da 14.ª Brigada da 5.ª Divisão de Cavalaria da Índia carregaram sobre a retaguarda otomana posicionada em Kiswe (Al-Kiswa) que protegia as colunas do Quarto Exército que retiravam em direção a Damasco.

A seguir às vitórias dos Aliados nas batalhas de Sarom e de Nablus, o que restava do Quarto Exército do Grupo de Exércitos Yıldırım retirou de Amã pela Estrada dos Peregrinos, via Daraa (capturada por forças árabes), ao mesmo tempo que o Sétimo e Oitavo exércitos otomanos retiraram dos montes da Judeia em direção a Damasco. As retaguardas montadas em Samakh, Tiberíades e em Jisr Benat Yakub (ponte das filhas de Jacó) foram capturadas pela Divisão Montada Australiana, com a 5.ª Divisão de Cavalaria indiana em reserva. No caminho para Daraa desde o rio Jordão, a retaguarda otomana posicionada em Irbid foi atacada pela 4.ª Divisão de Cavalaria indiana.

Uma parte do que restava das guarnições otomanas e alemãs derrotadas de Samakh e de Tiberíades, formadas com tropas do 7.º e 8.º exércitos e que tinham retirado de Jisr Benat Yakub, juntaram-se a tropas do 4.º Exército e entrincheiraram-se nos terrenos altos do Jebel el Aswad para protegerem a retirada do 4.º Exército na Estrada dos Peregrinos, que tinha logrado escapar à perseguição da 4.ª Divisão de Cavalaria indiana. A carga em Kiswe foi realizada pela 14.ª Brigada da 5.ª Divisão de Cavalaria indiana (sem a unidade dos Sherwood Rangers Yeomanry) e resultou na captura de parte da retaguarda otomana-alemã e na divisão desordenada em dois do que restava do 4.º Exército.

Notas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bou, Jean (2009), Light Horse: A History of Australia's Mounted Arm, ISBN 9780521197083, Australian Army History, Port Melbourne: Cambridge University Press 
  • Bruce, Anthony (2002), The Last Crusade: The Palestine Campaign in the First World War, ISBN 978-0-7195-5432-2, Londres: John Murray 
  • Carver, Michael (2003), The National Army Museum Book of The Turkish Front 1914–1918: The Campaigns at Gallipoli, in Mesopotamia and in Palestine, ISBN 978-0-283-07347-2, Londres: Pan Macmillan 
  • Cutlack, Frederic Morley (1941), The Australian Flying Corps in the Western and Eastern Theatres of War, 1914–1918, Official History of Australia in the War of 1914–1918, Volume VIII 11th ed. , Camberra: Australian War Memorial, OCLC 220900299 
  • Erickson, Edward J. (2001), Ordered to Die: A History of the Ottoman Army in the First World War: Forward by General Hüseyiln Kivrikoglu, No. 201 Contributions in Military Studies, Westport Connecticut: Greenwood Press, OCLC 43481698 
  • Falls, Cyril (1930), Military Operations Egypt & Palestine from June 1917 to the End of the War, Official History of the Great War Based on Official Documents by Direction of the Historical Section of the Committee of Imperial Defence, Volume 2 Part II, Londres: HM Stationery Office, OCLC 256950972 
  • Hill, Alec Jeffrey (1978), Chauvel of the Light Horse: A Biography of General Sir Harry Chauvel, GCMG, KCB, Melbourne: Melbourne University Press, OCLC 5003626 
  • Keogh, Eustace Graham; Graham, Joan (1955), Suez to Aleppo, Melbourne: Directorate of Military Training by Wilkie & Co., OCLC 220029983 
  • Wavell, Archibald (1968) [1933], «The Palestine Campaigns», in: Sheppard, Eric William, A Short History of the British Army 4.ª ed. , Londres: Constable & Co., OCLC 35621223 


Ícone de esboço Este artigo sobre batalhas (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.