Carlo Goldoni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Carlo Goldoni
'
Nascimento Carlo Osvaldo Goldoni
25 de fevereiro de 1707
Veneza
Morte 6 de fevereiro de 1793 (85 anos)
Paris
Cidadania República de Veneza, Reino da França, Reino da França, Primeira República Francesa
Etnia Italianos
Cônjuge Nicoletta Conio
Alma mater
Ocupação dramaturgo, escritor, libretista, roteirista, tradutor, poeta jurista, autor, poeta, realizador,
Obras destacadas Servant of Two Masters, The Mistress of the Inn, Lo speziale, La donna di garbo, The Liar

Carlo Goldoni (Veneza, 25 de fevereiro de 1707Paris, 6 de fevereiro de 1793) foi um dramaturgo veneziano. É considerado um dos maiores autores europeus de teatro e um dos escritores italianos mais conhecidos fora da Itália. Provavelmente, suas obras, junto com as de Pirandello, constituem o principal veículo de difusão da arte dramatúrgica italiana através do mundo. Muito conhecido pela difusão da commedia dell'arte.

Biografia[editar | editar código-fonte]

A juventude[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Goldoni nasceu em Veneza em 1707, numa família burguesa, que acabou passando por dificuldades financeiras devido aos gastos de seu avô paterno. Seu pai, dedicando-se à medicina, se estabeleceu em Perugia, onde Goldoni iniciou seus estudos e leu a primeira ópera cômica.

Os estudos[editar | editar código-fonte]

Commedie

Transfere-se para Rimini, a fim de estudar filosofia, mas acabou abandonando o estudo, tanto por saudades de sua mãe quanto para seguir até Chioggia com uma companhia de comediantes. Daí seu pai o mandou a Pádua e depois a Pavia, para o colégio Ghislieri (1723-1725), onde fez o curso de jurisprudência, mas precisou deixar a cidade depois da encenação de uma peça que falava sobre as moças daquele lugar. A obra suscitou a ira de algumas famílias de Pavia, e Goldoni foi expulso do colégio.

Veneziano e toscano[editar | editar código-fonte]

Como em outras obras teatrais da época e do lugar, os personagens das comédias italianas de Goldoni falavam originalmente ou a variedade literária da Toscana (que se tornou o italiano moderno) ou o dialeto veneziano, dependendo de sua posição na vida. No entanto, em algumas edições impressas de suas peças, ele frequentemente transformava os textos venezianos em toscanos também.

Trabalhos selecionados[editar | editar código-fonte]

A seguir, uma pequena amostra da enorme produção de Goldoni.

Tragédias[editar | editar código-fonte]

  • Rosmonda (1734)
  • Griselda (1734)

Tragicomédias[editar | editar código-fonte]

  • Belisario (1734)
  • Don Giovanni Tenorio o sia Il dissoluto, "The Dissolute" (1735)
  • Rinaldo di Montalbano (1736)

Comédias[editar | editar código-fonte]

  • Il servitore di due padroni, (1745) "O Servo de Dois Mestres" (agora frequentemente renomeado como Arlecchino servitore di due padroni "Servo Arlequim de dois Mestres")
  • I due gemelli veneziani, (1747)
  • La vedova scaltra, (1748)
  • La putta onorata, (1749)
  • Il cavaliere e la dama, (1749)
  • La famiglia dell'antiquario, (1750)
  • Il teatro comico, (1750–1751)
  • Il bugiardo, (1750–1751)
  • Il vero amico, (1750)
  • I pettegolezzi delle donne, (1750–1751)
  • La locandiera, (1751)
  • Il feudatario (1752)
  • Gl'innamorati, (1759)
  • I rusteghi, (1760)
  • Le baruffe chiozzotte (1762)
  • Gli amori di Zelinda e Lindoro, (1764)

Opera seria libretti[editar | editar código-fonte]

  • Amalasunta (1732)
  • Gustavo primo, re di Svezia (c. 1738)
  • Oronte, re de' Sciti (1740)
  • Statira (c. 1740)

Opera buffa libretti[editar | editar código-fonte]

  • La contessina de Maccari (1743)
  • L'Arcadia in Brenta de Galuppi (1749)
  • Il mondo della luna de Galuppi (1750), Haydn (1777), Paisiello (1782).
  • Il filosofo di campagna de Galuppi (1754)
  • Il mercato di Malmantile de Fischietti (1757)
  • Buovo d'Antona, com música de Tommaso Traetta (1758, gravado incorretamente como 1750 na edição de Zatta)
  • La buona figliuola de Niccolò Piccinni (1760)
  • Lo speziale de Joseph Haydn (1768)
  • La finta semplice de Wolfgang Amadeus Mozart (1769)
  • Le pescatrici de Haydn (1770)

Intermezzo libretti[editar | editar código-fonte]

  • Le donne vendicate, (1751)

Cantatas e serenatas[editar | editar código-fonte]

  • La ninfa saggia, (17??)
  • Gli amanti felici, (17??)

Poesia[editar | editar código-fonte]

  • Il colosso, uma sátira contra as meninas Pavia que levou Goldoni a ser expulso do Collegio Ghislieri (1725)
  • Il quaresimale in epilogo (1725–1726)

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Nuovo teatro comico, "New Comic Theater", plays. Pitteri, Venice (1757)
  • Mémoires, "Memoirs". Paris (1787)
  • Goldoni's collected works. Zalta, Venice (1788–1795)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Carlo Goldoni
Wikisource
A Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Carlo Goldoni
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.