Caroline De Toni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Caroline De Toni
Deputada federal por Santa Catarina
Período 1 de fevereiro de 2019
até atualidade
Dados pessoais
Nascimento 1 de setembro de 1986 (34 anos)
Chapecó, Santa Catarina
Nacionalidade brasileira
Partido PP (2016-2018)
PSL (2018-presente)
Religião espiritismo[1]
Ocupação política
advogada
Website https://www.carolinedetoni.com.br/
linkWP:PPO#Brasil

Caroline Rodrigues De Toni (Chapecó, 1 de setembro de 1986) é uma advogada e política brasileira.[2] Nas eleições 2018 foi eleita deputada federal de Santa Catarina, pelo Partido Social Liberal (PSL), com 109 363 votos[3] — a maior votação entre as mulheres eleitas em Santa Catarina e o menor custo por voto de todos os eleitos a deputado federal no estado.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Caroline de Toni, como é mais conhecida, nasceu em Chapecó, SC, graduou-se em Direito pela Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) e fez mestrado em Direito público pelo Centro Universitário Estácio de Santa Catarina.[5]

Em 2016 concorreu a vereadora de Chapecó pelo PP, tendo alcançado a 1º suplência do partido no município com 1589 votos.[6]

Em 2018 migrou com Jair Bolsonaro para o PSL e tornou-se a vice-presidente do seu partido em Santa Catarina.

Atuação parlamentar[editar | editar código-fonte]

Em seu primeiro ano como deputada federal, Caroline De Toni foi eleita Terceira Vice-Presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJC)[7], onde foi relatora da PEC da Prisão em Segunda Instância[8], integrou a CPMI das Fake News[9] e tornou-se vice-líder do governo na Câmara[10]..

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.