Carlos Imbassahy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Carlos de Brito Imbassahy (Salvador, 9 de setembro de 1883 - Niterói, 4 de agosto de 1969) foi um advogado, jornalista, parapsicólogo e escritor espírita brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Tendo iniciado a sua carreira como Promotor Público em Andaraí, no estado brasileiro da Bahia, abandonou a magistratura para ingressar na carreira de Estatístico do Ministério da Fazenda, na então capital do país, o Rio de Janeiro. Trabalhou na Secretaria de Estatística Econômica e Financeira, onde veio a aposentar-se como titular, passando então a devotar-se inteiramente ao Espiritismo, tornando-se figura de grande projeção, não só no Brasil, como no Exterior.

Além de colaborar em diversos jornais e revistas de todo o país e do estrangeiro, foi um dos mais ativos escritores espíritas, celebrizando-se como polemista pela sua convicção, poder dialético e elegância com que sempre se portou na defesa de seus pontos de vista.

Produção bibliográfica[editar | editar código-fonte]

Entre os seus trabalhos literários, destacam-se os romances "Leviana" e "Os Menezes". Publicou ainda uma obra de cunho histórico, "Grandes Criminosos da História".

No terreno do espiritismo e da parapsicologia, produziu:

  • À Margem do Espiritismo (FEB, 1932)
  • O Espiritismo à Luz dos Fatos (FEB, 1935)
  • Religião (FEB, 1942)
  • A Mediunidade e a Lei (FEB, 1946)
  • Corpo e Espírito (LAKE, 1946)
  • Ciência Metapsíquica (Gráf. Mundo Espírita, 1949)
  • Espiritismo e Loucura (LAKE, 1949)
  • Matéria ou Espírito? (LAKE, 1949) - com Pedro Granja
  • Fantasmas, Fantasias e Fantoches (Édipo, 1950) - com Pedro Granja
  • A Evolução (FEP, 1955)
  • A Missão de Allan Kardec (FEP, 1957)
  • A Reencarnação e suas Provas (FEP, s/d) - com Mário Cavalcanti de Melo
  • A Psicanálise perante a Parapsicologia (Liv. Ghignone, 1960)
  • A Farsa Escura da Mente (LAKE, 1965)
  • O que é a Morte (Edicel, 1966)
  • Enigmas da Parapsicologia (Edições Calvário, 1967)
  • Hipóteses em Parapsicologia (Ed. Eco, 1967)
  • O Poder Fantástico da Mente (Ed. Eco, 1967) - com Nazareno Tourinho
  • Freud e as Manifestações da Alma (Ed. Eco, s/d)

Traduziu, ainda, para a língua portuguesa, as seguintes obras:


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.