Carisma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde setembro de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Carisma (desambiguação).

Carisma (do grego kharisma favor, dom divino[1]) é um termo amplamente utilizado para definir a influência e admiração por alguma pessoa, notadamente marcada pela tentativa de criar simpatia para agradar a maioria. Na área de Comunicação, o carismático é predominantemente voltado para a aprovação do público ou mesmo de apenas um interlocutor e utiliza palavras e gestos natos e ensaiados que a maioria supostamente deseja ouvir e ver, mesmo que não tenha caráter prático. Os pregadores religiosos e oradores políticos possuem carisma nato ou adquirido. O carisma está ligado a forma da pessoa ser em público e não espelha caráter e valores (é inquestionável o carisma do ditador alemão Adolf Hitler, do ativista indiano Mahatma Gandhi, do presidente americano John F. Kennedy e do operador do Societé Generale Jérôme Kerviel).

Na Psicologia analítica junguiana, o carisma é considerado como uma qualidade das chamadas personalidades maná.

O carismático não deve ser confundido com o pragmático, que se importa menos com a opinião alheia sobre si e mais com a realização, a concretização do processo para o atingimento de um ou mais objetivos. O pragmatismo se aproxima do sentido popular, segundo o qual um sujeito "pragmático" é aquele que tem o hábito mental de reduzir o sentido dos fenômenos à avaliação de seus aspectos práticos, úteisnecessários, limitando a especulação aos efeitos práticos da concretização eficaz do que é necessário. O físico Albert Einstein, o fundador da Microsoft, Bill Gates, o fundador do Virgin Group, Richard Branson e Steve Jobs, criador da Apple, são exemplos de pessoas pragmáticas e não carismáticas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Palavra carisma». Origem da Palavra. Consultado em 4 de abril de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]