Carlos Eduardo Cadoca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carlos Eduardo Cadoca
Deputado federal por Pernambuco
Período 1 de fevereiro de 1999
até 31 de dezembro de 2018
Deputado estadual de Pernambuco
Período 1 de fevereiro de 1995
até 31 de janeiro de 1999
Vereador de Recife
Período 1 de janeiro de 1983
até 31 de janeiro de 1995
Dados pessoais
Nome completo Carlos Eduardo Cintra da Costa Pereira
Nascimento 23 de abril de 1940 (79 anos)
Recife, PE
Partido SD[1]
Profissão Advogado

Carlos Eduardo Cintra da Costa Pereira, mais conhecido como Cadoca (Recife, 23 de abril de 1940) é um político brasileiro. É deputado federal pelo estado de Pernambuco e advogado.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de João Coutinho da Costa Pereira e Maria José Cintra da Costa Pereira, Carlos Eduardo Cadoca é formado em direito pela Faculdade de Direito do Recife em 1967 e Desenvolvimento Econômico por Harvard, EUA, em 1966.

Foi um dos fundadores do Partido do Movimento Democrático Brasileiro em 1981, antes disso já fazia parte do Movimento Democrático Brasileiro desde 1969.

Em 2004 se candidatou a prefeito da cidade de Recife. Com o apoio do então governador do estado, Jarbas Vasconcelos perdeu a eleição para o então prefeito que tentava a reeleição, João Paulo Lima.

Em 2008 candidatou-se a prefeito da cidade do Recife, dessa vez pelo PSC e adversário do canditado do seu antigo partido, Raul Henry. Perdeu a eleição para João da Costa.

Em 2010 foi eleito para o quarto mandato consecutivo de deputado federal pelo PSC, em Pernambuco.

Em 2014 tentou o quinto mandato de deputado federal pelo PCdoB, através da coligação Frente Popular de Pernambuco. Ficou na suplência, mas assumiu o mandato em fevereiro depois que o governador Paulo Câmara convocou André de Paula para compor a Secretaria das Cidades.

Deixou o PCdoB em 2016 e ingressou meses depois no Partido Democrático Trabalhista, legenda essa que acabou expulso em abril de 2017 após votar a favor das reformas trabalhistas enviadas pelo governo Temer.[2]

Cadoca informou que desistiu de candidatura para o mandato de 2018-2022.[3]

Executivo[editar | editar código-fonte]

Cadoca também tem ampla experiência no Executivo. Foi secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Esportes da Prefeitura do Recife no segundo mandato Jarbas Vasconcelos. Continuou no cargo em 1997, na gestão de Roberto Magalhães. No ano seguinte, foi para a secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Esportes de Pernambuco na primeira gestão Jarbas Vasconcelos como governador de Estado. Cadoca comandou projetos importantes e estruturadores, como a ampliação do Porto de Suape e a política de captaçào de investimentos para Pernambuco.

Cargos Eletivos[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • www.camara.gov.br

Referências

  1. «Cadoca se filia ao Solidariedade». Folha PE. 6 de abril de 2018 
  2. «Cadoca é expulso do PDT por votar a favor da Reforma Trabalhista». jconline.ne10.uol.com.br. Jornal do Comércio. 27 de abril de 2017 
  3. Correia, Victor Tavares (30 de agosto de 2018). «Cadoca desiste de candidatura e não tentará mandato em 2018». Blog de Jamildo