Carlos Andrés Sánchez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Carlos Sanchez.
Carlos Sánchez
Carlos Sánchez
Carlos Sánchez em 2018, jogando pelo Santos.
Informações pessoais
Nome completo Carlos Andrés Sánchez Arcosa
Data de nasc. 2 de dezembro de 1984 (36 anos)
Local de nasc. Montevidéu, Uruguai
Nacionalidade uruguaio
Altura 1,70 m
destro
Apelido Pato
Informações profissionais
Clube atual Santos
Número 7
Posição meia
Clubes profissionais
Anos Clubes
2003–2009
2009–2011
2011–2015
2013–2014
2016–2018
2018–
Liverpool
Godoy Cruz
River Plate
Puebla (emp.)
Monterrey
Santos
Seleção nacional
2014– Uruguai

Carlos Andrés Sánchez Arcosa (Montevidéu, 2 de dezembro de 1984) é um futebolista uruguaio que atua como meia. Atualmente joga pelo Santos[1]. É irmão do meia Nicolás De La Cruz, jogador da seleção uruguaia e do River Plate.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Liverpool F.C.[editar | editar código-fonte]

Nascido em Montevidéu, Sánchez começou no Liverpool, clube da cidade natal. Ele estreou pela primeira vez em 2003 e passou a jogar várias temporadas pelo time da Primera Divisão Uruguaia.

Godoy Cruz[editar | editar código-fonte]

Em 31 de dezembro de 2009, Sánchez assinou um contrato de dois anos com a Godoy Cruz.[2] Fez a sua estreia pelo clube no dia 13 de fevereiro de 2010, tendo como substituto de Leandro Torres em um empate de 0 a 0 contra o Huracán.

Sánchez marcou seu primeiro gol pelo Godoy Cruz em 3 de março de 2010, garantindo o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Lanús. Ele se tornou um titular indiscutível para a equipe durante a temporada 2010-11, contribuindo com quatro gols em 33 jogos.

River Plate[editar | editar código-fonte]

Em 20 de julho de 2011, Sánchez e seu companheiro de equipe, Martín Aguirre, se juntaram a River Plate por uma taxa de 2,9 milhões de dólares.[3] River reteve 50% dos seus direitos federativos. Ele fez sua estréia pelo clube em 17 de agosto, jogando os 90 minutos em uma vitória em casa por 1 a 0 contra o Chacarita Juniors, e marcou seu primeiro gol três dias depois, marcando o último gol. numa derrota fora de casa por 3 a 1 contra o Independiente Rivadavia.

Comprado imediatamente em 2012,[4] Sánchez foi titular incontestável dos "Millonarios" nas campanhas seguintes, e marcou dois gols em 5 a 0 em casa sobre o Godoy Cruz, em 7 de outubro de 2012.[5] No dia 9 de agosto de 2013, foi emprestado ao time da Liga MX, o Puebla.[6]

Sánchez retornou ao River em junho de 2014,[7] e renovou o contrato até dezembro de 2016, em 9 de julho.[8] Ele marcou dois gols em uma vitória em casa por 3 a 0 sobre o Defensa y Justicia em 28 de agosto,[9] e terminou o ano como campeões da Copa Sul-Americana de 2014. Durante a campanha de 2015, foi titular regular na Copa Libertadores da América de 2015, onde terminou campeão.[10]

Sánchez também marcou um gol no Copa Suruga Bank de 2015, marcando o primeiro gol em uma vitória por 3 a 0 contra o Gamba Osaka.[11] Em 31 de dezembro de 2015, ele foi nomeado o jogador Sul-Americano de Futebol do Ano, vencendo Carlos Tévez e Miller Bolaños e se tornando o primeiro uruguaio a ganhar o prêmio depois de Enzo Francescoli em 1995.[12]

Monterrey[editar | editar código-fonte]

Em 14 de novembro de 2015, Monterrey anunciou que havia chegado a um acordo para a transferência de Sánchez.[13] Sánchez foi apresentado em 22 de dezembro, assinando um contrato de três anos com o clube.[14]

Santos[editar | editar código-fonte]

Em 23 de julho de 2018, o Santos anunciou a contratação de Sánchez em um contrato de três anos..[15] Ele fez sua estréia em 4 de agosto, em um empate em 0 a 0 contra o Botafogo.

