Carlos Macedo (político)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carlos Macedo
Carlos Macedo
Ministro(a) de Portugal
Período VII Governo Constitucional
  • Ministro dos Assuntos Sociais
Antecessor(a) João Morais Leitão
Sucessor(a) Francisco Pinto Balsemão
Dados pessoais
Nascimento 26 de janeiro de 1937
Sé Nova, Coimbra
Morte 18 de junho de 2017 (80 anos)
Partido PPD/PSD

Carlos Mattos Chaves de Macedo (Sé Nova, Coimbra, 26 de janeiro de 193718 de junho de 2017) foi um médico e político português. Ocupou o cargo de ministro dos Assuntos Sociais no VII Governo Constitucional, durante breves meses do ano de 1981.

Formação[editar | editar código-fonte]

Antes de enveredar pela política, exerceu como médico neurologista, sendo medicina a sua formação de base. Nessa condição, desempenhou, na área da saúde, cargos dirigentes no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide, e do Hospital de Santarém.[1]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Aderiu ao PPD/PSD logo em maio de 1974, sendo considerado um dos membros fundadores do partido. Foi eleito vogal da Comissão Política Nacional do PPD/PSD no I Congresso do partido, em novembro de 1974, em Lisboa. Abandonou o PPD/PSD no II Congresso do partido, em Aveiro, em 1975, tendo regressado ao PPD/PSD no VI Congresso, em Lisboa, em julho de 1978. Foi novamente eleito vogal da Comissão Política Nacional do partido em junho de 1979, no VII Congresso do partido, em Lisboa, sob a liderança de Francisco Sá Carneiro.

Após a morte de Sá Carneiro, foi chamado para o VII Governo Constitucional, liderado por Francisco Pinto Balsemão, tendo assumido a pasta dos Assuntos Sociais entre janeiro e agosto de 1981, altura em que apresentou a demissão em ruptura com Balsemão. No VIII Congresso do PPD/PSD, realizado em Lisboa em fevereiro de 1981, foi eleito vice-presidente do partido.[2] Foi deputado pelo PSD à Assembleia da República entre 1979 e 1983.[3]

Em 1989, foi expulso do PSD, em ruptura com o então líder e primeiro-ministro, Aníbal Cavaco Silva, após criticar, n'O Independente, a então ministra da Saúde, Leonor Beleza, e o então secretário de Estado da Saúde, Costa Freire, pelos escândalos em que estiveram envolvidos. Posteriormente aderiu ao CDS-PP, partido pelo qual se candidatou à Câmara Municipal de Sintra.

Morreu a 18 de junho de 2017, aos 80 anos de idade, vítima de problemas cardíacos, na sequência de uma recente operação ao coração.

Funções governamentais exercidas[editar | editar código-fonte]

Referências


Precedido por
João Morais Leitão
Ministro dos Assuntos Sociais
VII Governo Constitucional
1981
Sucedido por
Francisco Pinto Balsemão



Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.