Carl Gräbe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carl Gräbe
Química
Carl Gräbe em 1860
Nacionalidade Alemanha Alemão
Nascimento 24 de fevereiro de 1841
Local Frankfurt am Main
Morte 19 de janeiro de 1927 (85 anos)
Local Frankfurt am Main
Atividade
Campo(s) Química
Instituições Hoechst AG, Universidade de Leipzig, Universidade de Königsberg, Universidade de Genebra
Alma mater Universidade de Heidelberg
Orientador(es) Robert Bunsen

Carl Gräbe (Frankfurt am Main, 24 de fevereiro de 1841Frankfurt am Main, 19 de janeiro de 1927) foi um químico alemão.

Gräbe estudou em uma escola vocacional em Frankfurt am Main, na Universidade de Karlsruhe e na Universidade de Heidelberg. Trabalhou depois na companhia química Meister Lucius und Brüning (atual Hoechst AG). Supervisionou a produção de fucsina e pesquisou corantes violeta feitos de iodo. O trabalho com iodo causou-lhe uma infecção ocular, o que fez-lhe retornar à universidade.

Orientado por Robert Bunsen, Carl Gräbe obteve o doutorado na Universidade de Heidelberg, em 1862. Habilitou-se em 1868, tornando-se então professor na Universidade de Leipzig. Gräbe foi professor de química na Universidade de Königsberg, de 1870 a 1877, e na Universidade de Genebra, de 1878 a 1906.

Juntamente com Carl Theodore Liebermann, sintetizou em 1868 o corante vermelho alaranjado alizarina; a alizarina foi isolada e identificada a partir da raiz da rubia aproximadamente quarenta anos antes (em 1826) pelo químico francês Pierre Jean Robiquet, simultaneamente com a purpurina, um corante violeta.

Introduziu a nomenclatura "orto", "meta" e "para" de anéis de benzeno.

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.