Caron

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

O caron (ˇ, exemplo:Č) ou háček (pronunciado [haːʧɛk]), é um sinal diacrítico colocado sobre certas letras para indicar palatalização ou suavização na ortografia das línguas bálticas e de algumas línguas eslavas. Algumas línguas fino-úgricas o utilizam para indicar as fricativas pós-alveolares (sh, zh, ch).[1]

Maiúsculas Minúsculas
Carácter Código HTML Carácter Código HTML
Č Č č č
Ď Ď ď ď
Ě Ě ě ě
Ǧ Ǧ ǧ ǧ
Ľ Ľ ľ ľ
Ň Ň ň ň
Ř Ř ř ř
Š Š š š
Ť Ť ť ť
Ž Ž ž ž

É parecido com a braquia, mas tem uma ponta aguda, como o circunflexo (^), enquanto a braquia é arredondada.

Compare Ǎ ǎ Ě ě Ǐ ǐ Ǒ ǒ Ǔ ǔ (caron) com Ă ă Ĕ ĕ Ĭ ĭ Ŏ ŏ Ŭ ŭ (braquia).

O termo caron é usado nos nomes oficiais dos caracteres Unicode. A palavra háček significa "ganchinho" em tcheco. Em eslovaco é chamado mäkčeň ("amaciante" ou "sinal de palatalização"), em esloveno strešica ("teto", "telhado"), em croata e sérvio kvaka ou kvačica (também "ganchinho"), em estoniano katus ("teto", "telhado") e em algumas línguas ugro-finesas, exceto o estoniano, hattu ("chapéu").[2]

Uso[editar | editar código-fonte]

O uso do caron (e do acento agudo) para caracteres latinos foi introduzido na língua tcheca no século XV por Jan Hus no seu De Ortographia Bohemica (1412). Atualmente o caron é usado por tchecos, eslovacos, eslovenos, croatas, bósnios, além de sérvios e macedônios, em textos transliterados do cirílico oficial para a forma romanizada; sórbios da Alta e Baixa Lusácia, lituanos, letões e bielorrussos (novamente, quando transliterados da escrita cirílica oficial).

Referências

  1. António Bagão Félix (9 de setembro de 2017). «"entre acentos, géneros e beijos "». Ciberdúvidas. Consultado em 5 de dezembro de 2018 
  2. «Acentuação gráfica». Figuras de linguagem. 13 de novembro de 2017. Consultado em 5 de dezembro de 2018