Carlos de Bourbon-Duas Sicílias, Duque de Castro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pretendente
Carlos de Bourbon-Duas Sicílias
Reivindicação
Título Rei das Duas Sicílias
Chefe da Casa de Bourbon-Duas Sicílias
Príncipe das Duas Sicílias
Duque de Castro
País Reino das Duas Sicílias
Período 2008 - presente
Predecessor Príncipe Fernando
Último monarca Francisco II das Duas Sicílias
Ligação com o último monarca sobrinho-bisneto
Vida
Cônjuge Camilla Crociani
Descendência Princesa Maria Carolina, Duquesa de Calabria
Princesa Maria Chiara, Duquesa de Noto
Casa Bourbon-Duas Sicílias
Pai Príncipe Fernando, Duque de Castro
Mãe Chantal de Chevron-Villette
Nascimento 24 de março de 1963
Saint-Raphaël, Var, França
Morte
Família real das Duas Sicílias
Família do Duque de Castro
Coat of arms of the Kingdom of the Two Sicilies.svg

  • SAR a Princesa Béatrice
  • SAR a Princesa Anne

Carlos Maria Bernardo Januário de Bourbon-Duas Sicílias (em italiano: Carlo Maria Bernardo Gennaro di Borbone-Due Sicilie) (Saint-Raphaël, Var, 24 de março de 1963), é príncipe da Casa Real das Duas Sicílias, ostentando o título de duque de Castro. Desde 2008 se auto intitula duque da Calábria, como seu primo, o infante Carlos de Bourbon-Duas Sicílias, com quem disputa a chefia da Casa Real das Duas Sicílias.

Família[editar | editar código-fonte]

Carlos é o segundo filho (único varão) do príncipe Fernando de Bourbon-Duas Sicílias, duque de Castro e da condessa Chantal de Chevron-Villette. Seus avós paternos foram o príncipe Raniero de Bourbon-Duas Sicílias, duque de Castro e a condessa Maria Carolina Zamoyska; e seus avós maternos foram o conde Andrzej Przemysław Zamoyski e a princesa Maria Carolina de Bourbon-Duas Sicílias.[1]

Questão dinástica[editar | editar código-fonte]

Em 2008, Carlos sucedeu seu pai como chefe da Casa Real das Duas Sicílias, herdando o título de duque de Castro.

O duque sustenta que o príncipe Carlos de Bourbon-Duas Sicílias, avô do infante Carlos, renunciou aos seus direitos sobre a Casa das Duas Sicílias em 1901, quando se casou com Maria das Mercês de Bourbon, Princesa das Astúrias, irmã do rei Afonso XIII de Espanha e sua herdeira presuntiva. Como possível rei consorte da Espanha, Carlos não poderia permanecer como rei de jure das Duas Sicílias, daí o motivo da renúncia por si e por seus descendentes e a transferência de seus direitos a seu irmão mais novo, o príncipe Raniero de Bourbon-Duas Sicílias.[2][3]

A questão dinástica se arrasta até os dias atuais pois, enquanto a Espanha reconhece os direitos legítimos dos descendentes de Carlos, as demais Casas Reais da Europa reconhecem como legítimos os descendentes do príncipe Raniero.

Casamento e filhos[editar | editar código-fonte]

Casou-se em Mônaco, em 31 de outubro de 1998, com Camilla Crociani. O casal tem duas filhas:[4]

Nota[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Worldroots
  2. (Disputed) Headship of the House of Bourbon-Two Sicilies In Defense of (Real) History: Who is the Head of the Royal House of Bourbon of the Two Sicilies? by Luigi Mendola.
  3. The Two Sicilies Succession
  4. Boubon-Two Sicilies Royal Family
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.