Carlos Eduardo Esteves Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carlos Eduardo Esteves Lima
Ministro-chefe interino da Casa Civil do  Brasil
Período 16 de setembro de 2010
até 1 de janeiro de 2011
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Antecessor(a) Erenice Guerra
Sucessor(a) Antonio Palocci
Nascimento
 Brasil

Carlos Eduardo Esteves Lima é um engenheiro civil e político brasileiro. Foi o último ministro-chefe da Casa Civil do Brasil durante o Governo Lula.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido no distrito de Frei Serafim, município de Itambacuri, MG, formou-se em engenharia civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e é pós-graduado em Políticas Públicas e Gestão Governamental pela Escola Nacional de Administração Pública (ENAP).

Governo FHC[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira política no governo de Fernando Henrique Cardoso, no qual ocupou o cargo de Secretário-Adjunto de Previdência Complementar do Ministério da Previdência Social, entre 1998 e 2000, com os ministros Reinhold Stephanes e Waldeck Ornelas.[1] Também foi inventariante do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER)[1] e, em 2002, interventor nomeado pelo Palácio do Planalto na Previ, fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil.[2]

Governo Lula[editar | editar código-fonte]

No governo de Luiz Inácio Lula da Silva, foi subchefe-adjunto de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais do Ministério da Casa Civil, quando Dilma Rousseff comandava a pasta, e secretário-executivo, desde abril de 2010, na gestão de Erenice Guerra. No dia 16 de setembro daquele ano, assumiu, interinamente,[3] o cargo de Ministro-chefe da Casa Civil, substituindo Erenice, que se afastou após denúncias envolvendo familiares.[4][1]

Referências

  1. a b c Bresciani, Eduardo (16 de setembro de 2010). «Interino da Casa Civil ocupou cargos no governo FHC». G1. Consultado em 9 de dezembro de 2010 
  2. Leite, Janaína (12 de junho de 2002). «A Batalha da Previ - Governo afasta sindicalistas e retoma controle da fundação de R$ 40 bi». IstoÉ Dinheiro. Consultado em 4 de novembro de 2010 
  3. «Diário Oficial da União - Página 1». Imprensa Nacional. 17 de setembro de 2010. Consultado em 4 de novembro de 2010 
  4. Domingos, João (16 de setembro de 2010). «Cai ministra da Casa Civil Erenice Guerra». O Estado de S. Paulo. Consultado em 4 de novembro de 2010 


Precedido por
Erenice Guerra
Ministro-chefe da Casa Civil do Brasil (interino)
2010
Sucedido por
Antonio Palocci