Carl August Zeller

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox warning pn.svg
Este artigo foi proposto para eliminação semirrápida por um ou mais editores. A(s) justificativas apresentada(s) para eliminação foram:

Por favor, melhore o artigo se possível e procure enquadrá-lo dentro das regras do projeto.
Caso não haja oposição à eliminação desta página, ela será suprimida a partir de 16 de setembro. Para mais informações, veja Política de eliminação e Eliminação semirrápida.


Encontre referências para o artigo: Google (notícias, livros e acadêmico)


Usuário: Se esta página possui arquivos de mídia que não são utilizáveis em outras páginas, adicione uma nota em WP:PER, para que um administrador lusófono do Wikimedia Commons verifique se ela se encontra no escopo do projeto.

Aviso ao criador: Os principais editores da página podem ser avisados (recomendável) e seu criador (se registrado) deve ser notificado com
{{subst:Aviso-ESR|1=Carl August Zeller}} ~~~~
Aviso ao criador com nota de boas-vindas:
{{subst:Av-bv-ESR|1=Carl August Zeller|2=~~~~}}

Carl Zeller
Pedagogo, criador de instituições educacionais e discípulo de Pestalozzi
Conhecido(a) por fundamentar e criar escolas de magistério e propagar o "Método pedagógico de Pestalozzi"
Nascimento 15 de agosto de 1774
Tübingen, Württemberg
Morte 23 de março de 1846 (71 anos)
Stuttgart, Suábia
Nacionalidade Alemã Alemanha
Ocupação Pedagogo, professor, reformador da educação, filósofo

Carl (ou Karl) August Zeller 15 de agosto 1774 no castelo Hohenentringen em Tübingen; 23 de março 1846 Stuttgart na Suábia) foi um filosofo e reformador escolar, conhecido por fundamentar e criar escolas de magistério e propagar o "Método pedagógico de Pestalozzi".

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ele era o filho mais velho do Conselheiro Christian David Zeller e sua esposa, filha do pastor Schneck de Waldenbuch. Ele foi conhecido através da introdução do método Pestalozzi no ensino fundamental. Ele conheceu Pestalozzi em 1803 em Burgdorf.

No ano de 1803, Carl August Zeller fundou a escola dominical de artesanato em Tübingen, o qual foi recebido com entusiasmo pelos artesãos da cidade.

Em 13 de março de 1804 Johann Immanuel Bossert, Johann Wilhelm Bopp e tomou Johann Jacob Rehfuss participaram do primeiro teste público [1]

Estudo a elaboração de conceitos e propagou as ideias de Johann Heinrich Pestalozzi [2] as quais foram bases pas a fundação da "escolas de Magistério" no ano de 1806 em Zurique. Em 1808 na cidade de Hofwil e no ano de 1809 em Heilbronn trabalhou como professor educador e posteriormente como inspetor escolar. Carl ainda trabalhou como professor ginasial em St. Gallen.

Em 7 de julho de 1808, o rei de Württemberg Frederick I tinha viajado para uma Suíça para visitar uma propriedade Hofwil eestaceu lá "professor de escola" [3].

Em 1836, ele abriu no antigo mosteiro Lichtenstern, em Löwenstein, um centro de resgate infantil (hoje Fundação Evangélica Lichtenstern ), seguindo o modelo de seu irmão Christian Heinrich Zeller fundador da instituição liderada no castelo Beuggen[4].

fontes[editar | editar código-fonte]

  • A escola do professor, ou instruções para professores da escola para gerenciar habilmente seu escritório, em questão e resposta, parábolas, histórias e discussões . Königsberg 1807.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wolfram Hauer: Lokale Schulentwicklung und städtische Lebenswelt: das Schulwesen in Tübingen von seinen Anfängen im Spätmittelalter bis 1806. Franz Steiner Verlag, 2003, Visitado em, 10 de setembro de 2019.
  2. Encyklopedie BRNA: Carl August Zeller 1806. encyklopedie.brna, 20. 03. 2018, Visitado em, 10 de setembro de 2019.
  3. Thomas Wiedenhorn, Ursula Pfeiffer. Blattner (Hrs.): "200 anos de formação de professores estaduais em Württemberg: institucionalização da educação de professores estaduais".
  4. Ferdinand Sander: Zeller, Karl August. In: Allgemeine Deutsche Biographie (ADB). Band 45, Duncker & Humblot, Leipzig 1900, S. 28–32, Visitado em, 10 de setembro de 2019.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Ferdinand Sander  (1900) (em alemão). "Zeller, Karl August". In Allgemeine Deutsche Biographie (ADB).  45 . Leipzig: Duncker & Humblot. pp.  28 – 32.
  • Annedore Bauer: "A Pedagogia Carl August Zellers (1774-1846). A sua importância para as escolas e educação, com especial referência Wuerttemberg, Lang, Frankfurt / 1989, ISBN 3-631-41798-5 (zugl. Dissertação, Universidade de Munique 1988)
  • Inna Beier: Carl August Zeller (1774-1846). A teoria da escola primária e sua transmissão em uma prática educacional ". Waxmann, Münster / New York 2015, ISBN 978-3-8309-3284-0.
  • Thomas Wiedenhorn, Ursula Pfeiffer-Blattner (Hrs.): 200 anos de formação de professores do estado em Württemberg :. Para institucionalizar uma formação de professores do estado media commerce Springer, Wiesbaden 2014, 978-3-658-03621-8.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]