Sánchez estreou na Libertadores pelo Peixe em 21 de agosto de 2018, empatando em 0 a 0 com o Independiente.[16] Ele foi, no entanto, suspenso por agredir um jogador durante uma partida da Copa Sul-Americana de 2015 enquanto jogava com o River Plate, e o Santos foi derrotado por W.O.;[17] ele ainda estava declarado livre para disputar a segunda partida no Estádio do Pacaembu,[18] cujo também terminou em 0-0.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Carlos Sánchez na Copa do Mundo de 2018.

Estreou pela Seleção Uruguaia principal em 13 de novembro de 2014 em partida amistosa contra a Costa Rica aos 29 anos de idade.[19]

Títulos[editar | editar código-fonte]

River Plate


Monterrey

Referências

  1. https://www.terra.com.br/amp/esportes/lance/peres-confirma-sanchez-contratado-no-santos-e-quer-antecipar-exames,48c6fdf5cad084c1524f504e3b573d02g2yzlfl4.html/Peres-confirma-Sanches/
  2. «Carlos Sánchez de Liverpool a Godoy Cruz» [Carlos Sánchez do Liverpool ao Godoy Cruz] (em espanhol). LR21. 31 de dezembro de 2009. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  3. «River suma refuerzos: confirmadas las llegadas de Sánchez y Aguirre» [River some up players: confirmou as chegadas de Sánchez e Aguirre] (em espanhol). La Nación. 20 de julho de 2011. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  4. «River comprará el 100% del pase de Carlos Sánchez» [River will buy 100% of the rights of Carlos Sánchez] (em espanhol). Futbol.uy. 7 de setembro de 2011. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  5. «Goleada de River a Godoy Cruz: le ganó por 5 a 0» [Roteamento do River sobre o Godoy Cruz: derrota por 5-0] (em espanhol). El Tribuno. 7 de outubro de 2012. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  6. «Carlos Sánchez se va de River con bronca: "Al menos esperaba el llamado de un dirigente"» [Carlos Sánchez deixa o River com raiva: "Eu esperava pelo menos um telefonema de um membro do conselho"] (em espanhol). La Nación. 9 de agosto de 2013. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  7. «Carlos Sánchez: "Ojalá no me vaya nunca más de River"» [Carlos Sánchez: "Eu espero nunca mais deixar o River"] (em espanhol). ESPN. 26 de junho de 2014. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  8. «Carlos Sánchez renovó con River argentino hasta 2016» [Carlos Sánchez renovou com o River até 2016] (em espanhol). Tenfield. 9 de julho de 2014. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  9. «River volvió a brillar y goleó a Defensa y Justicia en el Monumental» [O River brilha novamente e derrota Defensa y Justicia no Monumental] (em espanhol). Télam. 27 de agosto de 2014. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  10. «River Plate 3 - Tigres UANL 0 (3-0 agg): River ganha a copa pela terceira vez». Goal.com. 5 de agosto de 2015. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  11. «River goleó a Gamba Osaka en Japón y conquistó la Copa Suruga Bank» [River humilha Gamba Osaka no Japão e ganha a Suruga Bank Championship] (em espanhol). La Nación. 11 de agosto de 2015. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  12. «Carlos Sánchez es el nuevo "Rey de América"» [Carlos Sánchez é o novo "Rei da América"] (em espanhol). D10. 31 de dezembro de 2015. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  13. «Comunicado a nuestra Afición y Medios de Comunicación» [Anúncio aos nossos apoiadores e imprensa] (em espanhol). CF Monterrey. 14 de novembro de 2015. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  14. «Carlos Sánchez llegó a Monterrey» [Carlos Sánchez chega ao Monterrey] (em espanhol). Referí. 22 de dezembro de 2015. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  15. «Santos anuncia a contratação de Carlos Sánchez». Globo Esporte. 23 de julho de 2018. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  16. «Com um a menos e sem chutar a gol, Santos arranca empate na Argentina». Lance!. 21 de agosto de 2018. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  17. «Libertadores: Santos é punido com derrota por escalação de Sánchez». Veja. 28 de agosto de 2018. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  18. «Conmebol decide que Santos pode escalar o 'suspenso' Carlos Sánchez». Folha de S. Paulo. 28 de agosto de 2018. Consultado em 6 de outubro de 2018 
  19. «A los 29 años, Carlos Sánchez finalmente debutó en la selección de Uruguay». Canchallena (em espanhol). 29 de novembro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]