Carlos Trucco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Carlos Trucco
Informações pessoais
Nome completo Carlos Leonel Trucco Medina
Data de nasc. 11 de agosto de 1957 (61 anos)
Local de nasc. Córdoba,  Argentina
Altura 1,80 m
Apelido El Loco
Informações profissionais
Equipa atual aposentado
Posição Ex-goleiro
Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1977-1981
1981-1984
1984-1985
1985-1989
1989
1989
1989-1991
1991-1994
1994-1995
1995-1996
1996-1997
Argentina Unión Santa Fe
Argentina Vélez Sarsfield
Argentina Estudiantes de Río Cuarto
Bolívia Destroyers
Bolívia Oriente Petrolero
Bolívia Bolívar
Colômbia Deportivo Cali
Bolívia Bolívar
México Pachuca
Bolívia Bolívar
México Cruz Azul
Seleção nacional
1989-1997 Flag of Bolivia.svg Bolívia
Times/Equipas que treinou
2000
20012002
2002
2003
México Veracruz
Flag of Bolivia.svg Bolívia
México Celaya
México Pachuca

Carlos Leonel Trucco Medina, mais conhecido como Carlos Trucco (Córdoba, 11 de agosto de 1957),[1] é um treinador e ex-futebolista boliviano, nascido na Argentina que atuava como goleiro. Atualmente, sem clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Trucco começou a jogar profissionalmente em 1977, mas no início de carreira atuou pelo Unión de Santa Fe. Pelos Tatengues, ele disputou 55 partidas. Seu desempenho chamou a atenção do Vélez Sársfield, mas ele disputou apenas três partidas.

Retornou ao Unión em 1984, mas ele também não foi feliz no seu retorno ao time que o projetou: foram quatro partidas disputadas. Então, Trucco foi para o Estudiantes de Rio Cuarto, onde atuou por nove vezes.

Em 1985, após abandonar o Estudiantes, Trucco se mudou para a Bolívia para atuar no Destroyers. Em seguida assinou com o Oriente Petrolero, onde atuou até 1990.

Trucco teve uma curta e despercebida poassagem pelo Deportivo Cali. Pela equipe colombiana, ele foi pouco aproveitado - alternava a titularidade com o jovem Faryd Mondragón. Deixou o Deportivo em 1991.

Aos 34 anos, Trucco mantinha a boa forma e retornou à Bolívia para atuar no Bolívar. Passou cinco anos na equipe azul, saindo em 1996. Com 39 anos de idade e 19 anos de carreira nas costas, Trucco foi jogar no Pachuca. Pela equipe mexicana, se aposentou dos gramados em 1997, às vésperas dos quarenta anos de idade.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Trucco estreou na Seleção Boliviana já veterano. Participou da fracassada tentativa de classificar seu país para a Copa de 1990, mas esteve no Mundial dos Estados Unidos. Contra a poderosa Alemanha, El Loco fechou o gol como quis, mas não conseguiu evitar o gol de Jürgen Klinsmann. Atuou também contra a Espanha e a Coreia do Sul. Durante a competição, Trucco, que já era titular nas eliminatórias, manteve a posição, deixando o também experiente Darío Rojas e o jovem Marcelo Torrico na reserva.[2]

Ele também atuou em duas Copas América antes de deixar a Seleção, ainda em 1997. Trucco treinou a própria Seleção Boliviana durante as eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA de 2002, mas não teve sucesso na função.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Seleção Boliviana

Referências

  1. Perfil em Zerozero
  2. «Elenco BOL'99». Consultado em 20 de janeiro de 2017