Carnaxide

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
OER.png Carnaxide
  Freguesia portuguesa extinta  
Carnaxide panorama.jpg
Símbolos
Brasão de armas de Carnaxide
Brasão de armas
Localização
OER Carnaxide.svg
País Portugal
Região Área Metropolitana de Lisboa
Concelho Oeiras
Freguesia Carnaxide e Queijas
Outras informações
Orago São Romão

Carnaxide é uma das mais antigas terras documentadas em Portugal. Foi uma antiga freguesia do concelho de Oeiras, com 6,63 km² de área e 25 911 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 3 908,1 hab/km². Foi elevada a vila em 16 de Agosto de 1991. Tem por orago São Romão.
Foi extinta (agregada) pela reorganização administrativa de 2012/2013,[1] sendo o seu território integrado na União de Freguesias de Carnaxide e Queijas.

Carnaxide é a terceira freguesia mais antiga do país, sendo mencionada em documentação oficial pela primeira vez no século XIV, a sua origem remonta ao século XIII.

Em 13 de Fevereiro de 1597 D. Antão de Almada recebe, de El-Rei D. Filipe I, uma Carta de mercê desta freguesia referindo-a como seu reguengo[2].

Esta freguesia foi durante largos anos a maior de Portugal - posto esse que pertence atualmente a Algueirão - Mem Martins - até ter sido dada a divisão (no ano de 1993) e separação das freguesias de Linda-a-Velha, Algés, Queijas e Cruz Quebrada - Dafundo.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Origem Árabe[editar | editar código-fonte]

  • Carna-axide: Monte de terra vermelha
  • Carn-xate: Ponta de ovelha
  • Kara-a-Cid: Casa de Cid (Rodrigo Diaz de Bivar) castelhano que lutou contra os mouros.

Origem Celta[editar | editar código-fonte]

  • Carn-ushold: Carn (monte de pedras, túmulo, memorial); Ushold (de cima)

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Carnaxide [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
2 059 2 082 2 164 5 103 9 800 6 804 12 550 15 345 20 136 28 301 38 745 78 583 79 801 21 354 25 911

Com lugares desta freguesia foi criada, em 1916, a freguesia da Amadora e em 1993 as freguesias de Algés, da Cruz Quebrada-Dafundo, Linda-a-Velha e Queijas

Economia[editar | editar código-fonte]

A sua principal actividade económica tem residido na presença de um número elevado de grandes empresas como a EFACEC, Sumol ou Mota-Engil, e no pequeno comércio.

Partilha com o município vizinho (freguesia de Alfragide, Amadora) uma das principais zonas comerciais de Lisboa, com vários centros comerciais como o Alegro (centro comercial), a IKEA (a primeira de Portugal), a Decathlon (empresa) (também a primeira de Portugal), Makro, Norauto, Seaside Center, Media Markt, Moviflor, Continente (hipermercados), Jumbo, Tartaruga Imobiliária etc.

Até 2019, ficava também localizada a sede da estação de televisão SIC (Sociedade Independente de Comunicação).[4]

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população de Carnaxide é segundo os censos de 2011 de 25.911 habitantes tendo crescido bastante em 10 anos pois nos censos de 2001 eram 21.354 habitantes. [5]

Equipamentos e espaços públicos[editar | editar código-fonte]

Carnaxide tem um Centro Cívico onde se localiza o Auditório Ruy de Carvalho, a Junta de Freguesia, a Biblioteca Municipal de Carnaxide, um centro de dia e a Paróquia.

Tem ainda vários jardins dos quais se destaca o Jardim Fernando Pessoa.

Património[editar | editar código-fonte]

Personalidades ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Freguesia de Carnaxide no IGeoE-SIG
  • [1] - Junta de Freguesia de Carnaxide - Todos os serviços online e informação actualizada sobre a Freguesia.
  • Lei 17-P/1993 - Aprovação do diploma para a alteração dos limites da freguesia de Carnaxide.
  • [2] - CarnaxideDigital, um site sobre Carnaxide e arredores


Ícone de esboço Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.