Carpinteiro do Universo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Carpinteiro do Universo"
Single de Raul Seixas e Marcelo Nova
do álbum A Panela do Diabo
Lado A Carpinteiro do Universo (33 e 1/3 RPM)
Lado B Carpinteiro do Universo (45 RPM)
Lançamento junho de 1989 (1989-06)
Formato(s) Disco de vinil
Gravação Maio de 1989
Gênero(s) Country rock
Duração 04:30 (Lado A)
04:30 (Lado B)
Gravadora(s) WEA
Composição Raul Seixas / Marcelo Nova
Produção Pena Schmidt, Carlos Alberto Calazans, Marcelo Nova e Raul Seixas
Cronologia de singles de Raul Seixas
Não Quero mais Andar na Contramão (No No Song)
(1988)
Pastor João e a Igreja Invisível
(1989)
Cronologia de singles de Marcelo Nova
Papel de Bandido
(1988)
Pastor João e a Igreja Invisível
(1989)

Carpinteiro do Universo é um compacto dos cantores e compositores brasileiros Raul Seixas e Marcelo Nova, lançado em junho de 1989 pela gravadora WEA, tendo sua gravação sido realizada em maio de 1989 no Estúdio Vice Versa, em São Paulo, e sua distribuição sido feita pela BMG Ariola. É o primeiro single do álbum A Panela do Diabo, gravado também pelos dois cantores e lançado em 19 de agosto de 1989 pela mesma gravadora.

A canção alcançou boa execução nas rádios do país, tendo os dois artistas a executado em dois dos mais famosos programas televisivos da época, o Jô Soares Onze e Meia e o Domingão do Faustão. Além disso, recebeu, também, uma aclamação unânime por parte da crítica especializada. Com o passar dos anos, tornou-se - juntamente com "Pastor João e a Igreja Invisível" - um dos últimos sucessos de Seixas, que viria a falecer no dia 21 de agosto daquele ano.

Gravação e produção[editar | editar código-fonte]

Assim como as canções que viriam a fazer parte do LP, esse single começou a tomar forma ainda durante a turnê Anestesia, que durou de novembro de 1988 até maio de 1989, e ficou conhecida como a turnê de retorno aos palcos de Raul Seixas, após quase três anos sem fazer apresentações ao vivo.[1] Com o fim do contrato de Raul com a gravadora Copacabana, os dois cantores baianos receberam um convite de André Midani - o chefe da WEA - para gravarem um disco juntos. Então, os dois músicos "trancaram-se em casa" e produziram a maioria das canções do futuro disco.[2] Isso possibilitou que as gravações transcorressem de modo relativamente rápido, no mês de maio de 1989, no Estúdio Vice Versa, em São Paulo, e, também, a mixagem no Estúdio nas Nuvens, de Liminha, no Rio de Janeiro.[3]

Lançamento, resenha e recepção[editar | editar código-fonte]

O single foi lançado no início do mês de junho de 1989 e, já no dia 2, teve início a turnê de divulgação do vindouro álbum - que seria lançado em 19 de agosto de 1989[4] - com uma série de shows no Olympia, em São Paulo, entrevista no Jô Soares Onze e Meia, e apresentação no Domingão do Faustão.[5][6] A música teve boa execução nas rádios e acabou por tornar-se em um dos últimos sucessos de Raul Seixas. A crítica especializada a descreveu como uma balada "country-caipira" - mistura de música country com música sertaneja de raiz[7] - que tem como temática a impossibilidade de "arrumar o mundo" e de "tudo consertar" e que foi considerada, por Luís Antônio Giron, como "uma das melhores canções já realizadas no rock nacional", com sua melodia lenta e fácil e sua letra lírica.[1] Mais tarde no mesmo ano, após a morte de Raul, seria lançado o compacto de "Pastor João e a Igreja Invisível".[8]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as canções escritas e compostas por Raul Seixas e Marcelo Nova. 

Lado A
N.º Título Duração
1. "Carpinteiro do Universo" (33 e 1/3 RPM) 4:30
Lado B
N.º Título Duração
1. "Carpinteiro do Universo" (45 RPM) 4:30

Créditos[editar | editar código-fonte]

Banda Envergadura Moral[editar | editar código-fonte]

Músicos participantes[editar | editar código-fonte]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Giron, 1989.
  2. Garrido, 1989.
  3. Forastieri, agosto de 1989.
  4. Sá, 2015.
  5. «Baú do Domingão: reveja Raul Seixas no palco do Faustão em junho de 1989». GShow. 13 de julho de 2012. Consultado em 2 de agosto de 2016 
  6. Forastieri, junho de 1989.
  7. Neufville, 1989.
  8. «Raul Seixas Discography at Discogs». Discogs. N.d. Consultado em 4 de abril de 2017 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • FORASTIERI, André. Marcelo Nova e Raul gravam disco conjunto e o apresentam no Olympia. Folha de S. Paulo, Ilustrada, publicado em 02 de junho de 1989.
  • FORASTIERI, André. Volta aos palcos em 88 foi triunfal. Folha de S. Paulo, Ilustrada, publicado em 22 de agosto de 1989.
  • GARRIDO, Luís Claudio. Entrevista: Marcelo Nova. Revista Bizz, ano 05, nº 12, edição 53, dezembro de 1989.
  • GIRON, Luís Antônio. Esta "Panela do Diabo" não poupa ninguém. O Estado de S. Paulo, Caderno 2, publicado em 22 de agosto de 1989.
  • NEUFVILLE, Jean-Yves de. Último disco está nas lojas. Folha de S. Paulo, Ilustrada, publicado em 22 de agosto de 1989.
  • SÁ, Gabriel de. Marcelo Nova celebra 25 anos do disco clássico A panela do Diabo em show. Publicado em Correio Braziliense em 16 de abril de 2015. Acesso em: 28 de abril de 2016.