Carlo Rubbia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo asteróide, veja 8398 Rubbia.
Carlo Rubbia Medalha Nobel
Conhecido(a) por Bósons W e Z
Nascimento 31 de março de 1934 (84 anos)
Gorizia, Friul-Veneza Júlia
Nacionalidade Itália Italiano
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1984), Medalha Dirac (UNSW) (1989)
Campo(s) Física
Notas Membro da Pontifícia Academia das Ciências

Carlo Rubbia (Gorizia, 31 de março de 1934) é um físico italiano. É desde 11 de dezembro de 2013 senador vitalício em seu país por nomeação presidencial.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Recebeu o Nobel de Física de 1984, por contribuições fundamentais que levaram à descoberta dos bósons W e Z, mediadores da interação fraca. Desde 14 de dezembro de 1985 faz parte da Pontifícia Academia das Ciências.

Foi director do CERN- Organização Europeia para a Investigação Nuclear entre Janeiro de 1989 e Dezembro de 1993.

Atualmente seus esforços concentram-se no desenvolvimento de tecnologias para fontes de energia renováveis.

Senador vitalício[editar | editar código-fonte]

Em 30 de agosto de 2013 foi nomeado pelo presidente Giorgio Napolitano senador vitalício, juntamente com Elena Cattaneo, Renzo Piano e Claudio Abbado.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Subrahmanyan Chandrasekhar e William Alfred Fowler
Nobel de Física
1984
com Simon van der Meer
Sucedido por
Klaus von Klitzing


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Carlo Rubbia