Carlos Fabião

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Carlos Alberto Idães Soares Fabião GOL (Lisboa, 19302 de Abril de 2006) foi um militar português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Em 1950 entrou para a Escola do Exército. Em Dezembro de 1973, quando era major, Carlos Fabião denunciou numa aula do Instituto de Altos Estudos Militares, a preparação de um golpe de estado de direita, que seria conduzido por Kaúlza de Arriaga.

Fez parte do Movimento dos Capitães, que na Revolução de 25 de Abril de 1974 derrubou o regime político existente em Portugal desde 1926.

Foi governador da Guiné Portuguesa de Maio a 15 de Outubro de 1974. Fez parte da Junta de Salvação Nacional assim como do Conselho de Estado. A partir de 14 de Março de 1975 fez parte do Conselho da Revolução.

Em Dezembro de 1993, passou à reserva com o posto de Coronel. Foi agraciado com o grau de Grande-Oficial da Ordem da Liberdade a 10 de Dezembro de 2004.[1]

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Carlos Idães Fabião". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 4 de abril de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
São Gouveia
Governador da Guiné Portuguesa
1974
Sucedido por
Reconhecimento da independência da República da Guiné-Bissau
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.